História Comparações poéticas sobre um amante - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 21
Palavras 174
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Lírica, Literatura Feminina, Poesias
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Está tudo bem em deixar o pássaro voar.

Capítulo 1 - .azul


Como Bukowski, ele tinha dentro de si um pássaro azul.

Um pássaro que não cantava, não comia, não atrapalhava,

apenas pedia para sair através do mar que tinha nos olhos.

E o pássaro nunca saía, de seus olhos o pássaro não emanava...

 

Como um californiano, ele vivia em tons de fresco, tons frios,

pois fria lhe era a alma e seu coração era duro, inquebrável.

Eu lhe era objeto, mais uma entre seu mulherio, mas eu era

aquela que via seu azul e que satisfazia os desejos por trás da casca fria.

 

E como José, era duro, difícil de quebrar, de desvendar, desconstruir

A sua imagem de bruto, homem sério e respeitoso que estava ali.

E ele me possuía, mas eu nunca o tive, nunca pude ver além de seus tons azuis.

 

E a Dama Branca de Bandeira, de fato, o acolheu (bem melhor do que eu).

Ela o conquistou, com seu doce sorriso convidativo. Corajoso, ele pulou

Em seus braços, me deixou. E eu chorei, eu deixei o pássaro ir. Eu o entendi.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...