História Compassion - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, J-hope, Jimin, Jin, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Rap Monster, Show Nu, Suga, V, Won Ho
Tags Abo, Changki, Drama, Jeongguk!uke, Jeongguk!uke Squad, Jikook, Jimin!seme, Mpreg, Namjin, Showhyuk, Taegi, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 927
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláá! FINALMENTE UMA ATT PORRA! AMÉM! QUE SAUDADES DESSA FIC CHEIROSA! Mas infelizmente o capítulo tem poucas palavras. Motivo? Minha vida está muito corrida. Só consegui terminar esse capítulo agora e estou muito, mas muito cansada mesmo. Então espero que gostem desse capítulo, eu amei ela apesar de ser pequeno. O próximo capítulo está maior!!

Boa leitura ♥ e atenção: a história não está andando rápida, o curso dela está certinho okay?

Capítulo 6 - As Poderosas Palavrinhas


Fanfic / Fanfiction Compassion - Capítulo 6 - As Poderosas Palavrinhas

A festa assim se desenrolou, assim que Jeongguk e Jimin entraram na festa o ômega fez questão de puxar o alfa até o fotógrafo da festa que estava a tirar foto dos casais ali presente, mesmo o alfa e o ômega não sendo um casal assumido ambos sabiam o que eram um para o outro.

— Você não acha isso brega? – Jimin perguntou quando Jeongguk parou em frente ao cenário falso com ele e arrumou a gravata do alfa.

— Não, e agora calado. – Jeongguk sorriu voltando a ficar ao lado do alfa.

— Por que não fazem uma pose? – O fotógrafo perguntou e Jeongguk agarrou o braço do alfa.

— Pronto. – O ômega falou simples e o fotógrafo deu de ombros, ele contou de um até três, mas antes de chegar no três e o flash disparar Jimin pegou o ômega no colo e sorriu para a câmera que disparou.

— Jimin! – O ômega gritou quando foi posto no chão pelo o alfa. Jimin apenas deu de ombros rindo, o fotógrafo – que era um beta – acabou por rir também e virando a câmera em direção ao casal, mostrando a foto.

— Posso dizer com todas as palavras que essa é a melhor foto da noite. – O beta falou e Jeongguk deixou um sorriso escapar quando viu a foto, ele tinha uma ficção assustada no rosto enquanto Jimin tinha um largo sorriso no rosto. – Eu gostei de vocês, vou tirar mais uma foto, mas rápido.

Jeongguk concordou e voltou até o alfa, abraçando ele de lado e sendo retribuído por um aperto na cintura. O flash cegou a vista deles novamente e Jeongguk sentiu os lábios carnudos do alfa em sua bochecha, o mesmo sorriu e agradeceu ao beta puxando Jimin em direção à festa. Jeongguk procurou Yoongi com os olhos e encontrou ele sentado em uma mesa com Hoseok, que parecia estar cantarolando alguma música irritante já que o ômega parecia bastante irritado. Jeongguk andou puxando Jimin até a mesa e sorriu se sentando.

— Tiraram fotos? – Jeongguk perguntou em direção a Yoongi, já que Hoseok parecia bastante entretido brincando ao cantarolar a música Loser do Big Bang que soava no local.

— Sim, só que não gostei. Hoseok meio que espirrou na primeira foto, e pisou no meu pé na segunda. Infelizmente aquele fotógrafo não deixou tirar mais uma foto, então está uma merda mesmo. – Yoongi reclamou e Hoseok parou de cantarolar e fez um bico na direção de Yoongi.

— Me desculpa, meu docinho. Não controlo os meus impulsos. – Hoseok justificou beijando o pescoço alvo do ômega.

— E nem os seus pés. – Yoongi alfinetou e Jimin soltou uma risada.

— Vamos deixar os nossos ômegas conversando e vamos pegar uma bebida. – Jimin falou e Hoseok concordou meio relutante. – Já voltamos.

Jeongguk concordou com um sorriso bobo nos lábios e volto a olhar para Yoongi, que tinha um sorriso no rosto também e parecia ter esquecido do desastre que foi as suas fotos.

— Ele te chamou de ômega dele, meio que indiretamente, mas chamou. – Yoongi falou fazendo uma voz boba e apertando a bochecha corada de Jeongguk. – Isso é tão fofo, estou muito feliz por você.

— Obrigado, também estou muito feliz. – Jeongguk confessou pela a primeira vez recebendo em troca um sorriso do melhor amigo. – Jimin me faz tão feliz, muito feliz. Às vezes penso que essa felicidade vai transbordar de dentro de mim, a gente passa a noite conversando...

— E o dia se pegando. – Yoongi completou ganhando um olhar envergonhado do melhor amigo. – Não se faça de santo, Jeongguk. Agora que estamos sozinhos me diga, está pronto para dar o próximo passo?

— Que passo? – Jeongguk questionou realmente confuso.

— Você sabe... – Yoongi falou deixando em evidência seu sorriso malicioso e fazendo Jeongguk corar.

— Eu não sei, eu gosto muito do Jimin, mas...

— Está com medo? Olha é normal...

— Estou com medo dele não me amar. – Jeongguk falou sincero e Yoongi suspirou apoiando os seus cotovelos na mesa sem saber ao certo o que responder.

Era um assunto delicado, um assunto que todo mundo tinha medo... saber se a pessoa sentia o mesmo que ele. Era terrível aquela sensação e Yoongi sabia muito bem pelo o que o melhor amigo estava passando, mas não iria deixar ele se machucar, vai apoiá-lo e ajudá-lo a deixar Park caidinha – mais do que o normal – por ele.

— A gente nunca vai saber se não tentar. – Yoongi falou estendendo a sua mão e segurando a mão de Jeongguk. – Confia em mim, você e o Jimin ainda vão entrar na igreja para casarem.

— Não vou mentir e dizer que essa ideia não me agrada. Pelo o contrário, quero muito que aconteça. – Jeongguk falou dando um suspiro apaixonado.

— E vai. – Yoongi sorriu para o mais novo. – Agora vamos mudar de assunto, nossos alfas estão chegando.

Jeongguk sorriu pelo o fato de Jimin ser o seu alfa. Ah! Chamar ele daquilo era muito bom, fazia o ômega sonhar alto como um bobo apaixonado. É talvez o amor deixe as pessoas um pouco lesadas.

— O que os ômegas mais lindos dessa festa estão conversando? – Hoseok perguntou colocando as suas bebidas de frente para Yoongi, Jimin fez o mesmo só que com Jeongguk e o ômega se inclinou para beijar a bochecha dele.

— Assuntos íntimos, coisa de ômegas. – Yoongi falou pegando a sua bebida e dando um longo gole.

— Odeio conversas intimas, principalmente de ômegas, me faz pensar que vocês estão pensando em nos trair na cara dura e fugir com japoneses para Tokyo. – Hoseok falou dramaticamente e Yoongi revirou os olhos.

— Até que é uma boa ideia. –O mais novo falou fazendo Yoongi rir, o mesmo olhou para o lado e viu que Jimin lhe encarava confuso e um pouco irritado. – Brincadeirinha.

                — Acho bom, Jeongguk. Não vou aceitar perder meu ômega para um playboyzinho estrangeiro. – Jimin falou e Jeongguk se inclinou rindo para beijar o alfa.      

                — Me leve para dançar, antes que um playboyzinho estrangeiro faça. – Jeongguk falou manhoso bebendo um longo gole de sua bebida.

                — É ‘pra já. – Jimin falou se levantando e puxando o seu ômega para a pista de dança.

                Tocava uma música quente, provavelmente uma música nova já que Jeongguk não conhecia, mas ela era muito boa. Os corpos se grudaram quando Jimin puxou Jeongguk para mais perto e cheirou o perfume doce que somente o ômega exalava. Aquele cheiro era tão bom que Park tinha vontade de se embriagar naquele cheiro, passar o dia todo com ele em seu corpo para apenas se lembrar do quão perfeito Jeongguk é.

                Onde você estava?

                — Você é perfeito. – Jimin sussurrou no ouvido do mais novo fazendo o mesmo fechar os seus olhos.

                — Ninguém é perfeito, Jimin.

                — Para mim você é perfeito demais. A obra de arte mais linda do mundo, o pecado em pessoa, dono do cheiro e da pintinha... – Jimin beijou a pequena pintinha que Jeongguk tinha abaixo do seu lábio. – Mais linda do mundo. Tudo em você é lindo, é perfeito demais. Kim Jeongguk, você realmente existe?

                — Eu te faço a mesma pergunta, Jimin. Você realmente existe? – Jeongguk perguntou corado e o alfa soltou uma risada. – Eu...

                Jimin olhou esperançoso para os lábios de Jeongguk esperando que aquelas doces palavras saíssem, só que parecia que o ômega não estava confortável o suficiente naquele ambiente, por isso segurou a mão dele e lhe arrastou para fora para finalmente poder ter um pouco de sossego. Jimin correu com Jeongguk até o carro do alfa, ambos davam risadas baixas com medo de serem flagrados por alguém, mesmo não fazendo nada. Ora, eles eram adolescentes, seus espíritos aventureiros gritavam em seus interiores junto com os seus lobos, pedindo para serem libertados e para conhecerem o mundo. Mas como havia sido tido... eram apenas instintos adolescentes.

                — Confortável? – Jimin perguntou para Jeongguk, fechando a porta do seu carro e ligando o aquecedor em seguida, estava fazendo um grande frio naquela noite.

                — Sim, obrigado. – Jeongguk agradeceu e se virou para Jimin. – Por que me trouxe aqui?

                — Porque eu sinto que você tem algo importante para dizer, algo que não podia ser dito em público daquele jeito... Algo que somente eu e você precisa escutar. – Jimin falou segurando as mãos do ômega percebendo pela a primeira vez a quão fria e suadas de nervosismo elas estavam.

                — Você tem razão, Jimin. – Jeongguk inspirou algumas vezes e sorriu fraco para o alfa. – Você surgiu inesperadamente em minha vida, eu te conhecia de vista e pelo o que o meu pai me falava. Você é um alfa terrível, Park Jimin. Só que foi aí que eu percebi uma coisa... Você é o meu alfa terrível, Jimin. Você me fez conhecer lugares novos, pessoas novas e sensações novas. Me fez sair dos livros, tirar o meu estresse e cuidar mais de mim. Me fez ter autoestima e o ômega mais bonito de Seul. – Jeongguk sorriu sentindo já os seus olhos lacrimejar.

                — Mas você é, Jeongguk. Você é o ômega mais lindo do mundo. – Jimin falou e Jeongguk soltou uma risada alta.

                — É por isso, Jimin. É por isso e por outros motivos que eu posso dizer com toda a sinceridade que... Eu te amo! Você foi a melhor coisa que já me aconteceu e eu sei que você sempre será. – Jeongguk fechou os olhos indo para o colo do alfa e encostando a sua testa na dele. – Eu quero que você seja o meu noivo, quero que você entre na igreja comigo e quero que você seja o pai dos meus filhos... dos nossos filhos. Eu te amo, Park Jimin!

                — Puta merda, Jeongguk! – Jimin quase gritou puxando o ômega pelo o rosto e beijando o mesmo ferozmente. – Eu também te amo... Eu nunca pensei que iria dizer isso para alguém, mas eu te amo mesmo Jeongguk. Você ocupou um lugar em meu coração e na minha mente de forma tão rápida que não me vejo mais sem você. Eu te amo muito!

                E novamente eles se beijaram, o aquecedor do carro já se tornava insuportável pois estavam ambos quentes pelo o beijo e pelo o momento. Porra! Eles tinham declarado sentimentos, jurado amor um pelo o outro. Só faltava o próximo passo, e o próximo passo consistia em Jimin ir falar com Kim Namjoon pessoalmente.

                Estava na hora deles resolverem os seus problemas, Jimin já não queria nada atrapalhando ele e Jeongguk.


Notas Finais


ps: odeio a nova formatação do spirit :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...