História Complicated - JaeYong - Capítulo 63


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Haechan, Jaehyun, Johnny, Mark, Personagens Originais, Taeil, Taeyong, Ten
Visualizações 710
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi.

Boa Leitura.

Capítulo 63 - 63


                       _Autora_

No dia seguinte, JaeHyun acordou sentindo o seu lado da cama vazio. Ele abriu os olhos devagar e não encontrou TaeYong ao seu lado. 

Ele levantou rapidamente e se pôs a procurar o marido pela casa, não o encontrando em lugar nenhum. Ele sentia a preocupação crescer em seu peito, afinal onde TaeYong iria nesse frio.

JaeHyun então tomou a decisão de sair para procurar TaeYong na floresta, talvez o menor tivesse ido fazer uma caminhada. JaeHyun seguiu a trilha que levava até a cachoeira, algo em si o mandava para lá. 

***

JaeHyun encontrou TaeYong, dentro da cachoeira quase congelada. Toda à área onde devia estar a queda d'água havia virado gelo e, apenas o lugar onde o ômega estava, não estava duro feito concreto. 

- Tae, sai da água, irá ficar doente. - JaeHyun mandou nas margens da cachoeira, apoiando a mão em uma das diversas árvores do local. 

- Estou com calor. - Respondeu o ômega mordendo o lábio inferior. 

- Seu cio chegou? - Perguntou o alfa, mantendo uma distância segura do ômega. TaeYong parecia estar superando bem o abuso, porém, ele ainda não sabe o quanto pode tocá-lo.

O corpo nu de TaeYong, junto de seu cheiro inebriante, poderia tirar o controle de JaeHyun. 

- Não, mas está próximo. - Se apoiando no gelo em volta de si, o ômega ergueu o corpo, saindo da água gelada. - Estava apenas quente. 

TaeYong podia sentir os olhos de JaeHyun sobre si, seguindo uma das gotículas d'água havia que rolava pelo corpo do loiro. O ômega caminhou pelo gelo, ficando de frente para o marido que bateu as costas contra a árvore, prendendo a respiração. Não podia e nem devia perder o controle perto de TaeYong.

TaeYong segurou as mãos do alfa,  as guiando para a lateral de seu corpo, sentindo sua pele queimar onde os dedos do alfa o tocavam. Olhando dentro dos olhos de JaeHyun, ele susurrou:

- Quero esquecer tudo que aconteceu. - TaeYong colou seus corpos, molhando o alfa com sua tez úmida. Subiu suas mãos, segurando o ombro do alfa e acariciando sua nuca com a direita. 

JaeHyun suspirou ao sentir os lábios de TaeYong contra a pele de seu pescoço, se embriagando com o cheiro natural do ômega. Esperava por essas palavras por tempo de mais. 

- Me faça seu.

Aquele foi o gatilho que JaeHyun precisava.

Jaehyun juntou seus lábios aos do ômega de maneira intensa. Suas mãos foram parar na cintura do ômega, o puxando para si e apertando os quadris um no outro.

O ômega apertou os ombros do mais novo, suspirando quando seu lábio inferior foi sugado com vontade, para em seguida ser modido de leve. As línguas se tocavam e enroscavam, fazendo com que ambos pudessem aproveitar o gosto um do outro.

JaeHyun apenas tentava conter seu sorriso toda vez que o ômega suspirava contra si, buscando fôlego para continuar com aquele beijo desejoso. Adorando ter TaeYong em seus braços, completamente entregue. 

É tudo tão quente, intenso. TaeYong não se sentia sujo enquanto as mãos de JaeHyun tocavam e apertavam seu corpo, ele se sentia desejado, para falar a verdade. Embora os suspiros e gemidos de seu irmão ainda ecoassem no fundo de sua mente, os lábios do seu alfa os afastavam o suficiente até que se tornassem apenas um zumbido ao longe. 

JaeHyun estava tão excitado que chegava a doer.  Suas mãos desceram da cintura do ômega em direção as nádegas, onde fez questão de apertar com firmeza, friccionando os membros despertos. O contato repentino fez TaeYong gemer manhoso contra os lábios do alfa, puxando os fios macios entre seus dedos.

As mãos de JaeHyun chegaram até as coxas de TaeYong, onde segurou com firmeza e o impulsionou para cima, fazendo com que ficasse no seu colo. 

O ômega prendeu suas pernas em volta do quadril do alfa que o segurou bem e girou os dois, prendendo TaeYong na árvore que antes se apoiava. As mãos de TaeYong percorreram o abdômen de JaeHyun por baixo da camisa fina que ele usava e logo a puxou pra cima, livrando o alfa daquela peça de roupa tão incomoda para o momento.

TaeYong estava tão sensível que gemeu necessitado quando o alfa apenas apertou suas nádegas. JaeHyun riu baixinho, satisfeito com as reações de TaeYong, ao esfregar seu dedo médio na entrada de seu ômega. 

- Para de me provocar. - Murmurou o ômega, rebolando contra o membro ainda coberto de JaeHyun. O alfa apertou mais o corpo magro contra o seu, tentando de alguma maneira descontar toda a excitação que sentia.


JaeHyun mordeu o lábio, encarando TaeYong, adorando ver o mais velho daquele jeito: os olhos fechados, os fios loiros apontando para todos os lados, a boca avermelhada entre-aberta, vez ou outra soltando suspiros baixos.


Um sorriso safado surgiu no rosto do Jung, quando TaeYong o puxou pela nuca para mais um beijo avassalador.





Notas Finais


Ta uma merda mas iremos relevar.

Separei em duas partes, depois posto o resto.

Até o próximo.

Bjs ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...