História Complicada e perfeitinha - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Diego Alves, Diego Ribas da Cunha, Lucas Paquetá
Personagens Lucas Paquetá
Tags Esporte, Flamengo, Futebol!, Lucas Paquetá
Visualizações 225
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu tô apaixonada por esse casal ♥️
Espero que gostem !!
Esse capítulo está meio +- e eu sei disso, não ando muito bem !!
Boa leitura !!

Capítulo 17 - Tá com ciúmes?


Fanfic / Fanfiction Complicada e perfeitinha - Capítulo 17 - Tá com ciúmes?

Lucas Paquetá

Demos uma cochilada no meio da tarde, pós aquela transa maravilhosa, "meu Deus se existe mulher mais gostosa eu desconheço" pensei e ri sozinho.

A acordei com um selinho, já era fim de tarde, e estava um friozinho gostoso demais para ver um filme, ficar agarradinho, tomar um chocolatinho quente. Mas essa mulher e uma ogra, ligou em um jogo de vôlei e abriu uma cerveja. Certos hábitos nunca mudam.

Como ia treinar amanhã, peguei um suco e sentei ao lado dela para assistir, ela berrava, gritava, xingava e eu ficava a olhando admirado.

Então celular dela tocou, ela estava tão entretida com vôlei que nem ouviu, fui pegar para ela, e vi que quem ligava se chamava, "Luan" e tinha no perfil uma foto de um homem, sem camisa, na praia. 

Entreguei o celular meio sério para ela e ela falou.

-Oi meu amooor-Ela toda animadinha -Aham- ela como se escutasse algo importante - Que horas? E depois? Aham!! Tá!! -Ela disse indo para a mala dela que estava no chão do quarto

-Pra onde você vai?-Perguntei

-Jogar bola com o Luan-Ela falou pegando um shortinho, de futebol, bem curtinho

-Você joga bola?

-Jogo uai, não sou profissional como o senhor, mas jogo -Falou trocando de roupa 

-E esse Luan? 

-Que que tem ele ? -Ela falou colocando um top, eu a olhei séria e ela continuou- É meu amigo- Ela disse meio chateado por ter que explicar

-Vai só você e ele ?- Perguntei

-Ah claro, é muito possível jogar só duas pessoas -Falou debochada

-Amor, tô indo, vou te mandar a localização se quiser ir lá bater uma bolinha com a gente, tchau- E me deu um beijo na bochecha e saiu.

Fiquei irado de raiva, ciúmes e tudo que há de ruim. Estava decidido a não ir para aquele jogo, mas minha raiva falou mais forte e eu fui.

Chegando lá fiquei lado de fora do campinho, vendo ela jogar, e pra variar, mais uma coisa que essa mulher faz bem, ela joga muito !! 

Claro que não e profissional, mas jogava bem melhor do que aquele bando de moleque ai, em um lance ela deixou um garoto do time dela na cara do gol, e ele fez, foi comemorar com ela o fim do jogo, pegou ela no colo e rodou. 

Ela me viu e acenou sorrindo, caminhei em sua direção totalmente Full pistola, ela veio sorrindo e eu fiquei quieto.

-O que houve amor ?- Ela disse sorridente

-O que houve amor? -Falei debochando do seu tom de voz -Quer que eu saia para você ficar mais a vontade?

-Que? -Ela tirando a camisa e ficando só de top

-Coloca essa roupa Mariana, vai ficar pelada no meio de um monte de homem ?-Falei nervoso

-Ta com ciúmes? -Ela falou séria -Eu não tô pelada, mesmo se eu tivesse, você não manda em mim-Ela falou com aquele tom autoritário que me deixa para morrer

-Só não acho legal mulher minha com um monte de marmanjo e ainda por cima de top -Falei tendo plena consciência de que estava sendo babaca

-Mulher MINHA, eu sou dona de mim- Ela falou nervosa -Outra coisa Luquinhas -Ela falou debochada - Você mesmo disse pra sua mãe que não quer namorar, pra deixar rolar 

Ela se afastou, antes mesmo que eu pudesse responder ,e voltou para perto dos amigos, pegou uma cerveja no bar ao lado e ficou conversando, eu fiquei ali um tempo, analisando, e tive que tirar foto com algumas pessoas que me pediram.

Me aproximei dela, e pedi um suco no bar, os amigos dela pareciam gente boa, fiquei conversando com eles, até que o Luan, o tal, senta do meu lado

-Coé -Ele falou 

-Fala aí irmão

-Você que é o namorado da Mariana então né?-Ele falou brincando

-Não estamos namorando, mas e quase isso-Falei meio sério

-Mas está com ciúmes-Ele falou me olhando sério

-Estou

-Mas não quer namorar-Ele falou debochado 

-Não

Ele então debochou e disse:

-Você não conhece a mulher que tem -Falou dando dois tapinhas nas minhas costas.

Fiquei sozinho ali por mais um tempo, vendo ela rir e conversar sem ao menos se importar com a minha presença, estava tocando um pagode dos anos 90, mas depois começou a tocar Ludmila, e surgiu aquele climão.

-Ta com ciúmes? Pega na mão e assume -Ela cantou pra mim, piscando

Mariana queria namorar comigo, mas o que ela não entende é que eu não estou pronto pra mim, acabei de sair de um relacionamento super conturbado com a minha ex namorada, tanto que tenho tatuado o nome dela no meu braço.Terminou de um jeito horrível e foi traumático pra mim. Não posso me envolver assim com ninguém de novo.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...