História Confiança - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Chanyeol, Lu Han, Sehun
Tags Hunhan, Sadomasoquismo
Visualizações 354
Palavras 915
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aqui está o último capítulo dessa 2shot maravilhosa!

Espero que gostem. ❤

Capítulo 2 - O pagamento.


Sehun me rodeou, observando meu corpo, que estava quase completamente vermelho de vergonha.

 

– Seu corpo é lindo, LuHan. – Sem nenhum pudor e acariciou minhas coxas e levou a mão até minha entrada, onde introduziu dois dedos em meu interior. – Apertado, como eu imaginei.

 

Eu estava tenso, não havia como estar diferente. Toda a história era mais do que surreal.

 

Maldita hora em que eu deixei Chanyeol me convencer a me amarrar. Eu estava completamente a mercê daquele desconhecido e, amordaçado, não tinha chance alguma de tentar argumentar com ele ou pedir socorro.

 

Sem amarras, eu teria pulado ao sentir a boca de Sehun em meu membro. Arrepios percorriam meu corpo em uma resposta que eu não poderia evitar.

 

Não havia como eu negar minha excitação, pois me sentia duro como nunca e meus gemidos eram abafados apenas pela mordaça. Os dedos dele voltaram para meu interior e ele iniciou a simulação de estocadas firmes, enquanto ainda se dedicava a cuidar de meu membro excitado.

 

Meus mamilos estavam endurecidos, meu corpo completamente arrepiado, a respiração descompassada e eu sabia que estava a caminho do clímax, que prometia ser arrebatador. Sehun continuou com seus movimentos, como se tivesse todo o tempo do mundo. Diferente de meu namorado, que sempre parecia ter pressa de obter sua própria satisfação. Minha entrada começou a contrair em volta de seus dedos e ele intensificou os movimentos dos mesmos.

 

– Goza pra mim, LuHan... – Ele murmurou contra a minha excitação, a vibração de suas palavras me causando uma sensação deliciosa. – Deixe-me provar seu prazer.

 

Ele em nenhum momento parou de movimentar os dedos e voltou a chupar meu membro. Seus movimentos arrancaram de mim o clímax mais surpreendente que eu provei. Minha respiração ficou suspensa, meu coração descompassado, minhas pernas bambas, foi como estar em queda livre, em uma viagem indescritível.

 

Demorei a voltar a mim e quando o fiz notei que Sehun em nenhum momento afastou seu rosto e se dedicou a lamber toda a prova do meu prazer, provocando leves arrepios que ainda percorriam meu corpo. Quando eu me acalmei, ele se afastou, arrancando de mim um gemido de protesto involuntário.

 

Parte da minha mente ainda gritava o quanto aquilo era errado, mas era uma parte muito pequena. Todo o resto de minha mente estava focado na experiência extasiante que eu estava vivendo. Sem dúvidas, aquele era o momento mais erótico da minha vida.

 

Sehun apoiou suas mãos em meus quadris e senti a ponta de seu membro roçar em minha entrada. Em um impulso, ele estava dentro de mim me preenchendo como nunca antes. Era uma sensação surpreendente, maravilhosa e até mesmo um pouco dolorosa ter o membro dele me esticando e alcançando lugares nunca antes alcançados.

 

Confesso que estava impressionado pelo tamanho dele dentro de mim. Durante minha vida, eu havia transado apenas com Chanyeol.

 

– Levante o tronco para mim, LuHan, e se mantenha assim. — Sehun ordenou.

 

Eu fiz o que ele ordenou com certa dificuldade, devido às amarras e ao fato de estar intimamente preenchido. Logo Sehun segurou meus cabelos e começou a estocar em mim vigorosamente.

 

— Vou foder esse seu rabinho tão fundo, LuHan... – Ele me informou – Desde que Chanyeol me mostrou uma foto sua, eu me imaginei te fodendo.

 

Seus golpes eram profundos em meu interior me arrancando gritinhos que eram abafados pela mordaça. Aquela dança era extremamente sensual e surreal para mim. Nunca pensei que sentiria prazer na brutalidade.

Ele ia fundo dentro de mim, enquanto me mantinha na posição que queria pelos cabelos. Sehun se inclinou contra mim e soltou minha mordaça, liberando meus gemidos, que estavam mais altos do que eu imaginava.

 

– Diga meu nome, LuHan. – Ele mandou. – Gema meu nome, enquanto eu te faço gozar sendo fodido.

 

– S-Sehun... Oh!

 

– Isso, LuHan... Assim mesmo.

 

Sehun não tinha nenhum pudor em me causar uma porção controlada de dor e claramente gostava de sexo bruto. Enquanto se movimentava, ele usou o polegar da mão livre para estimular meu mamilos. Era uma sensação incrivelmente nova, porque Chanyeol nunca se importava em me dar prazer.

 

À medida que os movimentos dele se tornaram praticamente violentos, eu senti meu clímax se aproximando com minha entrada se contraindo em volta do membro dele.

 

– Está mastigando meu pau, LuHan. Sabia que gostaria do que eu planejava para você.

 

Parecia impossível, mas ele passou a ir mais profundamente dentro de mim, atingindo um ponto que eu acreditava existir. Havia chegado ao clímax. Seu eu acreditava que o anterior fora maravilhoso, nada me preparou para algo como aquilo. Era como sair de meu corpo e ser lançada em um abismo de prazer. Sensação que foi intensificada quando Sehun se derramou dentro de mim, soltando um urro de deleite, ainda sem cessar com as estocadas.

 

Meu clímax pareceu durar horas e apenas voltei à realidade quando senti Sehun saindo de dentro de mim. Eu não era muito experiente, mas ele parecia estar satisfeito.

 

– Isso foi ótimo, LuHan. Foi um prazer lhe conhecer. – Ele comentou simples. – Chanyeol logo virá para te soltar. Diga a ele que a dívida está devidamente quitada e que ele tem sorte de ter você como namorado. Outro não serviria como oferta.

 

Eu apenas fiquei calado, estava exausto. Apenas observei enquanto ele arrumava suas roupas, indo até a saída.

 

– Se algum dia se cansar desse projeto de homem, venha me procurar. Sempre tenho lugar para uma delícia como você em minha cama e eu saberei cuidar bem de você. Basta procurar por Oh Sehun.

 

E, então, foi embora.

 


Notas Finais


Nada como uma safadeza antes de terminar o dia, não é mesmo? hihihihihi

Até mais e não esqueçam de comentar. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...