1. Spirit Fanfics >
  2. Como se fosse hoje, de novo? - Jikook >
  3. Contando a verdade

História Como se fosse hoje, de novo? - Jikook - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Estou postando de madrugada, ent se tiver algum erro de pt, relevem kkkkk

Capítulo 8 - Contando a verdade


Na manhã seguinte acordei sem ninguém ao meu lado, a luz do sol estava no exato lugar da manhã anterior, será? Será mesmo que estou repetindo o dia de ontem... De novo?

– Jungkook! – O chamo.

– Oi anjo. – Ele diz com um sorriso sorrateiro, me olhando da porta do banheiro.

– Você... Você tá aqui... – Retruco um pouco estagnado.

– Er... Eu dormi aqui ontem lembra? 

– Sim, eu lembro... Lembro muito bem. 

– Eu mexi muito dormindo? Ah! Desculpa, mas olha pelo lado positivo ,eu não ronquei, certo? – Ele procegue dando uma risada no final.

– Eu gosto de como você sempre está feliz... Você sorri pra tudo. – Falei.

– Sorrio? – Ele para na minha frente, fecha os olhos e começa a pensar, sorri, e continua. – Gosto muito de você. Você me deixa feliz.

Ele sai e desce as escadas em seguida. Isso faz com que me lembre de sua fala, "se você tivesse me falado antes... Eu não namoraria seu irmão." Será que ele já gostou de mim em algum momento? Para de viaja Jimin... 

Vejo o horário e estava próximo do horário da escola, pego minha mochila e desço para a sala. 

Visto meu uniforme, pego meu celular e vou novamente novamente cuidar da Mimi, acabei cuidando dela durante quatro dias, eu estou a quatro dias nesse looping? Misericórdia... após ajeita-la e dar café da manhã, desço em direção a sala junto com ela, porém escuto aquela discussão, fiquei escutando de novo da escada.

– Desculpa se eu não posso ficar chateado por você não ter nem conversado comigo ontem, eu não fiz nada demais. – Disse Yoongi de braços cruzados.

– Você pode ficar chateado... Mas você precisa me escutar mais. – Jungkook retrucou.

– Então fala isso para mim... Conversa comigo, o que nós somos afinal? – Continuou com a voz deprimida.

Lembrei do que viria após. Não me segurei, não vou ver está cena novamente. Passei por eles sem dizer nada, finge que não sabia de nada! E ainda com a Mimi no colo, pensei em algo para quebrar o gelo.

– Suga, a Mimi vai passar a noite na casa da avó, então vou fazer a janta mais cedo. Tá bem? 

Tanta coisa para falar, eu falo isso? Eu não funciono sob pressão. Yoongi me olha surpreso, o que eu disse demais? O encarei com um olhar do tipo, "tem algo na minha cara?", ele parece um pouco feliz.

– Faz anos que você não me chama de Suga.

– Eu te chamei? Me desculpa! – Falei de imediato.

– Suga? – Questionou Jungkook. – Que fofo.

– Não é fofo! Ah! A gente vai se atrasar para a escola vamos logo. – Falei indo para rua.

– Primeiro você me chama de Suga, e agora tá tudo bem eu te acompanhar até a escola? Você dormiu bem? – Disse Yoongi ainda surpreso.

Dou um tapinha nele, e começamos a andar para a escola. Eu não queria estar com ele exatamente, mas não tive escolha. Não vai acontecer outro selinho, não comigo presente.

Largamos Mimi em minha avó, e prosseguimos para ir na escola, era bem próximo dali, pensei que o caminho seria silencioso, que não existiria papo, mas estava enganado... Faltava tão pouco.

– Eu sei que você não quer falar sobre isso... – Começou Jungkook a falar, "então não fala!", pensei. – Mas eu percebi, que o Yoongi realmente não sabe porque você não gosta dele...

– Ele sabe. – Respondi.

– Na verdade, eu não sei mesmo. Você nunca me deu chance de falar com você. – Admitiu. Bufo, ele mente muito mau.

– Me poupa disso, por favor. – Respondi.

– Entendi, você não acredita em mim. – Devolveu.

– Por favor, casos de família só se for de reconcialização. – Jungkook falou nervosamente.

Chegamos na escola, e encontramos nossos amigos. Por algum motivo Jungkook aproveitou a conviniencia para apresentar Yoongi a eles. E como era esperado, todos amaram o ele.

– Mas me fala, se vocês se conheceram há 3 meses... Quer dizer que um de vocês era tão ciumento ao ponto de não querer nos aprensentar? – Debochou Taehyung, a vontade era de bater nele. Yoongi me encarou, que foi o sulficiente para que todos olhassem para mim. 

Olho de lado, Jungkook e Yoongi entendem que eu não vou adimitir, não vou dizer a verdade. Mas a vontade de ter algo que depois não teria como mudar me provocava. Resolvo dizer a verdade.

– Ele é meu irmão, e como eu não queria que vocês o conhecessem, ele manteve distância.

Falei calmamente como se fosse a notícia mais comun possivel. Niguém acredita, mas Yoongi confirma. Logo voltamos para as típicas perguntas: "desde quando?", "como assim?", "por que você escondeu ele"... E estava tudo bem, eu dei um jeito para que ficasse subtendido que não queria falar sobre aquilo. Mas ignoraram, até chegar na pergunta que todos me fazem: "Por que voce odeia ele?"

– É tão dificil eu odiar alguém? – Respondo irritado.

– Quando se tem motivo... não. – Retrucou, eu me irrito mais ainda.

– Para de fingir! – Gritei.

– Mas eu não finjo! Eu não sei porque você me odeia caralho! – Retrucou. 

– É tão estranho ver você com papo de irmão Jimin. – Falou Taehyung tentando amenizar a situação.

– Não sabe... Como você consegue ser tão cara de pau? – Prossegui ignorando o Taehyung.

– Cara de pau? Eu não te entendo só isso! Se você me dissesse o que eu fiz de errado eu me desculparia! 

O sinal bate para entrarmos em nossas salas. Sem resposta deixo meu irmão. Fomos para minha sala Taehyung e eu. Lembra? O tagarela sem freio, estava estranho, não estava falando nada? Eu quebrei meu melhor amigo!

– O que houve Tae? – Perguntei, ele me ignora. – Aish Tae... Fala comigo.

Ele novamente me ignora.

– Taeee! Fala por favor!

– Estranho, fala comigo você quer, mas esconder uma pessoa por 5 anos tu trata como nada! Como que você me esconde uma coisa dessas? Eu estou magoado.

– Não fica magoado comigo Tae, eu não fiz por mal. Ele é um babaca, não queria apresentar alguém assim para você. – Me justifiquei, ele me olha confuso.

– Mas ele é tão legal! 

– Legal... Eu odeio ele.

– Jimin, eu sou ou não sou o seu melhor amigo?

– Você é.

– Então me explica essa treta, porque estou muito perdido, se você me contar eu posso até odiar junto contigo! Vai ser legal, não vai?

– Ah... Certo, eu vou contar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...