História Complicada e perfeitinha - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kabuto, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Kurenai Yuuhi, Madara Uchiha, Maito Gai, Matsuri, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rin Nohara, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shion, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Yamato, Zetsu
Tags Complicada, Drama, Irmãs, Itachi, Naruto, Perfeitinha, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 24
Palavras 7.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[REPOSTAGEM]

Capítulo 8 - Uchihas malditos, tretas na sorveteira e garotas bipolares


Fanfic / Fanfiction Complicada e perfeitinha - Capítulo 8 - Uchihas malditos, tretas na sorveteira e garotas bipolares

Capítulo 8 



SAKUYA ON



Minha cabeça fervia em uma bolha irracional, Danzou não tinha esse direito, como ele pôde, eu achei que a Anbu tinha algum tipo esperança, mas era óbvio que eu me equivoquei, ainda mais vindo daquele bakarayo. 


 Mas ele ia ver,  não ia deixar ponto sem nó.


 Ligo para Uchiha Madara, que ao ouvir minha voz se surpreende.


-Sakuya ? 


-Preciso falar com você.


Sinto que ele sorri no outro lado da linha,e eu sabia porque, ele estava inclinado a acreditar que eu tinha mudado de ideia.


(...)


 Chego em um hotel enorme, que eu não fazia ideia que havia em Konoha, chego na recepção e a recepcionista parecia já estar ciente da minha vinda. 


 Subo até o nono andar, e finalmente chego ao quarto onde Madara estaria. Antes mesmo que eu batesse, ou apertasse a campainha a porta se abre.


-Entre- Um rapaz sem camisa com tatuagens no tronco todo boceja ao abrir passagem para mim. Shikamaru, o dorminhoco do show da Anbu. 


Entro no apartamento amplo e vejo parte da Akatsuke lá. 


Gaara afinava sua guitarra com volúpia e ao me ver faz uma expressão confusa.


-Você? - Os outros ( shikamaru e pain) me fitavam diferente, pareciam curiosos pela minha presença ali.


-Sakuya-Madara sai de um corredor e parecia feliz ao me ver, mas junto a ele sai Danzou que me fita com um sorriso cínico. 


-É com você mesmo que eu quero falar?- Eu começo a me aproximar de Danzou.


-Como me achou? 


-Por que?  


-Sakuya- Danzou se senta e faz uma cara de tédio- você sabia que a Anbu não tinha futuro, precisava trabalhar com artistas de verdade- Ele faz uma expressão de nojo - Não amadores igual a você.


- E o Obito? Pensou nele? 


-O obito ... fez uma parceria com kakashi no cult bar... Além de amadora é desinformada. 


-Quando iam me contar- A raiva estava começando a me tomar aos poucos - VOCÊ... É TAO MESQUINHO DANZOU.


-Hei sakuya- Madara se põem na minha frente- Vamos conversar, a minha proposta ainda está de pé. 


-Você não entendeu Marada...


-Madara.- corrigiu Madara  tirando risos de Shikamaru e Gaara.


-Minha resposta ainda é não, não sou como esse imbecil vendido e traidor. 


-Que proposta Madara?- Danzou perguntou impaciente. 


-Olha o tom garoto, e não é da sua conta. Sakuya, ja pensou? Você  e o Ita?


Uchiha Itachi aquele baka, só o nome dele me tirava do sério. E por falar no vocalista ele se materializa na sala... e nossa era mais lindo ainda de perto. Sakuya foco você detesta ele. 


- Alguém disse meu nome? - suas orbes ônix saem de Madara e param em mim. 


-Vamos- Fala Gaara pra shikamaru e pain ,que o seguem para fora.


-Onde vocês vão?-perguntou Madara já irritado, só que ele não era o único ali.


-Comer algo- Fala Gaara sem olhar para trás.


-Madara? Fez uma proposta à ela também? - Danzou irritado se aproxima de mim, e era o que eu esperava eu ia socar ele.


-Ita? Não vai almoçar com eles? Cadê o sasuke?-Madara parecia não prestar a atenção em Danzou.


-Não,  isso aqui ta interessante- o uchiha fala sem tirar os orbes de mim.- O sasuke foi encontrar a Ino... e você- Ele aponta para mim e a confusão toma conta do seu rosto. 


-Quem? Por que eu iria sair com seu irmão e alguém chamado Ino?


-ALGUÉM PODE ME ESCUTAR?- Danzou estava stressado e quase em cima de mim.


-Danzou, você não entendeu ainda? Eu te chamei para a Akatsuke para atrair a Sakuya para cá, eu sabia que ela não aceitaria o fato de um companheiro de equipe abandonar o barco assim... que garota- Madara sorri ao proferir as palavras e Itachi continua. 


-Até porque, Danzou, o amador aqui é você,  e não ela- Ele me fita novamente- De amadora ela não tem nada,  a Anbu só tinha futuro por causa dela. 


O fito atônita, o discurso do uchiha me deixou sem palavras, eles, da Akatsuke achavam isso de mim? Ainda o fito com os olhos arregalados, eles realmente me queriam na banda,  foi por isso que Madara sorriu de canto, naquela tarde após eu recusar, ele já tinha esse plano de me atrair. 


-VOCÊS ... - Ele se inclina para me bater deferindo um soco em minha direção,  mas me abaixo e ao levantar dou uma joelhada em seu saco.


-AII MEU SACO SUA PUTINHA DE MERDA.


- Olha só parece que ele tem um.


Ele se levanta em meio a dor, e vejo que o Uchiha me fita com um sorriso de canto. Maldito sorriso.


 Eu ficaria irritada com a akatsuki pela atitude deles de usar o Danzou para me atrair, mas eu não  me senti, afinal era o Danzou, ele merecia. 


-Uchiha Madara, isso não vai ficar assim e você- Ele chega perto já recuperado da dor- Nunca foi mulher pra mim.- Ele levanta a mão em um movimento rápido ia pegar em cheio em mim...


-Acho que chega de tratar uma garota desse jeito- Itachi segurava sua mão. - Enfrentar um home você não quer. 


Ele sorri e sai pela porta. 


O uchiha me defendeu? Algo dentro de mim, na qual eu lutava contra vibrou e palpitou,  o que foi isso? Uchiha Itachi o cara que me tirou o acorde de ouro , o cara na qual eu depositei ódio naquela noite fatídica e trágica. Em meio às minhas conclusões mentais o uchiha vocalista me traz de volta,  e me dou conta que estávamos somente eu e ele.


-Que babaca! Por que era amiga dele? O cara é um imbecil.


-Vivendo e aprendendo. 


-Eu sabia que eu te conhecia rosinha.


-Do que você me chamou?- Quem ele pensava que era? Só porque era ... bom lindo não tinha essa intimidade. 


-Tão brava, No nosso show você parecia tão mansa. Como consegue mudar de personalidade assim? Tem algo a ver com a música? 


- Eu nunca fui à um show seu, eu não sei do que você está falando. E mansa é a ...


-Hei! Que garota selvagem. Parecia tão calma naquela noite quando sasuke te levou pra casa, aliás no show da sua banda... Você arrebentou. 


-Escuta Uchiha maldito, a única vez que eu te vi foi no cult bar, quando vocês destruíram meu sonho, ou parte dele, porque Danzou não faz mais parte da Anbu, acho que nem existe mais uma...- Baixo a cabeça triste lembrando que eu não tinha mais uma banda- A outra banda ganhou e eu não posso mais entrar no cult bar, vocês venceram. 


O Uchiha me fitava sem dizer uma só palavra, era impossivel decifrar seu olhar. 


-Por quê eles?  Por quê deram o contrato a eles? Eu estava com muita raiva de  vocês uchiha, muita, eles nem eram bons. E vocês agiram como tarados e... Podiam ter dado para qualquer outra banda. 


- Eles não ganharam contrato nenhum Sakuya- Madara reaparece- Nós não assinamos com eles,  eles só ficaram com o título. A Anbu não ganhou porque não era boa o bastante...


Após ele proferir essa frase jogo um vaso na direção dele que desvia de imediato.


-Tão caótica...- Itachi sorri de canto ao me fitar. 


-EU VOU EMBORA...


-Deixa eu terminar nervosinha- Ele fecha a porta do apartamento- Quando a akatsuke se reuniu para discutir, até mesmo o Nagato foi a loucura com você, e é esse o ponto  onde queremos chegar, você. 


-Nany?


-A Anbu não venceu, porque só você agregava na banda.-Madara fala enquanto junta os cacos do chão e joga na lixeira. 


-Junte-se à nós! Ou não se acha boa o bastante?  - O vocalista me fita com uma sobrancelha arqueada, ele estava me desafiando? - Você viu nosso show de volta a cidade, você estava lá, pode ser você no próximo. 


-Eu ja disse que eu não estava... você deve estar me confundindo com outra pe...- parei de imediato quando finalmente comecei a entender o que estava acontecendo. 


Sakura. Eu havia esquecido por completo que tinha uma irmã gêmea, pois fazia menos de um dia que eu a conhecia. 


Um furacão definia o caos total que minha vida se encontrava. 


Sakura, akatsuke, Danzou traíra. 


-Eu usava vestido rosa e meu cabelo comprido não é? 


Ele arqueia a sobrancelha novamente. 


-Quantas perucas você tem?


-MALDITO!!!! SEU BAKA MEU CABELO É NATURAL!!!!


-Tão explosiva, tão diferente daquele dia, hoje você está mais... 


-Ita!-A voz de Madara se fez presente novamente- Sakuya, olha só pra vocês, eu vejo combustão no olhar de vocês, sei que irão se entrosar no palco-Aquele itachi despertava realmente coisas em mim,  mas era ódio-  Durante a reunião do cult bar, Itachi me deu a ideia de não dar a vocês o título, porque assim te faria ver que a Anbu não era o melhor pra você, te queríamos na Akatsuke desde o começo... e então? 


Eles me fitavam com expectativa, e à essa altura eu não sabia o que responder, lembrei que não fazia ideia se Mebuki e Kizashi aprovariam, mas era meu sonho, e eles não eram meus pais até ontem, mas ficava difícil pensar com aquele maldito uchiha me fitando daquela forma. Ah! Vai ser lindo assim na PQP.


-Eu não sei...eu... 


-Nós estamos de férias,  e os meninos em duas semanas começarão a compor, você tem uma semana pra pensar.


-Okay.


-Ótimo, espero que use a razão para pensar,  vou ligar para o sasuke, ele está demorando... 


Olho para o uchiha vocalista, ele ainda me fitava.


- O que? 


-Como consegue? Você me enganou direitinho com esse papo" eu não gosto de rock"- Ele imita a minha voz- mesmo depois de fazer um show daqueles brutinha.


-DO QUE VOCÊ ME CHAMOU?


-Se você fizer dupla comigo vou ter que domar você. 


-ESCUTA AQUI SEU BAKA, SE... SE EU ACEITAR... EU VOU...


Eu ia dar um soco nele, mas ele desvia e me prensa na parede. Ele segurou meus DOIS braços com UMA só mão. O cheiro dele tomou conta de mim, seu alito e rosto estavam perto demais, seu cheiro.


Hortelã. Senti meu corpo tremer quando a outra mão que estava livre agarrou minha nuca de uma forma firme. 


-Você vai estar muito bem acompanhada, brutinha.- Tentei não olhar para cima, não queria fitar aquele par de orbes onix, mas uma força magnética me atraía para aquele olhar, eu não costumava fraquejar, aquela foi a primeira vez.


Ele me solta e eu me dou conta que além de ofegante eu estava "acesa".


-Nunca mais encoste em mim!- Saio do apartamento enquanto o Uchiha me fitava com aquele sorriso de canto que me fazia odia-lo ainda mais.


(...)


Entro na mansão Haruno e vejo que não tem ninguém na sala, subo para meu novo quarto e Naruto babava dormindo em minha cama.


-BAKA! - Ele dá um pulo imediato da cama-Foi mau, não vi que você estava aí dormindo-falo ironicamente. 


-Sakuya-chan, isso não teve graça. 


-Na verdade tem sim, porque dessa vez quem se assustou foi você. 


-Onde você foi?- Ele pergunta se sentando na cama, enquanto esfrega os olhos- Você demorou.


-Fui falar com o danzou.


-Sakuya-chan, não devia ter feito isso.


-Devia sim, ele merecia muito mais que um chute no saco.


Naruto estava preocupado e deixava transparecer. 


-Que foi baka?


-Sakuya-chan, ele é um homem e você poderia sair machucada, ele não é Shion ou a Tayuya, se ele te pega com raiva...


-Isso não vai acontecer, eu sou o suficiente para acabar com ele, agora,  preciso te contar algo.


-Uhum..- Naruto se ajeitou com atenção viu que a coisa era séria.


-O empresário Da akatsuke, me chamou pra fazer parte da banda.


-Foi por isso que danzou surtou então não é?! E você? 


-Eu não sei - falo me sentando ao lado dele. -Eu detesto o vocalista e aquela banda, mas Danzou foi muito traíra. E sabe... eu quero ter uma carreira e não ficar torcendo para ganhar uma aumento na lanchonete. 


-Se eles insistiram tanto, quer dizer que eles realmente querem você sakuya-chan, eles acreditam no seu talento assim como eu.


-Valeu Naruh.


-Mas ainda não entendo uma coisa, se eles queriam você, por que eles  chamaram o Danzou também?  Foi porque você não quis e ele era algum tipo de segunda opção? 


- Não, eles fizeram isso para me atrair, Madara sabia que eu iria atrás de Danzou para tirar satisfações. 


-Caramba! O Danzou foi usado? Bem feito. 


 "Toc Toc"


Batidas soavam na porta.


-Quem é? 


-Sou eu Sakuya, Mebuki.


Nos entre olhamos. 


-Entra- Minha voz soou fria, mas não me importei. 


-Sakuya, sei que você ainda está em ...- Ela olha para Naruto.


-Rapaz? Você é? 


-Esse é o Naruto, ele ajudou vocês a me achar ontem. 


-Oh é mesmo,  prazer Naruto, você deve conhecer a sakuya à tempos não? 


-Sim, bastante, bom eu vou indo, já avisei a Hina que você não estava. Eu te ligo. 


-Falou Naruh.


Dou um soco em seu ombro e ele sai.


(...)


-Eu sei que você ainda está digerindo tudo, mas entenda que formação acadêmica, requer um certo esforço. Então, -Ela respira fundo- Você estudará na konoha High, com a Sakura.


Era só o que me faltava, eu tinha conseguido me livrar daquele reino encantado e agora em um piscar de olhos eu teria que ir para lá. 


-Por que? Eu fiz alguma coisa pra você? Disse alguma coisa que ofendeu , é sério me desculpa.


-Não, você não fez nada. Sua inscrição já está efetuada, quero que você tenha  a mesma educação da sakura.


Mas nem pensar que eu iria para aquele reino intupido de princesinhas cor de rosa, sakura mesmo sendo uma, era legal, mas eu sabia que eu detestaria todas as outras. 


Eu não ia, nem pensar. 


(...)


-Sakuya-San vai ser tão legal quando chegarmos na escola, todos vão olhar boquiabertos, e não vão saber quem é quem e- Sakura tagarelava no carro em direção á escola, sim eu estava indo para a Konoha high, como eu me sentia? Muito irritada, mas pelo menos Naruto iria estar lá- mas, claro que vão saber, porque o meu cabelo é longo, e você tem essa pegada do rock,  sem contar que você é muito mais séria que eu e...


A voz de Sakura some na minha cabeça, no exato momento em que meu telefone vibra.


 


Número desconhecido


07:35


Sakuya, você têm 6 dias.


         Uchiha Madara.



Madara me mandou um watts up? Ele tinha meu número e eu fiquei tipo: COMO ASSIM? 


Não vou negar, eu queria estar em uma banda grande,e após a briga com Danzou eu sabia que a Anbu tinha acabado de vez, porque até o Obito já ajeitou sua vida. A akatsuke era uma das bandas mais famosas do Japão,  e tinha um nível de reconhecimento internacional quase apocalíptico, mas o meu orgulho era grande, a possibilidade de cantar com aquele vocalista convencido fazia meu coração palpitar de raiva. 


-Sakuya-san! Chegamos.


Descemos do carro, meu uniforme era o mais cliché possível. Uma saia azul escura de cintura alta e uma blusa de mangas compridas social branca, com um blazer opcional. Entrando no reino encantado, posso ver todos os olhares em nós, olho para sakura e  ela abrira um sorriso confiante, isso foi reconfortante de certa forma, eu não estava sozinha, eu tinha ela e mais a frente os olhos de meu melhor amigo baka também está em nós.


(...)


-GAROTA! DUAS TESTUDAS, VOU DEMORAR PARA ME ACOSTUMAR.- A garota loira gritava deixando meus ouvidos em um inferno astral.


-Vocês são iguais- Um garoto com sobrancelhas enormes nos avaliava junto à loira barulhenta- Saky-chan, isso é incrível e curioso demais- Era evidente o quão fascinados ambos estavam, Naruto ria ao ver a cena dos amigos da sakura.


-Parem de nos olhar assim porca e Lee- sakura estava corada, primeiro sinal de frescura e fraqueza em uma garota, Hina fazia muito isso, ela deveria estudar aqui- A Sakuya-san vai se irritar. 


-A história de vocês, é incrível- Fala Ino maravilhada- Eu quero ver a cara do sasori- Assim que a loira tocou no assunto,  sakura mudou, seu olhar foi para longe, esse sasori era algo importante pelo jeito.


-Desculpar Saky-chan-  o sombrancelhudo tinha a voz falha- Ela não queria ter dito isso, né Loira-Ele belisca ela, e eu tive que rir disso. 


-Aaai- A loira exclama- Testa-chan, você sabe que eu não falei por mau, aliás,  depois de ontem, eu sei que você não vai mais ter problemas com o Sasori.- Ela sorri maliciosa e noto que o sombrancelhudo fechou a cara.


Faço sinal para Naruto e ele me segue. 


(...)


-Nem acredito que tudo isso aconteceu sakuya-chan. E agora você está aqui. Esse uniforme fica bonito em você. 


-Para baka, eu sei que você só quer saber se eu tenho grana para a cantina.-Naruto não era de me elogiar,  se não fosse por interesse , sabe coisas de amigos. 


-Hahahhaha! NÃO.


Ríamos juntos, até eu sentir alguém me puxando bruscamente, sinto um ódio dominando meu corpo, era um ruivo meia boca, com marra de macho alfa, ele me fitava com raiva, ótimo então eramos dois.


-VOCÊ TA LOUCO CARA?- Me solto de forma truculenta dele e Naruto se põem em minha frente. 


-Nós temos que conversar e que tom é esse comigo?  Cortou o cabelo?   O que foi aquilo na loja de discos? Arrumou um namoradinho pra me fazer ciumes? -Ele começou a se alterar e me interrogar como se eu fosse alguém mexicano clandestino na América. 


-Cara, sai daqui, você vai apanhar feio Sasori. - Então esse era o sasori? Esse que fez sakura ficar com um olhar triste? 


- Escuta uma coisa Uzumaki viado, você não pode comigo, então deixa eu falar com a MINHA namorada e vai catar seu namorado sombrancelhudo. 


Ele se aproxima e tenta agarrar minha cintura,mas impulsivamente acerto um soco em sua boca, que o faz sangrar. 


-MAAS QUE... SAKURA O QUE FOI ISSO?


-eu não falei de quem você iria apanhar, eu tentei evitar, mas você se acha o macho alfa. 


-A sakura deve ter algum problema mental em namorar você.-Falo abrindo e fechando a minha mão que doía um pouco.Esse cara tinha muitos ossos na cara.


-COMO? EU NÃO ESTOU ENTENDENDO...- Sasori parecia confuso e isso me divertiu- Você tá diferente, é influência daquele Uchiha? -Uchiha? Minhas terminações tremeram ao ouvir tal nome, como ele sabia do Itachi? Isso era impossível, ele é namorado da Sakura, como ele saberia? 


-Amor o que está acontecendo aqui? Você está sangrando! - Uma ruiva de nariz empinado estanca o sangue do ruivo que ainda sangrava na boca- Foi você! seu loiro burro!


-Vai deixar essa cara de cavalo falar assim com você Naruh?- Falei mais em tom de folgacao, mas ela parecia ter levado a sério , pois me fitava com ódio- Pera... o ruivo? Quantas namoradas você têm? - notei que o ar faltou ao ruivo que já sangrava menos, eu realmente estava em dúvida, ele não era namorado da sakura? 


-DO QUE VOCÊ ME CHAMOU ALGODAO DOCE?- algodão doce? Sério? - RETIRA O QUE DISSE AGORA SENÃO...


-Senão o que? - Ela estava tentando pôr medo em mim?  Sério? - Vai me bater com sua bolsinha de marca? Ah! Ja sei! Vai passar rimel com muita raiva nos meus olhos? - A raiva toma seu rosto em meio aos risos de Naruto, pude ver que Sakura e os outros também riam de onde estavam- se der mais um passo vou te deixar igual ao ruivo aí.


-NÃO FOI VOCÊ- Ela me fita incrédula- Você não machucaria nem uma mosca, songamonga desse jeito, aliás meu cabelo está maior que o seu agora- que tipo de alienada era a sakura que tinha rótulos criados por garotas como aquela? Já conseguia saber o jeito que sakura era e tive a certeza que ela é bem diferente de mim. 


-...- Olho pra ela com indignação,  meu cabelo menor que o dela? E daí? - Você é retardada? E eu com isso?


-Karin- Um garota de cabelos loiros escuros abraça a amiga que está virada em ódio-  ela parece outra pessoa. 


-Ela é- Sakura para ao meu lado e da um sorriso vitorioso, que eu apreciei- sakuya? A Karin ta te perturbando? 


-Olha sakura, essa garota é um saco, e ele? - Aponto para o ruivo -como ele pode namorar duas simultaneamente? 


Karin e todos na volta estão paralisados, a única expressão esboçada é choque, aquilo estava muito engraçado. Todos nos fitavam e pareciam não saber para qual de nós olhar.


-Matsuri.... existem duas dela- Karin parecia apavorada- e uma é muito assustadora.


-Karin! Foi ela que fez isso no sassa?


-Foi ela sim- Naruto se divertia enquanto respondia- e se, se aproximarem vão ficar assim também. 


O direitor surge de uma dimensão paralela e ve a cena. 


-O que está acontecendo aqui?


-Foram elas diretor- Matsuri abraça a ruiva que começa a chorar- elas deram em cima do namorado da minha amiga e o loiro agrediu ele.


Todos tentam se explicar simultaneamente,  e eu observo, eu estava fodida, meu primeiro dia e já estava na diretoria, já sabia que aquele reino cor de rosa ia ser um inferno. 


-Vocês na minha sala- E então eu Naruto e Sakura derrotados e irritados acompanhamos asuma até sua sala. 


(...)


-Diretor nós...


-Sakura- Asuma começa- Porque você e a karin não conseguem se dar bem? Naruto? Onde estava com a cabeça ao agredir seu colega?  E sakuya... Você começou hoje... faz alguma idéia de como isso compromete sua imagem que ainda é inexistente por ser o seu primeiro dia? 


-Diretor,  o senhor me conhece, sabe que eu não mentiria- Sakura argumenta de uma forma doce e calma- Foram eles que começaram, nós só nos defendemos,  a karin não é quem o senhor pensa ser. 


Ele suspira cansado.


-Encarem isso como uma advertência verbal, exceto você Naruto, que irá para a detenção hoje...


-ESPERA- Não podia deixar Naruto levar a culpa pelo que eu fiz- Fui eu que bati no ruivo, castigue a mim,  além do mais vocês deveriam prestar mais atenção nos alunos, pois aquela ruiva cara de cavalo e o ruivo meia boca, ficam se agarrando no pátio, dando um ótimo exemplo para o corpo de alunos daqui.-Ele fica atônito ao ouvir as palavras, deve ter sido novo pra ele um aluno apontar a falta de eficácia no sistema disciplinar daquela escola. 


-Você tem uma língua afiada- Asuma diz, enquanto abre e fecha seu esqueiro, fazendo eu me lembrar da época em que eu quase  fumei por conta da raiva que eu sentia do mundo, mas ele não ascendeu cigarro algum, só ficou fazendo aquilo algumas vezes consecutivas-Acha que pode com o diretor da maior escola de Konoha? Porque aqui você vai se disciplinar e...


-Diretor eu...- Naruto pensava nas  palavras e vejo sakura apertar o braço dele, ela havia feito o mesmo comigo, mas eu de verdade estava cagando, por isso continuei, interrompi Naruto de forma rápida e precisa. 


-Diretor, onde eu estudava tinham dois diretores, dois, e nenhum deles conseguiu me mudar, sequer  me disciplinar um pouco que fosse, um deles até era meu amigo, mas eu sou aquilo na qual a sociedade sempre vai olhar torto e cara! Eu não me importo, porque eu vou ser a maior cantora do Japão. Agora se o senhor me der licença, vou pra casa, ouvir  sermão de uma mãe que eu nem sabia que tinha.


Ele não diz nada e eu saio porta a fora, em direção a um lugar qualquer e vazio. 


Em meio a isso mando uma mensagem para Madara, eu sabia que cantar profissionalmente me livraria de estudar ali, então foi o que eu fiz.



 


07:55



Marada, vou entrar para a akatsuke.


     


SAKUYA OFF




SAKURA  ON



Sakuya era uma força da natureza,após sua saída, Asuma se encontrou silencioso, até pronunciar novamente. 


-Podem ir, mas não se metam mais em confusão, fiquem longe da karin e sasori, se não suspenderei todos vocês. 


(...)


Na aula eu não prestava a atenção, muitas coisas se passavam e embaralhavam a minha cabeça,  e pra ajudar tive prova surpresa de matemática, e no final com elas corrigidas eu obviamente tirei F.


(...)


-A mamãe vai me matar- eu lastimava sem tentar esconder minha frustração- Eu vou acabar...- Lembrei de imediato que a pouco havia pedido ajuda escolar para um certo moreno alto, com orbes Onix, ou seja, eu teria ajuda sim, mas e a concentração? 


-Saky-chan, eu posso te ajudar , você sabe que eu sou ninja. - Lee falava com um brilho no olhar e Ino dá um tapa em sua cabeça, ela já sabia que sasuke me ajudaria. 


-Ela não precisa da sua ajuda, seu burro,  ela já tem quem ajude, alguém mais velho que já se formou. 


-QUEM? QUEM É?  EU VOU PEGAR ELE E ... Mas se for seu pai, ta tudo bem e...


-Lee relaxa ta?!- Falar sobre sasuke acelerava meu coração, uma sensação nova, pois com sasori não era assim, era um nervosismo meio besta, eu sempre achava que qualquer besteira que eu falasse ele me repreenderia, mas com sasuke não era assim- Sasuke vai me ajudar.


-Sasuke Uchiha da Aktsuke?- Temari surge do nada com um olhar incrédulo direcionado a mim- Não creio, gente aquele garoto é uma dádiva de Kami, e não só ele não é?  Aquela akatsuke toda parece que caiu do céu. Não concorda?  INO?


Ino cora com a indagação de Temari, nos fazendo ter certeza que o ruivo mexia com ela de alguma forma. 


-Saky-Temari se dirige a mim- Você tem uma gemea! Isso é muito insano! Como esta sendo? 


-Tudo muito diferente e... -Sou interrompida por gritos afoitos e escândalos, quando olho na direção do escândalo, consigo ver sasuke vindo, ele estava simplesmente maravilhoso, trajava um jeans escuro tipo skinny, uma jaqueta jeans azul escura e uma camisa preta por baixo, seu cabelo estava bagunçado de uma forma malditamente descolada, ele me fitava com um sorriso de canto, mas o perco de vista em meio às garotas da minha escola que o cercam com uma certa violência, eu queria vaporiza-las com poderes psíquicos. Sim eu estava com ciumes afinal, ele era meu amigo, e da Ino claro. Amigos sentem ciumes não é? 


-Testa-chan-Ino me abraça e cochicha em meu ouvido- Olha quem está vindo.


-Gente é isso mesmo que eu estou vendo?-Temaria soava incrédula ao falar enquanto fitava o uchiha que vinha em nossa direção, ele estava vindo, porque isso me deixava tão nervosa?


Antes que ele pudesse chegar mais perto, mais garotas se aproximaram dele, a frustração e a raiva me dominaram por completo, e era por esse exato motivo que eu não namoraria uma astro do rock.


(...)


Eu não podia fazer nada quanto à aquilo, por isso sai dali, fui seguida por Lee, mas Temari e Ino ainda estavam petrificadas no lugar assistindo o ataque histérico e exagerado das fãs.  


-Saky-chan? Não esquenta, deixa ele lá com as fãs, eu sou muito mais legal. -Lee sorri enquanto cora, por que ele corou? Mas ele tinha razão, sasuke não era nada meu, por que eu me importava?


-Lee, vamos tomar um sorvete?


(...)


Enquanto íamos para a sorveteira, Lee tagarelava sobre a juventude e a sua importância,mas eu não estava prestando a atenção, minha cabeça girava em torno de apenas um assunto, sasuke, sim eu não conseguia tira-lo da minha cabeça,mas por que? Eu não poderia estar... nao!


Fazendo uma retrospectiva dos últimos tempos, muitas coisas passam pela minha cabeça, a nossa conversa no carro, ele pondo duas vezes a jaqueta em mim, a forma como ele me aproximou quando sentiu olhares em mim, aqueles olhos negros, eles me enlouqueciam, mas como eu poderia estar me apaixonando? Eu mau o conhecia. Era estranho eu me sentir incrivelmente bem ao seu lado? Na loja de discos ele me defendeu como se eu fosse dele, sim eu queria ser dele. E graças à ele, comecei a ouvir minhas músicas clássicas em todos os lugares, quando me dei conta já havia trocado meu toque do celular. 


-Saky-chan?-Lee chamou minha atenção, que estava em parte no sorvete a minha frente- Não vai dizer nada?-Caramba! O que ele disse? Será que eu deveria contar que não estava prestando a atenção? 


-Lee eu...- Lee era meu melhor amigo, eu não faria isso com ele, era muita falta de respeito com ele, no lugar do mesmo eu ficaria mau de ser ignorada assim- Claro Lee.


Um sorriso iluminou o rosto do meu amigo, eu não entendi bem, mas seja o que ele tivesse me perguntado, eu devo te-lo feito muito feliz, só por ter " escutado".


(...)


-Saky-chan- Ele segura a minha mão- Não sabe quanto tempo eu esperei por isso- Ele continuava falando, mas eu ainda não prestava a atenção, me perguntava se sasuke ainda estava rodiado por fãs histéricas que com certeza o queriam, não tanto quanto eu, mas queriam, pois quem deveria estar lá com ele, abraçada e recebendo atenção era eu.


Quando olhei para frente, vi que Lee estava se inclinando para mim com um bico e de olhos fechados segurou as minhas mãos.  O QUE ELE ESTAVA FAZENDO?


-Lee?-Ele continuava vindo e eu me inclinava para tras, pensando no que fazer.


-Sakura?-Uma voz grave então, tomou conta dos meus ouvidos e incrivelmente o cheiro de hortelã, inundou minhas narinas. Sasuke. Já trajava seus óculos escuros novamente e um chapéu de cropckie.


Olho para ele, que encara Lee com uma expressão de ódio? Não poderia ser. Ino também estava ali.


-O que você estava fazendo Lee?- Ino pergunta com uma cara de pavor. 


-Como acharam agente Loira?- O tom de Lee era de frustração total, mas eu estava tomada pelo mais completo alívio. 


-Você fez check in.


-Vocês podem deixar eu e minha namorada em paz?- As palavras de Lee me deixaram atônita .


-Namorada?- Nós três dissemos em uníssono, enquanto ele revirava os olhos. 


-Sim a saky-chan acabou de aceitar namorar comigo, não é hime?


HIME? Não conseguia crer naquilo, então era isso? O que o Lee tanto tagarelava enquanto estávamos na sorveteira era isso? Ele me pediu em namoro? 


Ino sempre me alertou sobre isso .


"Testuda o lee ta muito na tua, quando ele começar a vir com papinhos estranhos corta ele, antes que ele se magoe, eu sei que você ia se odiar se isso acontecesse."


-Sakura?- A voz grave que me desconcerta me chama, ele estava esperando uma explicação, como eu sabia disso? O tom que ele usou para dizer meu nome deixava isso evidente. 


-Gente eu...


-Gente, eu e a hime temos coisas pra fazer agora, então se...


-Testuda? Vocês ...


-Lee, gente, não...-Eu procurava as palavras certas- Lee, eu aceitei mas...


-Viram, ela é minha namorada.


Sasuke arqueava a sobrancelha, me fitava como quem queria esganar alguém. 


-Isso é sério mesmo Testuda? 


-Não, não é - Sou interrompida pela atendente.


-Aqui para o casal, o sunday do amor- Ela fala colocando uma taça rosa com verde, enorme, e nela duas bolas de sorvete que formavam um coração.


-Pediram o sunday do amor? Testuda achei que você queria- Ela  mexe a cabeça em direção à sasuke de uma forma "sutil" -Pedir esse sorvete estando com outra pessoa. 


-Hime do que ela está falando?-Lee ainda me chamava assim, eu precisava explicar o que estava acontecendo ali.


Lee e Ino discutiam simultaneamente, sasuke me fitava com um olhar de confusão, que transparecia através de seus óculos escuros. 


-GENTE-gritei - Eu e o Lee não estamos namorando- Lee arregala os olhos e posso sentir o alívio em Ino- Desculpa Lee, eu não estava escutando o que você disse, e se eu imaginasse o que era, a minha resposta teria sido diferente,e ... desculpa amigo.


Ele fecha o rosto, seu aspecto ficou sombrio, diferente do Lee que eu conhecia. Sem dizer nada ele sai da sorveteira deixando apenas nós três. 


-Testuda eu te falei, que esse dia ia chegar,agora ele ta magoado. 


-Eu sei porca, mas ... droga eu tava distraída, pensando no ...- Mas nem pensar que eu admitiria isso em voz alta- No F que eu tirei hoje. 


-Eu vou te ajudar, agora que não tem um namorado pra dizer algo sobre- sua voz soou ainda mais grave. Senti uma pontada no estômago, uma pontada boa,eu passaria um tempo a sós com ele, a felicidade em saber isso, me deixava com mais certeza pelos meus sentimentos por ele.


-Sakura?- Ele me chama, e me dou conta que Ino já se encontrava no fim do horizonte ao lado de um ruivo e... era Gaara?-Você não estava me escutando estava?  Olha eu estava dizendo que poderiamos estudar agora, se você quiser. 


Passar mais tempo com sasuke era tudo o que eu queria, eu realmente não acreditava que ele levaria a sério me ajudar, mas sim,ele estava ali, lindo maravilhoso me chamando para ficar sentada ao lado dele, escutando ele explicar algo, e olhar fixamente para ele, sem a necessidade de desviar vez ou outra. Era quase um encontro no meu ponto de vista. 


-Na minha casa ou na sua?- eu estava ansiosa, tentando ao máximo não deixar transparecer- Mas antes...


Comemos juntos o sandey do amor, e confesso que foi o melhor sorvete de todos, não pelo sabor, mas sasuke era incrivelmente apaixonante. 


-Você fica engraçado com a boca suja uchiha star-Ele ri e suja a minha boca.


-E você parece uma maluquinha- ele passou o dedo nos meus lábios para limpar o sorvete que ele mesmo tinha posto ali, o sorvete era gelado, mas seu toque queimava. 


Ele fitou meus lábios, fazendo minhas bochechas esquentarem muito. 


-Vamos?- Sua voz era grave e firme, minhas bochechas queimavam cada vez mais.


Quando a garçonete trouxe a conta eu só queria enforca-la com o laço do meu uniforme. 


-Vão querer mais alguma coisa?-Ela fitava somente sasuke, causando uma pontada negativa no meu estômago.


-Sakura? -Ele me fitava, sim seus olhos estavam em mim, e os dela agora também, mas era óbvio que a forma que ela fitava sasuke era diferente da forma que me fitava. 


QUE ÓDIO. 


-Não. -Fui ríspida e direta, pelo menos eu acredito que fui.


-Então não, obrigado- Ele sorri e continua a me fitar. 


(...)


Seguimos ambos calados no carro, somente o som de Chopin ecoava pelo automóvel. E sasuke quebra o silêncio ainda com aquele sorrizinho de mais cedo na sorveteira. 


-Algo te incomoda? 


-Não. 


-claro, imaginei, pois você está esbanjando um sentimento totalmente oposto a incomodo. 


-Você está bem engraçadinho não? Aposto que a garçonete acharia engraçado esse tipo de sarcasmo. -Porque eu disse aquilo? Parabéns sakura!você é oficialmente a maior idiota que existe. 


Ele sorri e balança a cabeça em negação. 


-Tá com ciumes?- Ele agora me fitava com desconfiança- É isso mesmo que eu to achando? 


-E-eu n-não ... s-só acho que e-ela gostou d-de você -EU ESTAVA GAGUEJANDO . Sim, uchiha sasuke me fazia gaguejar, os efeitos que esse garoto despertava em mim eram simplesmente absurdos. 


-Não foi o que pareceu a sua reação na sorveteria...


-E-eu estava pensando no Lee...- Apesar de ser mentira, naquele momento eu estava realmente pensando no meu amigo, ele realmente gostava de mim, mas eu não podia corresponder, não sentia o mesmo, pois era sasuke quem assombrava meus pensamentos. 


-Ele vai ficar bem, você...ainda gosta do ruivo? Era nele que você estava pensando enquanto seu amigo falava com você? 


Não tive tempo de responder, pois ele parou o carro, estávamos em frente a mansão Uchiha.


Ele me fita agora,esperando uma resposta para a sua pergunta. 


Que olhos, que homem.


Mas, por que ele queria saber? Ele tinha algum interesse na minha vida amorosa? Me perguntei naquele momento: se sasuke estava curioso, era porque ele sentia algo não é? 


-Não eu não estava pensando nele, até alguns dias, eu achava que o amava, mas agora, não. Me pergunto até mesmo se um dia o amei. 


-Entendo.- Enquanto ele fala, sua mão parou na maçã do meu rosto, acariciando a mesma.- Ele não merece e nunca te mereceu. 


Seus olhos Ônix prenderam os meus verdes, fazendo meu sistema nervoso me trair, minhas mãos suavam, meus batimentos já nem podiam mais ser contados sem um marca passo, e minha fala estava completamente comprometida. 


Seu olhar sério era penetrante e desconcertante, queria beija-lo ali mesmo, porém algo martelava na minha  cabeça: Ele era um astro do rock. 


-Então... Uchiha star- corto o clima relutantemente, sim ele mexia comigo de uma forma inimaginável, mas ainda era um astro do rock, e eu uma garota orgulhosa e preservada- Vamos estudar? 


Ele apenas deu um sorriso de canto, que nossa! Enfim, entramos na mansão e vejo uma bela visão no sofa, Itachi lia algo sem camisa apenas de bermuda , mostrando seu peito desnudo com uma tatto escrito Family. 


Eu tinha esquecido de como ele lembrava sasuke, porém mais velho, e seu charme era gritante. 


-Irmãozinho tolo, já voltou! -Quando ele me nota paralisa e não diz mais nada.


-Nii-san, vamos estudar ok? Não nos perturbe, vou pegar algo na cozinha você quer? 


-Um suco por favor. 


Sasuke sai e nos deixa a sós. 


-É incrível como alguém consegue continuar parecendo a mesma pessoa, mesmo estando totalmente diferente.-Itachi fala enquanto se aproxima com a mão no queixo. 


-Não entendi, é comigo itachi-san?


-Itachi-san?-Ele soltou um sorriso surpreso, mas o que eu havia dito de errado?


Ele ainda me fitava de tal forma que me deixava constrangida, como se houvesse intimidade entre nós. Já era inacreditável o fato de sasuke estar tão perto, mas o mais velho era completamente fora de cogitacao, sasuke era um sonho e ele , bom, o primórdio dos sonhos que deu início à tudo.


-Quando começa a e ensaiar com a gente?  Quer dizer, você não parece que veio e ensaiar... o que você e o tolo do  eu irmão vão fazer lá em cima? 


-E-estudar, eu.. 


-Eu sabia que usava peruca, como seu cabelo é na verdade?-Ele estava me provocando? 


-Itachi-san, meu cabelo sempre foi assim, o rosa é natural e...


-Não estou falando do rosa, mas do comprimento-Ele toca em meus fios me surpreendendo com o gesto- por que está tão assim hoje? 


-Assim como? -Ele estava agindo estranho e eu não entendia nada. 


-Diferente, é algum tipo de jogo? -Seu tom era sexy? Ou eu estava louca? Por que ele falava e se aproximava daquele jeito? Estava dando em cima de mim?- Da última vez você quase cedeu.


-Itachi-san?- me afasto e vou para trás do sofá- você está bem?


-Eu é que pergunto? Está tão diferente  nem tentou me bater hoje, por que está tão calma brutinha? O meu irmaozinho tolo te fez algum tipo de lavagem cerebral? 


-Nii-san!-Sasuke chegou para me salvar, salvar não é? - Deixa ela em paz.-Ele fala me abraçando. ME ABRAÇANDO!


-Vai ser difícil irmaozinho ainda mais agora. 


-Nany?- Sasuke e eu, falamos em unissono, do que ele estava falando? 


-Que vamos dividir o palco, né brutinha- Ele solta uma piscadela .


-Você entrou para a Akatsuke?


-Quem? Eu? Não. - O que era aquilo?  Eu não fazia ideia do que se passava ali.


-Sim, ela vai, ela topou.


-Era você?  Por que nao me contou? -Sasuke parecia irritado e desapontado.- Já tinha falado com meu irmão e não me contou? 


-Sasuke eu... 


O celular de sasuke toca e ele sai pela porta me fitando com seriedade. 


-Já volto. 



SAKURA OFF



SASUKE ON



Sakura mentiu pra mim, e eu estava puto com ela, não pela mentira em si, mas pelo Itachi saber e eu não, pela intimidade que itachi a tratou, ok ele era um vagabundo, mas para ele agir daquela forma teria que ter tido algo entre eles, estou errado?


Atendi o telefone, era shikamaru.


-E aí sasuke? Festa na casa da irmã do Gaara hoje, ta afim? 


-Vocês se pegam não e?


-Eu posso ter a garota que eu quero porque eu estaria pegando ela?


-Porque ela te esnobou, e nós sabemos que um akatsuke nunca deixa isso impune.


-Purrf, to nem aí...cara! chama o Itachi e ve se vai. 


-Não sei cara eu...


Antes que eu terminasse vejo sakura passando na frente do meu portão,  ela estava indo embora? 


Desligo na cara do meu parceiro de banda e corro até ela.


-Hey! Espera! -Toco a camisa de seu uniforme e ela se vira com uma cara de pouquíssimos amigos. 


-Hey! Não enche!-Era notório sua irritação, por que ela estava assim? Eu sei que estavamos estranhos, mas ela estava MUITO irritada, parecia outra pessoa.


-Calma-Pego sua mão, mas ela puxa bruscamente- vamos conversar. 


-conversar?  Esta louco?  Eu nem te conhe.... espera... sasuke uchiha? O irmãozinho daquele vagabundo- Era piada não? 


-É piada não? 


-Quanto tempo rapazinho... É a cara daquele imbecil do seu irmão, espero que seja menos baka que ele.


-Do que... sakura? Eu... Por que esta falando assim? Você e o Itachi...


-Não! ! -Ela cora e isso me irritou, por que estava corada? Era porque ele mexia com ela?  Ou era só constrangimento mesmo? Ai meu kami.- Que conversa é  essa ele te falou algo? 


-Você sente atração por ele?


-Perai? Você me chamou de que? 


-Responde a minha pergunta- Eu tinha medo da resposta, mas pela forma como ela reagiu ao nome do Nii-san,  era meio óbvio. 


-Claro que não, eu... eu não te devo satisfações eu nem te conheço, não é porque vamos tocar juntos que vai ficar me interrogando assim viu.-Ela estava alterada e corada e nem se deu conta, eu conhecia esse tipo de reação das mulheres, Itachi mechia com ela. 


Droga. 



Garotas nunca foram problema pra mim, já que sou Uchiha sasuke, toco em uma das maiores bandas do país tenho reconhecimento internacional e convenhamos eu sou um uchiha, como as garotas dizem a minha genética é absurda. 


Minhas turnês são marcadas com álcool, algumas drogas e garotas, muitas garotas, você pode imaginar já que sou um astro do rock. E com os garotos da banda não é diferente, as garotas se atiram sem pudor. Itachi sempre foi o líder, sempre aparecia mais, nunca me importei, somos parecidos em muitas coisas, inclusive na aparencia,mas ele sempre foi mais cafajeste que eu, a ponto de deixar namoradas em konoha e ir para turnês e passar o rodo. Só que as coisas mudam.  No nosso show de retorno a konoha queria matar a saudades de uma das minhas poucas amigas do sexo feminino,  e quando digo amiga, é amiga mesmo, acho que a única talvez. Dei para Ino dois ingressos para nosso show, ela iria apesar de não gostar de rock, e para poupa-la do alvoroço dos fãs dei área vip pra ela. Depois do show, pude notar que ela estava mau pelo namorado que a traiu bem ali no show, no entanto ela entrou inabalavelmente bem no camarim, trazendo com ela um anjo de orbes esmeraldinas. Tive o privilégio de levar ela pra casa, e ter um tempo a sós com ela, e achando que seria fácil terminar a noite com ela em um motel, acabei caindo de quatro por seu jeitinho apaixonante, me deixando meio desconcertado. Ela não se atirou pra cima de mim em momento algum, e ainda por cima disse:


"Eu sei, por isso eu nunca namoraria um rockstar."


Depois que ela disse essas palavras, obviamente ela acabou se tornando meu alvo principal, confesso que graças a Ino a proximidade que tomamos me fez pensar nela mais do que eu gostaria. Eu não podia aceitar, sequer acreditar que uma garota absurdamente linda daquela forma me tirou tanto do sério, sem nem mesmo eu ter a beijado ainda. 


Me comprometi é claro à ajuda-la na escola, sim foi uma desculpa para ficar mais tempo com ela, e sim entregar meus casacos  à ela foi outra desculpa não apenas para ela ter que me devolver depois e ve-la de novo, mas também sentir seu cheiro a noite, olha como essa garota estava me deixando?! Levando ela para casa notei muitos olhares nela...eu não sou um cara ciumento, pelo menos nunca senti ciumes de garotas especificas, namorei por algumas semanas nada demais, mas com a sakura , ver aqueles pervertidos lançando olhares maliciosos para ela despertava um lado meu até então desconhecido, mas eu sabia era meu pior lado, o lado possessivo, uma característica genética dos Uchihas, não pensei que chegaria em mim, então a abracei, mostrando para aqueles bakayaros que ela era minha, ou pelo menos para acharem que fosse, porque da forma como aquela garota estava me deixando, eu logo a faria minha, e de mais ninguém.  E se aquele ruivo pensa que depois de tudo que ela sofreu ele vai chegar perto dela, só porque estuda com ela, ha ha! Se enganou. 


 A sorveteira foi um momento meio bizarro, o amigo esquisito da sakura falava umas coisas mais esquisitas do que ele, fazendo meu sangue começar a subir, mas quando soube que era tudo um mal entendido, tive a certeza de que era a hora do primeiro passo, não aguentava mais ficar sem ela, eu Uchiha sasuke estava dominado. 


 Só que agora vejo ela, balançada pelo itachi, e pior eles provavelmente tiveram um envolvimento, pois dava para ver nos olhos dela que era ele o dono dos pensamentos dela.



SASUKE OFF 




Notas Finais


Até


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...