História Confident - Capítulo 50


Escrita por: ~ e ~camsbieber1994

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Colegial, Confident, Criminal, Fanfic, Justin Bieber
Visualizações 341
Palavras 3.632
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se quiserem ler as notas iniciais e finais vocês que sabem, to meio emotiva hoje!!

Primeiramente, espero que me entendam, minha vida não anda das melhores, sempre me fodo, isso já é ate dia comemorativo, eu nunca andei tão mal quanto estou nessas últimas semanas, triste, porém segue o baile, mesmo q eu n aguente algumas vezes e acabo desabando, to até firme e forte, e essa e uma das razões pela demora de atualozar confident, outra razão e que como é duas escritores e meio difícil conciliar isso, pq os cap estão com a camily, e ela "enrola" pra me enviar, mais segue o baile, confident ta nos últimos capítulos, foi incrível trabalhar nisso, é so tenho a agradecer...
Espero que gostem!!

Capítulo 50 - Destroyed But Alive


Fanfic / Fanfiction Confident - Capítulo 50 - Destroyed But Alive



Tudo o que eu sempre quis era alguém para me amar tão bem assim – Ruin in the friendship– Demi Lovato ( nunca me indetifiquei tanto com uma música como agora)


- bom mas agora é sério , eu começo com o que aconteceu comigo - Digo e ele assentiu , me sento de frente pra ele pois a história é grande


-  após a explosão eu cai no mar , eu não sei muito bem como aconteceu mas um navio cargueiro estava passando por aquele local e eu fui resgatada , o navio também Levava mulheres traficadas e o destino do mesmo era um ilha que abrigava uma enorme prisão.

Flashback ON

Sinto me ser jogada brutalmente em uma superfície dura e abro meus olhos , me vejo em um lugar estranho e começo a tossir desesperadamente.

- Rápido ela está acordando - Uma voz feminina diz e eu sou sentada para que cuspisse a água e assim faço me sentindo extremamente cansada e com dor

- ju-justin - Digo com dificuldade,observando o lugar não vendo ele, havia uma mulher de frente para mim.

 - O que quer dizer menina ?-  mulher diz

- Justin , ca-cade ele ? - Pergunto com esforço, meu corpo todo doía, eu tava cansada.

- Tinha mais alguém com você ? - Ela pergunta e eu assinto com dificuldade

- Sinto muito garota , você está em um cargueiro e não achamos mais ninguém além de você - ela diz

Flashback off

- quem era essa mulher ? - Justin pergunta ouvindo atentamente tudo que lhe conto

- Seu nome é Anastácia , foi uma grande amiga e me ajudou bastante , foi por ela que conheci Oliver Queen , uma das pessoas mais importantes pra mim - Digo e ele fecha a cara.

- Não gostei dele - Ele diz emburrado e eu acabo rindo, só o que me faltava.

- O Oliver me protegeu na medida do possível mas eu precisava sair daquela prisão , depois de inúmeras tentativas fracassadas , eu arquitetei um plano , o ponto fraco do homem , sempre vai ser a mulher , então usei isso ao meu favor , eu ganhei a confiança de todos ao meu redor e no final acabei tomando a ilha e matando o filho da puta - Digo e Justin ainda processava tudo, cérebro lento.


- então você seduziu o cara e depois matou - Justin diz e eu assinto.

- Antes disso chegou até mim um caderno com uma lista de nomes, no dia do meu aniversário recebi isso de presente  eu coloquei na bolsa quando fomos pro iate, e quando acordei o caderno tava comigo, os nomes no caderno eram de inimigos do meu pai , e dentro desses nomes , um deles é o assassino   do meu pai e eu precisava matar cada um deles , aí eu decidi unir força , precisava de uma carta na manga para que se unissem a mim , foi quando eu descobri que praticamente todos os que se uniram à mim , odiavam pelo menos alguém da lista e os que não odiavam , se juntaram a rebelião pra ganhar liberdade

- foi aí que você criou a liga de assassinos - ele capta tudo muito rápido.

- Exatamente - digo

- mas como chegou até mim - ele pergunta

- Na verdade eu ia chegar em você de outra forma , quando eu consegui eliminar os primeiros nomes da lista , eu vi que o próximo era nos Estados Unidos , no caso , o Lionel , quando chegou aqui tive notícias de um tal de imperador , mas na minha mente nunca que  poderia ser  você pois pra mim você havia morrido naquela maldita explosão, então o ódio me consumiu por pensar que alguém havia tomado o seu lugar , então eu havia arquitetado tudo , depois do Lionel , meu alvo seria o imperador , mas aí o destino resolveu adiar isso , e quando eu fui matar o Lionel , lá estava você - Digo saindo pra pegar um copo de bebida e voltando pra cama

- Você saiu pra matar seu inimigo e encontrou o cara mais foda , lindo e gostoso que você já conheceu - ele diz e eu reviro os olhos

- Esqueceu do convencido - digo divertida

- algumas coisas nunca mudam - ele diz dando de ombros e eu assinto

- Mas como você conseguiu liderar tudo com  um monte de brutamonte assassino  do teu lado?  - Justin pergunta acendendo um cigarro

- Eles são como máquinas de matar , matam pessoas a sangue frio , sabem como agir profissionalmente , e Além disso eu tenho ajuda do Barry e do Olivier - digo é sua cara fica séria

- Quem são esses filho da puta ? - Justin pergunta irritado e eu chego a rir

- Eles são gays Justin , não precisa ficar com ciúme - Aliás podia ficar sim pois ele com ciúme é a coisa mais fofa e excitante que eu já vi, mas não posso mentir que Oliver e Barry são muito lindos.

- E como um bando de franga fresca te ajuda ? - ele pergunta franzindo o cenho

- Eles não são frescos como você pensam , aliás não  aparenta nem um pouco serem gays , você só sabe se eles te contarem porque tem mais masculinidade que muito homem por aí - Digo e  sua expressão contínua seria.

- Para Justin é sério eles não curtem uma vagina - Digo e ele joga o cigarro fora.

- Eu só vou acreditar nisso quando conhecer esses frango pessoalmente - ele diz e eu reviro os olhos

- Agora  pode me contar de você - digo me deitando em seu colo e ele acaricia meus cabelos

- Eu não lembro porra nenhuma depois daquela explosão só que eu acordei naquela porra de hospital e você não estava lá , a guarda procurou por você  por semanas mas deram você como morta , eu não acreditei naquilo e então eu contratei uma equipe de buscas e nada , foi aí que eu me tornei o que todos chamam de merda , covarde e insensível  , me afastei de todos  e me meti num mundo que vivi por esses dois anos , o inferno

 - E isso fez os negócios subirem - Digo e ele assente

- Eu me drogava umas 5 vezes por dia e comia umas 10 putas diferentes por semana , comecei a me focar mais no tráfico e mandei todo mundo ir se fuder , todo mundo ainda morava na nossa casa mas a diferença é que eu não morava mais lá , não gostava  que ninguém falasse o seu nome porque isso me deixava fraco , me doía , eu não tinha você ali , comigo , eu não via você acordar com os cabelos loiros no rosto , com o nariz vermelho , eu não te via mais de calcinhas e sutiã escovando os dentes , eu não tinha mais que te dar bronca pra comer , eu não via mais o vans jogado no canto do quarto , e nem via seu salto 15 jogado na beirada da cama quando chegava de alguma boate  , sua escova ainda estava lá , mas você não usava , eu não ouvia mais a sua risada misturada com a de todos no sofá , e a felicidade deles me irritava pois você não estava ali , todas a minhas cuecas continuavam na minha gaveta pois não tinha ninguém pra ir la e roubá-las de mim , não tinha ninguém pra manchar meu pescoço com batom , e nem o deixar roxo , não tinha você ali , só tinha eu e o tráfico , eu e meu dinheiro que não era gastado com sapatos da Gucci , a garota que trombou comigo quando eu estava saindo do banheiro de casa e ficou babando por mim - Ele diz e eu rio sem jeito enquanto as lágrimas escorriam dos meus olhos, ele tava se declarando? Eu to amando esse momento.

 - a garota que eu tive que dar carona no primeiro dia de aula , a garota que me pagou o melhor boquete da vida naquela escritório , a garota problema que pra mim , é a certa , a garota que mesmo tentando demonstrar que não , ficava toda nervosa quando eu chegava perto , a garota por quem eu larguei tudo , por quem eu fiz tudo , Você .. Ashley Marie  Parker  , você não estava lá - ele diz enxugando a lágrima que caia do meu rosto e eu tento me recompor

 - essas palavras não vão mudar a raiva que eu estou por você ter entrado em uns mil buracos diferentes - Digo tentando soar  brava mas ele ri

- Quando eu vi que você não estava ali ,mesmo eu sabendo que você estava em algum lugar, eu decidi  me focar no tráfico , comecei a subir, ganhar reconhecimento , respeito , matei gente pra caralho , meti bala em muito policial e líder de gangue , roubei banco até na índia  e no meio disso tudo eu conheci o Lionel , o nosso grande cupido - ele diz divertido arrancando uma risada minha - no começo ele foi um grande aliado , mas depois veio as falhas , me cansei daquela porra  e quando fiquei sabendo da festa a fantasia , pensei no momento perfeito pra acabar com ele , mas aí apareceu você e o resto da história você já sabe - ele diz

- Então eu fui sua inspiração para se tornar o cara mais foda desse país - Digo

- Pode se dizer que sim -ele diz e ri

- Você vai ficar 1 semana sem sexo por ter transado com esse monte de puta - Digo agora o deixando sério - Mas depois que a gente transar tempo o suficiente para repor esses dois anos - E a última parte o faz rir

- sua safada - Ele diz se abaixando e puxando meu lábio superior

- Eu vi no noticiário que você explodiu a casa do Lionel depois que eu saí , porque ? - Pergunto mudando de assunto

- Apenas liguei alguns pontos e isso você vai saber depois - ele diz e eu faço a minha típica cara manhosa pra ele me dizer o que é

- Não adianta fazer essa sua cara de criança inocente  que quer um doce , porque apesar de me deixar extremamente duro eu já sei superar e tenho uma proposta pra você - ele diz e me sento na cama bufando mas decidi ouvir a tal proposta

- você sabe muito bem que nesse tempo todo eu estou atrás do filho da puta que fez isso com a gente - ele diz e eu assinto pois eu faço o mesmo  - E  o filho da puta sumiu , mas nenhum crime é perfeito , tirando os que eu cometo , e eu quero que a liga dos assassinos  se liguem a mim e aos meninos - e sua proposta parece boa, iamos ser jma pela equipe

- Porque eu to achando que você quer é ser dono dos meus negócios - digo e ele revira os olhos

- Nesse exato momento eu já sou e só quero unir o útil ao agradável - ele diz é quem revira os olhos sou eu

- Eu aceito mas tenho condições - Digo

- Você fica melhor chupando meu pau  - Ele diz e me puxa  pra ele

- Justin é sério , pra todos eu estou morta , como vou chegar e .. - ele me cala com o seu dedo indicador

- Shiiii, depois a gente pensa nisso baby porque essa sua boquinha linda , fica melhor junto com a minha - ele diz mordendo o meu lóbulo da orelha e PUTA QUE PARIU , esse homem não muda


[...]


Acordo com uma baleia orca em cima de mim e abro um pouco dos meus olhos vendo Justin

- você é um rinoceronte disfarçado de gostoso - Digo o empurrando de cima de mim

- bom dia pra você também sua grossa - Ele diz se fazendo de ofendido e eu levanto lhe dando um beijo

- no caso agora deve ser boa tarde  , quantas horas?  - Digo tirando meu cabelo da cara e ele me estendeu o celular

- São 12:35 preguiçoso , levanta daí - digo e ele levanta com sua cara de sono que eu tanto senti falta e seus fios loiros jogados no rosto

- Tô indo tomar "banho" você vem ? - ele diz malicioso

- Sim  - digo e ele me agarra rapidamente pela cintura indo comigo até o banheiro para tomarmos um longo e relaxante "banho"


[...]



Visto uma calça Jeans cintura alta preta e apertada uma blusa cinza basica que amarrava na frente a deixando como um cropped, por cima coloco um moletom curto de capuz da adidas  e uma bota de salto e cano baixo preta , solto o coque do meu cabelo e umas pequenas ondas se formam nele , passo um pouco de rímel e blush na maçã do rosto , um hidratante labial e por fim coloco um óculos de sol

- Que gostosa - Justin diz e me viro o vendo escorado no batente da porta, ele estava com uma calça jeans folgada e rasgada no joelho e na calça havia algo parecido com respingos de tinta branca , um vans quadriculado preto com branco que já o vi usar umas 10 vezes , pois é o recorde de vezes que ele repete uma roupa o que quer dizer que ele amava muito esse tênis, e por fim uma blusa completamente preta e larga e um óculos de sol

- você também não está nada mal - Digo depois de o analisar

- Já arrumou suas coisas ? - Ele pergunta e eu assinto pegando uma pequena mala de rodinhas no chão pois eu não estava com tanta roupa , quando tudo com a liga se estabilizasse eu compraria coisas novas  

- Você leva escravo - digo mandando a mala pra ele

 - vai se acostumando pra ver - Ele diz e eu mando um beijo pra ele enquanto saímos do quarto

- vai querer almoçar aonde? - Ele pergunta e dou de ombros

- Pode ser no restaurante do hotel mesmo - Digo e ele dá de ombros

- Vou só deixar sua mala no carro - ele diz é o elevador desce até o saguão do hotel , ele sai em direção ao estacionamento e eu aproveito pra fechar a conta do hotel

- Pronto ? - Ele pergunta ao voltar e eu assinto , entramos no restaurante do hotel e todos os olhares daquelas pessoa mesquinhas se direcionam por gente

- Você não está armado , está ? - Pergunto em seu ouvido

- Ashley tem 4 seguranças meus fazendo guarda fora do hotel e 2 aqui dentro , acha mesmo que eu sendo quem sou não estaria armado ? - ele diz discretamente e eu o guio até a mesa no centro

- Só não quero chamar muita atenção - digo

- Que irônico - ele diz apontando pra nossa mesa que ficava bem no centro

- Talvez um pouco, e você também adora  - Digo e ele sorri revirando os olhos


- Nossa que casal de metido nós somos -Ele diz e eu rio quando o garçom já se aproxima da nossa mesa

- Desejam pedir alguma coisa ? - o garçom pergunta educadamente e eu começo a olhar o cardápio

- Camarão e vinho tinto - Justin diz por nós dois e eu não interfiro pois foi uma boa escolha , o garçom anota os pedidos e pede licença pra se retirar

- Amor... você sabe que eu não gosto de chamar atenção né ? - Digo e Justin tira sua atenção do celular pra olhar pra mim

- O que está pensando em aprontar - ele pergunta , cara ele me conhece muito bem

- Está vendo aquela moreninha nos encarando 5 mesas a direita - Digo e ele não se vira pois sabe disfarçar, gosto de pessoas assim

- O que tem ela? -ele pergunta

- Era minha inimiga na escola - digo e ele revira os olhos

- Começou- ele diz

- me pede em casamento - Digo e ele quase engasga com a água que estava bebendo - agora

- O que ? - ele pergunta me encarando com o cenho franzido

-anda logo , é só pra dar uma lição naquela vaca , a gente vai ganhar bolo de sobremesa de graça - digo

- Só pela comida faço isso - ele diz

- você já é meu, casando ou não meu querido - digo convencida dando um gole no meu vinho

- Nossa que possessiva - Ele diz

- Te amo também - falo

-  cadê o anel de diamante com ouro branco que te dei? - Ele pergunta

- Nossa que menino rico - Digo entregando o anel pra ele que ri

-  você é doida - ele diz se levantando

- É por isso que me ama - pisco pra ele enquanto ele se ajoelha na minha frente estendendo o anel

- AI MEU DEUS ! - Grito  chamando a atenção de todos pra nós

- gatinha , linda , flor do meu Jardim , minha rainha , gostosa , Ashley marie Parker

- esqueceu do 8ª maravilha do mundo - cochicho baixinho pra que só ele escute

- Minha namorada , 8ª maravilha do mundo , Aceita se casar comigo ? - ele fala em um tom alto

- Ai meu deus eu vou desmaiar - Grito colocando a mão na testa fazendo drama e Justin segura a risada

- Ashley Marie  Parker , aceita ? - ele repete a pergunta

- é claro que eu aceito , meu amor , lindo gato Justin Bieber - Digo e estendo a mão pra ele por o anel

 - AI MARIA DE DEUS É DIAMANTE - digo fazendo a maior cara de espanto que consigo e até eu tenho que me focar pra continuar com o teatro porque a vontade de rir estava grande

- AI MEU PAI É OURO - Grito

- EU TÔ NOIVA , AI MEU DEUS EU VOU CASAR - Grito e pulo em cima de Justin e de uma maneira desesperada descendo de novo e olhando o anel

- AI GENTE EU VOU CASAR OLHA ISSO É OURO  , AI GENTE EU VOU DESMAIAR - Digo me apoiando na cadeira e respirando fundo fingindo estar emocionada , dou um abraço em Justin e começamos a nos beijar , escutamos aplausos e Justin começa a rir entre o beijo , lhe dou um beliscão pra que ele continue fingindo ,  a gerente chega em nossa mesa e nos parabeniza e logo um bolo de morango é trago a nós , comemos tudo e saímos do restaurante parando na porta de entrada pro estacionamento , eu olho pra Justin e o mesmo olha pra mim e começamos a rir freneticamente

- Cara você tem alguma doença séria - ele diz - Não creio que ganhamos mesmo o bolo depois do seu chilique todo

- Eu merecia o Oscar por essa atuação -  digo ainda rindo enquanto entramos no Lamborghini.

- Justin quando você me pedir em casamento .. - ele me corta

- Acabei de pedir - ele diz e eu nego

- Isso não valeu , foi pela comida , quando for de verdade eu quero que você pare a Times Square pra me pedir , quero helicóptero   Show ao vivo , Ferrari ,anel com 20 pedras de diamante , tudo que eu tenho direito - falo fazendo meu drama diário.

- Eu já paguei o maior mico te pedindo na frente de 40 pessoas , imagina do mundo todo - ele fala e rio

- O maluco da Times Square - falo

- porque a Times Square ? - ele pergunta

-

 Sonho de criança - Digo 


- Tá bom Ashley ,  Ta bom - ele diz e eu faço uma dancinha de comemoração o fazendo rir, ligo o radio estava tocando Shape of you do Ed sheeran

- Começou a mexer no meu carro - ele diz dando um tapa na minha mão

-  você me pediu em casamento , então o carro também é meu - digo e ele muda estação do rádio , começa a tocar attention do Charlie puth

- Caralho sua música - Ele diz e eu reviro os olhos mas acabo rindo com ele

- Justin  quero casar em um castelo em Paris  - digo

-você tá me achando com cara de papai Noel ? - Ele diz

- Querido raciocina comigo , você é o imperador disso aqui , um imperador é um membro da nobreza , como vou me casar com você eu vou ser uma imperatriz , também um membro da nobreza , nada mais correto que dois membros da nobreza se casarem no símbolo da nobreza , um castelo - Digo

- Quer mais alguma coisa ? - ele ironiza

- Comida japonesa , MCDonald's, pizza .. - Começo a listar mas sou interrompida pelo celular dele.

- Justin atende e coloca no viva voz - falo e ele assentiu, pau mandado 


- Justin - chaz fala

- Chaz eu nunca te amei tanto cara , você me salvou - Justin diz e eu reviro os olhos

- Dramático - Digo em voz alta e um silêncio na linha prevalece

- PUTA- QUE - PARIU - Chaz diz


Contínua...


Notas Finais


To mt emotiva hoje, é de alguma forma esse cap me emocionou, to com alguns problemas ai, mas nada q n possa ser resolvido e superado, a vida tem disso né, fazer o que, esse é um dos últimos cap de confident, é sinceramente acho q acaba no 55, eu to em um nível de choradeira q qualquer coisa ta me fazendo chorar, to mt triste pq a hailey ta no Brasil e eu não vou vela, e triste tbm por sempre se fuder com amizades, baile q segue, desculpe se teve algum erro, sempre escapa algo, em breve voltarei, prometo, não me mate, por favor!!
Kiss K❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...