História Como se livrar de um gay apaixonado - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Xiumin
Tags Amor, Aventura, Bts, Chen, Colegial, Colégio, Drama, Jackson, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kook, Luta, Romance, Yoongi
Visualizações 84
Palavras 1.934
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - Reencontrar


Fanfic / Fanfiction Como se livrar de um gay apaixonado - Capítulo 40 - Reencontrar

- Merdaaa.. Acabei de atirar no carro do Jackson. Ele vai me matar!

- Como assim... Você não está sozinho?

Meu coração dispara ao saber que Jeon poderia está dentro de um carro a metros de distância.

- Todos nós viemos. Kook, Jimin, Jackson, Yoongi e eu..- Fala ainda me observando assustado.

- Hoseok, como me encontraram? Eles sabem que estou viva?-Pergunto acelerando e quase batendo no caminhão a frente.

- Calma Beca... Respira fundo... você ...está grávida e não pode ficar desse jeito- Seejy fala enquanto geme de dor.

- Grávida??? Aaa meu Deussss!!! CHEN VIOLENTOU VOCÊ? BECA TÁ TUDO BEM?PRECISA DE ALGUMA COISA? ... A JESUS, MARIA E JOSÉ.. O KOOK VAI MORRER QUANDO SABER DISSO!- Hoseok fala enquanto colocava a mão na minha testa, como se estivesse assegurando se tudo estava bem.

 Ele era meio atrapalhalhado, mas não deixava de ser fofo. Dou um sorriso por sentir um pouco de humor novamente.

- Calma Hoseok, Chen não fez nada comigo. O filho e do Jeon!

- Tem certeza?- Pergunta arregalando os olhos.

- É claro.. Tá achando que  sou o que pra não saber quem é o pai da criança? Jeon foi o único homem com quem dormir, então é dele, por que do dedo é que não foi!- falo

- Nossa.... Não foi isso que quis dizer..- Fala levantando os braços em defesa.

- Como encontraram a casa?- Ultrapasso o sinal quase trombando em outro carro. 

Pelo retrovisor observo o carro de Jackson logo atrás. Seejy ainda estava consciente, o que era bom, pois assim conseguiria chegar a tempo no hospital.

- Des do dia da sua morte Jackson pirou e não saía da porta da delegacia. No meio dessa loucura ele descobriu que o detetive Mike que foi o responsável pelo caso, queria acabar com a investigação. Desconfiado, Jackson o seguiu e descobriu que ele estava encontrando alguém no lugar onde você estava. No início estávamos apenas procurando Chen, nunca imaginamos que você estivesse viva!

Fico calada por um tempo e depois respondo.

- É... E eu pensando  que o jackson era o músculo e eu a cabeça... Então Jeon não sabe? 

- Na verdade.... Ele estava como Jackson e não acreditou muito, principalmente quando detetive Mike não soube explicar onde esse colar estava.- Aponta para o meu pescoço.

Lembro do detetive ter falado sobre isso quando chegou a minutos atrás. 

- Como conseguiu entrar? Aquele lugar é uma Fortaleza!- Seejy pergunta.

- Bemmm!!! SEM QUERER, quando estávamos observando o local meu celular caiu do outro lado do muro. Lana está me ligando, então tive que pular para pega-lo. Os seguranças ouviram o toque e vieram ver o que era, como não consegui escalar o muro de fora corri para dentro da casa e entrei pela porta da cozinha, que graças a Deus estava aberta. Não tinha ninguém, entao fui andando sem rumo e quando menos percebi, trombei em um vaso e com vocês!- fala envergonhado.

- Nossa!!- Seejy fala meio sonolento.

- Sou um desastre ambulante!

- É.... Mas se não fosse por você e a distração que causou, talvez não teríamos fugido- Hoseok fica alegre com minhas palavras, mas não fala nada.

Fico calada e dobro a direita, parando na entrada do hospital.

- Hoseok desce e leva Seejy  até o pronto socorro!

- É você??- Hoseok pergunta.

- Beca não faz idiotice..- Seejy fala com certa preocupação 

- Entra logo, você vai acabar morrendo.

- Por que está fazendo isso? Eu fui seu carcereiro naquela casa!

Olho para ele e faço outra pergunta.

- E você... Por que me ajudou?

Ele me olha cansado.

- Sou das forças especiais e trabalhei infriltado depois que surgiram boatos de corrupção na Interpol coreana. Minha missão era ficar firme, encontrar provas e não deixar o disfarce ser revelado, não importa o que acontecesse. Porém, quando Chen falou sobre aborto, não consegui me segurar. Tenho um filho, pensei nele nesse momento.

Abro um sorriso aliviado.

-Sabia que você era inteligênte de mais para ser um capanga.

Ele retribui o sorriso

- Espara um pouco Beca, não haja na emoção. Sua gravidez e recente, tem que tomar cuidado e pensar no seu filho!

Olho para barriga que apresentava apenas uma mudança minúscula e me arrepio só de pensar que outra pessoinha crescia ali dentro.

- Seejy... Eu não sei mais o que fazer!- Falo chorando. Os dois rapazes me observam preocupados.

- Você é uma garota forte! Não se preocupe, a minha equipe.... deve chegar a qual quer momento....ficar.... aqui tranqui..- Seejy perde a consciência antes mesmo de terminar.

- Seejy....!!!- Grito ao notar o quanto de sangue havia perdido- Rápido Hoseok , se não ele vai morrer....

Tento sair do carro mas Hoseok me obriga a ficar. Minhas pernas estavam tremulas e meu estomago doía ao retirar o sinto ou movimentar. Fecho os olhos e respiro fundo, enquanto Seejy e levado e Hoseok gritava por socorro.

- Calma....!- Falo para mim mesmo.


Ouço  o som de tiro e meu pânico volta ao ver um dos homens que ajudava Hoseok segurar o pé que sangrava no chão.

- Droga!...

Falo ao ver Chen e seu capangas. Observo três garotos de pé.

- Meninos.... Cadê o Jeon?

Noto que a outra pessoa no chão e Chen apontava a arma para ela.

- Quando falar Zero.... Eu mato!- A voz do meu sequestrador ecoa forte 

- Dois.......Um..

-NÃO!...- Grito ao notar a vítima sentada no chão. Com minhas últimas forças, pego o objeto que estava no banco do carro e corro para fora.

- ACABOU... Zero!

Miro e atiro.




  






Fecho os olhos quando o disparo sai da arma, fico um tempo assim apenas ouvindo o som dos gritos dos meus amigos por estar sendo atingido. Pensei que a morte seria diferente, mais dolorida, porém não era assim.

- Sai de perto dele.... AGORA!

Abro os olhos ao ouvir a voz que a tanto tempo queria ouvir. Observo Chen massagear uma das mão e a garota de cabelos ondulados e pele morena, que chorava sem parar. Estava no céu? Acho que sim! Essa era a única explicação por estar vendo Beca viva ali e agora.

- Puta Merda, caralhooo.... Becaaaa!!- Yoongi grita passando a mão pelos cabelos desacreditado.

- Beca estava viva esse tempo todo?- Jimin pergunta confuso.

-Levanta desse chão kook!

Jackson me arrasta para longe dos capangas, um tenta empedilo, mas Chen da o sinal para deixar. Olho para o meu corpo e não a sinal de sangue em lugar nenhum.

- Cadê o sangue?- Pergunto confuso.

- A arma de chen estava sem munição, o som do tiro foi Beca atirando e derrubando a arma da mão dele....Cara igual cena de filme!! - Responde.

- Não estou morto? .... Então!

-É kook você e Beca estão vivinhos... Merda...Nem acreditoooo! Esse psicopata deve ter mantido ela  trancafiada naquela casa!

Fico de pé com certa dificuldade e observo a mulher da minha vida que pensei ter perdido.

 Ela vestia uma camisola de seda branca, sua mão tremula segurava uma arma e seus pés estavam sobre o asfalto frio. Sua pele dourada, agora tinha dado espaço a um rosto magro e pálido. Ela havia perdido tanto peso nesses últimos dias!

- Beca!!..- vou apresado em sua direção.

Ao observar o meu rosto, vejo sua face rígida se transforma em uma cortina de lágrimas. Estando junto a ela, dou um abraço apertado.

- Meu Deuss!! É VOCÊ MESMO...Está viva. OBRIGADO SENHOR!

Meu coração parecia que estava prestes a explodir e minha lágrimas saem junto com minha voz tremula. Beca aperta suas mãos em minha cintura e desaba de forma descontrolada.

- Jeonnn..... Senti tanto a sua falta, pensei que nunca... mais.. veria você!!- Beca solucava em meu peito. Sinto uma fincada de culpa me atingir no meio de tanta alegria.

-Desculpa meu amor.. Por duvidar, por ser um namorado horrível e não cuidar de você direito, ter deixado Chen fazer isso..- Minha voz sai rancorosa. 

- Me perdoaa!

 Beijo sua testa e seus lábios e a Seguro forte. Tinha medo de solta-la e ela sumir novamente.


- Que reencontro emocionante..... Agora para de palhaçada e vem já pra cá Beca!

Chen batia palmas com um sorriso torto.

- Chega!! VOCÊ NÃO MANDA EM MIM.... ACABOUUU!- Beca grita nervosa.

Chen pega a arma e coloca um novo cartucho nela.

- ACABOU? Só acaba quando eu mandar vadia! Está pensando que vai ficar brincando de mamãe e papai com o Jeon e esse filho bastardo e vou deixar por isso mesmo? 

- Filho?- Pergunto para Beca que chorava ainda mais.

-   Não sabia Jeon? BECA está esperando um filho meu!

- Cala boca!!!- Beca grita 

- O que?- Pergunto desnorteado.

- Seu mentiroso.. Você sabe que esse filho nunca poderia ser seu, está falando isso pra provocar, por não ter conseguiu o que o Jeon conseguiu!- Beca agora sorria amargamente.

- É o que foi Beca?- Ele aponta a arma para nós.

- Ir pra cama comigo!- Chen parecia ter se transformado

- Sua vagabunda.... E ISSO que recebo por ter sido bonzinho e um cego apaixonado esse tempo todo? Deveria ter te tomado a força naquela cabana, ao invés de me preocupar com você. Você nunca vai ser feliz com ele, não enquanto eu viver!

Ouço o som das cirenes ecoarem pela rua. Beca abre um sorriso ao encarar Chen.

- Não adianta mais.. Você não tem como escapar dessa!

- Acho melhor a gente ir, paresse que as forças especiais está atrás da gente.- Mike sussurra.

- Fica parado aí detetive, não vamos a lugar nenhum, enquanto eu não matar esses cinco e meio!-  Falou a última parte olhando para Beca.

- Se você não for minha, não é de mais ninguém!- Chen aponta a arma para Beca e dispara.

Pulo na frente empurrando-a para o lado. Caio no chão e seguro o braço que havia sido atingido.

- Corre!- Grito para ela.

Detetive Mike aproveita minha desvantagem e me ataca, Beca tenta interferir, mas faço sinal para fugir. Graças ao seus ela obedece. Observo os garotos que estavam sendo segurados lutarem com os demais rapazes. Jimin e Jackson pareciam estar possuídos e lutavam com dois três de uma vez. Vejo Yoongi pegar um pedaço de Barra que estava na lixeira e acertar dois capangas na cabeça.

- Não se preocupa Kook, vou cuidar da sua gravidinha e do seu bastardinho direitinho! Claro que chen deve estar brincando com ela agora, mas não custa nada ele dividir - Mike provoca- Não sei o que aquela gostosa viu em você, pau grande não foi?.. Deve ter sido o dinheiro; o dinheiro sempre fala mais alto!

Mike aperta o local onde a bala estava, me fazendo gritar.

- Seu canalha..Não vou permitir que encoste nela...

- É mesmo? É como vai fazer isso?

- Assim, Idiota !- Vejo Yoongi acertar Mike com toda força na cabeça. 

Dois capangas de Chen que ainda estavam acordados conseguiram fugir, mas os outros estavam acabados no chão.

- Aaasa... Temos que procurar Beca, Chen foi atrás dela!- Jimin pula de um lado ao outro.

- Vou esperar a polícia aqui, alguém tem que tomar conta desse idiota.- Yoongi fala me entregando a barra em sua mão.

- Pra onde ela foi?- Pergunto ficando de pé .

O grito que ecoa pela noite me coloca de guarda.

- É a voz da Beca!- Jimin fala.

- Só pode ser no telhado!- Jackson conclui.

Sigo para dentro do hospital junto com Jimin e Jackson. A recepção estava vazia e os poucos funcionários que estavam no local permaneciam  escondidos. 

Corremos para o elevador e apertamos o número para o terraço. O terraço era no 8 andar. Vejo que o número 7 levava até a maternidade.

- Meu Deussss!!

- O que foi?- Jimin e Jackson me olham assustados.

- Eu vou ser pai... Ai Jesus..... EU VOU SER PAI!

- Burro!! AGORA QUE A FICHA CAIU?- Jackson fala rindo.

- Ia matar você se acreditasse em chen!- Jimin fala alegre.

- SERA que consigo ser pai de alguém?

- Meu filho... SE CONSEGUIU FAZER, VAI  TER QUE SER HOMEM PARA CONSEGUIR CRIAR!- Olho para Jackson, mas não consigo responder pois a porta do elevador se abre!











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...