1. Spirit Fanfics >
  2. Como (não) Ser Uma Princesa. >
  3. Escândalos ocultos da coroa.

História Como (não) Ser Uma Princesa. - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 🌻

Capítulo 10 - Escândalos ocultos da coroa.


Fanfic / Fanfiction Como (não) Ser Uma Princesa. - Capítulo 10 - Escândalos ocultos da coroa.

O fim daquela rotina cansativa era sempre a melhor parte do dia. Em poucos minutos os nomes das candidatas que conseguiram passar estariam sendo anunciados em todos os veículos de informações, principalmente na rádio.

ー Está ansiosa, filha? ー Luana senta no sofá ao lado da filha, estava com um vestido velho de ficar em casa mesmo. Seu sorriso gentil escondia uma ganância fora do normal, e Kalinda sabia disso. 

ー Não. As chances de eu passar são mínimas. ー  Respondeu ela com um fio de voz, abraçou as pernas e apoiou o queixo sobre os joelhos.

ー Não diga asneiras! ー Repreendeu com um tabefe, a jovem olhou com uma expressão confusa e desatenta.

Ralph não tinha chegado ainda. Era estranho, já que ele nunca perdia uma única edição do jornal das nove. Era uma tradição. Enquanto as duas ficam se degladiando por meio de indiretas e alfinetadas. O príncipe Arthur estava em uma reunião de última hora.

ー Isso é inaceitável! Um duque que passa por cima das decisões de um príncipe… ー Dizia Charles se exaltando levantando-se da cadeira. Sua voz carrega um desdém e raiva sem igual. ー É esse tipo de pessoa que queremos no poder?

ー Veja bem…

ー Não, não e não! ー Pronunciou-se o príncipe Arthur cortando a tentativa infame do conselheiro de sua mãe, de passar o pano para o Duque. ー Meu irmão está certo. Não é justo que uma participante tenha passado por puro capricho de um nobre. Essa garota pode vir a tomar a chance de outras garotas ganharem.

ー Chega! ーA rainha já estava farta de todos os problemas que era obrigada a resolver, sendo metade deles culpa de sua própria família. ー O Duque Guilherme não pode ser exposto ao ridículo por esse erro, seria um escândalo. Ou vocês dois já se esqueceram do propósito de criarmos esse circo todo? ー Perguntou olhando para seus filhos, os quais abaixam suas cabeças desmontando respeito. Charles senta contra sua vontade.

O concelho era contatado muitas das vezes por salas virtuais, dependendo de quantos membros estavam presentes. O duque não participava das reuniões já que sua opinião era quase nula no requisito das questões da coroa.

ー Como ficará essa situação, ele vai sair impune mais uma vez? ー A voz do príncipe Charles estava carregada de receio, temia que seu primo saísse sem punição alguma.

ー Vossa majestade, não podemos expor o ocorrido! Aconselho-te que o dê uma punição a qual não caia na boca dos súditos. ー Alertou o conselheiro de forma astuta de sempre. Sua idade mais avançada o proporciona mais saídas para situações como essas.

ー Não se preocupem. O duque não ficará impune, eu os asseguro! Mas tenho que pensar em algo a altura da atitude dele. ー Assegurou a rainha. Suas poucas rugas na face demonstravam sua preocupação. Cabelos um pouco grisalho davam um ar mais maduro a ela.

A mesma abertura de sempre anunciava que o jornal estava prestes a começar. Mesmo que Kalinda negasse com todas as suas forças, ela se importava até demais com o concurso. Era sua grande chance de mudar de vida e ela não queria perder tão facilmente.

ー Mãe já tá começando! ー Avisou Kally gritando para sua mãe escutar, ela estava na cozinha lavando o resto da louça,

ー Já estou indo. ー Respondeu a mãe limpando suas mãos no avental encardido, porém limpo e tirando o avental da bodega do 'Seu Afonso, e indo se sentar ao lado da filha.

Como de costume passou vários anúncios sobre a "inimizade" entre o reino de Keanu Gernovya e Gurtlem, e a possível guerra que poderia acontecer. Não era novidade que o reino de Gernovya não havia feito a aliança  matrimonial entre o reino inimigo. 

Era parte da cultura de todos os reinos casarem seus filhos com os de reinos que poderiam causar uma quarta guerra mundial. Mesmo que isso custasse a felicidade de ambas as nações.

Após as notícias super sensacionalistas sobre os membros da coroa. Foi anunciado que apenas cinquenta garotas estariam na segunda fase do concurso. Kalinda estranhou muito, mesmo que fosse péssima em geografia, ela sabia que apenas as garotas de sua província ー Damarcùnia ー conseguiram participar por conta da primeira prova ter sido realizada na própria academia, que fica na divisa da província com o estado ー Keanu ー onde fica o Palácio real.

"E aqui vai os nomes das sortudas de Damarcùnia: Maria Lewis, Bruna Filypi, Gardenya Vaults…" ー Dizia  o apresentador Bords, o seu sorriso de orelha a orelha dava-se ao fato da audiência chegar às alturas. A lista era tão extensa que Kally chegou a cogitar um cochilo. Claro que Luana não deixou, os olhos de sua mãe pareciam os de águias gravados em sua presa. ー "Kalinda Forbes".

A surpresa das duas era escandalosa. Pareciam mais crianças ganhando doces do que qualquer outra coisa. Pulavam animadas e dando gritinhos em cima do sofá, o que ocasionou em uma das madeiras podres, quebrar. Se não fosse pela descoberta elas estariam se lamentando.

ー Passamos, passamos, Passamos! ー Gritava Kalinda dando as mãos a sua mãe. Elas estavam perdendo a linha, mas não se importaram.

Ralphe finalmente tinha chegado. O homem de cabelos grisalhos nas laterais e olhos castanhos escuros usava um macacão cinza azulado. Era um uniforme de jardineiro. Ele olhou para as duas que ainda estavam comemorando, como se tivesse um ponto de interrogação bem no meio da sua testa.

ー A nossa filha Ralph, e-ela… er, e-ela… ELA PASSOU! ー Disse Luana com a garganta seca e gaguejando, quando finalmente conseguiu falar, saiu mais como um grito.

A alegria o contagiou. O cansaço não foi o suficiente para tirar a alegria do chefe da casa. Os três não acreditavam que realmente, talvez houvesse esperança de dias melhores.

Kally estava se sentindo realizada. Seu sonho não parecia tão distante agora. Ela iria focar mais do que nunca no concurso. Era uma meta.

~¥~

ー Arthur, de quem era a tal prova fraudada? ー Perguntou o príncipe de repente tomando vinho. Do outro lado da mesa o irmão comia a sobremesa tentando afastar os pensamentos de todo aquele caos.

ー Isso não é assunto para debater na mesa de jantar! ー Repreendeu a rainha com seriedade sem olhar para o filho.

ー Se chama Kalinda, Kalinda Forbes. ー Disse o mais velho.

A colher do castanho fugiu de sua mão, caído sobre a comida. Parecia que a cor de seu rosto havia sumido. E naquele momento. Em seu íntimo, ele agradeceu pela atitude do duque.

ー Você está bem, meu filho? ー Perguntou a mãe realmente preocupada. Arthur também acabou notando o estado do irmão.

ー Sim, sim. ー Disse rápido. Tenhou voltar ao normal, ou fingiu.


Notas Finais


Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...