História Confissões de uma adolescente - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Pessoal eu não ia fazer esse capítulo, mas resolvi fazer por 2 motivos, o primeiro porque não queria que vocês pensassem que a Ruby é a grande vilã da história, ela não é, ela só é alguém que errou, como qualquer pessoa, aliás essa história não tem vilão, porque só narra fatos da vida de uma adolescente, e na vida real não existem vilões, mas podemos ter alguns em determinadas situações mas não pra sempre, assim como nessa história.
O segundo motivo é que eu queria que vocês soubessem o que aconteceu com eles depois da escola.
Espero que gostem desse final❤❤❤
Boa leitura!!!

Capítulo 20 - Epílogo


P.O.V. EMMA


4 ANOS DEPOIS...

Aqui estou eu, prestes a começar o último ano da faculdade, nem acreditou em tudo que aconteceu, em tudo que mudou, parece que foi ontem que sai da escola.

Escola...

Acho que mudar de cidade, mudar de escola foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida depois de ter sido adotada pelos meus tios. Não que as coisas antes fossem ruins, mas depois que mudei para a History Broke Hing School minha vida toda mudou, os amigos que fiz lá, as coisas que vivi e aprendi, estão presentes até agora.

È tão bom saber que meu futuro e das pessoas que amo foi tão bom quanto sonhava.

Tia Mary e tio David continuam apaixonados como sempre, ela ganhou o bebê, Neal, que agora já tem 3 aninhos, é como meu irmão mais novo, sou louca por ele. Acho bom que ela tenha uma criança para cuidar e mimar agora que eu e Henry não estamos mais em casa. Por falar nele, ele já se formou, está morando em um apartamento alugado, trabalha como advogado e no momento está solteiro.

Eu e o pessoal do tempo de escola continuamos todos bem próximos. Bella e eu voltamos a nos aproximar, mas ela não mora mais aqui, foi fazer um intercâmbio na Inglaterra, fiquei sabendo que depois de tudo ela voltou a ser amiga de Ruby, não condeno, fiz o mesmo com Regina, e sinceramente, tenho coisas mais importantes para guardar do que mágoas, e depois de tanto tempo... Enfim. Falando na maluquinha, ela engatou em um curso  de teatro, resolveu que quer ser atriz e conhecendo o pai dela como conheço, deve ter apoiado e ajudado em tudo. O relacionamento dela com a mãe não mudou muito, mas pelo menos agora que ela cresceu, amadureceu e tem amigos de verdade,ela aprendeu a lidar com a falta da mãe. O Robin fez faculdade de arquitetura, acho que ele vai se sair bem. Ele e Regina? Continuam juntos, aliás mais do que nunca, o pai dela comprou um apartamento e agora os dois moram juntos, e a maior novidade de todas é que Regina está grávida! Ok ela tem só 22 anos, também achei um pouco cedo, mas ela já tem uma certa estabilidade, Robin é bem responsável e o pai dela ajudará em tudo que eles precisarem, e o grande sonho dela é ser mãe, então se ela está disposta a assumir essa responsabilidade, tudo bem. Ela disse que se for menino será Henry, assim como seu pai, aliás, que coincidência, não?, enfim, se for menina será Lucy e claro, eu serei madrinha.

Eu? Bom, como já disse estou no último ano da minha faculdade de medicina, nunca pensei que teria gosto pela profissão, mas acabei adorando. Estou morando na faculdade e pra ter uma verba, estou trabalhando na lanchonete da faculdade. Sabe, não pensei que fosse acontecer comigo, mas posso dizer que o amor definitivamente faz parte da minha vida, poucas pessoas tem a sorte que eu e Regina e eu tivemos, para um relacionamento durar como o nosso, principalmente relacionamentos que começaram na escola, isso significa uma coisa: Que é realmente o amor que fez com que isso acontecesse. Hoje eu sou 100% segura de dizer que AMO e confiio no Killian completamente, e claro, é recíproco. Ele fez faculdade... Ah eu não sei muito bem o nome, só sei que é para ser policial, ele continuou morando na casa da sua mãe, que hoje é só sua, já que ela se mudou de vez. Ele vive querendo me pedir em casamento, acho um pouco dedo, mas um dia eu ainda aceito.

- Emma? - Meus pensamentos foram interrompidos por alguém me chamando. Me virei rapidamente é me surpreendi.

- Ruby? - Perguntei meio receosa, talvez fosse só alguém parecida, não podia ser ela, por que seria ela?

- Oi - Ela se aproximou timidamente. Meu Deus, é mesmo ela.

- O que...

- Ah não se preocupe, não é nada de mais, não vou tomar muito do seu tempo - Ela se apressou em explicar quando viu que eu estava confusa e curiosa do motivo de ela está aqui. Ela estava diferente, seu estilo roqueira-apimentada foi substituído por roupas sociais, seu cabelo com mechas vermelhas agora, era só de uma cor, estava curto e meio ondulado e seu semblante era calmo, sua postura timida e seu olhar inocente, mas com uma um fundo de culpa, bem diferente da antiga Ruby - Bom, Emma, eu pedi para bela seu endereço é ela disse que você estava nessa Universidade, acho que deve saber que ainda conversamos - Assenti ainda sem entender - Enfim, eu vim aqui me desculpar, na verdade pedir seu perdão, sabe nós éramos amigas, hoje eu consigo ver que você falava a verdade e o quanto eu fui horrível, nem eu pensei que era capaz de fazer esse tipo de coisa, me desculpe eu sinto muito mesmo - Disse ela fitando os pés, com certeza envergonhada, dava para ver que realmente estava sendo sincera.

- Ah Ruby, isso já faz muito tempo...

- Eu sei, mas não para mim. Depois do baile, eu ainda estava com raiva, mas depois que fui para faculdade... Acho que algumas situações te fazem amadurecer, eu não sentia mais raiva, depois voltei a falar com Bella, e me senti tão culpada. Eu sei que já faz tempo, mas eu sentia a necessidade de me desculpar, acho que para mim mesmo me perdoar e não me sentir culpada.

- E o que fez você mudar tanto?

- Lembra do Ogust da nossa turma? Eu reencontrei ele na faculdade, ficamos próximos e acabei me apaixonando por ele, mas ele é uma pessoa boa de mais pra mim, então descidi que iria ser boa o suficiente para merece-lo. Bom, eu já  falei com Killian no caminho para cá, Bella me disse que ele continua no mesmo endereço... Ela também me disse que vocês ainda estão juntos, que bom, isso faz com que eu me sinta menos culpada. Eu queria pedir à você o número de Regina, gostaria de pedir desculpas à ela também.

- Claro - Eu disse ainda meio pasma. Peguei um pedaço de papel e uma caneta rapidamente na bolsa e escrevi o número de Regina e o entreguei a Ruby.

- Obrigada Emma, bom eu já vou indo - Disse ela se dirigindo a um táxi que estava parado em frente a faculdade a esperando.

- Ruby! - Chamei quando ela já estava na porta do táxi e ela virou - Não se culpe mais, você teve muita coragem de vir até aqui, eu te perdoou e tenho certeza que os outros também - Ela sorriu como se me atravessasse e eu retribuir o sorriso, ela entrou no táxi e se foi.

- È parece que a vida é mesmo uma caixinha de surpresas - Pensei em voz alta.

 Se tem algo que aprendi nesses meus 22 anos de vida, é que na escola da vida, não importa quais erros você tenha ou quantos acertos, o que importa é aprender, e quando se tem os materiais e professores certos, você se torna um aluno nota 10.






Notas Finais


Curiosidade: Essa história da Ruby aconteceu de verdade, tinha uma menina na minha escola que me odiava, mas depois de um tempo ela amadureceu, reconheceu seus erros e mudou, acredita que ela teve coragem de pedir desculpas para todos que ela já falou mal? Inclusive para mim, admiro muito ela por essa coragem, por isso quis homenagear ela nesse capítulo e achei que deu um desfecho legal para a Ruby.
È bom finalmente concluir essa fanfic, mas para os que gostam das minhas histórias, saibam que eu estou sempre postando uma história atrás da outra, e pra quem gosta mais sobre OUAT, vou lançar uma sobre a Regina e o Robin, bem colegial, vi que vocês gostam de histórias assim, confesso que acho que essa vai ser melhor que essa da Emma, porque além dessa história ser baseada em uma história real é uma história muito boa.
Obrigada a todos que acompanharam, favoritaram e comentaram essa história até aqui 💗💗💗
Bjss pessoal😘😘😘
Espero ver vocês em breve em outras histórias!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...