História Como sempre - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Casamento, Jogo, Medo, Morte, Pessoas, Vida, Xadrez
Visualizações 18
Palavras 245
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabs, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Survival, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - O jogo vital


Todos chegaram e se posicionaram segundo as regras. O Conde sentou-se na ponta, como sempre. A Baronesa com o Duque de Salema nas laterais, como sempre. A Viúva se pôs na outra ponta a chorar, e morreu. Augusto a bater o nariz com Anabela, como sempre. E Vovó Fada reunida por entre os jovens, como às vezes. 

Que comece o jogo! Ordenou a voz num silêncio alto aos ouvidos de todos.

Um cavalo emborcou primeiro, como sempre. Os peões se revezaram nos ataques mas não duraram muito. Foi a vez de bispos e torres, seguidas por ligeiros golpes da rainha.

O Conde insistia em unir forças com a Banorensa, mas ela só queria saber do Duque. Logo Vovó Fada levou o recado ao casal de As, e eles a mandaram preparar um bolo para quando ganhassem.

Vieram mais quedas e empurrões, brigas deveras desnecessárias e as mensagens... foram quase que completamente mau interpretadas. 

O jogo se dividia, revezando também o equilíbrio, pois não pendia para lado algum. 

Mas por fim a cobiça venceu, e o casamento saiu quando o rei foi posto em check. Anabela foi envolta em plástico filme e guardada com Augusto na prateleira do Conde. De quando em quando Vovó Fada levava biscoitos pra eles ou contava uma história para que se aquietassem, mas não passava disso. 

A Baronesa experimentava bijuterias diariamente para certificar-se de que estava bem para o Duque, enquanto seguia sem remorso pelo o que fez, e assim seguiria no jogo vital. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...