História Como (não) conquistar o crush, POR: Im Jaebum-2JAE - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Comedia, Idesign, Jaebum Trouxa, Jingyeom, Manual, Markson
Visualizações 363
Palavras 4.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLO!!! Assim, eu to com esse plot a mttt tempo, mais eu tava mt desanimada pra postar, dai o maravilhoso do @Idesign surgiu na minha vida e eu fiquei empolgada pra postar. PARECE QUE O JOGO VIROU N É MESMO? Dessa vez é o ativão q vai tomar no rabo!!! Ksksksk. Acabando minha chatisse, perdão qualquer erro ortográfico e boa leitura!! <333

Capítulo 1 - (Não) Envie flores de defunto.


   E eu acordei. Infelizmente e cruelmente sendo a realidade eu não fui despertado com os raios de luz em meus olhos e o longo silêncio do amanhecer. Eu acordei com o miserável do meu irmão mais velho berrando algo como "O PAPEL DO BANHEIRO ACABOU! E com a luz dos infernos nos meus olhos com minha pura visão de bêbado-metade distorcida, metade embasada-graças ao já citado e mais conhecido por vocês como " Irmão mais velho" E pra mim ninguém menos ninguém mais que "Idiota/cretino/folgado/agiota juvenil" Que me fez o belo favor de não fechar a curtina do "nosso quarto"-as aspas são porque ele só ta aqui por que levou um pé na bunda do namorado e acabou parando aqui.  


 -TEM PAPEL NO ARMÁRIO DE BAIXO!-minha mãe gritou. 


   Coloquei o travesseiro na cabeça e continue tentando dormir, já que nesse casa ninguém me deixa em paz. 


-Jaebum meu bem!! Você vai se atrasar! -Meu pai entrou no quarto me balançando. 



 E caso não tenham percebido ainda, minha mãe é bruta e sem modos-te amo mãe-e meu pai é fofo carinhoso e as vezes até sensível demais. 


-Hoje é o segundo dia da sua faculdade filho! Se esqueceu que hoje é só o segundo dia? 


  Sim. Eu já estou na faculdade, você deve estar perguntando: " Poxa Jaebum tu tá na faculdade e ainda mora com seus pais? ", sabe, já perguntaram muito isso, mais eu me sinto muito confortável aqui, e se eu morasse sozinho provavelmente comeria macarrão instantâneo toda noite e no final acabaria ligando pra minha mãe sete minutos depois pedindo socorro porque deixei o bendito miojo queimar. E não. Eu não tenho 18,19, ou 20 anos. Eu tenho 21. É pois é, eu to naquela fase em que os recentes "adultos" Tem planos planos mais planos e tem o maior objetivo do mundo pra se formar, mais deixa eu te explicar uma coisa; eu não sou um daqueles alunos burros que no ensino médio não sabe diferenciar mau de mal e que ainda pergunta o professor qual a raiz quadrada de 2, ao contrário meus caros, eu sou o aluno exemplar, oque sabe tudo, o primeiro a levantar a mão, o que entregava o trabalho de 3 meses em 1 semana, mas não se engane, existem três tipos de nerd: 1_O nerd nutella: Aquele que se esforça na matéria e chega a chorar porque tirou um sete na prova de matemática, mas que é famosinho e tem o contato de todos os professores e é mimado(a) por todos eles,gosta de jogar na cara as notas e se exibir com o tênis de marca que na verdade comprou num' brejo por R$1,99. 2_O nerd meio termo: o nerd meio termo é aquele que se importa com a nota mais que se tirar a média ou acima tá tranquilo, quer tirar boa nota mais não sai por aí querendo aparecer, é o nerd que não se importa com o que pensam e vai pro colégio de sandália versão Josué e meia de jogador de futebol. 3_Nerd raiz: (Eu) É aquele que só se fode na vida. 


   Descrição perfeita pra minha existência inútil no planeta terra. Acho que me deixam aqui só pra gastar água e os mantimentos humanos mais rápidos pra que a humanidade morra e depois alguém venha jogar na minha cara que a culpa é minha. 

   Mas continuando meu drama de vida, vamo lá. Sabe, tudo começou quando ainda dentro da barriga da minha mãe eu meio que já tinha a bunda virada pro sol-é, eu ia só me foder na vida. Minha mãe e meu pai acabaram tendo que se mudar pro interior assim que minha mãe engravidou já que era uma gravidez difícil e meu pai quase não estava em casa, ela foi morar com minha avó junto a meu irmão, assim que eu nasci, minha mãe acabou tendo depressão pós parto, e ai as coisas pioraram, meu pai teve que abandonar o emprego e acabou ficando de vez na fazenda, meu irmão foi morar com minha tia na cidade e eu fiquei lá, no final, minha mãe acabou melhorando, e ai finalmente eu com meus já um ano tive amor materno, porém, como boa marrenta e aconchegada, não quis se mudar de lá, e assim se passaram 8 anos até eu finalmente voltar pra cidade e começar a estudar, o que atrapalhou fodedoramente a minha vida, pra você ter uma ideia a parte mais sofrida foi ter que entrar no pré e dar de cara com um bando de muleques com meleca até no cabelo, tênis do bem Dez e cabelinho de cuia, enquanto eu já tinha meus oito e era mais... Desenvolvido. Como eu era mais velho, acabei saindo do colégio com meus completos malditos vinte anos de idade, e até que eu consegui passar em uma maldita faculdade e ainda arrumar o dinheiro trabalhando no mercadinho da esquina, já tinha se passado 1 maldito ano, e ontem, depois de entrar na faculdade do meu melhor amigo Jinyoung-que tem fuckings 19 anos-e só faz 20 final do ano- e já está na faculdade-Burgues safado, coisa triste é ter amigo rico(Tem lá seus benefícios mais isso agente resolve depois).  

     Agora, vamos ao que acabou de vez com a minha vida: Choi Youngjae. A personificação humana da frase "Amor da minha vida". Eu juro que nunca me apaixonei tão rápido. Mais cá entre nós, ter 21 anos, ainda estar entrando na faculdade, usar só roupa largada com blusa xadrez por cima, e meus maravilhosos tênis pretos não me ajudava nem um pouco sendo que aquele maldito moreno é um dos alunos mais populares daquele lixo e ainda namora. Mas sabe o pior? Ele é hétero. Euespera por tudo quando Jackson disse " Acho que você não tem chances com ele não", eu esperava algo do tipo: "Ele vai morrer de alguma doença crônica", " Ele nunca ficaria com um ser que é tão acabado assim", "Ele já namorara", NÃO QUE ELE FOSSE HETERO!


-Filho para de resmungar essas coisas estranhas e levanta dai. 


   Tão meigo. Meu pai é claramente um maravilhoso flower boy. Que Xiao Luhan te bençõe grande e velho gafanhoto. 


   Me levantei preguiçosamente da cama e cambaleando peguei meus óculos encima da pequena comoda ao lado e fui em direção ao espelho, era impressionante como meu pai era um amor mais gostava de me dar pequenos choques de realidade. "Ah mais porque Jaebum? ", se vocês vissem eu e meu pai em frente ao espelho iriam me intender, ele é todo bonitinho organizado e eu... Sou isso aqui. 

... 


  Eu já tinha saído de casa a algum tempo, estava a caminho da faculdade-onde curso psicologia. Como de costume eu estava com uma calça azul simples, blusa cinza com uma xadrez azul por cima e meus fieis tênis. E claro, como eu sou meio aranha e meio ser humano tô com meus óculos, e aparelho mas não precisa pensar que eu sou tão fodido ao ponto de usar óculos fundo de garrafa porque também não é pra tanto né? Eu uso óculos retangulares na cor verde claro e com lentes especiais já que não enxergo sem os óculos e não encherga porcaria nenhuma no sol, dai minhas lentes mudam de cor, do branco transparente, para preto super escuro. 


-Esse seu óculos não é nada estiloso. 

   

 Esses meu caros, é Kim Yugyeom: Suicida sem causa, revoltado sem causa, mafioso sem causa e protetor das árvores, Yugyeom não é lá um cara ruim, apesar das atitudes nada dentro da etiqueta, mínima vergonha na cara, e o palavreado estranho até que ele é um cara legal, Yug cursa advocacia criminalista " Quero que aqueles empresários safados tentem derrubar alguma árvore a beira da extinção quando eu me formar". É triste eu sei. 


-Pelo amor de Deus, já ouviu falar em lentes de contato? 


    Esse é Mark Tuan: Só usa roupas preta mais é flower boy, ta todo dia com a mesma roupa "Gostaria de lembrar que são roupas e não absorventes pra que eu tenha que trocar todo dia, já inventaram a máquina de lavar e infelizmente a água desse planeta ainda não acabou", loiro oxigenado, chantagista profissional e cursa medicina. 


-Você só tem camisa pastel e blusa xadrez? 


 Kunpimook sobrenome de capeta: Rainha do estilo, pavão tailandesa, só não é mais gay que o Jackson, já pegou o grupo inteiro e ainda quer me pegar. Mook cursa moda e de acordo com ele meu estilo é “Blee".


-Eu ainda tenho fé que você vai se salvar desse estilo, meu Deus... -Este é Park Jinyoung. 


  Melhor amigo desde o primeiro do fundamental, ex nerd engomadinho atual assasino sem causa e propósito a não ser bater em kim Yugyeom. Já pegou o Jackson, o Mark, e seu próximo alvo é o Yug. Mãezona do grupo e resmungão abusado. 


-Se vocês não fossem tão feios e Jaebum não tivesse esse estilo totalmente questionável e estivessimos em um filme, essa cena de vocês caminhando pelo campos enquanto iam se juntando ao grupinho iria ser em câmera lenta.


Wang Jackson: É só... O Jackson. 



   Estávamos andando pelo gramado do campus, aqui as aulas são das 8 da manhã as 3 da tarde, por isso a esse horário os alunos ainda tem tempo pra andar por aí ou ir comer em algum canto da Universidade porque os professores só entram em sala as 8:15. Eu até questionária mai... Choi Youngjae acaba que cruzar o meu caminho. 

   É impressionante a beleza desse ser, mesmo que eu veja ele todos os dias eu não vou me acostumar, tudo bem que só vi ele duas vezes mais é muito amor, as bochechinhas fartas, o cabelinho liso e os olhinhos. Não que conte como ofensa mais ele parece uma lontra. Adoraria o chamar de lontrinha e mexer naquele cabelo caso não fosse a piranha. A vadia. A puta. A que namorada do hétero de Taubaté. Jeon Jiwoo. Irmã mais nova do capitão do time de futebol e filha mimadinha do diretor dessa joça. 


-Da pra parar de olhar pra lá como se fosse comer o cérebro dela com farinha? Cara se acalma e para com essa cara ai, olha, você só conhece ele a dois dias e nunca nem disse um oi, não tem como você estar mesmo apaixonado-Jinyoung é claramente um humano de pouca Fé. 


   Caminhamos até o refeitório e nos sentamos em uma mesa qual qer enquanto o meu futuro marido e a vadia que namora com ele entravam também. 


-Você não tem chances, ele nem ao menos sabe que você existe, pode desistir de uma vez.- Jackson soltou despreocupado enquanto Mark revirava os olhos. 


-Se você acha a que essa coisa de amor a primeira vista vale e quer mesmo alguma coisa, tenta ue-deu de ombros. 


-Eu acho que isso é loucura, sem te por pra baixo mais até ter alguma cousa no sentido romântico entre você e Youngjae, eu já vou estar formado em advocacia e rico. -Yugyeom sempre motivador


-Eu acho que...


-Enquanto vocês falam da minha vida amorosa eu vou comprar alguma coisa pra comer. 


 Me levantei e fui caminhando até o bendito balcão, era incrível como eu não precisava de inimigos pra me por pra baixo, meus amigos já fazem isso por mim todo Santo dia. Eu andava bufando e totalmente insatisfeito caminhando em direção a cantina até que senti um baque em minha direção e alguma coisa roxa cair na minha blusa. 


-Ai meu Deus me perdoa! Eu não tinha te visto, foi mal mesmo, eu sou um desastre! 


 Olhei pra cima e fiquei parado observando quem estava na minha frente, Choi Youngjae havia acabado aparentemente derramar suco de uva em mim e estava todo desesperado pedindo desculpas. Mal sabe ele. Mal sabe ele. 


-Você deve estar muito bravo pra não falar nada! Santo Deus foi mal mesmo, vem eu vou dar um jeito nisso! 


Ok. Muita informação. Primeiro: meu amor platônico esta segurando minha mão. Segundo: ele está me arrastando pro banheiro e eu não consigo falar nada porque a voz dele é muito linda e estou em choque. Terceiro: não tem um terceiro. 


-Ah droga, acho que isso vai ficar manchado, me desculpa mesmo, eu não percebi você. -Ele dizia enquanto passava um pedaço de papel na minha blusa. 


   Fiquei observando o rostinho angelical dele enquanto passava desesperadamente aquele bendito papel na minha camisa. 


-Você-hesitou-é mudo? -perguntou com o rostinho expressando vergonha. 


  Soltei uma pequena risada. 


-Não. 


 Só não to correndo o risco de abrir a boca e fazer merda, isso claro contabilizando o fato de que todas as vezes que converso com alguém que eu goste faço porcarias, como por exemplo no fundamental, eu tava no 9° ano, coisa triste era aquela série, mas ai, apareceu ela! Kim Jisoo. Ela era linda. Aos meus olhos praticamente uma boneca de porcelana, mais eu como bom desastrado tentei falar com ela, um idiota gaguejando, um prato de macarrão na cabeça dela e gritos estéticos mais tarde: eu tomei no meu cu. Sabe, pra mim foi uma coisa bem difícil finalmente perceber que eu era gay, não que eu fosse um daqueles garotos homofóbicos e que sai por aí gritando "EU SOU MACHO PORRA", mas eu era sonso de mais pra perceber que em todas as vezes que eu me ferrada com meus crushs eram todos mulheres, e esse era o x da questão, quando eu estava no 1° do Médio, finalmente parei para prestar atenção em Park Jimin, um carinha baixinho de aparelho, gordinho de cabelos pretos e voz fina, o pobre coitado sofria mais bullying que o normal, e isso tudo por seu porte e aparência física oque era bem ridículo pra mim, e então, um dia depois de tomar no cu pela milésima vez, eu subi no terraço do colégio e lá estava ele encolhido na parede com os olhos vermelhos, eu me sentei lá e conversamos por horas até eu descobrir que o motivo dele ele estar ali era o fato dos idiotas do 3° C terem o zuado denovo. E sim pessoas. Park Jimin foi meu primeiro beijo. Mas fora nossos aparelhos se grudando e saliva desnecessária. Foi legal. Aliás, na época tive que trocar o aparelho porque na hora de desgrudar eu acabei quebrando uma parte. Uso aparelho até hoje. Não me julguem. Mas pelo menos dessa vez é o aparelho móvel né? 



-Oi? Oiii! Terra chamando!! -Youngjae estalava os dedos na minha cara. 


-Foi mal eu... Tava pensando em umas coisas. 


-Percebi, perguntei seu nome três vezes e você continuou boiando-Riu-Youngjae! Choi Youngjae! -Me estendeu a mão. 


Como se eu não soubesse seu nome. 


-Jaebum. Im Jaebum. 


-Ah, o amigo do Jinyoung, ele falou de você outro dia. Bom, eu vou nessa, minha namorada deve estar atrás de mim, a gente se vê por aí Jaebum... Hyung? 


Namorada. Que aquela bruxa saia voando de uma vez. 


-Ah, sim, você tem 19 certo? Deve fazer 20 a pouco tempo. Eu tenho 21.


-Isso, então... A gente se vê por aí. 


E ele se foi. Me deixando na escuridão e tristeza daquele banheiro pra achar o peixe fora d'água. Vulgo piranha. Vulgo namorada dele. Blee. 


... 


-O que falou pra ele? Meu Deus fala logo! -cutuque Jinyoung pela milésima vez. 


 Estávamos na aula de filosofia e ele está na minha frente. Me pergunto porque alunos de economia necessitam dessa bendita aula. 


-Cala a boca antes que o professor veja. 


-Foda-se, fala o que você falou de mim pra ele!! -gritei entre sussurros. 


-Senhor Im... Gostaria de compartilhar conosco esse seu assunto tão importante aos ponto de tirar toda a sua atenção a minha aula? 



Não. 



 Pois é né. Cá estou na biblioteca olhando 'pros livros impoeirados e uma velhinha com cara de tartaruga "procurando nemo" E um silêncio de filme de terror. 

  Em meio aos corredores vazios, peguei um livro qualquer na estante do gênero "romance", e comecei a ler. No livro que era de era medieval, um plebeu queria conquistar uma princesa do Reino onde morava, e então, como ele era florista e ela amava flores, durante um ano ele mandou flores pra ela, sendo a última uma flor da cor branca. 


" Lhe mando essa flor, como forma de declarar que mesmo que teu amor e sorrisos apaixonados não sejam direcionados a mim, espero que sejas feliz e que tenha um grande e vasto campo de flores que lhe encham de paz"


Bingo! Euzinho aqui, vou mandar flores a Choi Youngjae. 


  Não é como se eu soubesse o endereço dele ou algo do gênero, mais quem precisa saber disso ele sendo popular e ainda por cima conhecido de Kunpimook baiacu? 


"Não Mook, não quero ir a casa de ninguém, só preciso fazer uma coisa, você sempre me apoiou e agora vai me abandonar?"


"Aish, Se você fazer alguma merda e... "


"Eu não vou fazer nada de errado, confia em mim"


"Tá, rua xx...."



   Algumas horas depois da faculdade e de finalmente ir pra casa, eu pedi dinheiro a meu appa e sai indo até a floricultura mais proxima, a senhorinha do lugar me mostrou todas as flores brancas, e aparentemente ela queria que eu vendesse um rim ao tráfico para comprar três rosas por 40 reais, mas foi ai, que depois de muito chororô ela me vendeu 10 rosas por 80 reais-nunca duvide do meu poder de persuadir. Estava tudo muito bem até que prestei atenção em um carinha comprando algumas pequenas flores enquanto eu terminava de escolher as rosas que queria, ele estava comprando flores brancas, flores que não faço a menor ideia de quais eram só sei que eram bem pequenas, pelo que pesquei da conversa, um dos amigos dele havia morrido, e as flores seriam entregues a irmã da vítima para serem colocadas encima do caixão com bilhete e tudo. O rapaz saiu e a velhinha colocou as flores embaixo do balcão, eu coloquei minhas rosas lá e escrevi uma mensagem bonitinha. 


"Uma flor a outra flor"


Tome vergonha Jaebum ele é homem. 


"Espero que goste de flores, quando eu olho pra você me lembro delas"


Meu deus. 


"Espero que não se esqueça de mim.... Porque para mim não acho nenhuma saída para te esquecer"


Finalmente gostei do resultado e entreguei o papel a mulher. 

   Espera. E se eu mandar entregar e a mãe dele achar isso? Provavelmente ela vai achar que o filhinho hétero dela está de caso com alguma garota, e se Deus o livre ela gostar da largatixa anêmica ela vai querer esconder para que ela não saiba... Hm... Pense Jaebum. 


-Quero que entregue na Korea. F. Seul. Entregue em ponto as 8:10. Peça pro entregador entregar em mãos somente a Choi Youngjae . 


-Você quer que ele mesmo leia ou que nosso entregador leia para ele?


-Quero que o entregador leia, e que leia o mais auto possível. 


...


  No dia seguinte eu nunca acordei com tanta energia, nem a presença do encosto do meu irmão SeokJin estava me encomodando hoje, assim que meu despertador apitou corri pra me arrumar, escovei os dentes, coloquei o maldito aparelho, meus óculos, minha roupa normal e uma blusa de frio cinza por cima já que estava uma pequena brisa lá fora. Sai de casa saltitante e totalmente empolgado para ver a cara da vadia e do Youngjae assim que as flores chegassem, eu teria o maravilhoso prazer de começar o dia com a bela notícia de que pelo menos o namoro dos dois estava abalado, até por que, quem vê o namorado receber flores rosas com um bilhete daqueles e nem não menos fica balançada? No caso dela espero que caia e se espatife no chao. Menos uma piranha no mundo.

     Cheguei ao colégio feliz, encontrei Mook e Yugyeom largados no gramado como dois bêbados mortos. 


-Bom dia meus belos amigos! Por acaso tomaram muito ontem e agora estão passando mal é? 


-Só se for no cu! -Yug se levantou pegando a mochila-Eu acabei queimando meu trabalho daquele mala do professor Daesung achando que era minha prova do bimestre passado e agora tomei bem no meio do meu orifício!!! 


-Acredite, tudo tem o lado bom ou ao menos um menos pior, pense na linha de raciocínio do "pelo menos"-fiz aspas-Pelo menos agora você pode ir a a biblioteca na aula dele sem culpa porque é melhor ganhar suspensão do que um sermão! 


-Esse seu bom humor me assusta. 


 Enquanto Yugyeom me encarava estranho o resto dos meninos chegaram e fomos para dentro da grande Universidade, os alunos andando pra lá e pra cá com todo aquele barulho que me irritava em dias comuns, mas hoje parecem um canto de anjos me levando até o portão do paraíso. Estou louco para ver a reação da vadia. A cara vermelha de tanta raiva e os punhos fechados de tanto ódio. Tenho certeza que meus olhos estão brilhando agora. 

   Após chegarmos ao refeitório e aquele maldito barulho se transformar em pequenos passos de formigas, eu me sentei com s meninos em uma mesa qualquer e nunca estive tão ancioso, minhas mãos suavam e Youngjae parecia que estava fazendo um jogo comigo, sempre chegando rápido e agora está atrasa... Ele chegou. Meu Deus. 


-Quantas horas Mark? -Perguntei apertando minhas mãos embaixo da mesa e o olhando esperançoso como um cachorro esperando o oso. 


-8:10-Respondeu voltando a consolar Yugyeom enquanto Jackson ria da cara do mais novo. 


-Hmm... Animadinho e esperançoso demais olhando aquela porta Im Jaebum! Oque você tá apontando? -Jinyoung me olhou desconfiado. 


-Eu nad


Kunpimook me interrompeu. 


-A!!! Jaebum hyung conseguiu enviar as flores pro Youngjae? 


Desgraçado. 


-Flores Jaebum? Sério isso? Ele nem deve ter se importado com... 


 Enquanto ele falava vi com a visão meio desfocada um homem de blusa Florida e flores brancas na mão andar em meio as mesas do refeitorio. Algum espertinho resolveu ter a mesma ideia que eu. 

   Bufei enquanto via o rapaz caminhar entre aas mesas até que ele se aproxima de Youngjae e parar lá falando algo pra ele. 


 Lírios? 


-Choi Youngjae certo? -ouvi bem baixo. 


-Isso. 


 Droga. Droga. A velhinha dos infernos deve ter confundido as entregas, agora ele vai receber o cartão de alguém dizendo que sente muito pela morte dele. Merda. 


-Oppa!! Comprou flores pra mim? -revirei os olhos aos olhar pra vadia. 


-Não... Na verdade eu acho que ouve um engano. 


-Jaebum! -Jinyoung me beslicou-isso é coisa sua não é? 


-Sim e não! -Respondi rápido voltando o olhar para a mesa onde o rapaz estava parado aos fundo. 


   De repente, por obra do satanás-vulgo namorada do Youngjae que soltou um grito revoltada-todos olharam para a mesa. 


Vi o homem entregar um buquê de flores brancas para Youngjae e fixar os olhos em um papel retangular em suas mãos. 


-Meu amor, já sinto sua falta, acho que nunca mais vou poder me relacionar com ninguém novamente, ter passado esse pouco tempo ao seu lado me despertou vários sentimentos, como sua família homofóbica e sua irmã que acha que somos melhores amigos, como essa namorada que você tem a farsa. Mas principalmente tesão. 


É OQUE? 


-... Eu jamais poderei tocar outro corpo e colocar meu dedos dentro de alguém sem me lembrar de você, nunca irei me esquecer de quando você gemia loucamente meu nome, nunca vou esquecer das noites em que você fugia da sua namorada para transarmos encima do meus carro. Então meu amor, onde esteja saiba que meu corpo minha alma e tudo dentro de mim será pertencente à você. 


-Mas que merda é essa Youngjae??? -A vadia se levantou batendo na mesa. 


Apesar do entregador dizendo aquelas coisas sem a minina papa na língua e normalidade anormal, até que foi bom essas coisas absurdas terem saído dali. 


-Quem foi o filho da puta que fez essa brincadeira de mal gosto? 


Retiro oque disse. 


  Todos no refeitorio ficaram de bocas caladas e olhos a onda arregalados enquanto a vagabunda saia do local sendo seguida por um Youngjae mais irritado que meu irmão quando alguma das roupinhas rosas dele somem-explico isso depois-o principal agora, é que eu me fodi legal, e ao que aparenta todos os meus amigos sabem já que estão me olhando com um cara nada agradável. 


Engoli seco. 


-Que foi? 


... 


-Você foi muito irresponsável! -Mark gritou em um sussurro. 


  Estávamos na biblioteca enquanto matavamos a primeira aula pra que eles pudessem jogar na minha cara que eu sou um merda e que nunca vou vencer na vida. 


-Eu não podia adivinhar que a maldita velha ia trocar as flores! 


-Você não ia enviar na casa dele seu idiota! -Foi a vez de kunpimook esbraveijar enquanto Jackson e Yugyeom riam da minha cara. 


-Eu ia mas resolvi entregar aqui, seria mais emocionante e a vadia iria ficar brava! 


-Ótimo Idiota agora ele também tá! Do jeito que ele saiu puto se ele descobrir que foi você as nulas chances que você tem com ele vai sair do negativo pro negativo menos negativo!!! 


Isso. Pisa e sapateia na cara. 


-Apesar de ser bem engraçado-uma das hienas param de ri da minha cara-É bem trágico pra você amiguinho! 


 Coloquei as mãos abaixo do queixo e suspirei fundo, ele estava certo, se Youngjae já nem sabia da minha existência se ele soubesse agora iria me castrar. Eu sou um merda mesmo. 


-Tá bom tá bom, já deu, essa sua carinha ta me dando pena, e eu tenho que ficar bravo!-Jinyoung resmunga. 


-E se... A gente te ajudasse? Eu sei que não somos lá conselheiros amorosos mais é melhor 5 idiotas do que ninguém. -Mark disse por fim retirando um sorriso estranho de Jackson. 


-Hoje.. Começamos o maravilhoso e infalível manual de como conquistar o crush! -BamBam se levantou gritando recebendo um "shiu" Da tiazinha. 


Nota mental: Não escute BamBam e Jackson. 


-Primeiro de tudo! -Mark levantou- Não envie flores de defunto. 




Notas Finais


Meu Deus... "FÉ NO KAI Q FLOPAR NOIS N VAI!! Ksksksk(rindo de nervoso), eu juro q tentei!!! Assim, vou atualizar ao menos uma vez por semana, como eu tenho colégio fica meio difícil estudar fazer as coisas em casa e att muitas vezes, mas um capítulo por semana é certeza. COMENTEM favoritem e n me deixem flopar~nunca pedi nada ( ͡^ ͜ʖ ͡^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...