História Conflicting love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Lysandre, Romance
Visualizações 3
Palavras 1.764
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sorry pela capa. Ainda sou nova nisso :)
Sorry também se tiver algum erro...

Espero que gostem!

Capítulo 2 - Adaptação


Fanfic / Fanfiction Conflicting love - Capítulo 2 - Adaptação

Anteriormente:

Mãe: -Nós vamos ter que nos mudar...

Para viver um tempo com sua tia, em Paris, numa cidade chamada Sucré

No capítulo de hoje...

P.O.V.: Elaine Wanes

Depois de ficar calada assimilando a notícia por uns 10 minutos eu tive uma conversa com a minha mãe, não parecia muito uma conversa já que a maior parte do tempo fiquei consolando ela, que não parava de pedir desculpa enquanto chorava. E ficou assim até ela dormir no meu colo. Coloquei a cabeça dela no sofá e subi pro quarto e comecei a lembrar

Flashback on

Tinha sido um dia normal na escola e eu estava entrando em casa quando vejo minha mãe sentada no chão, chorando muito

-Mãe!? O que aconteceu? Você tá bem?- perguntei preocupada

Demorou um tempo pra ela conseguir parar de chorar , sentar no sofá e me chamar para sentar também

Mãe: -Elaine... Por favor me escute e seja forte, embora eu não tenha direito de pedir isso de você, não fui muito- diz começando a ficar com lágrimas nos olhos de novo. Somente assenti já que nunca tinha visto minha mãe tão séria ou sensível.

Mãe: -Seu pai sofreu um acidente quando estava voltando da viagem de negócios dele na cidade vizinha- diz tudo de uma vez se controlando pra não chorar de novo na minha frente. Eu me controlei pra não chorar, pra ser um apoio pra ela naquele momento, soltando somente algumas lágrimas enquanto a abraçava. No quarto, depois dela dormir, chorei até não ter mais lágrimas e cai sono.

Flashback off

Aquele foi um momento muito difícil pra nós duas e desde aquele dia ela tem estado mais sensível...

Tudo bem. Eu posso me mudar, tenho certeza que não pode ser tão ruim, e se for, ainda vou ter minha mãe e minha tia junto comigo.

Depois de chegar a essa conclusão, falei com meus amigos sobre o que aconteceu e fui me deitar. Como esperava dessa vez não consegui dormir.

1 semana depois

Tínhamos acabado a mudança e minha mãe estava tendo uma conversa com minha tia

-Mãe, vou sair um pouco, conhecer o lugar... Já volto-

Mãe: -Tudo bem filha, não demore muito-

Sai pra uma praça que tinha perto da casa da minha tia, me sentei e fechei os olhos sentindo o ar fresco batendo no meu rosto. Até sentir alguém se sentar do meu lado, abri os olhos rapidamente e vi um garoto com os cabelos brancos como os meus e olhos encantadores de cores diferentes

????: -Oi, você deve ser nova aqui na cidade. Meu nome é Lysandre, prazer- diz estendendo a mão. Ainda bem que fiz curso de francês, penso, se não tivesse feito não teria entendido nada do que ele disse.

Não digo nada e me levanto saindo dali e voltando em direção a minha casa. Aquele garoto era diferente, não que tenha achado isso ruim mas não falo com estranhos. Mas tenho que admitir que ele era bonito, mesmo com aquelas roupas que pareciam ser do século passado. Mal tenho tempo de abrir a porta quando minha mãe me chama pra conversar com minha tia, dessa vez ela tá mais animada, óbvio.

Tia: -El, a escola que você vai estudar se chama sweet amoris, é uma ótima escola, bem conhecida aqui em Paris-

Mãe: -Você terá que se esforçar pra tirar notas boas pra ter um bom futuro numa faculdade boa-

-Eu sei mãe, vou dar o meu melhor- digo com um sorriso-Eu estou cansada, vou deitar um pouco-

Minha mãe só acena um sim com a cabeça e faz sinal dizendo que posso ir, mas antes minha tia diz:

Tia: -Você vai pra escola daqui a duas semanas e meia, não esqueça-

-Tudo bem tia, até mais-

Subo pro meu quarto e vou falar com meus amigos que estão sentindo minha falta, não que eu não esteja sentindo falta deles mas pode ser uma chance pro meu shipper acontecer...

2 semanas e meia depois

Acordei cedo pra ir pra escola, mas não estava muito animada, já que sou tímida pra fazer novos amigos. Mas gostei do uniforme: era uma saia cinza xadrez com uma camisa branca, uma gravata xadrez e um casaco cinza, acrescento uma meia calça preta e me olho no espelho. Gostei do resultado, combina com meu cabelo, penso. Imediatamente me lembro do cara da praça que tinha cabelos como os meus e olhos diferentes, queria ter os olhos dele, os meu são azuis. Perdida em meus pensamentos escuto minha mãe me chamar pra comer

~Quebra de tempo~

Chego na escola e a diretora me diz pra falar com o representante do grêmio, Nathaniel, então vou procurar o grêmio, demoro um pouco para achar, quando acho vejo um garoto de cabelos loiros, bonito, admito.

-Com licença, você é o representante do grêmio?-

Nathaniel: -Sou sim, você deve ser a novata Elaine-

-Sou eu, mas pode me chamar só de El-

Nathaniel: -Vou tentar. Enfim, somente o que falta é uma foto de identidade e 6 euro da taxa de inscrição-

Entrego essas coisas a ele e ele me entrega um papel dizendo a minha sala, meus materiais e alguns avisos. Agradeço e vou em direção ao 2 médio B. Chego e me sento. Imediatamente uma garota de cabelos azuis, quase brancos vem em minha direção

????: -Você deve ser a novata de quem tanto falam, faz tempo que não tenos uma transferência aqui, a ultima foi de Alexy e Armin. Aliás, meu nome é Rosalya mas pode me chamar de Rosa-diz sorrindo

-Meu nome é Elaine, mas pode me chamar de El-

Rosa: -Então, El, algum garoto chamou sua atenção?- pergunta com um sorrisinho malicioso. Imediatamente coro.

-Eu não olhei ainda. Só conheci o representante, Nathaniel- 

????: -Rosa, a garota nem chegou e você já tá em cima dela-

Rosa: -Claro, Lexy. Tenho que fazer os novatos se enturmarem, né? Aliás, vou levar ela pra conhecer os garotos e ver se tem interesse em algum deles. Até-

Antes que eu ou ele digamos mais alguma coisa ela me puxa pra o pátio que fica na frente do colégio

Rosa: -Vamos, ainda tem tempo antes da aula começar. Vamos começar por Castiel- diz e começa a procurar. Então vai atrás de um garoto de cabelos vermelhos e olhar arrogante

Rosa: -Ei, Cast. Vem conhecer a novata- ela diz, mas ele não se mexe. Rosa bufa e anda até ele.

Rosa: -Castiel, Elaine. Elaine, Castiel- faz as apresentações

Castiel: -Até que é bem bonitinha- diz com um sorrisinho malicioso. Arregalo os olhos e coro.

Rosa: -Que belo jeito de começar-

Castiel: -Eu começo como, ou onde, eu quiser, garota- diz sem perder o sorrisinho, me fazendo corar ainda mais

Rosa: -Ok, ok. Vamos, El. Ainda falta gente. Até mais Cast- Ele somente acena com a cabeça e Rosa me tira de lá.

Rosa: -Vamos atrás do Armin- diz voltando pra sala e indo até um garoto que parecia muito com o tal Lexy, com algumas diferenças, como o cabelo. O dele é preto.. Ele parecia concentrado no celular, jogando. Ele parece ganhar, já que comemora.

Rosa: -Armiiin-

Armin: -Oi Rosa, o que aconteceu? Quem é ela?-

Rosa: -Esqueceu que vinha uma novata? Dã-

Armin: -Ah é.- Ele se levanta. -Desculpe a falta de educação. Meu nome é Armin- estende a mão.

-Meu nome é Elaine, pode me chamar de El. Espero que possamos ser amigos- digo apertando a mão dele com um sorriso

Armin: -Espero que possamos ser mais que isso- Coro novamente

Rosa: -Elzinha fazendo sucesso, cheia de cantadas- Rosa diz rindo. -Vamos, ainda falta um- diz me puxando pra longe de Armin e me levando ao pátio que fica dentro da escola. Lá só tinha um garoto de cabelos brancos, como os meus, que me lembravam alguém. Ele estava escrevendo em um bloco de notas. Chegamos mais perto del.

Rosa: -Lis-fofoooooo- diz, fazendo ele se assustar e olhar pra cima. Seu olhar encontra o meu e lembro de onde o conheci: da praça, o estranho que falou comigo. Rosa percebe a troca de olhares

Rosa: - Vocês já se conhecem ou isso é só química que rolou?- Fala com um sorrisinho

Lysandre: -Não nos conhecemos exatamente mas também não foi química- fala com um sorriso calmo

-Ele tentou falar comigo quando eu cheguei na cidade e fui dar uma volta na praça. Ele estava sendo simpático, vejo isso, mas não falo com estranhos, sinto muito-

Lysandre: -Tudo bem, foi errado falar com uma pessoa que não conhecia- Percebo que ele é uma pessoa bem calmas educada. Acho que ele leva a sério esse negócio medieval, devia ter percebido pela roupa dele. Olho pro lados e percebo que Rosalya sumiu

Lysandre: -Ela saiu a um tempo atrás não sei pra que- Ele deve ter percebido que eu estava procurando Rosa

-Ah, ok, vamos pra sala antes que toque-

Lysandre: -Vamos-

~Quebra de tempo~

É hora do intervalo e Rosalya finalmente decidiu me apresentar a o tal Lexy

Rosa: -Então amiga, esse é o Alexy, irmão gêmeo do Armin. Mas não veja ele como pretendente OK?-

-Por quê? Vocês são namorados?- digo com um sorrisinho que imediatamente some quando eles começam a rir

Alexy: -Eu sou gay, linda. O namorado da Rosa é o Leigh, irmão do Lys-

Rosa: -Agora que vocês falaram do Leigh, lembrei que não preciso ajudar ele na loja hoje. O que vocês acham de ir pro shopping?-

Alexy: -Vamos, adoro um shopping- Alexy diz animado -E podemos aproveitar pra falar mais com nossa nova amiga. O que você acha, El?-

-Tudo bem, estou mesmo precisando de roupas novas. Na hora da saída eu ligo pra minha mãe e aviso

~Quebra de tempo~

18:20

Cheguei em casa agora. Depois que as aulas acabaram liguei pra minha mãe e avisei, fui pro shopping e aproveitei. Rimou, hehe. Minha mãe me recebeu com um sorriso, ela está feliz que estou me enturmando e me divertindo. Lembro da garota loira com seu grupinho, que vi na escola hoje, algo me diz que não vai ser fácil lidar com ela...

Flashback on

Tinha saído da diretoria e estava procurando o grêmio quando avistei un grupo de meninas, acho que vou perguntar a elas onde fica

-Licença, vocês sabem onde fica o grêmio, sou nova aqui-digo com um sorriso

????: -Por acaso temos cara de mapa?- diz a loira fazendo as amiguinhas rirem- fico estática. ELA NEM ME CONHECE.

????: -Espero que se perca pra sempre, vovózinha- e sai esbarrando em mim e rindo. O que uma pessoa que nem me conhece pode ter contra mim? Ela é uma puta. Que ódio, por que não fiz nada? Aff. Vou voltar a procurar o grêmio, ficar pensando nisso não vai adiantar nada mesmo

Flashback off

Eu consigo me virar, já estou acostumada com isso. Por causa do meu cabelo, sempre sofri bullying, mas não quero lembrar disso. Vou dormir, o dia hoje foi cansativo mas bom, e sinto que os outros também vão ser assim...

Continua.....


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Desculpa por demorar a postar, na primeira vez o capítulo sumiu e na segunda, tudo que tinha no meu cartão SD sumiu então..
Enfim, beijinhos e até o próximo capítulo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...