História Como não comemorar cinco anos de casados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Super Junior
Personagens Cho Kyuhyun, Personagens Originais
Tags Clichê, Hetero, Kuuhyun, One-shot, Romance
Visualizações 20
Palavras 677
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não está revisada.

Capítulo 1 - Capítulo único


Ele queria preparar algo especial, mas não sabia o que era.

Já fazia uma semana que estava a pensar sobre isso, mas nada surgia em sua mente. Não poderia deixar aquela data passar em branco nem tampouco ser esquecida ou apenas apenas mais um dia no calendário. Não. Aquele dia era especial, foi há cinco anos que eles teocaram olhares num festival de jogos da cidade. Desde aquele olhar, aquela partida, aqueles sorrisos e aquele beijo, eles nunca mais de separaram. A partida deles ainda não teve fim e o game over está longe de ocorrer.

Ela sabia que ele não era bom com datas, nem com comemorações românticas. Todo ano ela que fazia algo. Mas ele não queria que esse ano fosse assim. Ele conseguiria pensar em algo, mesmo que precisasse pesquisar na Internet como fazer um jantar romântico ou como comprar flores e chocolate.

Mas... Ela não é uma garota comum que sorri quando ganha doces e que fica toda alegrinha. Ela prefere aventuras, paisagens novas, e um bom controle, pipoca, refrigerante, e um dia inteiro jogando e se divertindo. Ela prefre muito mais um dia em casa ao lado dele, do que um jantar romântico num restaurante com pessoas estranhas os observando. Ela nunca foi como as outras, nem mesmo quando casaram-se.

Ele lembra como se tivesse sido ontem. Ela vestia um vestido meio desajeitado, já que não tinha costume e usar aquelas roupas. Era preto, sim preto, com algumas rendas, e a manga ia até o pulso. Ficava na altura do joelhos, e super combinou com o all star que costumava usar. Aquele com certeza foi o melhor dia da vida dela e da dele. Mesmo com um casamento todo ao contrário, eram mais felizes que muitos que casavam na igreja perante um ser maior. O deles foi simples, apenas os dois e um casal amigo. Não precisava mais do que isso para serem felizes.

O horário para ir encontra-la na loja deles estava chegando, e a ideia ainda não havia chegado. Nem mesmo uma pequenina.

Desistindo, levantou-se suspirando e caminhou na direção do banheiro. Tomou um banho rápido, colocou uma roupa que havia separado, e começou sua caminhada até a pequena loja aí fica nas ruas pode detrás da sua.

Ao chegar ela o recebeu pulando em seu pescoço e o beijando. Nao ligou para os clientes que estavam ali, e tampouco para as senhoras que passavam na calçada. Ela so queria vê-lo e ele tê-la. Pareciam dois pombinhos do colegial.

"Achei que não viria", disse caminhando de volta pra o balcão onde os clientes aguardavam.

"Estava indeciso quando a roupa de hoje", sorriu.

"É a mesma e ontem", mordeu o lábio. "O que estava fazendo?".

"Apenas pensando", entrefoi foi sacola com os jogos para um dos clientes.

"Sei...", o olhou e canto. "Acredito Cho Kyuhyun".

"Mas deveria acreditar", gargalhou ele a encarando e puxando-a para mais perto de si. "Nunca minto".

"Só quando joga".

"Isso não é um jogo".

"Isso sempre foi um jogo, Kyu. Romance, aventura, sexo, álcool, drogas e rock'n roll", gargalhou. "Inclusive. Melhor jogo ", aproximou-se dele e deixou um selinho rápido. "Agora, o que estava fazendo?"

"Já disee"

"Não. Você não disse"

"Tá certo. Queria te dar algo especial para comemorar nossos cinco anos juntos, mas não sou bom com essas coisas. Me desculpe. Sempre é você quem prepara tudo", encarou o chão.

"Sério? Você se esforçou por mim?", piscou os olhos próximo so rosto dele, fazendo-o a encarar. "Não precisava Kyu. Você já me da presentes maravilhosos todos os dias. Não poderia ser mais feliz".

"Além do anel, nunca te dei presentes significativos".

"Seu sorriso pela manhã, companheirismo, carisma, lealdade, boca, olhos, corpo... e mais características que só você tem e que eu não encontaria em nenhum outro jogador desse jogo", deu-lhe vários beijinhos intercalados com sorrisos. "Eu amei, que você tentou... Você é mesmo um fofo. Casei com a pessoa certa".

"Quer dizer que você ainda tinha dúvidas?", arqueou a sobrancelha.

"Nyah. Personagens de jogos virtuais não existe então você era a minha segunda opção desde sempre", sorriu.

"Você é má ", fez bico, cruzando os braços.

"Também te amo", gargalhou ela, pulando mas costas dele, e o mordendo no pescoço.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...