História Como ( não ) atrair Jeon Jungkook - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 5
Palavras 1.562
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Não se confesse ao Park pt2


Pov's Jungkook

— eu preciso te dizer uma coisa Jimin - digo apreensivo.

Jimin sai da cabine e vai direto para a pia lavando as mãos.

— diga Jungkook - diz olhando para mim, oque né deixa ainda mais nervoso, eu poderia simplesmente desistir e inventar uma desculpa mas desde pequeno meu pai me ensinou que de eu quisesse algo eu teria que correr atrás então foi com isso que eu soltei.

— eu gosto de você Jimin - naquele momento meu coração estava muito acelerado, não importava se eu era popular e já tinha pegado metade da escola, pois sinceramente todas as pessoas que eu me envolvi nunca tive um sentimento concreto, era apenas atração e desejo. Porém o pior foi a resposta que eu recebi 

— que? Tá doido? Tu não era hétero porra? Você tá iludindo? Olha só garoto eu posso ser até mais novo que...

— não Jimin, eu não estou te iludindo e provavelmente não sei mas se eu sou hetero - ok, aquilo foi muito constrangedor, mas o melhor de tudo foi ver Park Jimin todo coradinho, morri de amores.

— e-eu, Jeon eu...

— não precisa me dar uma resposta agora, só deixa eu tentar te conquistar huh?

— tudo bem - sorri, e que sorriso lindo meus amigos.

Depois da minha confissão a Jimin fomos para sala de aula onde infelizmente o último horário seria de matemática, e para piorar não já basta ter que quebrar a mente com a matéria, vou ter que quebrar o corpo com meu castigo. Nunca me arrependi tanto em ter batido em alguém, e sim, eu me arrependo de ter machucado Jimin, aliás eu percebi que gostava desse baixinho desde aquela festa.

• Ontem • 

Acreditem ou não mas eu sou a pessoa mais paciente que já pisou na terra, mas hoje minha paciência chegou ao limite por causa da minha ex namorada que me ligou mais de 50 vezes pra tentar da uma explicação do que aconteceu na última festa, porém eu não estou nem ai, pra falar a verdade eu nem me lembro o nome dela, irritado eu resolvo ir pra uma festa que os meninos iriam, eu até iria chamar o Jimin mas eu não sei se ele se recuperou da última festa então eu não o chamo.

Mas claro, como dizia nosso mestre Park Jimin, parece que o universo me odeia e faz questão de demostra, advinha quem tava entrando junto com Yoongi na festa? Poisé, Park Jimin em carne e osso e apesar de eu saber que Yoongi gosta do Hoseok eu tenho lá minhas inseguranças até porque né gente, é o Yoongi, e ele não perdoa.

— eai - diz Yoongi pegando o copo de bebida de Jin.

— seu gay, me devolve - rebate o mais velho.

Enquanto eu observava aquela cena com minha cara de ódio misturado com tédio.

— Oi - Jimin diz pela primeira vez e seu amigo Taehyung que eu descobri que é bem legalzinho acena dizendo:

— Oi Minie.

Sinceramente eu não sou a melhor pessoa que sabe lidar com ciúmes e olha que eu nem tô falando de Taehyung com Jimin porque eu claramente sei que ambos já ficaram, e obviamente eu também sei que Tae está ficando com hobi o caso é que eu estou falando de Yoongi que teve a audácia de colocar sua mão na coxa de Jimin que nem percebeu a ação do mais velho, então para não causar confusão ou algo do tipo eu me levanto e vou a um bar beber logo, até que chega uma garota.

— Oi gato, vejo que está sozinho - diz passando a mão pela minha coxa até chegar em meu membro (marcado pela calça que eu estava) apertando de leve - uma delícia dessas não pode ficar sozinho não é mesmo? - diz a garota com uma voz manhosa que é muito irritante.

— puts, pena que eu não estou interessado na sua companhia não é mesmo?

Sai deixando a garota sozinha e acabo tendo a impressão de que já vi ela pela escola, e sim, é a Tzuy e pelo que eu sei ela namora, boa sorte pra o namorado dela. Eu estava indo até o segundo banheiro porque eu tenho certeza que se eu for no banheiro da parte de cima da casa eu vou encontrar Jin ajudando Namjoon a vomitar, entro no banheiro e lavo meu rosto, preciso dormir.

Mas pra minha sorte ou azar Mark namorado de Tzuy está me encarando no espelho.

— perdeu alguma coisa no meu rosto? - alfineto ele, eu nunca gostei dele porque ele é literalmente um idiota, pior que eu ou Jackson, tudo bem que eu já tenha dito coisas homofóbicas pro Jimin ou qualquer outro, mas ele é literalmente um homofóbico por que eu sinceramente sei que se um cara quer beijar outro cara ele beija, mas de preferência não na minha frente e além desse idiota ser homofóbico é machista, puff.

— fiquei sabendo que você deu em cima da minha namorada Jeon - diz ele nem um pouco amigável.

— olha só, você acha mesmo que com várias mulheres nesta festa eu vou dar em cima de uma comprometida? Porra me erra.

— é, olhando bem pra essa sua cara imunda eu tenho quase certeza que você tá com o Park, Serio Jeon? Ficar com um gay daquele sendo que você pode ter todas ao seus pés? É muito idiota.

Apesar de, Jimin realmente ser gay, oque hoje em dia eu não acho errado até porque eu tbm sou eu acho o modo que ele falou foi totalmente de ofensa, como se Jimin merecesse morrer por gostar de uma pessoa do mesmo sexo e aquilo fez me sangue esquentar.

— não interessa se eu estou ou não com o Jimin, e nunca mas ponha o nome dele nessa sua boca porca - disse saindo do banheiro, mas quando cheguei lá fora fui acertado ( de raspão ) com um murro, e se eu já estava sem paciência agora é que eu não estou mesmo. Em menos de minutos estava eu e Mark no chão comigo por cima do mesmo acertando socos pelo seu rosto, foi quando vi Jimin olhando pra mim oque fez Mark subir em cima de mim e revidar, apesar de não ter visto direito vi que Jimin foi tentar separar a briga já que ninguém estava fazendo, mas Mark não perdoa e diz:

— sai daqui Park, um viado como você não vai salvar ele - aquilo esquentou meu sangue e enquanto ele dizia aquilo eu  empurro e puxo Jimin mas pao ao ouvir Mark falar:

— você abriria mão de tudo isso por um garoto? Você perdeu a noção idiota.

E, respondendo sua resposta.

Sim, eu abriria e estou disposto a abrir mão de tudo isso por Park Jimin, pois foi ali naquela noite e naquele momento que eu percebi que meus sentimentos por ele ia além de ódio. Então levei Jimin até meu carro.

— Ya, porque fez aquilo? Será que não pode passar um minuto sem brigar? - disse Jimin, e como eu não estava nem um pouco paciente devolvi.

— Eu não pedi pra você me ajudar - disse ríspido e me arrependi na mesma hora pois o mesmo foi andando ao ponto de ônibus que tinha ali perto, mas eu o puxo pelo braço.

— vem, vou te levar para casa

— me solta Jeon - diz puxando o braço, tudo bem, eu mereço

— vem logo Park

Ele acaba cedendo e entramos no carro, no meio do caminho para a casa dele meu coração me diz para mim fazer algo e assim faço, tiro uma das minhas mãos do volante e seguro a mão pequenina de Jimin que era muito fofa, e trocamos olhares, até Jimin...

— oh porra olha para frente, quer me matar é?

— você sabe muito cortar clima hein - volto a prestar atenção na estrada mas antes percebo o garoto ao meu lado corar.

Fofo.

Quando chegamos na casa dele o mesmo me arrastou para sua casa dizendo que eu precisava cuidar dos meus machucados.

— da pra parar de olhar para minha boca Jeon? Isso pega mal para héteros

— puts, acabou? Preciso ir 

Desconverso, mas na língua de Park Jimin me faço a egípcia né mores.

— não acho uma boa ideia você sair a essa hora já é 01:43 

— oh que fofo, Park Jimin está preocupado comigo - provoco.

— cala a boca - diz corando de novo, já perdi as contas de quantas vezes isso aconteceu.

Depois de eu ter tomado banho e Jimin ter babado no meu corpo fomos nos deitar na mesma cama do pra constatar, já deitados chamei Jimin mas ele parecia está dormindo então entrelacei meus braços na cintura dele e dei um beijinho no pescoço do mesmo

O pior de tudo não foi nem o soco que eu levei, e sim ter que sair daquele lugar quentinho onde Jimin tava e foi ali que eu me decidi que ia contar meus sentimentos pra ele

 atualmente •

— jeongukk? - chama Jimin

— ah, Oi - desperto dos meus pensamentos

— tava pensando em que ?

Em você.

— nada porque?

— a aula já acabou e agora temos que arrumar as salas seu doido - diz rindo e novamente eu digo, que sorriso meus amigos.

É, eu estou me apaixonando por Park Jimin...



Notas Finais


Desculpa a demora, postarei amanhã antes das 10:00 por aí.
Comentem por favor ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...