História Como (Não) se apaixonar por Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Kim Taehyung, Livre, Romance, Você
Visualizações 39
Palavras 332
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Apresentações 1


_____ P.O.V's

Oi me chamo _____ tenho 17anos, ainda estou no ensino fundamental, tenho Androfobia, eu tenho medo daqueles que tem o sexo oposto, meio que creie esse medo na minha cabeça por causa da minha mãe, ela teve momentos difíceis, que enclusive eu presenciei esse momento... estávamos caminhando pelas ruas de Daegu, quando minha mãe avistou três homens com facas... eu so tinha 5anos, ela me pegou no colo e entrou em beco escuro, mas, infelizmente, perceberam que ela tinha se escondido mas não tinham percebido que avia uma criança com ela, então, para me proteger, ela me escondeu atrás de umas caixas que avia ali. Era tarde demais para fugir, a pegaram, não apenas a matou, como não tiveram piedade da pobre alma inocente que apanhava, e a criança inocente que presenciou a morte da sua própria mãe.

Passei messes em um hospital fazendo tratamento para depressão e minha fobia.

Depois que voltei a estudar em uma escola novamente aos meus 14anos passei a sofrer bullying por causa da minha depressão, estavam sempre a dizer que minha depreção era apenas uma forma de chamar e receber atenção de qualquer um que esteja ao meu redor, ja que eu era apenas uma riquinha mimada que precisa de ter atenção por causa de uma depressão por que presenciou a morte da querida mamãe e como a segurou em seus braços pequeninos toda suja de sangue e cortes por todo o corpo.

Depressão não é brincadeira, me empurravam faziam brincaideras que não era para ser do agrado de ninguém.

Sofri tanto que não tenho nenhum tipo de amizade, sendo do meu mesmo sexo quando do oposto.

A única pessoa que confio é minha madrinha a consinheira da nossa casa, ainda tenho o meu pai, eu o amo se o que sinto é amor não sei oque é amar, as vezes deixo meu pai chegar perto, mas não confio nele.

Prazer sou Kim _____ e essa é minha vida. Quer fazer parte dela?


Notas Finais


Iai, oque acharam??
Beijos de Park Samara, e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...