1. Spirit Fanfics >
  2. Como (não) Sobreviver ao Ensino Médio (Imagine San) >
  3. Capítulo 03

História Como (não) Sobreviver ao Ensino Médio (Imagine San) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 03


Fanfic / Fanfiction Como (não) Sobreviver ao Ensino Médio (Imagine San) - Capítulo 3 - Capítulo 03

●Capítulo 03●

•Jimin - Não fala comigo - Diz fazendo bico. 

- Por quê não, Algodão Doce? - Sorrio inocente, andando ao seu lado.

•Jimin - Eu vou te bater - Meu irmão me encara como se fosse cometer um assassinato.

- Olha a Lei Maria da Penha - Mordo seu ombro.

•Jimin - Aii, você é muito chata - Resmunga.

- Eu sei, ah, tem que comprar absorvente 

•Jimin - Para quê? 

- Para colocar no meio nariz, você sabe que eu tenho sangramento nasal - Digo irônica. 

Jimin faz cara de cú, vai até o corredor de produtos femininos, sendo seguido por mim, pega um pacote de absorvente e joga ele na minha cara, me fazendo cair no chão.

- Aiii

•Jimin - O Chão é duro, cuidado - Começa a rir.

Ué, ele disse a mesma coisa que o San. Ok, preciso levar meu irmão para a igreja para ele não ir para o caminho do mal. 

- Fica aí rindo, San dois - Me levanto e coloco o pacote no carrinho.

•Jimin - Quem é San? 

- Quem é San? - Olho para ele.

•Jimin - (S/N), não se faz de sonsa, quem é? 

- Sei não, você está ouvindo coisas - Saio empurrando o carrinho até o caixa, com meu irmão vindo logo atrás.

•Jimin - Não foge do assunto 

- Que assunto? 

Quando você não quiser ocntar sobre alguém que você odeia, aqui vai uma dica: Finja demência até a pessoa desistir. 

•Jimin - Odeio quando faz isso 

Começo a rir, pagamos as compras, fomos em direção ao carro, guardamos no porta-malas, entramos no carro e meu irmão dá partida.

- Quando vai contar para os nossos pais que você é gay? - Olho para Jimin que arregala os olhos.

•Jimin - O-o quê? (S/N), você sabe que eu namoro 

- Você namora a Seulgi, mas você não ama ela - Apoio minha cabeça em seu ombro. - Sabe que não consegue esconder nada de mim, né? 

•Jimin - É, eu sei - Ele solta um suspiro. - Só vou contar quando tiver certeza do que estou sentindo 

- Tudo bem - Beijo a bochecha dele e ligo o som.

Quando chegamos em casa, ajudei meu irmão a guardar as compras, ele vai para seu quarto e ajudo meu pai a fazer o jantar.

(S/P) - Milagre que o Jimin não te matou - Diz rindo.

- Ele me ama demais para isso - Sorrio e começo a cortar os legumes.

Quando terminamos, no reunimos na mesa e jantamos. Vou para meu quarto, escovo meus dentes, deito, me enrolo na coberta e durmo depois de um tempo.

Estava em um soninho gostoso, até sentindo um peso encima do meu corpo. Ignoro e me concentro em voltar a dormir, mas sou atrapalhada com uma ardência horrível no meu pescoço.

- JIMIN - Jogo ele para o lado e choramingo. - Seus dentes são finos, vai ficar roxo

•Jimin - Bom dia, florzinha - Ele sorri. Olho para ele com cara feia, derrubo ele da cama e vou para o banheiro. - Aii 

- Infarento 

•Jimin - Aprendi com a melhor - Diz rindo. 

- Você nunca vai chegar no meu nível - Escovo meus dentes, tomo banho, saio do banheiro de toalha e me arrumo na frente dele mesmo.

•Jimin - Me sinto violado 

- Ninguém mandou você ficar aí 

•Jimin - Por quê você sempre vai para o colégio parecendo uma mendiga? 

- Porque não tem necessidade nenhuma de eu me arrumar toda, para passar raiva o dia inteiro 

Faço um rabo de cavalo no meu cabelo, visto um moleton por cima da minha regata preta, me sento na cama e calço meus tênis.

- Porquê você não está na empresa? 

•Jimin - Resolvi te esperar, vou te dar uma carona porque sou legal 

- É sim - Pego minhas coisas e vou para a cozinha. 

(S/M) - Bom dia 

- Dia, porque bom não vai ser - Pego um copo com café e fico tomando.

(S/M) - Credo 

Mano, café é minha fonte de energia que me mantém acordada o dia inteiro. Se vou para o colégio sem tomar, durmo em todas as aulas, café é a melhor coisa do mundo e só minha opinião importa.

(S/P) - As vezes eu acho que o Jimin é traficante  

- Por quê? 

•Jimin - Pois é, por quê? - Pergunta descendo as escadas, vestido de preto, com um boné, usando máscara e óculos escuros.

- Meu Deus, está fugindo da polícia? 

•Jimin - Talvez e Pai 

(S/P) - Oi? 

•Jimin - Não devia estar trabalhando? 

- Verdade, porquê está aqui? - Olho para ele que arregala um pouco os olhos.

(S/P) - É-é m-minha folga - Ele está mentindo, certeza, eu tenho o dom de saber quando mentem para mim. - Depois conversamos 

•Jimin - Ok, né 

Nos despedimos dos nossos pais, Jimin me deixa no inferno, vou até meu armário e guardo algumas coisas la dentro.

•San - Bom dia 

- AI - Me assusto e fecho a porta do armário de uma vez.

•San - Desculpa 

- O que você quer? 

•San - Ué, eu só falei bom dia - Cruzo meus braços e arqueio minha sobrancelha. 

•Yeri - CHOI SAN 

Acho que alguém se fodeu, não é mesmo? 

•San - Ah não - O mesmo olha na direção da garota, ela vem até ele e acerta um tapa em seu rosto. 

•Yeri - SEU BABACA, NUNCA MAIS OLHA NA MINHA CARA - A menor diz em meio aos soluços. Seu rosto estava coberto por lágrimas e sua maquiagem está borrada.

•San - A culpa não é minha se você se iludiu sozinha 

Ela fica olhando para ele por alguns segudos e sai correndo. Me viro para ele de uma vez.

- O que você fez, Choi? 

•San - Nada

- Claro que não - Reviro meus olhos e vou atrás de Yeri.

●Pov San●

Que porra, a Yeri tinha que aparecer justo agora? Tudo bem que eu larguei ela plantada em um encontro ontem, mas não foi culpa minha se eu tinha coisas mais importante para fazer.

Wooyoung - Sério? 

- Ai, que susto - Me viro para ele. - O quê?

Wooyoung - Quando você vai parar, San? 

- Com o quê, Wooyoung? 

Wooyoung - De ser um idiota, magoa todas as garotas que ficam com você e não sente nem um pouco de remorso

- Não começa

Wooyoung - Eu estou torcendo muito para você quebrar a cara com a (S/N) 

- Que amigo

Wooyoung - Sou seu melhor amigo, San, estou tentando te ajudar

- Então para, não preciso da sua ajuda - Reviro meus olhos e saio andando para e sala de aula.

Wooyoung - Vai acabar se arrependendo, San - Ele grita, mas o ignoro.

Sei que meu melhor amigo está certo, mas não dá para mim ser de outro jeito, não depois do que fizeram comigo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...