História Conflicting heart - Malec - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias As Peças Infernais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), James "Jem" Carstairs, Magnus Bane, Personagens Originais, Tessa Gray, Will Herondale
Tags Alec, Clace, Longfic Malec, Magnus, Malec, Sizzy Malec Longfic
Visualizações 575
Palavras 1.567
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor




Já ta ficando repetitivo né? Mas eu preciso agradecer muito pelo apoio que vocês dão a minha primeira fanfic. Muito obrigada!
Sei que quererem Malec e só por que eu sou legal, teremos uma cena que eu adorei escrever daqui a alguns capítulos, só peço que tenham paciência.

Nikmati ♡

Capítulo 16 - A inauguração da pandemonium.


Fanfic / Fanfiction Conflicting heart - Malec - Capítulo 16 - A inauguração da pandemonium.

Ao chegarem na boate não tiveram problemas ao entrar, afinal Magnus é um dos donos do lugar. Assim que entraram avistaram Izzy, Jace, os gêmeos, próximos ao bar e andaram até lá.

- Maninho, que bom que veio. – Izzy falou. - Ta bonito.

- Eu não tive muita escolha... E obrigado.

- Ei mano, vem cá quero falar com você. – Jace disse e logo o puxou pelo braço pra longe dali, sendo seguidos por Izzy.

- O que foi?

- Você e o Magnus...? 

- O que têm eu e o Magnus? - Perguntou inocente.

- Você às vezes é tão lerdinho Alec, vocês já ficaram? – Dessa vez foi a irmã que falou.

- O que? Não claro que não!

- Vocês vivem trancados naquele quarto e nunca fizeram nada, nem um beijinho? – Ele balançou a cabeça negativamente. – Preciso te ensinar algumas coisas...

- Porque vocês estão falando disso afinal?

- Ta na cara Alec, ele gosta de você! Eu conversei com a Clary e a Tessa. – Ele fez cara de confuso. – Relaxa não falei sobre você... Enfim elas me disseram que ele era o maior pegador, mas desde que ele te viu ele não tem ficado com ninguém... – A frase foi interrompida por Alec rindo.

- E só porque ele não fica com ninguém quer dizer que ele gosta de mim? Entendam garotos como Magnus Bane não se interessam por garotos como eu.

- Você não sabe a quantidade de besteiras que acabou de falar. Alec você é lindo, se eu não fosse seu irmão e fosse gay eu te pegava. – Os três riram. – Mas é sério você devia dar uma chance a ele, todo mundo vê o jeito que ele te olha.

- Vocês são loucos. – Disse deixando os dois e voltando pra perto dos amigos. Ficou pensando no que o irmão disse, mas não fazia sentido Magnus gostar dele.

- Esses dois parecem cegos, todo mundo já viu que eles se gostam. – O loiro falou pra irmã.

- Eu sei, mas Jace Alec acabou de contar pra gente sobre si, mesmo que agente já soubesse, ele precisa fazer as coisas no tempo dele. Não se meta entre eles. – Ele assentiu, pois a irmã tinha um pouco de razão.

*--*

Depois que os Ligthwood’s se afastaram Magnus viu Tessa e os namorados aproximando-se e lhe abraçando.Cada um já tinha um copo na mão e estavam sorrindo.

- Que bom que vieram.

- Não perderíamos por nada! – Ela disse animada.

- Mag, posso te perguntar uma coisa? – A voz de Clary se fez presente e ele assentiu. – Porque nunca ficou com o Alec? Ta na cara que vocês se gostam.

A pergunta o pegou de surpresa, sim ele gostava de Alec, mas não achou que estava tão evidente então ficou em silêncio sem saber o que dizer.

- Não conseguiu nem responder, deve estar muito apaixonado. - Jem falou rindo.

- Cala a boca James... Respondendo a Clarissa, não acho que Alexander goste de mim, nem acho que ele gosta de homens...

- Não vem com essa, Magnus. – Will falou. – Ele pode até tentar, mas não engana ninguém todos vemos o jeito que ele olha pra você, Tess já viu vocês na sala de música e pelo que ela falou ele te olhava de forma diferente... E você faz a mesma coisa.

Todos a sua volta estavam balançando a cabeça positivamente. Natalie apareceu e achou aquela cena estranha.

- O que estão fazendo aqui?

- Naty, nos responde uma coisa quando você vê o Alec olhando pro Magnus o que você pensa?

Ela parou e pensou então disse.

- Que ele é muito afim do Magnus. – Disse firme.

- Ai ta vendo? Até a Natalie que chegou praticamente ontem já percebeu e você não.

- O que querem que eu faça? Me jogue em cima dele?

- Não é como se nunca tivesse feito isso antes... – Simon falou e levou uma cotovelada de Clary

- O que ele quis dizer é que você nunca teve receio em chegar em alguém que te interessava.

- Eu sei, mas é que o Alexander nunca me deu brecha, entende? – Mentiu, ele já havia reparado nos olhares do rapaz, mas ainda sim sentia-se inseguro, tinha medo de tentar avançar e Alec correr. - Então eu não consigo falar com ele. – Virou na direção do mesmo e viu que ele se aproximava. – Ele ta vindo não falem nenhuma gracinha, entendido? Ótimo.

 *--*

Depois da conversa estranha que teve com os irmãos Alec voltou pra perto dos amigos e sentiu que estava atrapalhando algo importante, pois todos se calaram quando ele chegou. Um silêncio ficou no ar até Natalie sentir a obrigação de quebrá-lo.

- Então... Separei um camarote pra vocês afinal são os únicos menores de idade que entram aqui e não queremos problemas, venham sigam-me.

Todos foram em direção ao camarote, la tinham algumas mesas e alguns sofás grandes e um bar onde Maia estava.

- Ei pessoal!

- Iaê, Maia! – Magnus falou.

- O que vão querer?

- Só estão autorizados a beber batidas. – Natalie falou fazendo todos reclamarem. – Vocês tem aula amanhã.

Eles assentiram e Maia foi preparar as bebidas.

Minutos depois estavam prontas e ela serviu. Magnus que estava próximo ao balcão falou.

- Tem aquela bebida mais forte ai?

- Sua prima disse...

- Eu sei o que ela disse, eu só preciso de algo mais forte que isso pra tomar coragem. – Ela assentiu e colocou no copo um liquido amarelo.

- Ta bom, não deixa ela saber que te dei isso.

- Ok. – E logo depois virou o copo. – Uau tinha esquecido como é forte. – E então se afastou e foi até os amigos que estavam no sofá, quando aproximou-se viu que estava interrompendo um assunto.

- Kapan Anda akan berani dan berbicara dengannya? – Natalie falou em direção a Magnus fazendo os amigos não entenderem.

(Quando você ousará e falará com ele?)

- ini belum waktunya.

(Este não é o momento)

- Andalah yang membuat momen itu.

(Você faz esse momento)

- Não liguem pra eles não. – Clary falou. – Eles sempre fazem isso pra provar que são bilíngües, acostumen-se.

*--*

Horas depois todos estavam na pista de dança inclusive Alec que viu quando Magnus foi até o bar e bebeu alguma coisa que ele não sabia o que era. Minutos depois o moreno foi até ele cambaleando.

- Ei, você está bêbado?

- E-eu? C-claro que não.

- Do jeito que está falando... – Não conseguiu terminar, pois Magnus passou os braços em volta de seu pescoço fazendo-o encará-lo. – O que está fazendo?

- Dançando ué, essa música é perfeita. – Ele começou a se balançar e pronunciou. - *You're a sexy machine / You're a Hollywood dream/ And you got me feelin' like a 'Dance king. – Alec corou ao ouvir aquilo, mas não o afastou estava gostando. - Let's drop out of this crowd / Somewhere no one's allowed / I want you oo oo oo oo ooo...

- Magnus você ta bêbado... É melhor irmos embora. –Conseguiu formular as palavras depois que o moreno se calou.

- Vou pra qualquer lugar com você. – O comentário o fez corar mais. – Fica mais bonito ainda quando está com vergonha.

Alec colocou Magnus sentado em um dos sofás e foi falar com Natalie que estava levando-o embora, ela assentiu e eles foram.

O carro e o motorista dos Bane’s estava na porta então chegar na escola foi rápido.

*--*

Chegaram na escola e por sorte todos já estavam dormindo, foram direto pro quarto e Alec colocou o moreno sentado na cama, ficando de joelhos na frente dele.

- Você não devia ter bebido tanto, principalmente aquilo que a Maia estava te dando, achei que não ficasse bêbado e olha como está.

- Você fica lindo se preocupando comigo. – Alec corou e olhou dentro dos olhos verdes do moreno perdendo-se ali.  - Você é tão lindo.

- Isso é o álcool falando.

- Não, não é você realmente é muito lindo. – Disse encarando aqueles lindos olhos azuis. - E eu quero te beijar.

Alec arregalou os olhos e então falou:

- Realmente é o álcool falando.

- Não é. Essa é a verdade eu quero te beijar desde o dia que eu te vi. Mas não o fiz porque sei que você é hétero. – Ele praticamente cuspiu a última palavra fazendo Alec rir.

- Como eu sei que você não vai lembrar. – Falou baixinho com as bochechas coradas. – Eu também quero te beijar, mas não agora. Se um dia eu tiver a honra de te beijar quero que esteja sóbrio. E eu não sou hétero. – Disse num susurro.

Magnus sorriu ouvindo aquilo e foi se acomodando na cama.

Alec tirou os sapatos do moreno, mas antes que pudesse dizer algo percebeu que ele tinha pego no sono.

Decidiu tomar um banho rápido e quando voltou viu o homem dormindo tranquilamente do outro lado do quarto foi até sua própria cama e deitou-se encarando-o pensando no que acabara de ouvir e falar.

Nunca pensou que Magnus se interessaria por ele e agora que sabia estava assustado, pois o sentimento era recíproco.

Mas Alec sabia que Magnus é como um pássaro livre e ele era um pássaro preso, que tinha medo de dizer a verdade aos próprios pais, Magnus não merecia alguém assim, desejou muito que o moreno não se lembrasse no dia seguinte.

Ficou ali encarando-o até pegar no sono.


Notas Finais


Que povo mais complicado... Espero que tenham gostado. Att dupla hoje, até mais tarde.

Música que o Magnus canta: * Você é uma máquina sexy / é um sonho de Hollywood / E você me fez sentir como o 'rei da dança / Vamos sair da multidão, e ir pra onde ninguém é permitido / Eu quero que você *
'Fiz uma pequena modificação.

Sugestões, críticas, dúvidas? É só falar. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...