História Como fui me apaixonar por Derek Hale? Sterek - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Breaden, Brett Talbot, Cora Hale, Corey Bryant, Derek Hale, Hayden Romero, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kate Argent, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Natalie Martin, Paige, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Ação, Banshee, Cão Do Inferno, Kitsuni, Layden, Lobisomem, Magia, Marrish, Sobrenatural, Sterek, Violencia
Visualizações 247
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu dei uma sumida (nada de novo), dessa vez foi pq eu precisei rever a série e reler a fic. Além de que fiz umas edições e correções, mais pra deixar algumas coisas mais coerentes e pra corrigir alguns erros, principalmente nos 3 primeiros capítulos. Porém não muda em nada na história em si kkkk

Capítulo 34 - Balas de acônito


Fanfic / Fanfiction Como fui me apaixonar por Derek Hale? Sterek - Capítulo 34 - Balas de acônito

THEO


Após a explosão da granada de luz, Liam caiu em cima de mim e os disparos começaram, a sorte é que eram apenas tranquilizantes e isso deixou Corey inconsciente quase instantaneamente, Kira liberou a raposa e partiu pra cima dos caçadores, mas mesmo assim ela acabou sendo nocauteada pelos tranquilizantes e o Stiles ainda estava caído no chão, ele o Liam foram os mais afetados pela granada de luz.

Eu peguei Liam no colo e subi as escadas. Fechei a porta atrás da gente e sentei o Liam com as costas na parede enquanto sua visão voltava ao normal.

Ele começou a se levantar indo em direção à porta.

-O que você tá fazendo?! - Perguntei entrando na frente dele.

- Preciso voltar e ajudar os outros. - Ele piscou algumas vezes ainda meio atordoado.

- Você não pode voltar lá, você mal se aguenta em pé.

- Eu preciso ajudar meus amigos. - Ele me encarou furioso.

- Eu não posso deixar você ir, todos os outros foram apagados. Precisamos achar o outro grupo para que possamos nos ajudar, isso que você quer fazer é uma missão suicida, você estaria mais atrapalhado do que ajudando. - Ele parou para pensar e eu o agarrei pelas bochechas. - Liam, eu preciso de ajuda para encontrar os outros, se quer mesmo me ajudar, venha comigo.

Ele ainda parecia confuso, entretanto assentiu com a cabeça e eu o sai puxando pela mão. Não era exatamente como eu esperava andar de mãos dadas com ele.

Quando fomos em direção ao fundo da casa alguns caçadores apareceram, eu usei a minha última bala para acertar a cabeça de um deles, porém isso não foi suficiente, pois haviam mais dois. Eles tentaram disparar no Liam, mas eu entrei na frente o salvando, senti uma das balas atravessar meu peito e a outra atravessar meu abdômen.

Minha visão ficou turva, mas antes de cair ainda pude ver Liam rasgando a garganta de um com os dentes e abrindo o crânio do outro com a mão.

Ele me ergueu, me apoiando sobre seu ombro e me levou para um cômodo. Minha visão começava a voltar ao normal, parecia que estávamos em uma espécie de cozinha.

Ele me colocou sobre uma mesa, me sentando e tirando minha camiseta. Outra coisa que eu não imaginava dessa maneira.

-Ei, Theo! Fique acordado. - Ordenou dando tapas na minha bochecha.

- Eu estou bem. Precisamos ajudar os… - Foi quando eu fiz menção a me levantar, entretanto a dor me atrapalhou, me fazendo grita, a sorte foi que Liam tapou a minha boca bem na hora.

- Parado. - Ele falou me deitando na mesa.

Eu olhei para onde as balas tinham atravessado, de onde saia um vapor azulado e a pele não parecia nem um pouco bonita, além de não estar aparentemente cicatrizando.

-Isso não está cicatrizando, precisamos dar um jeito, incluindo no seu braço. Mesmo a bala que pegou de raspão tinha feito estrago, não como as outras mas tinha.

- Só tem um jeito de me salvar do veneno de acônito nas balas, você precisa colocar fogo no acônito contido em outras balas. - Respondi com dificuldade, ficava cada vez mais difícil de respirar e de falar.

- Sorte que eu peguei as armas dos caras que estavam ali foram.

- Três ferimentos… três balas… - Eu quase não conseguia falar mais.

Liam abriu as balas jogando o acônito em cima da mesa e o juntando. Ele saiu pra procurar algo pela cozinha, mas minha visão estava escurecendo e eu não consegui acompanhar o que.

Ele deu outros tapas no meu rosto fazendo-me despertar.

-Fica comigo, que isso vai dar certo. - Ele falou queimando o acônito com um maçarico de cozinha.

Ele pegou um pouco do pó e colocou no meu braço me fazendo rugir, a dor era horrível porém o machucado começou a fechar. Ele pegou um pano e me deu para morder, jogou o pó nos outros ferimentos e eu mordi o pano com toda a minha força, sentindo o tecido rasgar pelas minhas presas.

Eu soltei o pano e senti minha respiração voltar ao normal, eu senti meu corpo relaxar enquanto os ferimentos se fechavam. Se não fosse o barulho de tiros teria pego no sono ali mesmo.

-Da conta de ir? - Ele perguntou enquanto me ajudava a levantar da mesa.

- Sim… só um momento. - Falei sentindo minha visão girar ao levantar e me apoiei nos meus joelhos. - Agora podemos ir.

- Tem certeza? - Ele me olhava receoso, assenti com a cabeça. - Okay, então vamos.

- Me desculpe pela sua camiseta. - Pedi enquanto caminhávamos pelo corredor ao lembrar que a camiseta que eu estava vestindo e que rasguei com os dentes era dele.

- Sem problema, acontece. - Ele respondeu sorrindo.

Fomos em direção ao tiroteio. Ao chegarmos havia vários caçadores de costas para nós e atirando contra nosso outro grupo. Eles haviam feito uma barricada, para se protegerem.

Era por isso que ele ainda não haviam chego ao porão. Eles estavam presos ali. Quando nosso grupo nos viu eles pararam de atirar e se esconderam, para que suas balas não nos acertassem. Liam e eu aproveitamos o momento e começamos a matar todos os caçadores antes que eu pudesse reagir um deles me segurou colocando uma faca em meu pescoço.

-Deixe-me ir e eu não mato seu amigo. - Ele falou para o Liam enquanto me puxava para ir com ele.

Liam parecia relutante e fez menção de tentar me salvar, mas antes houve um disparo e o caçador caiu morto no chão. Argent tinha acabado de salvar minha vida.

Liam me abraçou e eu retribui o abraço passando as mãos pela suas costas.

Os outros vieram em nossa direção.

-Obrigado meninos! - Agradeceu o Argent.

- Eu que agradeço, você salvou minha vida. - Respondi sorrindo e ele assentiu.

- Cadê o Stiles e os outros? - Perguntou o Xerife.

- Stiles não quis esperar - e descemos no porão, fomos atacados e eles foram levados. Se não fosse Theo, eu provavelmente também teria sido levado.

- Precisamos ir então, quanto mais tempo continuamos aqui, menos tempo eles têm. - Nos alertou Isaac.

- Há muitos deles lá em baixo, não sei como vamos conseguir chegar até onde os outros estão. - Comentei.

- Corey foi levado, ele era nossa maior vantagem em questão de camuflagem. - Lembrou Argent. - Precisamos de uma distração.

- Eu já fui a distração uma vez posso ser de novo.

- Você já se colocou em perigo vezes demais hoje. - Liam me repreendeu. - Eu vou.

- Eu não posso deixar você fazer isso.

- Theo, eu não preciso da sua permissão.

- Vamos fazer isso logo ou teremos que esperar o casal aí terminar de brigar? - Perguntou Argent.

Eu senti minha bochechas esquentarem.

-Eu vou ser a isca, assim que eu descer, xerife e Valerie ficaram na porta para atirar em quem tentar me atacar, e assim que parte dos caçadores forem neutralizados, vocês descem e vamos procurar os outros. - Argent explicou. - Agora calem a boca e vamos.


Notas Finais


Será que vão conseguir salvar os outros? Será que todos desse grupo vai sobreviver? Liam e Theo vão ficar juntos? Theo vai demorar ainda para se abrir para o Liam?
Próximo capítulo sai na quarta. Obrigado a todos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...