História Como não se apaixonar por ela - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chiyo, Deidara, Fugaku Uchiha, Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Karui, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Mitsuki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Inosai, Itaino, Kakasaku, Kibahina, Kibaino, Naruhina, Naruino, Saiino, Sasuhina, Sasuino, Sasusaku, Shikatema, Suika
Visualizações 245
Palavras 1.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minha primeira fic(postada) espero que gostem

Capítulo 1 - Uma boa amiga


Tudo começou a dois anos, quando eu me formei em Artes plásticas e vim morar em Nova York, meu apartamento era simplesmente inspirador com a vista que eu tinha da cidade pela minha janela. E do outro lado do corredor morava meu tormento, loira dos olhos azuis e muito bonita, Ino Yamanaka me incomodava de uma maneira que eu não conseguia explicar. Ela sempre pegava o elevador no mesmo horário que eu, 8:00 da manhã era o momento que ela saia para trabalhar e eu aí para a galeria de artes que por ironía do destino ficava na mesma rua onde ela trabalhava. Naquela manhã de segunda feira não foi diferente, por causa do frio eu colocava meu casaco preto e o cachecol cinza e trancava a porta até ouvir a voz atrás de mim enquanto batia a porta e girava a chave.


Bom dia vizinho- Ino disse com um belo sorriso no rosto arrumando a bolsa preta no ombro após trancar a porta, apesar do frio que fazia do lado de fora do prédio e todos sentiam parecía que minha vizinha não sentia, pois ela vestia um vestido roxo que aí até os joelhos e botas pretas, um cachecol da mesma cor do vestido e um sobretudo preto. 


Bom dia vizinha- digo dando um sorriso falso e indo até o elevador e apertando o botão o vendo ficar vermelho, a loira permanecía calada ao meu lado concentrada no seu celular. As grandes portas se abriram e nos entramos ao fechar das portas a ouso suspirar e guardar o aparelho na bolsa.


Então vizinho como anda seu belo noivo? - Ino pergunta me dando um sorriso malicioso e divertido como se fossemos íntimos- Soube que o Shino vai viajar para a África do Sul


Sim ele vai passar seis meses a trabalho- Digo querendo dar o asunto por encerado, o fato do meu noivo ser melhor amigo da amiga da Yamanaka a dava a ilusão que ela também era minha amiga, talvez fosse o fato dela se dar bem com todos com imensa facilidade que me irritava. As portas do elevador se abriu e fomos caminhando até a porta sendo recibidos pelo vendo frío que soprava e anunciava o inverno que chegava no meio de outubro. 


Boa sorte vizinho, porque homem bonito da muito trabalho- Ino disse dando risada e entrado no taxi que ela avia sinalizado e me deixando parado na causada com raiva da insinuação da mesma, podia ser brincadeira dela maíz aquilo me causava um pouco de dúvida devido a assuntos do passado. Deixando de lado problemas pessoais acenei para um táxi que logo parou, falei o endereço e depois de minutos no trânsito da cidade que nunca dorme cheguei na galeria dando de cara com Hinata Hyuuga sentada no sofá cinza da entrada.


O que devo a honra de sua ilustre presença princesa Hyuuga?- Digo tirando e casaco e indo cumprimentar a mulher a minha frente que se levantou com um belo sorriso nos lábios pintados de rosa claro


É bom te ver também senhor Yang- Hinata disse de forma brincalhona me abraçando e eu logo a retribui, se tinha uma coisa difícil de acreditar era que ela era amiga da minha vizinha sendo tão agradável do jeito que a Hyuuga era - Eu gostaria de uma ajuda sua Sai


Me diga no que eu posso te ajudar belle fleur- Digo subindo os degraus que davam até minha sala sendo seguido por ela, entro no cómodo bem iluminado que dava para ver todo o andar de baixo e me sento na cadeira vendo Hinata se sentar na cadeira a frente com uma expressão preocupada


Preciso de um presente de casamento para a Kurenai minha madrinha- Hinata disse me estendendo o celular que tinha a foto de um mulher de olhos vermelhos, um homem moreno e uma pequena menina todos sorrindo- Eles vão fazer dez anos de casados no sábado e eu não fazia idéia do que lhes dar, então surgiu a idéia


Um belo quadro, estou certo ?- pergunto dando um pequeno sorriso em direção a ela que acena positivamente sorrindo- E veio a pessoa certa belle, tenho um quadro que pode ser o que você quer


Você é o melhor Sai- Ela diz ao ver o quadro de uma bela vista de uma casa no meio da floresta, tudo em cores pastéis o lago em frente a casa e as árvores a sua volta transmitia calma e um ambiente perfeito para se passar um fim de semana em familia- Eu vou levar


Depois da saída de Hinata o dia foi bem tranquilo, as horas se arrastavam até que olho o relógio da minha sala e vejo que já é meio dia, digo a Shion que vou almoçar e ela me da resmunga um esta bem e continua a olhar algo no computador. A loira tinha 21 anos e era filha da minha social então a mãe dela resolveu deixar a menina como secretária da galeria, ela não falava muito e vivia no celular mais entendía de arte como ninguém. Caminho até a cafetería não muito longe dali que eu costumava almoçar, era um ambiente tranquilo e parecia ter se perdido no começo dos anos noventa enquanto todos estavam na era tecnológica. Me acomodo no lugar de sempre perto da janela até que uma senhora que atende por nome de Chyio vem em atender como de costume.


E de sempre querido? - Ela pergunta sorrindo com o bloco de notas na mão aceno positivamente e ela sai em direção ao balcão, me viro para a janela e vejo do outro lado da rua a minha vizinha barulhenta passar segurando no braço de seu irmão mais velho Deidara, ela já tinha exposto suas obras na minha galeria o que me deixava um ponto mais perto da Yamanaka. Após o almoço a tarde se estendia com muito tédio até eu receber um mensagem do meu noivo que eu não via desde sexta, como já acontecia com o passar dos meses que ele vinha se distanciando. "Boa tarde amor, não vou poder jantar com você a semana esta cheia por causa dos preparativos da viajem, mas tenha uma semana linda". As palavras sempre eram bonitas não últimos tempos mas como diz os antigos, o amor não é palavra é atitude, dou um suspiro e olho o relógio que marcam cinco e meia pego minha bolsa e meio celular e desço os degraus e ao chegar lá em baixo vejo Shion já com seu sobretudo branco e a bolsa pronta para ir embora também.


Até amanhã Sai- Shion diz ao sair me ver trancar a porta e caminha até a ponta da calçada pronta para pedir um táxi, eu olho para o céu e vejo o às nuvens escuras começar a fechar o céu. Sinto o celular vibrar no meu bolso e o pego lendo a mensagem que iluminava o visor.


"Preciso beber, perdi minha paciente hoje de manhã no fim do meu plantão" Saky Rosada 


Depois de ler a mensagem, peguei um táxi e fui direto para o bar onde costumávamos nos encontrar, ao entrar no bar vejo um ser de cabelo rosas sentada em um mesa no canto junto de um como de Whisky.


Um bela mulher que tem belo gosto para bebida- Digo com sarcasmo balançando o como que continha só um pouco de líquido amarelado me sentado na cadeira a sua frente


O vinho estava em falta, então como uma boa irlandesa pedi whiskey- ela diz sem humor apoiando o queixo na mão direta fazendo bico- Eu tinha certeza que ela ficaria bem, ela estava ótima de noite


Sakura não foi sua culpa- digo ao ver lágrimas se formarem em seus olhos esmeraldas- Você não pode fazer milagres


Mais eu dei esperança a família dela e hoje tive que falar que ela morreu- Sakura disse em meio às lágrimas que escorriam pelo seu rosto, seu nariz já começava a ficar vermelho devido ao choro o pior era que essa não era à primeira ver que uma paciente dela morria de um hora para a outra e isso acabava com ela- Não quero mais ser médica


Não diga isso nem brincando testuda- a voz de Ino se fez presente perto de nós, a loira se sentou ao lado da amiga e lhe ofereceu um lenço branco que tirou de dentro de uma caixinha colorida que está em sua bolsa- Esse sempre foi seu sonho, desde que eramos pequenas não vai ser por um dia ruim que todos vão ser assim


Você já trouxe muitas vidas ao mundo e graças a você muitos bebés estão bem em casa com suas mães- Digo vendo Ino acenar e a rosada nos olhar já com os olhos secos e segurando o lenço e concordando dando um pequeno sorriso


Eu não vou desistir, mas ainda quero beber- Sakura disse nos fazendo rir e a loira chamar o garçom para trazer mais bebida para nossa mesa, eu podia não gostar muito da Yamanaka más tinha que admitir ela era uma boa amiga, toda vez que suas amigas precisavam dela ela largava tudo e ia correndo para as socorrer. E foi no dia 15 de outubro em um fim de segunda que eu descobri que Ino Yamanaka era um boa amiga.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...