História Como te Vejo ||Simbar|| - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Delfina, Jazmin, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Rey, Sharon, Simón, Tino
Tags Amor, Romance, Simbar, Sou Luna
Visualizações 274
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que estejam gostando.

Possíveis dias para atualizar: Quintas e Sextas.

Capítulo 2 - Capítulo 1: Destino


Acordo-me por ter um pesadelo, onde me via preso em um lugar escuro, tocando minha guitarra, até que ouço uma voz feminina chamar por ajuda, ela repetia "ajuda-me" sem parar, como se estivesse sendo torturada. Quando paro de tocar o instrumento, tento ir a busca da voz misteriosa, mas sinto que a gravidade não estar ao meu favor, então caio no chão e ali fico escutando a pobre voz chamar e chamar por ajuda de algum ser.

Levanto-me da cama e vou preparar meu desjejum, Nico e Pedro já se mostravam de pé, o que significava que eu havia dormido muito. Então pego os ingredientes para fazer qualquer coisa, então Nico me cutuca e vejo que misturei chantilly, ketchup, alface e batata palha na frigideira. Rio e jogo tudo no lixo, então Pedro me puxa e Nico desliga o fogo o qual deixei ligado por distração.

-Simón, aqui entre nós, estas distraído? - Pedro indagou e depois me olhou nos olhos, como se buscasse um segredo no fundo dos meus olhos.

-Não, não! Estou normal como sempre. - Sorrio forçado e dos dois dão um riso, em seguida os mesmo me olham feio quase com chamas nos olhos. - Okay! Eu só tive um pesadelo... um pesadelo estanho e diferente.

-Gostaria de partilhar um pouco do vosso... pesadelo?- Diz Nico tentando achar as palavras para dizer isso.

-Eu não sei como explicar, mas sei que eu estava tocando guitarra, no escuro, até que eu começo a ouvir alguém pedindo ajuda. Então eu me canso de ouvir tudo isso, e vou em busca da voz que não parava de chamar por ajuda, quando eu tento andar para frente, eu sou puxada por algo invisível. Não tem como explicar.- Passo a mão nos meus cabelos em ato de medo e preocupação, Nico e Pedro se olham trocando olhares que dessa vez eu não consegui entender.

-Vamos pensar em como podemos ajudar! Vá andar um pouco moço...- disse Pedro me empurrando para fora da casa, deu-me uns 37 reais e trancou a porta. Eles não guardavam chave reserva de baixo do tapete de entrada, eles nem tinham tapete de entrada!

Então saio andando por ai sentindo a brisa no meu cabelo e rosto, distraído, olhando para o chão, pensando em meu pesadelo... depois de uns 15 minutos de caminhada vejo pés apressados, então do nada eu trombo com alguém, que iria cair, mas graças por meus reflexos eu a seguro e a trago contra meu peito.

-O que está fazendo?- noto delicadas mãos sobre meu peito, então noto que era uma voz feminina. Olho para um a pessoa que estava envolvida em meus braços e vejo Ámbar. A Loira fazia força para tentar sair, mas eu a não soltava pois estava em um pequeno transe.

-Hã... eu te segurei...- digo meio confuso.

-Você deveria olhar por onde anda.- ela diz ainda fazendo força para sair.

-Você também estava com pressa, deveria ter desviado.- seguro seu queixo delicadamente e o ergo a fazendo olhar nos meus olhos. Quando nossos olhos se chocam ela abre as mãos e derruba algo metálico. Olho para baixo e vejo a correntinha da Luna.- O que faz com isso?- digo calmo, mas a mesma não responde e fica me encarando, então repito a pergunta, mas com um pouco de fúria. - O que faz com isso?!

-Não é da sua conta!- Ela diz me dando ombros, a seguro pelos braços e a mesma morde o lábio inferior com força quase os machucando, então percebo seus lábios rubros, estava sem batom, era fácil de notar.- Eu sou a vilã entendeu? Eu devo fazer de tudo para tirar a queridinha de todos do caminho.- ela diz com seus olhos frios e sem vida.

-Eles só vêem a rainha má que eles criaram, você pode se mostrar diferente.- digo enquanto pego um lenço que tenho e limpo seus lábio que aparentava um pequeno sangramento. Então pego a medalhinha do chão e a coloco no bolso.- Isso fica comigo... e... pensa no que eu te disse... tente mudar.

-Nada mudará, Álvarez. Isso é o que eu sou.- ela sai andando com a cabeça erguida. Rio e vou até um café perto do Roller. Ia fazer meu desjejum e esperar que desse a minha hora de trabalho. Então recebo mensagem de Luna que aparentava felicidade pelo número de mensagens.

.-Simón!

.-Tenho notícias!

.-Estou muito contente!!

.-Aaah! Vou explodir de felicidade!!!

Fala logo Luna!~.


.-Okay!


.-O Matteo voltou!


Quando li mensagem derrubei a minha xícara de café no chão, aquilo foi como um choque para mim. Não que aquilo fosse ruim, mas tive uma má sensação quando li aquilo. Me veio na cabeça Ámbar chorando pelo Matteo, Luna chorando também pelo Matteo, as duas brigando, e o Matteo nem aí para as duas. Aquilo partiu meu coração... estou com medo do que acontecerá quando Ámbar saber disso. Não será boa coisa.


Pago a conta mais o preço da xícara de café e da limpeza, saio da cafeteria e mando uma mensagem para Tamara avisando que não iria trabalhar, inventei que estava com um trabalho para minha mãe e precisaria resolver em casa, dizendo que era urgente. Então fui para casa e aproveitei que Nico e Pedro não estavam em casa e fui pesquisar o que poderia significar meu sonho. Infelizmente sem resultados...


Resolvi então conversar com Nina, mandei a ela uma mensagem e a mesma disse que estava disposta a ajudar. Depois marquei em meu celular que deveria fazer uma surpresa para Luna, conversar um pouco não?



Notas Finais


Capítulo feito com carinho, dedicação e esforço.

Encontre-a no Wattpad e leia os capítulo com antecedência!

*Revisado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...