1. Spirit Fanfics >
  2. Confissões na nossa última noite >
  3. De um velho amor.

História Confissões na nossa última noite - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - De um velho amor.


Fanfic / Fanfiction Confissões na nossa última noite - Capítulo 1 - De um velho amor.

Numa tentativa de consertar as últimas pendências, com os batimentos cardíacos a milhão, afinal não fazia nem mesmo um mês que o fim havia chegado para aquele relacionamento. Ambos saíram de casa após o Jeongguk tomar iniciativa, muita coisa ainda precisa ser resolvida. 


"Precisamos conversar, esteja na praia em meia hora. Se você não for, nunca vamos resolver essas pendências.


Sentado afundado na areia fina, os olhos curiosos e desesperançosos de Jeongguk fitavam aquela imensidão escura e tão leve. As ondas estavam tranquilas, ao seu lado uma pequena fogueira aquecia seu corpo tenso, depois de tanto esperar perdeu as esperanças. Sentiu os olhos lacrimejar, triste por nunca se resolver com aquela que Jeongguk ainda amava. 


Os sentimentos ainda estavam frescos, os pensamentos eram sempre voltados a sua ex-namorada. 


— Onde pensa que está indo? — A voz dela soa depressa, no mesmo momento em que o moreno ameaça levantar e ir embora. O que ele não sabe é que ela estava o admirando de longe, tomando coragem para finalmente sair do meio das pedras e ir conversar com aquele que ela ainda ama. Os olhos dos dois entram num misto de brilho único, o coração acelerou como nunca havia feito antes, as mãos suadas acompanhadas pela boca seca. 


— (S/n)... Desculpe, achei que não iria vir. — Confessou enfiando as mãos nos bolso olhando para os próprios pés evitando contato visual. A garota se aproximou mais passando o olhar ligeiramente pela fogueira e sorriu. Aquele era um programa que eles faziam nos finais de semana, acampar na praia, passar a noite cantando e tocando violão na praia. Apenas eles. 


— Enfim, estou aqui. — Suspirou sorrindo sem mostrar os dentes. 


— Obrigado. Eu não conseguiria ir embora sem antes me resolver com você. — As palavras dele fizeram com que a garota fizesse uma careta. Para onde ele iria? Pensou ela quase entrando em desespero. 


— Está indo embora? — O acompanhou com o olhar. Sentaram na areia em volta da fogueira. Encará-lo atrás do fogo fazia com que aquela experiência fosse mais agradável, ela não conseguia encará-lo sem sentir os olhos marejados, deixar tudo para trás e abraçá-lo com toda sua forma.


— Não consigo ficar na cidade sabendo que posso esbarrar com você em cada esquina. A cidade é pequena, você sabe. — Engoliu em seco. — Se você ainda está no meu pensamento, desde quando foi embora imagine ficar com receio de encontrá-la por aí. 


— Não precisa ir embora por minha causa. 


— Não estou fazendo isso por mim, mas sim por nós. O que a gente teve foi intenso demais pra eu simplesmente tentar esquecer. Temos os mesmos gostos, ciclos e amigos. Imagina estar na biblioteca e você chegar… isso me preocupa. — Ela sabia que ele tinha razão. Tudo pode mudar do dia pra noite, amanhã seria completamente diferente, veriam essa conversa com outros olhos, a vida continuaria. 


— Lembra quando vinhemos aqui pela primeira vez? — Trocou o assunto olhando, evitando olhar Jeongguk. 


— Sim, eu lembro. — Sorriu o moreno forçando sua linha imaginária. — Você nunca tinha acampado na vida e quando chegou aqui não fez frescura nenhuma. Eu gostei daquele dia. 


— Você estava aprendendo a surfar nessa época. E eu fiquei morrendo de medo de você entrar no mar à noite e não voltar mais, lembra disso? 


— Meu Deus, lembro. Eu quase apanhei nesse dia, impossível esquecer. — Ironizou o moreno arrancando uma risada da menina. Um silêncio instalou-se novamente, eles se olharam com ternura. — Também lembro da primeira vez em que fomos num restaurante. 


— Meu Deus, Jungkookie não me lembra disso. — As bochechas dela ficaram rosadas quando percebeu que o tratou com tanta intimidade assim como fazia antigamente, ele pelo contrário não pareceu importasse, sentiu-se mais seguro para continuar com suas lembranças. 


— Você comeu tanto pudim que foi pra casa passando mal. — Acrescentou rindo. 


— Nem me lembre disso, passei uns três dias com a minha barriga doendo. Você tem noção o que é comer três potes de pudim? Você lembra daquela viagem em família para o campo ? 


— Lembro sim, aquela viagem foi uma das melhores. Só tinha pessoas incríveis. 


— Tomamos café no balanço do terraço, enquanto olhávamos aquelas montanhas densas e gelosas. — (S/n) colocou uma mecha do cabelo atrás da orelha suspirando pesado. Por um momento se perguntou o porquê daquele término, se ambos se davam tão bem. — Porquê nós terminamos mesmo? 


— Nos dávamos tão bem, né? Me pergunto onde foi que nos perdemos, como deixamos nosso relacionamento chegar a esse ponto de exaustão. Gostaria de ter acompanhado seus passos e lhe apoiado melhor em seus sonhos. 


— Eu poderia ter sido mais compreensiva. Talvez, eu tenha olhado mais para minhas necessidades e esquecido as suas. Poderíamos ter feito tudo diferente…— Engoliu o choro preso na garganta. 


— Estamos fazendo agora. E é exatamente por amar você que eu preciso ir. Não posso continuar te prendendo a mim, também não posso jurar fazer diferente. — Jeongguk levantou-se e caminhou até a ex namorada, ambos tinham os olhos marejados. — Eu só queria agradecer por absolutamente tudo que você fez por mim. Todos os momentos incríveis que nunca vão sair da minha memória. Eu posso ter lhe magoado muito, ter sido o pior namorado ou seu maior arrependimento, mas independente de tudo peço que não esqueça dos nossos momentos. Eu te amo, e vou embora com a certeza de que tudo o que eu senti, vivi e aprendi… Está gravado aqui. — Pegou o pulso da garota com sutileza e espalhou a mão dela no seu peito. — Obrigado por ter vindo. Eu te amo (S/n)! — Jeongguk selou seus lábios no topo da cabeça da menor e sentiu uma lágrima solitária escorrer pelo seu rosto. Sorriu pela última vez e sem querer, relutando contra suas forças ele foi embora ouvindo o mar quebrar atrás de si deixando seu amor finalmente ser livre como o mar, tão solto, profundo e intenso, pois para amar eles não precisavam estar juntos verdadeiramente. 

 

~ ♡ ~


Alguns meses haviam se passado. Era como se tudo tivesse voltando ao seu lugar. A garota estava finalmente firme na faculdade de literatura como sempre sonhou. Nunca mais obteve notícias de Jeongguk, mas agora toda a raiva do término conturbado deles havia cessado. 


Após chegar em seu quarto, notou que em cima da escrivaninha havia uma carta recém chegada. Olhou ao redor antes de pegar a carta, os selos estavam ali, o que significa que não eram da cidade, rasgou o lacre e segurou a carta de imediato reconheceu a letra perfeita, entre as linhas e sorriu alegre. Estava feliz ao ler o que tinha naquela carta, ambos estavam finalmente resolvidos, e felizes com o processo de evolução um do outro. Ela leu e releu a carta sorrindo, apertou-a contra o peito antes de olhar pela janela e ver o pôr-do-sol. Sentiu vontade de pegar sua bicicleta e sair sem rumo e foi o que ela fez. Deixou a carta sobre a cama e saiu tão cheia de vida que lhe faltava ar em plenos pulmões. 



Jeongguk

Cara senhorita, (S/n) 

Estou escrevendo essa carta digna de uma aluna de literatura para lhe parabenizar pela sua mais nova conquista. Imaginei que teria conseguido, afinal conheço seus talentos e você é incrível demais pra qualquer coisa que deseja fazer. Assim como você eu também estou seguindo meus sonhos, e nesse exato momento estou escrevendo essa carta em frente a uma empresa que fará meus sonhos se tornarem realidade. Quem sabe futuramente eu não esteja nas paradas de sucesso? Como hoje será minha audição vou cantar nothing like us, sei que você ama essa música e a partir de hoje usarei como meu amuleto da sorte, me deseje boa sorte! 

De um velho amor,  

Ps: continue usando aquela minha blusa de botões, ela fica mais bonita em você.

JK ao estrelato. ~








Notas Finais


espero que vocês tenham gostado! não betei então me desculpem qualquer erro. capa por @PHXL muito obrigado meu anjo. até breve. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...