História Como ser desejado pelo seu melhor amigo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bottom!jimin, Bottom!jungkook, Jikook!flex, Top!jimin, Top!jungkook
Visualizações 38
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee espero que gostem,fiz com muito carinho 😊 desculpa os erros e aproveitem beijo 😘

Capítulo 1 - "Querida cabri"


Jimin e eu somos amigos de longa data, fomos criados juntos. Sabe aquela história de vizinhos?- então brincamos juntos a infância toda e nossas mães ah como sempre amigas sabe aquelas que sentam na frente de casa com uma xícara de chá nas mãos e passam a tarde toda olhando a vida dos vizinhos, bando de fofoqueiras mas todo mundo tem vizinhos assim nós tivemos sorte delas serem as nossas mães pelo menos não vão sair espalhando por aí todos os nossos podres, não que eu e Jimin temos muitos é claro.

 Vou contar um pouquinho da minha história e como tudo começou.

 Estava minha omma em um belo dia ensolarado com tédio e bem meu pai estava em casa sentado no sofá assistindo algum programa chato que pais assistem. Como todos sabem mulher com tédio é a invocação do satanás, ela se sentiu incomodada seu marido não estava prestando muita atenção nela não transavam a algumas semanas. É tão estranho falar isso dos meus próprios pais "uuhh" então ela resolveu ir até ele ver se conseguia o que queria ou seja dar a querida... prefiro não citar nomes, vocês entenderam. Como eu sei disso? Bem, mamãe em um belo dia bebeu um pouco a mais que o necessário e resolveu me contar como eu cheguei ao mundo. E sim ela me contou tudo, com todos os detalhes e só digo uma coisa. Eu quase morri de tanto fazer ânsia de vômito, mas a gente releva. Bem e foi o que ela fez quero dizer conseguiu sair do tédio e foi ai que eu surgi, como os pais sempre contam história para os filhos - Veio a cegonha depois de 9 meses e um belo garoto de olhinhos negros e puxados muito fofo por sinal surgiu.

 Conforme os meses se passavam eu crescia e ficava maiz forte, quando completei 2 anos de idade tivemos que nos mudar para uma casa maior já que depois de 7 meses a cegonha traria mais um menininho para complementar a família.

 E foi ai que tudo começou, minha omma e a do Jimin se tornaram amigas sabe aquela coisa de boas vindas então ela trouxe um belo bolo e de quebra um baixinho de cabelo castanho e um sorrisinho tímido sem contar a fofura. Jimin era 2 anos mais velho que eu ou seja já tinha 4 anos, nossas mães se tornaram muito amigas e com isso nos aproximamos também, brincávamos todas as tardes em um parquinho que tinha perto de casa, os anos se passaram e fomos para a escola, Jimin como já estava 2 anos na frente costumava cuidar de mim a pedido de minha omma, não que fosse preciso já que eu era maior que Jimin. Quando Jimin atingiu seus 19 anos acabou indo morar em um apartamento mais no centro de Seul pelo trabalho e eu fiquei por mais 2 anos na casa de meus pais até atingir os meus 19 anos e conseguir um bom emprego e por sorte seria exatamente na mesma empresa que Jimin trabalhava bem consegui com uma ajudinha do mesmo e como tudo conspira a meu favor acabei conseguindo alugar um apartamento no mesmo prédio, andar e pra ser mais exato ao lado do de Jimin, sorte não é mesmo?

 Se nós já eramos próximos agora estamos grudados igual chiclete quando gruda no cabelo e não sai mais, passamos o dia juntos os fins de semana juntos tudo juntos, já chegamos ao ponto de partilhar cuecas. Intimidade é tudo.

 Aos poucos algo estranho começou a surtir efeito sobre mim, Jimin estava interessado em uma mulher, uma bela mulher e eu era aquele amigo que sempre o apoiava em tudo, eu o ajudei a conquista-la, como Jimin é tímido não conseguia conversar com ela ou seja era empacado, e tive que dar um jeitinho para que ela percebesse e é claro nada melhor do que empurrar seu amigo pra cima do crush e foi ai que a bela história de amor dos dois começou, mas de bela não tem nada.

 Primeiro que se o seu melhor amigo começar a namorar esqueça que ele existe, esqueça de festas, noitadas, passar o dia jogando video game e comendo besteiras nunca mais, é tudo namorada e isso acabou nos afastando até porque ela não gostava muito de mim. Seria ciúmes? - Com toda certeza, digamos que ela já nos pegou fazendo coisas um tanto quanto estranhas.

Já faz dias que não vejo Jimin e olha que moramos um do lado do outro, se ele derruba um prato eu sei, escuto tudinho mesmo não querendo, ouvir aquela piranha do outro lado gemendo igual uma cabrita não é nada agradável para meus ouvidos, tem certos momentos que queria ser surdo e confesso que até sinto tesão sim isso parece meio estranho vindo de um cara que se descobriu gay a algum tempo mas poxa se ela geme alto dessa maneira imagina só do que Jimin é capaz na cama.

 Como eu e Jimin estamos de férias não nos vemos tão frequentemente até porque a bendita cuja da rapariga da namorada dele não sai de perto dele desde o dia em que nos pegou bem... tirou conclusões precipitadas não que eu não queria que ela pensasse nisso, bem queria que fosse real mas Jimin é um homem fiel - isso é porque não  me viu pelado, ainda.

 Vou contar a história nos mínimos detalhes.

  Assim que entramos em férias pedi para Jimin passar uma tarde comigo, fazia tempo que não jogávamos e comíamos besteiras sinto falta do meu Chimchim, então combinamos de passar o dia juntos era em um sábado, então acordei mais cedo que o normal para fazer uma surpresinha para meu querido "amigo".

 Era umas 8 da manhã quando sai de casa rumo a de Jimin, abri a porta e entrei sendo o mais silencioso possível isso se não tivesse batido o dedinho no sofá e caído chorando de dor no chão, além de ter quebrado o querido quadro de Jimin e a cabrita mais conhecida como namorada no chão e feito caquinhos. Ainda me pergunto como Jimin não ouviu, depois de longos minutos deitado no chão frio agonizando com a minha dor e sofrimento me recuperei e arrumei a bagunça, fui até o quarto de Jimin e ele dormia feito um anjo com a boca totalmente aberta e babando, naquele momento até pensei em bem... isso me deixa envergonhado, definitivamente eu não presto. Cogitei a ideia de colocar uma coisinha na boca de Jimin, não pensem besteira seria apenas o dedo, e assim fiz coloquei o "dedo" na boca de Jimin que logo o chupou feito um bebê se eu queria o morder naquele momento é claro que queria mas tive uma idéia melhor, porque não gemer pedindo por mais não é mesmo.

- Oowwnnn Jimin-ah isso hhhuummm adoro quando faz isso, você manda tão bem nisso, eu eu to quase lá vamos ooewnnn.- é claro que eu continuaria se meu querido "amigo" não tivesse mordido meu dedo com toda a força quase arrancando um pedaço do meu querido dedinho, o dedinho que poderia agradar muito ele por sinal, o dedo indicador.

 - O que se passa por essa sua cabeça de vento em Jungkook?- Jimin se levantou me empurrando para fora do quarto.

- Era só uma brincadeira Hyung, não precisava arrancar um pedaço, eu sei que sou gostoso mas canibalismo já é demais não acha?

- Ainda não sei como sou seu amigo.-Jimin parou perto da porta me olhando sério.

- Assim você me magoa.- Fiz bico.

- Não me venha com essa carinha de cachorro sem dono porque ela não funciona comigo.

- Aish Jiminie-Ah por que é tão mal comigo?

- Eu estava dormindo feito um anjo tendo um sonho maravilhosamente gostoso e me vem você com a porra desse dedo que nem sei por onde ele deve ter passado e ainda tem a cara de pau de ficar gemendo Jungkook, isso é intimidade demais não acha?

- Escuta aqui Hyung sou euzinho aqui que tenho que aguentar aquela cabrita que você chama de namorada gemendo todo dia pedindo por mais e dizendo o quão gostoso, grande, grosso e...

- Tá tá já entendi eu sei que sou gostoso e fodo bem mas até você Jungkook?

- Eu até queria mas você acha que é intimidade demais, e além de tudo é uma piranha fiel, na boa como aguenta aquela cabrita berrando em cima de você? Isso é broxante.

- Tá confesso que ela exagera as vezes mas ela é minha namorada da pelo menos pra tratar ela igual gente e não uma cabrita?

- É você tem razão tadinha da cabrita.

- Jeon Jungkook sai daqui seu seu mulek.- Jimin saiu correndo atrás de mim pela sala toda, entre os sofás em um vai e vem infinito até que conseguiu me enganar logo me jogando no tapete da sala depositando todo seu peso sob minhas pernas prendendo meus braços acima da cabeça me impossibilitando de mover sequer um músculo.

- Não é por nada não mas já disseram que você fica ainda mais sexy bravinho? - Sorri safado.

- Você não desiste não é mesmo?- Disse se aproximando cada vez mais de meu rosto ficando a poucos centímentros de meus lábios e porra eu estava nervoso, muito nervoso, nunca tinha ficado tão perto dos lábios grossos e vermelhinhos de Jimin, senti minhas bochechas arderem e cheguei a conclusão de que eu estava corado.

- Jimin você não acha que antes de me beijar você devia pelo menos me pagar um lanche?

- Não sei mais o que fazer com você Jeon Jungkook. - moveu a cabeça de um lado para o outro em sinal de negação.

- Tenho algumas ideias Hyung. - sorri malicioso.

- Muito obrigado mas essa eu passo.- Jimin soltou meus braços tentando levantar mas fui mais rápido segurando firme em sua cintura o puxando para baixo de meu corpo, passei as pernas em volta da cintira de Jimin e segurei seus braços que estavam em meu peito tentando me empurrar, o empedi os segurando firme aproximando-me cada vez mais de seu rosto, seus olhos estavam arregalados as bochechinhas gordinhas já estavam vermelhinhas e os lábios entre abertos.

- Você brinca demais comigo Hyung e sabe eu também sei brincar.


Notas Finais


Oii de novo só passei pra atentar mais um poquinho kkk e então gostaram? Continuo? E a cabri o que acham dela?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...