História Company - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias A. J. Cook, Criminal Minds, Hailee Steinfeld, Matthew Gray Gubler
Personagens Aaron Hotchner, David "Dave" Rossi, Derek Morgan, Dr. Spencer Reid, Emily Prentiss, Jennifer "JJ" Jareau, Penelope Garcia, Personagens Originais
Tags Criminal Minds, Drama, Romance
Visualizações 89
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hey... Eu sei, eu demorei horrores! Descupem, estava aproveitando minhas férias kkkkk
Eu tinha em mente um capitulo grande, tinha metade ja escrito, mas não gostei e escrevi outro... Ai saiu esse pequenininho mesmo, mas enfim 😅
Boa leitura 💕

Capítulo 16 - Não!


Fanfic / Fanfiction Company - Capítulo 16 - Não!

Pov' Autora

- Podiamos ter pego ele, podíamos ter pego! - Spencer gritava enquanto estava deitado na maca dentro da ambulância.
 

- Calma Reid! Não acabou ainda! - Morgan o respondeu.
 

- Ele vai machuca-la, eu sei disso Morgan! - começou a chorar.
 

- Tem alguma coisa pra fazer ele dormir? - Derek perguntou ao paramédico que estava os acompanhando, recebendo um não do mesmo. - Você tem que se acalmar Spencer, ou vai sangrar mais.
 

Quando a equipe chegou a interestadual, Jason tentava fugir junto com Lucy em seu carro. A equipe se apressou em tentar dete-lo, mas o que a uac não esperava é que eles tinham companhia. Vários homens armados começaram a atirar contra os agentes, os obrigando a se afastarem do carro onde Adams estava sendo feita refém, era uma mudança extremamente drástica no perfil de Jason, pois todos achavam que ele estavam sozinho. Reid ignorou a ordem de Hotch para se protegerem do tiroteio e foi em direção a sua amada, mas acabou sendo atingido por um tiro no ombro e infelizmente Jason conseguiu fugir.
 

Obviamente todos estavam frustrados e preocupados com o futuro de Lucy, sem nenhuma idéia de onde eles poderiam ir, Aaron temia quer Strauss resolvesse arquivar o caso.

Lucy tentava absorver o que tinha acontecido a pouco tempo atrás, ver sua equipe chegando para tentar salva-la, ver Spencer levando um tiro e caindo e ela sem poder saber se ele está bem e sem poder ficar perto dele. Jason sorria como o verdadeiro psicopata que ele é, se gabando por ter escapado dos federais, a garota só tentava bolar algum plano para fugir dele.
 

- Você nunca esteve sozinho não é? - ela o perguntou.
 

- Você acha mesmo que eu me meteria com o FBI estando sozinho? - ele respondeu com outra pergunta fitando-a brevemente e logo voltando sua atenção para a estrada.
 

- Quem está com você? Quem é o outro psicopata,maluco, cretino que está te ajudando? - nojo e raiva eram palpáveis na voz dela.
 

- Mamãe! - respondeu simples. - Ela sempre esteve comigo.
 

- Claire? Claire Gilmore está ajudando você?
 

- Quem mais me ajudaria Lucy?
 

- Porque não estou surpresa!? Ela sempre me odiou, a mim e minha mãe. - pensou alto.
 

- Da sua mãe ela já se vingou não é, e de papai também, não vamos esquecer! - ele deu uma gargalhada sinistra.
 

- Pra onde está me levando?
 

- Pra um lugar muito legal de onde você não vai sair nunca mais!
 

- Vocês são doentes!
 

...
 

Depois de mais ou menos duas horas e meia de viagem, os dois chegaram ao que parecia ser um pequeno bairro, Jason parou o carro em frente a uma casa pequena com cerca de ferro. Ao entrarem, lá estava sentada no sofá com um cigarro entre os dedos, Claire Gilmore.
 

- Olá Lucy, a quanto tempo não é?! - a mulher cumprimentou. - Você está a cara da sua mãe.
 

- Porque Claire? Porque armou isso tudo?
 

- Vingança, diversão... eu estava entediada!
 

- Você é uma mulher doente, Jason tem pra quem puxar. - Lucy percebeu que alguns dos homens que estavam atirando contra sua equipe mais cedo, também estavam naquele local. - Você levou tempo pra organizar isso, arrumou até "capangas". O que pretende fazer comigo?
 

- Primeiro quero o que é meu por direito, meu dinheiro que seu pai deixou pra você como herança, eu mereço bem mais do que você. - Claire disse andando em direção a Lucy. - Seu pai, aquele cretino me deixou pra ficar com sua mãe, então eu dei um jeito de acabar com os dois, você iria servir de brinquedinho para Jason mas Aaron decidiu te "salvar".
 

- Aaron me tirou do inferno. - Adams disse.
 

- Aaron Hotchner estragou tudo, mas agora ele não vai te achar nunca mais, nenhum deles, principalmente aquele doutorzinho de araque.
 

- Não fala assim do Spencer! - Lucy tentou ir para cima de Claire, mas Jason a segurava com força. - Eles vão te achar, pode ter certeza, eu posso ate morrer mas eles vão te achar e você vai apodrecer na cadeia.
 

- É o que vamos ver. - a mulher riu. - Jason, se quiser se divertir com ela, fique a vontade.
 

- Valeu mãe. - o garoto sorriu vitorioso.
 

- Não, não, espera... Por favor!! - Lucy pedia.
 

- Cala a boca garota! - Jason a levou para um quarto e trancou a porta. - Que tal relembrarmos os velhos tempos hã?
 

- NÃÃÃÃOOO!!!!!!!!

 

"Somente os covardes se escudam na violência ..."
                    - Du.nier

 


Notas Finais


Queria dizer que outra fic de criminal minds está em andamento!
Bjs de luz ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...