1. Spirit Fanfics >
  2. Confissões , conversas e DR. >
  3. Minashina

História Confissões , conversas e DR. - Capítulo 3


Escrita por: DayDias27

Capítulo 3 - Minashina


Fanfic / Fanfiction Confissões , conversas e DR. - Capítulo 3 - Minashina

-Seus cabelos são lindos!

Essa eram as palavras que martelavam na cabeça da ruiva esquentada, depois do episódio em que quase fora levada pelos shinobis de Kumogakure o olhos de um certo loiro trazia um disparate desconfortável na menina que agora até perdia as palavras na presença dele. No início da aula um dos chatos que sempre a chamavam de "pimenta brava" deu início ao show diário e com os nervos a flor da pele ela o derrubou numa rasteira e nisso outro puxava os cabelos dela a fazendo gritar mais de raiva do que de dor. Ela não entendia porque a tratavam dessa forma, fazia tanto tempo que morava em Konoha porque não aceitavam ela como uma nativa.  Humilhada ela então se sentou no seu lugar com a cara fechada olhando para trás e percebendo que o lugar dele estava vago, imaginando que talvez fosse apenas um atraso ela esperou torcendo para que ele chegasse em breve. Depois do acontecimento eles falavam-se pouco todavia ela sentia que Minato sempre estava por perto. Depois de acomodada na carteira escutou a seguinte conversa:

-Olha o cartão que eu fiz para o Minato! - ouvir aquilo a deixou brava querendo logo saber porque aquele lambisgoia estava mandando cartões para o loiro, ainda mais cheio de corações em volta. Sua cara começou a esquentar e os dentes já estavam cerrados quando o professor chegou e cumprimentou a turma. A menina da frente guardou seu cartão e ela preferiu tirar a história a limpo mais tarde. Passado alguns minutos a ruiva olhou para porta sentindo a presença que tanto esperava, ele bateu a porta:

-Lincença sensei! - solicitou o rapaz que tinha um dos braços levantados coçando os fios dourados e o sorisso largo, deixando sua colega ruiva mais encantada percebendo só depois que o jovem estava com o braço enfaixado.

-Dattebane! - ela falou alto fazendo os outros na classe rirem de sua gíria estranha. Quando Minato mirou seus olhos nela rapidamente ela virou o rosto intimidada. Enquanto aguardava a devolutiva o garoto sentia o coração palpitar pela bela garota dos fios avermelhados acordado por ainda não ter confessado a ela sua profunda admiração. Ele apenas sorriu aproveitando a sensação.

-Entre Namikaze!

-Obrigado.

Ele caminhou até seu lugar enquanto o instrutor terminava a leitura sobre regras básicas shinobbi, a primeira parte passou rápido a turma foi surpreendida com um teste surpresa e ao serem liberados para o almoço o garoto observava Kushina de longe até que uma de suas colegas o abordou corada segurando um papel, ela sem dizer nada entregou ele educadamente agradeceu pelas sinceras palavras de melhora. A menina saiu apressada correndo e de longe os olhos da garota ruiva observavam a cena que a fizeram revirar os olhos, devido isso ela tropeçou em um dos colegas e justo naqueles que gostavam de implicar com ela:

-Ei, pimenta olha por onde anda!

-Ei o que??

-Pimenta, pimenta... nã, nã, nã...- puxou outro que não perdia oportunidade de encher o saco. A menina estava cansada de resolver nos gritos até que seu cabelo foi puxado e colaram até alguns chicletes , Minato sem aguentar ver aquilo riscou entre o pátio como um relâmpago e encarou os agressores. O loiro que sempre fora calmo e pacífico reluzia em raiva e mesmo com um braço só ele chamou pra briga:

-Que isso Namikaze? Vai defender essa daí? Ela nem é de Konoha.

-Ela é de Konoha sim e é melhor vocês pararem de mexer com ela. Ela é muito especial. - ouvir isso fez ela corar de forma que até esqueceu os chicletes colados em seus cabelos. Os meninos não se atreveram a enfrentar Minato, mesmo ele em desvantagem optaram por seguir o caminho. Ele então se aproximou vendo que tentar tirar o grude do cabelo apenas piorou a situação até que ele pela mão e a levou para outro lugar sem reação a menina apenas seguiu não entendendo a priori para onde estava sendo carregada. Perto dali a levou para um local onde dariam um jeito no fios avermelhados. Ele esperou ali quieto todo o processo e quando ela ficou pronta tinha o cabelo um pouco mais curto mas mesmo assim a beleza daquela garota o encantava.

-Vamos? - ela falou.

-Sim! - ele estendeu a mão num gesto significativo mesmo um pouco confusa ela retribuiu dessa vez ousando entrelaçar os dedos. Quem corou agora foi ele. Voltaram para academia deixando as admiradoras do loiro em choque pela cena. Quando terminou a lição Minato andou até a ruiva estendeu a mão e caminharam juntos.

-Sabe Kushina, eu tenho uma quedinha pra você desde quando você chegou. Você tocou meu coração. - sem dizer nada ela o abraçou apertado se sentindo a solidão se desvaiar rapidamente.

-Tambem gosto de você Minato, e depois que você me salvou isso só aumentou.

-Daqui para frente estaremos juntos.

-Dattebane!

A noitinha se aproximando deixaram os recém apaixonados observando o sol se por no horizonte, Kushina com o coração a mil ao lado de seu loiro de sorisso encantador. Era tudo novo, recente e meio amendrontador todavia ali ao lado dele sentia que enfrentaria tudo que a vida lhe desafiasse, em contrapartida Minato alisava os cabelos sentindo o coração aquecido rindo de si mesmo por ter se interessado por alguém tão diferente dele.

Esses dois ainda viveriam muitas e muitas aventuras.

Ame  é um mistério

Eu não consigo te tirar da cabeça
Não importa o que está escrito na sua história
Desde que você esteja aqui comigo


Eu não me importo com quem você é
De onde você veio
O que você fez
Desde que você me ame


Quem é você
De onde você veio
Não importa o que você fez
Desde que você me ame


Cada pequena coisa que você tenha dito e feito
Parece ter ficado dentro de mim
Não importa se você está só de passagem
Parece que isso era pra acontecer


Eu não me importo com quem você é
De onde você veio
O que você fez
Desde que você me ame


Quem você é
De onde você veio
Não importa o que você fez
Desde que você me ame


Tentei esconder para que ninguém soubesse
Mas eu acho que dá pra perceber
Quando você olha dentro dos meus olhos


O que você fez e de onde você está vindo
Eu não me importo
Desde que você me ame, querida


Eu não me importo quem você é
De onde você veio
O que você fez
Desde que você me amama

Desde que você me ame


Fim.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...