História Como Treinar O Seu Dragão - Interativa - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Monije

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Alvin, o Traiçoeiro, Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Dente-de-Anzol, Fúria da Noite, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico
Tags Interativa
Visualizações 134
Palavras 1.951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, a criatividade bateu e eu resolvi postar um cap. Como eu estou fazendo agora, talvez não apareça todos, mas não achem que só por que seu personagem não apareceu, ele não é importante. Leiam as notas finais.

Capítulo 6 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Como Treinar O Seu Dragão - Interativa - Capítulo 6 - Prólogo

Heather PoV:

Esta é Berk.

Fica doze dias ao Norte de Desânimo e alguns graus ao Sul de Morrendo de Frio. Ela é enraizada no Meridiano da Tristeza. Minha Aldeia, em uma palavra: Sólida. Ela existe a sete gerações, mas todas as casas são novinhas em folha. Temos pesca, caça e um pôr-do-sol encantador. O único problema são as pragas. Sabe, em vários lugares temos ratos, mosquitos. Mas nós temos...

DRAGÕES.

Meu nome é Heather Hofferson. Sou a mais nova da família Hofferson. Vivo em Berk, desde... Sempre. A maioria das pessoas iria embora, mas nós não. Somos Vikings. Nós temos teimosia própria.

Sou uma pessoa bem popular em Berk, mas não da forma...Como eu posso dizer...Correta. Porquê? Por causa do meu jeito de ser, mais especificado, pelo fato de eu não querer matar dragões. Não que eu seja a única que não quer, mas sou a única que deixa isso bem claro.

Mesmo com várias pesssoas ao meu redor, só tenho um amigo... o Soluço, nome meio estranho comparado ao meu, mas não é um dos piores. Nossos pais acreditam que nomes estranhos, afastam gnomos e trolls, ainda bem que minha mãe não leva isso bem a sério.

Agora, Berk está sendo atacada pelos dragões, eu sei que eles incendeiam nossas casas, roubam nossos gados, mas eles são animais, o único problema é que eles estão caçando no lugar errado. É por causa disso que dizem que eu não sou uma Viking de verdade. Sério, só por isso.

Enfim... Eu estou indo para a ferraria, como não mato dragões, eu ajudo a criar armas e a consertá-las, de acordo com a minha mãe, eu estou contribuindo para a sociedade. 

Na verdade está indo eu e o meu amigo Soluço, eu sou um pouco mais rápida do que ele, então eu cheguei na ferraria antes. A última vez que eu o vi, o chefe da nossa tribo estava brigando com ele, o nome do chefe é Stoico, O Imenso. Dizem que quando ele era pequeno, ele arrancou uma cabeça de dragão brincando, se eu acredito ? É claro que sim, do jeito que o Stoico é, acredito tanto quanto acho horrível.

Ele não parece se simpatizar muito comigo, minha mãe diz que é porquê eu lembro muito a mulher dele, a Valka, que também não queria matar dragões.

Quando eu cheguei lá, vi alguns colegas: o Sky, ele tem uns 16 anos. Minha prima, Anna, ela tem 14 anos. E tem também a prima do Soluço, a Maya, também tem 14 anos.
Maya: Heather, até que enfim. Estamos cheios de armas para ajeitar. Vamos logo. 
Heather: Tá, espera.
Sky: O que foi?
Heather: Mas é claro, tinha que ser eu mesmo.
Soluço: O que foi?
Heather: Ah, até que enfim. Achei que os dragões tinham te pegado.
Soluço: Quem, eu? O que é isso? Eu sou musculoso demais mais para os paladares refinados dos dragões. Eles nem saberiam o que fazer com tudo isso.
Heather: Pensei que eles usavam palito de dente. Vamos temos que arrumar as armas e eu tenho que pegar meu avental na minha casa.
Soluço: Toma, pegue o meu, eu tenho um reserva aqui.
Heather: Obrigada.
Soluço: Não há de que, Milady.
Maya: Alô, armas!!!
Heather: Tá, tem calma.
Anna: Afia essa espada, ela é um pouco pesada pra mim.
Heather: E pra mim não é ? Não tenho força alguma.

Eu estava afiando a espada quando olhei para o Soluço. Ele está parecendo um bobo olhando o grupo de pequenos bombeiros que temos em Berk, dentre eles temos minha irmã Astrid, minhas outras irmãs Maíra e Monije, as duas são quase gêmeas, exceto em personalidade. Um viking chamado Melequento, outro chamado Perna-de-Peixe, outro chamado Walkinghog e os gêmeos Cabeçadura e Cabeçaquente. 

O Soluço estava quase saindo quando o Bocão chegou e o puxou pela gola. O Bocão é um viking "meio" gordo, tem um gancho no lugar de uma das mãos e uma perna de pau. O Soluço e eu somos aprendizes dele desde que eramos pequenos, no meu caso menor. 
Soluço: Ah, qual é Bocão. Deixa eu ir por favor. Eu preciso deixar minha marca.
Bocão: Você já deixou, todas em lugares errados.
Soluço: Bocão, menos.
Bocão: Mas é claro.
Soluço:Mas enfim, por favor, vão ser só dois minutos. Eu mato um dragão e minha vida vai mudar, quem sabe eu até arranjo namorada.

Quando o Soluço falou namorada, ele olhou pra mim, eu tenho certeza que eu corei. 

P.O.V Soluço:
Bocão: Eu acho que você não precisa disso, pra conseguir uma namorada, né Heather?
Heather: Bocão me deixa tá.
Anna: Ele não tá mentindo.
Heather: Quer afiar a espada ?
Anna: Não.
Bocão: Mas vocês sabem que eu estou certo, não só eu penso assim, toda aldeia também. 
Heather: Sabe Bocão, se não ficar quieto, te dou mais um gancho.
Bocão: Eu estou mentindo? Pra vocês terem uma ideia, na aldeia não se fala em outra coisa, já chegou até ao ouvido do chefe.
Soluço: Tenho certeza que por sua culpa.
Bocão: Talvez. Mudando de assunto, como você planeja matar um dragão se você não consegue levantar um martelo, manejar um machado ou usar uma espada.
Soluço: Tá, tudo bem, mas isso vai atirar por mim.-Eu disse tocando em uma catapulta e acidentalmente acertando um homem.
Bocão: Viu.
Soluço: Mas eu só preciso dar uma calibrada.
Bocão: Não Soluço, se você quiser matar um dragão, vai ter que parar com tudo isso.
Eu: Mas você tá apontando pra eu todo.
Bocão: É isso mesmo, pare de ser você todo.
Eu: Ah, o senhor está jogando um jogo perigoso. Querendo manter minha vikingdade impetuosa reprimida. As consequências vão ser malignas.
Bocão: Eu sobrevivo com isso. A espada. Afie. Agora.

Um dia eu chego lá, por quê matar um dragão é tudo pra nós. Uma cabeça de Nadder, vai pelo menos me dar uma moral. Os Gronkels são osso duro, se eu derrubar um deles, com certeza eu fico com a Heather. O Zipperarrepiante é exótico, duas cabeças, o dobro da fama. E ainda tem o Pesadelo Monstruoso, só os melhores vikings vão atrás dele. Mas o troféu supremo é um dragão que nenhum viking viu: o Fúria da Noite. Atualmente tem dois voando por aqui, parecem ser um macho e uma fêmea. Nenhum viking jamais pegou um Fúria da Noite e é por isso que eu vou ser o primeiro. 
Freya: Bocão, precisamos de você lá fora.- Freya é a irmã mais nova do Bocão, que eu saiba ela é meio apaixonada pelo meu pai.
Bocão: Fiquem todos aqui. É sério. Fiquem aqui. Parados.

E ele saiu.
Heather: Ah não Soluço, nem pense nisso.
Eu: Tarde demais. - sai levando aquela catapulta.

P.O.V Heather: 
Maya: Vai atrás dele, não deixe que ele se machuque.
Sky: A gente dá conta aqui.
Heather: Muito obrigada, gente.

Eu fui seguindo o Soluço sorrateiramente, sorte que ele não me viu. Segui ele até uma parte me isolada da ilha, ele já havia armado a catapulta.

Quando vi algo se mexendo no céu, eu fiquei maravilhada, infelizmente o Soluço também viu.

Ele mirou. Eu acho que ele realmente ia acertar o que parecia ser um dragão. Na verdade eram dois, e eu suponho que sejam os dois fúrias da noite que estão rondando por aqui.

Ele estava perto de atirar quando eu gritei.
Eu: SOLUÇOOOOOOOO!!!!

Ele se atrapalhou todo e acabou errando, acertando somente  cauda de um dos fúrias da noite, que por sua vez caiu em cima do outro que estava por perto. Ele se virou para mim e eu pensei: "É agora".
Heather: Oi, tudo bem ? Como você tá ? Faz tempo que a gente não se vê.
Soluço: Heather.- ele estava muito bravo e ao mesmo tempo decepcionado.
Eu:Em minha defesa, eu te poupei de um fardo enorme.
Soluço: Ah é. Qual ?
Eu: Depois que você matasse um dragão, a fama subiria a sua cabeça e você viraria um menino detestável.
Soluço: Você acha?
Eu: Foi mal Soluço, eu não queria que você acertasse ele.
Soluço: Mas que apoio, hein ? Você tá me devendo uma.
Eu: Será que assim paga? Soluço,olha para trás.

Dito isso, um Pesadelo Monstruoso bem grande apareceu. Em toda a aldeia só se ouvia os nossos gritos. Eu corri para um lado, o Soluço para outro. Consegui despistar o Dragão, mas o Soluço, não. Ele se escondeu atrás de um poste de madeira, sem sucesso. 

Encontrei minhas três irmãs, elas estavam preocupadas.
Astrid: Heather, eu ouvi os gritos vocês tá bem ?
Monije: Eu fiquei bem preocupada- Ela disse me abraçando bem forte.
Heather: Tá me sufocando.
Monije: Desculpe.

P.O.V Soluço:
Soluço:AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH - Esse sou eu sendo "meio" dramático.

Me escondi de um terrível Pesadelo Monstruoso atrás de um poste. Ideia ruim, pois o poste era de madeira. Era meu fim, até que um certo homem ruivo, enorme e altamente intimidador, apareceu e acabou espantando o dragão. Por minha causa, parte dos gados foi levando já que sem o chefe presente, os outros dragões nos deixaram sem gado. Ah, só tem mais uma coisinha que vocês precisam saber. Sou o filho do chefe Stoico, o Imenso.
Eu: Foi mal. Pai. Mas eu acertei um Fúria da Noite.
Heather: Ei...
Eu: Pai, pai. Não foi como das outras vezes, dessa vez eu acertei mesmo. Vocês estavam ocupados e eu estava com ele na mira. Ele caiu perto do Penhasco do Corvo, o senhor tem que mandar um grupo de busca, antes que ele acabe indo embora
Stoico: Soluço, chega. Agora chega... Sempre que você sai de casa, acontece um desastre. Você não vê que eu tenho problemas maiores. O inverno está chegando e eu tenho que alimentar a aldeia inteira.
Eu: Cá entre nós, esse povo bem que podia comer um pouco menos, o senhor não acha não?
Stoico: Eu não estou brincando Soluço, é tão difícil pra você obedecer ordens.
Eu: É que eu não consigo me segurar, quando eu vejo um dragão eu tenho matá-lo, o que é que eu posso fazer, é o meu jeito de ser.
Stoico: Ah Soluço, você pode ser muitas coisas, mas não um matador de dragão. Agora volta pra casa. Heather, acompanhe ele.
Heather: Muito bem Soluço, me fez ser sua babá, sendo eu mais nova do que você. Como é que pode ?
Eu: Só você pra me fazer me sentir bem nessas horas.
Heather: O que é que eu posso fazer, é o meu jeito de ser.
Eu: Isso, me imita.
Heather: Como você quiser.
Maíra: Eu queria ver o que tinha acontecido se ela tivesse se machucado
Cabeçadura: Você deu um show, hein ?
Melequento: Eu nunca vi ninguém fazer tanta burrada. Valeu.
Luke: Por quê você não desiste, hein maninho. Deixa a glória só pra mim.
Eu: Obrigado. Obrigado. Eu tentei. Heather, você sabe que eu acertei.
Heather: Eu sei, eu estava lá.
Eu: Ele nunca me ouve.
Heather: Tal pai, tal filho.
Eu: E quando ouve, é sempre com aquela cara de zangado, como de quem acha que está faltando carne no sanduíche. Dá licença, garçonete, acho que a senhorita me trouxe o moleque errado, eu pedi um menino jumbo, com braços carnudos, porção extra de coragem, coberta de glória. Olha só, isso é uma espinha de peixe falante.
Heather: Olha só Soluço, você entendeu tudo errado, o seu pai te ama, é só que você está tentando ser que ele não suporta.
Eu: Tá diga o que quiser.
Heather: Digo mesmo, eu não assinei contrato nenhum para controlarem minha boca.
Eu: Tá se acalme, não precisa me matar. Mas enfim, eu não vou ficar em casa, você quer vir comigo ver aqueles dragões.
Heather: Tá bom.

Continua....


Notas Finais


Quem não mandou a ficha ainda, não se preocupe, pode mandar. Quem não apareceu, pode vir aparecer no próximo. Digam o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...