História Como (Não) Odiar Meu Meio-Irmão? ( JIKOOK ) - Capítulo 1


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook
Visualizações 436
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! Primeira fanfic de Jikook, espero que vocês gostem <3

Capítulo 1 - Capitulo 01


POV Jimin

 

Estava andando pelas ruas de Seul tentando aquecer as minhas mãos  entre o meu casaco. Era um dia frio, um dos mais frios dentro daquele ano. Caminhava o mais rápido que as minhas pernas podiam conseguir, numa tentativa de que isso aquecesse o meu corpo. Paro em frente a cafeteria mais famosa da cidade, apenas entro e peço um chocolate quente, enquanto eu ficava esperando o meu pedido, me sento observando a rua pela porta de vidro que havia no local. Pego meu telefone do bolso e disco o número da minha mãe e espero a mesma atender o aparelho.

-Alô? – Escuto sua voz fraca por causa do sono, aliás, era nove horas da manhã.

-Mãe? Estou aqui na cafeteria, vai querer que eu levo alguma coisa para a senhora? - Pergunto observando o movimento do local – Ok, eu levo... -  Concordo com o que falava – Está bem, vou desligar. Outro, tchau! – desligo o aparelho e devolvo para o meu bolso me encostando na parede do local olhando para uma criança em que sentava na mesa a frente da minha.

-Park Jimin, certo? – Pergunta a moça que vinha com uma xicará na bandeja, e encostando sobre a mesa.

-Sou eu. Me traz mais um, só que para viagem, por favor – Coloca sobre a mesa a pequena xicará e volta de onde veio para atender meu pedido. Tomo meu chocolate com calma, cada gole que eu dava mas frio eu sentia em meu rosto. Deveria acabar logo aqui, hoje é sexta-feira, chegarei em casa e rapidamente ajudarei minha mãe nas compras semanais, já que a mesma trabalha a tarde, hoje ás uma hora a mesma sairá de casa ao trabalho, talvez deverei me apresar um pouco para chegar em casa.

  Não demorou muito para a garçonete trazer o meu pedido, e eu pagar tudo certinho.

-Obrigada, e volte sempre – foram as últimas palavras que eu escutei do caixa antes de sair em passos largos dali.

 A rua estava um pouco vazia, as crianças brincavam no parque que havia na praça, enquanto seus pais sentavam conversando com seus amigos, sorria ao ver aqueles pequeninos correndo felizes pelas ruas com brincadeiras inocentes e totalmente divertidas, que saudades desse tempo... Meus passos encurtaram ao estar poucos metros de casa, entro e vou em direção a sala, avistando minha mãe no seu celular falando com seu namorado, sim, minha mãe namora.

-Boa dia omma – Dou um beijo em sua bochecha, e entrego o copo com o chocolate – Dormiu bem? – ela assente com a cabeça e continua mexendo no seu aparelho. Parecia algo muito importante, já que estava praticamente “vidrada” no mesmo. Mas apenas ignoro e subo para meu quarto, coloco meu material de estudos em cima da minha mesa, e tranco a porta do quarto, trocando minhas roupas para algo mais confortável e quente.

 

                                                        (...)

 

Uma, duas, três, quatro! Horas, estudando para a faculdade de medicina que eu frequentava, felizmente, hoje é feriado, por isso não fui para a universidade, foi bom, por que tenho tempo para me organizar nas matérias – Sorrio vitorioso. Faltava ainda 400 páginas para terminar de ler o livro que minha faculdade recomendou ler, era 700 páginas, só a primeira edição, então lá vou eu ficar madrugadas sem dormir, apenas para ler um livro um tanto entediante. Afinal, mês que vem começa as minhas provas, ou seja, tenho poucos dias para completar o livro, reler as minhas anotações feita na escola, dar uma básica pesquisadas sobre o assunto e por fim dar uma boa olhada nos slides do professor no site do mesmo. Mas do jeito que eu sou lerdo, demoraria 3 anos inteirinhos para concluir cada coisa.

- – Olho para meu celular tocando e atendo com um – Alô? – Escuto a voz de Min-Hee, uma amiga minha da faculdade, que já foi uma crush minha, até ela começar a namorar outro cara.

-Alô? Minnie? Está ocupado?

-Ah, pode falar, estava apenas estudando... – Abandono meu lápis e minha caneta de lado para ouvir o que ela tinha a dizer.

-Preciso desabafar, teria problema se... ? – Ela iria falar, mas acabo a interrompendo.

-Não tem problema... estou a todo ouvido – Me levanto da cadeira me deitando no colchão da cama esperando ouvir o que ela tinha a dizer, afinal... poderia demorar.

-Hum... SeokJin vai se mudar de casa, e irá morar em outra cidade, estou muito chateada porque será um longo tempo sem o ver, será que isso irá interromper o nosso namoro? – Por um lado o assunto me animou, talvez eu tenha alguma chance com ela, certo? Mas foco, devo prestar atenção na sua história.

 

                                                            (...)

 

-Está bem, obrigada Minnie por me aguentar durante essas horas. Me desculpe atrapalhar seus estudos, beijo...– Ela logo desliga com um tom de voz mais animado.

 

Céus... Três horas e meia no telefone...

 

Estou exausto, tomo um banho e logo me deito na cama, tentando relaxar e esquecer os problemas da prova e tudo que estivesse relação com estudos. Apenas fiquei um longo tempo navegando na internet procurando algo que me interessasse. Já sei! Vou assistir algo no notebook da sala!

Desço correndo para o andar debaixo localizando o aparelho totalmente ligado na mesa de centro, vou em direção da cozinha e preparo um balde de pipoca para comer enquanto assisto, assim quando termino me sento no sofá da sala e pesquiso filmes interessantes para assistir, depois de um bom tempo, encontro algo legal e começo a ver.

     Demorou 1H50Min. Preciso fazer algo para a janta, normalmente minha mãe chega em casa cansada e faminta, então preciso me apresar para preparar tudo, para quando ela chegar – Penso enquanto caminho para a cozinha tirando algumas coisas de dentro da geladeira e pegando livros de receita do armário, buscando informações de comidas “descente” a ser feita. Passo algumas horas preparando Deung Galbi e em outra panela, preparei Ttteokbokki para comermos, não demorou muito para eu escutar barulho da porta sendo aberta. – Aposto que é ela - Claro, quem mais seria? . O ponteiro marcava ás 8:00 da noite, e analiso minha mãe na porta, trancando a mesma e logo entrando.

-Hum... Que cheiro bom... – Dá um sorriso e retribuo – Como foi o dia meu filho? – pergunta deixando a bolsa no sofá, e indo lavar suas mãos para comermos.

-Como sempre, e a senhora? Como foi o trabalho? – Desligo o fogo, e colocando a panela sobre a mesa.

-Foi bem cansativo... – Se senta em minha frente se servindo, enquanto eu faço o mesmo.

-Quer me falar alguma coisa mãe? – Percebo sua expressão um pouco diferente do normal, acho que quer me falar ou perguntar algo...

-Hum... Amanhã irei almoçar fora, com o Sr. Jeon... – Resmungo só um “hum” e começo a comer- Mas, preciso que você vá junto... Ouvi dizer que o filho dele também estará lá.

-Pera, o que? – Me engasgo com a comida me fazendo tossir – Aigo, terei que ir mesmo?!

      -Por favor meu filho... Gostaria que vocês se conhecessem! – Ela dá uma pausa- Quero que ele venha morar conosco, ou melhor... eles. Afinal, dentro de alguns meses, pretendo me casar com Jeon – Ela me olha – Por favor, vá conosco amanhã...

                                       “O que eu faço?!”

 

 


Notas Finais


Desculpem por qualquer coisa, e não deixem de comentar, por favor!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...