1. Spirit Fanfics >
  2. "Confusões Em Família". >
  3. "Naruto, e Sasuke Fazem Um Pacto de Sangue".

História "Confusões Em Família". - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, como eu já expliquei, aqui vão ter coisas da novela, e coisas da minha cabeça.

Eu estava vendo hoje, e essa fase do namoro da Helena, e do Laerte vai até o capitulo sete - eu recém estou escrevendo sobre o capítulo um da novela - então realmente eu não sei que tamanho essa fic terá, mas eu acho que ela não será muito grande.

Agora nesse capítulo é a segunda fase na novela, e aqui na minha história eles estão em 2018.

Bem, eu espero que vocês gostem do capítulo !.

Boa leitura !.

Capítulo 3 - "Naruto, e Sasuke Fazem Um Pacto de Sangue".


O tempo foi passando.

Naruto, e Sasuke - obviamente - foram crescendo.

Os dois começaram um namoro - puro, e ingênuo - ainda na infância.

Como os dois primos eram duas crianças, eles eram - obviamente - puros, e ingênuos.

Mas agora, eles não são mais duas crianças.

 E muito menos são puros, e ingênuos. 

                                                                                 _//_

Sasuke está com catorze anos.

O moreno é um garoto "atirado", debochado, inconsequente, e totalmente provocador.

Principalmente quando se trata de provocar o seu primo/namorado - provocar o ciúme de Naruto -.

Sasuke ama ver o seu namorado morrendo de ciúme cada vez que alguns outro garoto lhe olha, cada vez que ele conversa com alguém, ada vez que ele usa roupas curtas e provocantes, e cada vez que o moreno insinua ter interesse amoroso em algum outro garoto.

E é exatamente por isso, que Sasuke se veste "para ser visto" pelos garotos da cidade de "Esperança" - que sempre lhe dizem que o moreno é o garoto mais lindo da cidade - e obviamente esses comentários inflam cada vez mais o ego do adolescente - é exatamente por isso que ele faz ainda mais questão de conversar com todos os garotos da cidade, é por isso que ele ama ainda mais usar roupas curtas, e provocantes, e é exatamente por isso que o moreno sempre - sempre mesmo - provoca o seu primo/namorado fazendo insinuações de que ele o mais novo possa a ter algum interesse amoroso em algum garoto da cidade.

                                                                                _//_

Naruto está com dezessete anos

O loiro morre de ciúme do seu primo/namorado.

Qualquer pessoa que olhe para Sasuke.

Que converse com Sasuke.

E que respire perto de Sasuke.

Já é mais do que o suficiente para fazer Naruto surtar de ciúme.

Naruto tem ciúme de todos os colegas do colégio de Sasuke, e dele.

Pois Sasuke está sempre chamando os garotos do colégio deles - e os garotos que o moreno conhece de outro lugar -.

De :.

- "Meu bem".

- De "Meu querido".

-E de "Meu amor".

É só de ouvir o seu namorado falar assim com alguém que não seja o loiro, Naeuro simplesmente perde totalmente a cabeça, vê tudo vermelho, e perde totalmente a cabeça.

E tem ciúme do melhor amigo de infância deles, o Gaara.

Naruto é totalmente ciumento com Sasuke - ciúme que o loiro tem pelo seu primo/namorado até já passou do doentio -.

Naruto não consegue controlar o seu ciúme.

Quando o loiro "dá por si" ele já surtou de ciúme.

Mas Naruto vive dizendo que Sasuke "não colabora" para que ele consiga conter o seu ciúme.

Pois :.

- O moreno vive de conversa - e de agarramento - com todos os seus colegas de colégio deles, com todos os garotos da cidade - inclusive Gaara -.

- Vive usando roupas curtas, e apertadas - que mostram, e marcam de mais, na opinião de Naruto -.

- E Sasuke vive insinuando - ou dizendo - que ele, e Naruto não tem nada serio.

E Sasuke vive dizendo - ou gritando, pela cidade de "Esperança" - e  gritando bem na cara de Naruto -.

Que ;.

- Ele não é de Naruto.

- Que o moreno faz o que ele quiser.

E pior !

Sasuke vive dizendo que ele "fica" com quem ele quiser.

Naruto não consegue perceber que Sasuke fala, e faz essas coisas exatamente para o irritar, e o provocar.

Pois o loiro sempre acredita que o seu namorado quer o trair - ou pior, o deixar - e sempre acaba se descontrolando, e fazendo alguma "cena" de ciúme.

                                                                      _//_

Na cidade de "Esperança" não tem quem não saiba que os primos Naruto, e Sasuke vivem entre. :.

- "Tapas, e beijos".

- "Amor, e ódio".

- E como "Gato, e rato".

Pois :.

- Em um momento eles estão se beijando.

* E em outro, eles estão quase se batendo.

- Em um momento eles dizem que se amam.

* Mas já no momento seguinte, Naruto está fazendo uma "cena" de ciúme, e Sasuke está gritando que o odeia, e que não quer mais o ver em sua frente nunca mais.

                                                                              _//_

A família deles também sabe que os dois vivem assim.

Entre os irmãos Uchiha nunca ouve nenhum desentendimento por causa da relação conflituosa que os seus respectivos filhos tem.

As irmãs Uzumaki já tiveram  uma discussãozinha aqui, uma desentendimentozinho ali - cada uma por defender o seu respectivo filho -.

- Mikoto já disse para Kushina que Naruto deveria procurar um especialista, e tratar esse ciúme exagerado, e doentio que o loiro tem pelo seu filho, Sasuke.

- E Kushina já disse para Mikoto que Sasuke deveria se comportar com mais respeito, e parar de provocar o seu folho, Naruto.

Na verdade as duas irmãs estão certas.

Pois nem Naruto, e nem Sasuke estão certos em suas atitudes.

Mas cada uma das duas sempre vai preferir dizer que o seu sobrinho está errado, mas o seu filho não.               Felizmente, essas briguinhas entre as duas irmãs nunca foram brigas serias, ou que as fizessem ficar dias sem se falar.

Até agora essa relação confusa entre os primos, Naruto, e Sasuke só tem feito mal a eles, que vivem entre "idas, e vindas" nesse namoro.

E que vivem "na boca do povo".

Pois na pequena cidade de "Esperança" não há sequer um morador que não saiba - e que não comente - sobre as provocações de Sasuke, e sobre as "crises de ciúme" de Naruto.

E sobre como os dois primos depois de alguma briga - escandalosa - já estão aos beijos, e aos abraços pelas ruas da pequena cidade.

                                                                    _//_

Goiás.

Goiânia.

Ano de 2018.

É aniversário da capital de Goiás - a cidade de goiânia -.

Está ocorrendo uma festa na rua, para comemorar o aniversário da cidade

A família Uzzumaki/Uchiha viajou para lá - de avião particular - e se encontra nessa festa.   

Todos os anos há uma festa dessas para comemorar o aniversário da capital do estado de goiânia

Essa festa geralmente dura vários dias, e todos os anos a família Uzumaki/Uchiha vai  

Eless ficam até o ultimo dia de festa, por isso eles se hospedam em um hotel.

Um quarto para cada um dos dois casais, um quarto para Naruto, um quarto para Sasuke, e os dois irmãos de Sasuke dividem o mesmo quarto - agora Sasuke tem dois irmãos, o Rock que está com doze anos, e a Temari que está com nove anos -.

                                                                          _//_

Na rua :

Naruto, e Sasuke estão se beijando, se abraçando, e namorando enquanto eles aproveitam a festa, os irmãos de Sasuke estão próximos deles, mas um pouco mais atrás deles.

Naruto olha para os lados, e principalmente para trás, e aproveitando uma pequena distração dos seus dois cunhados/primos, o loiro estende uma das mãos para Sasuke com a intenção de que eles vão para algum lugar sozinhos.

Sasuke percebe a intenção do namorado, "abre" um sorriso sapeca, também olha para os lados, e para trás - e ao perceber que os seus dois irmãos ainda estão distraídos com algo, que o moreno nem prestou atenção no que é - ele pega na mão do primo - que ainda estava estendida em sua direção -.

E de mãos dadas os dois correm - enquanto sorriem - para longe dos dois irmãos de Sasuke.                                                                                                                _//_

Os dois primos já estão ofegantes de tanto que ambos correram.

Sasuke-chega - diz rindo, e para de correr, fazendo Naruto, que não soltou a sua mão em  nenhum segundo sequer, parar de correr também - a gente já despistou os meus irmãos - diz rindo, enquanto recupera o seu fôlego - a gente não precisa mais correr - diz ainda rindo, e já recuperando totalmente o fôlego -.

Naruto também estava recuperando o fôlego, e segundos depois já o recuperou totalmente.

Naruto-eu fiz questão de que a gente fugisse dos meus cunhados, porque eu queria, porque eu precisava ficar sozinho com você, meu amor - diz em tom de voz apaixonado -.

Sasuke sorri.

Sasuke-eu amo os meus irmãos, mas eu também queria ficar sozinho com você - diz também de forma apaixonada -.

Naruto encosta o namorado na parede de uma loja, e o beija apaixonadamente, e intensamente.

Sasuke corresponde na hora, e com a mesma intensidade.

Naruto coloca ambas as mãos na cintura do namorado.

E Sasuke entrelaça ambas as mãos nos cabelos do loiro.

Ambos separam o beijo - por falta de fôlego - se olham, e sorriem de forma apaixonada um para o outro.

Naruto-eu te amo, Suke, eu te amo mais do que tudo nessa vida - diz em tom de voz apaixonado, firme, e seguro, e olha com paixão, e com intensidade para o primo -.

Sasuke-eu também te amo, Naruto - diz com firmeza na voz -.

Naruto acaricia a bochecha direita do amado com a costa da mão.

Naruto-você é lindo ! - diz de forma apaixonada, enquanto ainda acaricia a bochecha do amado com a costa da mão - você é muito lindo, você é perfeito - diz novamente de forma apaixonada, e para o carinho na bochecha do namorado -.

Sasuke sorri - Sasuke tem espelho em casa, o moreno sabe que ele é lindo, mas como toda a pessoa vaidosa- Sasuke é muito vaidoso - Sasuke ama ouvir que ele é lindo, e perfeito, ainda mais sendo isso sendo dito de uma forma tão apaixonada como Naruto acabou de dizer.

Saauke vê que do outro lado da rua, em um restaurante - cujo a porta está aberta - alguns homens, e algumas mulheres desfilando em uma passarela improvisada.

Sasuke-ai, Naruto, uma passarela, vamos lá - diz em tom de voz animado, e já sai - correndo -.

Como despistou os cunhados exatamente para poder ficar alguns minutos sozinho com Sasuke, Naruto não gostou de o primo ter ido "se enfiar" onde tem mais gente.

Mas como o loiro não quer desgrudar de Sasuke - por Naruto, eles não passariam um segundo do dia, da noite, ou da madrugada separados -  e como ele morre de ciúme só de pensar que alguém lá dentro do restaurante pode olhar para o seu amado, Naruto nem pensa.

Ele simplesmente suspira, e vai atrás do amado.

Sasuke ainda nem tinha entrado no restaurante, quando Naruto apareceu ao seu lado, e segurou uma das suas mãos, e entrelaçou os dedos de ambas as mãos - Sasuke nem se preocupou se o primo viria ou não atrás de si, quando ele o chamou, pois o moreno sabe muito bem o quanto o seu namorado é grudento com ele, e o quanto o loiro é ciumento com ele, por isso não foi surpresa nenhuma para o mais novo quando menos de dez segundos depois que ele se dirigiu para o restaurante, Naruto já estava ali, e estava ali segurando a sua mão, e entrelaçando os dedos de ambas as mãos -.

De mãos dadas, os dois primos entraram no restaurante.

Lá dentro, havia uma mulher de aparentemente meia idade, ensinando algumas moças, e alguns rapazes a desfilarem.

A mulher está ao lado da passarela orientando as moças, e os rapazes que desfilam na passarela.

Sasuke fica encantado ao ver aquelas pessoas desfilando, olha para Naruto, e diz ao primo :.

Sasuke-um dia eu ainda vou desfilar - diz com um sorriso nos lábios, e em tom de voz convicto -.

Naruto não gosta daquela afirmação do seu amado, pois ao ouvir isso, o loiro já sente ciúme daquele comentário feito pelo seu namorado.

Naruto-quem disse que eu vou deixar ? - olha para o moreno, e pergunta em tom de voz serio, e de forma enciumada -.

Sasuke-quem disse que você manda em mim ? - pergunta de forma provocadora -.

Naruto-agente prometeu, que a gente vai se casar, e homem casado não desfila - diz em tom de voz serio, e ainda de forma enciumada -.

Sasuke-agente prometeu, mas não fizemos juramento - diz como se não fosse nada, solta a sua mão da mão do primo, dá um tapinha bem fraquinho no rosto do loiro, e sai andando em direção a passarela -.

Naruto não gostou do que o primo disse - de que eles não fizeram juramento -.

Pois para o loiro não precisava nem haver juramento nenhum, e nem mesmo promessa.

Desde que Naruto se entende por gente, o mais velho sabe que ele quer - e que ele vai - se casar com o seu primo Sasuke.

Naruto achava, até alguns segundos atrás que Sasuke pensava no futuro casamento dos dois da mesma forma que ele - com convicção de que eles irão se casar - e no que depender de Naruto, esse casamento "sai" para breve, para bem breve -.

Mas ao ouvir que Sasuke disse que eles prometeram, mas não fizeram juramento - e ouvindo o primo dizer isso com tanto descaso na voz, como se não fosse nada os planos que o loiro tem para eles - Naruto deidiu que ele tem que fazer um juramento com Sasuke, para que assim o moreno esteja "preso" a esse juramento, e não possa terminar o namoro com ele nunca - muito pelo contrario, porque se Sasuke estiver "preso" ao juramento que eles farão, o mais novo aceitara ser seu marido muito em breve.

Mas Naruto não quer fazer um simples juramento, o loiro precisa de algo mais intenso do que apenas palavras.

Naruto quer algo intenso,, e algo "inquebrável"

E pensando nisso, Naruto teve uma - na opinião dele - ideia brilhante.

"Claro !, É isso !, Um pacto de sangue !, O que pode ser mais intenso, e mais "inquebrável" do que um pacto de sangue ?, Eu, e o Suke vamos fazer um pacto de sangue" - pensa o loiro com determinação - e achando, ou melhor, tendo a certeza de que a ideia do pato de sangue é fantástica -enquanto procura se acalmar, pois Sasuke acabou de subir naquela passarela improvisada.

Naruto precisa se conter - e se conter muito - para não pegar Sasuke pelo braço, e arrastar o namorado daquela passarela, e de dentro daquele restaurante.

Até agora, Naruto está conseguindo não subir naquela passarela, e não arrastar o seu amado de lá.

Mas a expressão seria - de desagrado, e de irritação - Naruto nem consegue, e nem quer esconder do mais novo. 

Naruto encara Sasuke seriamente.

Sasuke sobe na pasarela, e começa a desfilar - nem se importando com a expressão seria com que o namorado o olha, e nem com a mulher lhe pedindo para que ele desça de lá, pois ali eles estão trabalhando -.

Mulher-o que isso ? - pergunta mais para si mesma, sem entender nada quando Sasuke sobe na passarela improvisada, e começa a desfilar - menino, mas que palhaçada é essa ? - pergunta para o moreno em tom de voz um pouco irritado, e olhando para Sasuke de uma forma seria - o garoto, você está atrapalhando - diz novamente em tom de voz serio - o menino, nós não estamos brincando aqui, nós estamos trabalhando, desce dai já - diz em tom de voz irritado -.

Sasuke faz de conta que nem escutou nada, o moreno "joga" um beijo para Naruto - apenas para provoca-lo ainda mais - o loiro o olha de forma ainda mais seria pela provocação -.

Sasuke vai até o final da passarela - desfilando -.

E em baixo da passarela, a mulher começa a andar - conforme ele vai andando em cima da passarela, ela vai andando em baixo -.

Ao chegar na ponta da passarela, Sasuke puxa o seu short mais para cima, e se vira, e volta a desfilar até o começo da passarela.

Mulher-mas o que é isso ? - pergunta irritada, e confusa ao ver o moreno puxar o seu short mais para cima, e voltar - desfilando - para o começo da passarela.

Sasuke está com um short azul claro, curto - curto demais na opinião totalmente ciumenta de Naruto - com uma blusa regata também azul claro, e com uma sandália preta.

Naruto está de calça preta, com uma blusa branca, que a mangas vão até o cotovelo, e um tênis branco.

Ao ver que o namorado puxou mais para cima, o short já curto, Naruto tem que se controlar ainda mais para não arrancar o amado daquela passarela, e lhe arrastar até o hotel a família Uzumaki/Uchiha está hospedada, e lhe obrigar a trocar aquele short por uma calça - que não marque a sua cintura, as suas pernas, ou as suas nádegas -.

Mas Naruto ainda conseguiu se conter, e não arrastar o seu amado daquela passarela.

Mas o loiro ainda continua o olhando de forma seria - bem seria - e Naruto não faz a mínima questão de esconder de Sasuke o seu desagrado.

Sasuke calmamente - e graciosamente - se dirige até o começo da passarela - desfilando.

A mulher vendo que aquele garoto só iria sair de cima daquela passarela quando ele estivesse com vontade de descer.

E para não se estressar, a única coisa que ela faz é respirar fundo.

E diz aos homens, e as mulheres que estão desfilando - e que não pararam de desfilar ao verem Sasuke ali, mas estranharam em ver aquele garoto que não parece ter nem quinze anos ainda não ter vergonha nenhuma de subir em uma passarela, e desfilar na frente de vários homens, e de várias mulheres que ele nunca viu antes, e não tem vergonha de puxar o seu próprio short mais para cima, daquele jeito, o deixando ainda mais curto -.

Mulher-continuem desfilando, não parem - diz aos homens, e mulheres - que lhe obedecem, e continuam desfilando - em tom de voz serio, e firme.

Após ter dado o seu "showzinho" de desfilar em um lugar onde ele nem foi convidado para desfilar, de irritar a mulher que estava ensinando aquelas pessoas a desfilar, e de quase ter feito o seu namorado enfartar de tanto ciúme que o loiro sentiu - ao ver o seu amado desfilando, desfilando na frente de outras pessoas, e ainda por cima puxar o short mais para cima - Sasuke finalmente desce daquela passarela.

Sasuke desce daquela passarela com um ar vitorioso, e provocador - olhando dessa forma para Naruto -.

Sasuke passa por Naruto, segura rapidamente o queixo de namorado, lhe dá um selinho - que mal encosta uma boca na outra - ainda enquanto anda - e sai do restaurante.

De cabeça erguida, e com um ar triunfante.

Maia uma vez, Naruto vai atrás do namorado.

Mais uma vez Naruto vai atrás do seu amado por querer ficar o máximo de tempo com o moreno, e por morrer de ciúme só de pensar que alguém pode olhar para o seu namorado, se aproximar do seu amado, ou tocar em Sasuke.

E Naruto quer levar o seu amado em um lugar onde o loiro tem a certeza de que não tem ninguém a essa hora - um lugar que ao passarem de carro para irem para festa, Naruto reparou ser totalmente desesto, o loiro reparou que não passava nenhum carro ali - além do carro deles - e que também não passava pessoa alguma ali.

Após ter sentido ciúme ao ouvir Sasuke falando em desfilar, em ver o amado em cima daquela passarela, e ver o moreno puxar o próprio short ainda mais para cima, e de ter ouvido, o seu namorado dizer com descaso que eles não fizeram juramento algum, Naruto está mais do que decidido a fazer esse pacto de sangue com Sasuke.

E tem que ser agora !.

E tem que ser nesse momento !.

Naruto foi atrás de Sasuke, e antes mesmo do moreno sair do restaurante, o loiro já parou ao seu lado, e já segurou uma das suas mão, e já entrelaçou os dedos de ambas as mãos.

Novamente Sasuke não tinha duvida nenhuma de que o seu namorado apaixonado, e ciumento jamais o deixaria andando soziho pelas ruas de goiânia - Sasuke sabe que se fosse pela vontade de Naruto, o mais novo não iria para lugar nenhum sem a companhia do loiro -.

E essa sensação de ser "alvo" do ciúme de alguém, faz com que o ego do mais novo se infle, e se infle cada vez mais cada vez que o moreno vê Naruto "protagonizando" mais uma cena de ciúme.

Antes que Sasuke queira parar em outro lugar, ou que o moreno decida que ele quer ir em algum lugar - e o loiro sabe que iria onde o seu amado lhe pedisse, com Sasuke, e por Sasuke Naruto é capaz de ir até onde o loiro não gosta nem de pisar e o mais velho é capaz de atender a qualquer pedido, e a qualquer capricho do seu namorado apenas para vê-lo feliz, e para que eles continuem juntos - juntos para sempre - Naruto resolve falar para o seu amado que quer o levar em um lugar - mas sobre o pato de sangue, Naruto resolveu que quer conversar a sós com o amado, sentado, e em um lugar tranquilo -.

.E não andando, estando no meio de uma festa de rua, e em um local totalmente cheio, e agitado.

Naruto-eu vou te levar em um lugar, porque eu quero fazer uma coisa lá nesse lugar, uma coisa importante, uma coisa muito importante - diz em tom de voz firme, mas no momento o tom de voz dele é calmo -

Sasuke-onde ? - pergunta com curiosidade na voz -.

Naruto-você já vai ver - diz em tom de voz totalmente misterioso -.

Sasuke apenas da de ombro, pois o moreno "fugiu" dos seus irmãos para passar o restante da festa com Naruto.

Então estando com Naruto, não importa para Sasuke em que lugar seja esse que eles vão.

Sasuke também ama Naruto.

O moreno não mente para o primo quando diz que o ama.

Mas Sasuke não consegue deixar de provocar Naruto.

Do mesmo jeito que Naruto não consegue se conter, e sempre acaba surtando de ciúme de Sasuke.

O moreno não consegue se conter em despertar o ciúme do primo.

- Seja com coisas que ele diz para Naruto - como lhe dizer que o que eles tem não é serio, como elogiar outro garoto para Naruto, como dizer que teve sonhos "quentes" com outro garoto, ou como lhe dizer que o moreno quer "variar" e não ficar apenas com o mais velho -.

- Seja com a "liberdade" que ele dá para os outros garotos o olharem, e o tocarem.

-Seja comprando, e  vestindo as roupas mais curtas que ele encontrar para o seu tamanho.

Ou seja abraçando os amigos, e quase se sentando no colo deles - já tendo até sentado no colo - de costas, e de frente - de alguns colegas na frente de Naruto - obviamente que o loiro o tira na hora, e sem nenhuma delicadeza do colo de quem quer que seja.

Sasuke não acha que isso seja errado.

O moreno acha isso até emocionante, e excitante.

O que Sasuke mais gosta em seu namoro com Naruto é que não é um namoro monótono - muito pelo contrario é um namoro cheio de emoções -.

Onde os dois se xingam, e gritam um com o outro.

E depois já estão "trocando" beijos, e caricias.

E já estão - escondidos respectivos  pais dos dos dois - na cama.

Sasuke ficou pensando em como ele ama ser o "alvo" do ciúme do seu primo, e como esse ciúme que Naruto tem dele "movimenta" o namoro dos dois.

E Naruto fiou pensando no pacto de sangue que os dois irão fazer daqui a minutos.

O loiro tem a certeza de que depois do pacto de sangue, Sasuke nunca mais dirá que eles não fizeram juramento.

E Naruto tem a certeza de que quando o seu sangue se misturar ao sangue do seu primo enquanto eles estiverem fazendo o pacto de sangue, eles estarão irremediavelmente unidos para sempre.

E que nada.

E nem ninguém.

Poderá os separar ou os afastar.

Naruto tem a certeza de que esse pacto irá uni-los como se naquele momento eles já estivessem se casando.

"Quando o meu sangue, e o sangue do Suke se misturarem, a gente vai estar irremediavelmente unidos para sempre, quando os nossos sangues se misturarem,nada, e nem ninguém vai poder nos afastar, ou nos separar, quando os nossos sangues se unirem vai ser como se eu, e o Suke já estivéssemos nos casando naquele momento" - pensa o loiro cheio de empolgação enquanto caminham - em completo silêncio, cada um dos dois focados em seus próprios pensamentos - e enquanto o mais velho sorri ao sentir o calor da pele do seu amado através das mãos unidas, e dos dedos entrelaçados de ambos.

Os dois chegarem onde Naruto queria.

O local é uma simples, e antiga igreja Católica, onde tem uma pequena escada de concreto na frente.

                                                                        _//_

Na frente da Igreja Católica :

Naruto vai levando Sasuke pela mão, até que ambos chegam na frente da escada da Igreja.

Sasuke estranhou o lugar, mas o moreno continua pensando que qualquer lugar onde estiverem ele, e Nsruto já é um otimo lugar.

Naruto acertou, não tem ninguém lá naquele local.

Ainda em pé, na frente da escada da Igreja, Naruto dá uma observada ao seu redor, e vê que não passa nem uma pessoa sequer, e nem mesmo um carro.

Naruto gosta de ter acertado, e de que aquele locar está totalmente vazio.

Pois o que ele, e Sasuke vão fazer só diz respeito a eles dois, e a mais ninguém, na opinião do loiro.

"Não tem ninguém aqui, então eu, e o Suke vamos poder fazer o nosso pacto de sangue sem ninguém para ficar olhando, e é assim que tem que ser, pois  que eu, e o Suke vamos fazer aqui só diz respeito a nós dois, a nós dois, a nós dois, e mais ninguém" - pensa o loiro de forma firme, e seria, enquanto confirma que só tem ele, e o seu primo naquele local.

Ao confirmar que não tem mais ninguém ali.

Naruto sobe alguns degraus da escada - ainda de mãos dadas com Sasuke, e ainda com os dedos de ambos entrelaçados -.

Sasuke se deixa guiar pelo primo, que se senta em um dos degraus da escada.

E sem nem esperar que Naruto lhe peça para se sentar.

Sasuke se senta ao lado do loiro na escada.

Um está de frente para o outro.

Naruto  quer falar sobre o pacto de sangue, que o loiro quer propor ao seu primo.

Foi para falar sobre o pacto de sangue que ele levou Sasuke ali.

Mas Naruto não consegue - ele até tentou, mas definitivamente o loiro não  conseguiu - evitar fazer um comentário ciumento.

Naruto-eu não quero nunca mais te ver se exibindo em cima de uma passarela, ainda mais na frente de outras pessoas - diz em tom de voz serio,  e firme, e totalmente enciumado -.

Ao ouvir isso Sasuke dá uma risada irônica.

Sasuke-você não tem que querer nada, Naruto ! Quem manda na minha vida sou eu, eu, e somente eu - diz com firmeza na voz, encarando o namorado de forma segura -.

Naruto não gostou da forma como Sasuke lhe respondeu, ao ouvir o que o moreno acabou de lhe dizer, o mais velho 'fecha" a cara, e lhe diz :.

Naruto-a gente é namorado, e você tem que me obedecer - diz em tom de voz firme -.

Sasuke dá mais uma risada irônica ao ouvir o que o primo falou, e resolve lhe provocar - lhe provocar mais um pouco -.

Sasuke-e, se eu não te obedecer, Naruto, o que você vai fazer ? - pergunta em tom de voz desafiante -.

Naruto-te matar - responde no mesmo momento em que a pergunta lhe é feita, e em tom de voz serio -.

Mas as palavras de Naruto não assustam Sasuke.

Muito pelo contrario !.

O moreno resolve continuar provocando o mais velho.

Sasuke-nossa, que emoção ! - diz em tom de voz irônico, e debochado - a minha mãe sempre fala "Toma cuidado com o seu primo, porque ele é ciumento, hein" - diz em tom de voz provocador -.

Naruto-há, então vocês falam de mim, é ? - pergunta encarando o primo -.

Sasuke-ela sempre me avisa - ri - mas eu acho uma emoção muito grande sofrer por ciúme - admite em tom de voz serio, mas com um pequeno sorriso em seus lábios - os dois lados, quem provoca, e quem sente o ciúme - diz em tom de voz provocador -.

Naruto-isso as vezes acaba mal - diz em tom de voz de aviso -.

Sasuke-eu sei - dá de ombro, com um sorriso de canto de boca -.

Naruto-lembra daquele cara, que trabalhava na estação lá em "Esperança" ? - pergunta retóricamente, e nem espera uma resposta do seu amado, e já acrescenta :- então, ele matou a namorada - diz novamente em tom de voz de aviso.

Mas ao invés de se preocupar com as coisas que o namorado disse.

Sasuke apenas ri.

Sasuke-eu lembro, eu lembro sim - diz ainda rindo -.

Naruto olha dentro dos olhos do amado - para ter coragem de propor o que ele levou o seu namorado ali para propor, pois o loiro não quer esperar nem mais um segundo que seja para falar para Sasuke sobre a ideia - na sua opinião, maravilhosa - do pacto de sangue que ele teve -.

Naruto pega as duas mãos de Sasuke, e as segura entre as suas duas mãos carinhosamente, Sasuke sorri com esse gesto do seu primo.

Sasuke acha que Naruto jamais teria coragem de lhe matar, e nem mesmo de lhe machucar.

Essas coisas de "crime passional" o moreno tem a certeza de que pode acontecer com qualquer pessoa nesse mundo.

Menos com ele, e com Naruto.

Por isso Sasuke apenas riu das coisas que o seu primo falou sobre o matar, e sobre o homem lá da cidade de "Esperança" que matou a namorada.

O tal homem fez isso mesmo - fez por ciúme, por desconfiar - e nem ter tido a certeza - de que ele estava sendo traído -.

A pequena cidade de "Esperança" ficou em "choque" com aquele crime, que aconteceu a um ano atrás.

Mas Sasuke tem a certeza de que Naruto jamais fará com ele, o que aquele homem - que está preso até hoje - fez com a própria namorada.

Naruto, ainda olhando dentro dos olhos do seu amado, e ainda segurando as duas mãos do moreno entre as suas, diz :

Naruto-vamos fazer um pacto, Sasuke ? - pergunta com seriedade, e com firmeza em sua voz -.

Sasuke-"fazer um pacto" ?, Fazer como ? - pergunta verdadeiramente sem entender o que o seu primo falou, e com uma expressão confusa no rosto -.

Naruto-você disse que a gente prometeu, mas não juramos que vamos ser um do outro para sempre - diz com insegurança na voz, ao pensar que o que ele, e o seu amado prometeram não tem importância - ou tanta importância - para o moreno -.

Sasuke-e dai ? - pergunta ainda sem entender onde o seu namorado quer "chegar" com essa "história de pacto", e ainda com uma expressão confusa em seu rosto -.

Naruto-vamos fazer um pacto de amor, um pacto de sangue - diz em tom de voz seguro, e firme - nem foram perguntas, foram mais afirmações - pois o loiro não quer nem pensar na possibilidade de Sasuke não aceitar -.

Pois para Naruto, se Sasuke não aceitar o pacto de sangue, é porque o moreno não o ama de verdade.

E só de pensar que o garoto que ele ama, que o garoto que é tudo para ele, não o ama, o loiro já se desespera.

Naruto - para não se desesperar - já quer "imaginar" que Sasuke aceitará fazer o pacto de sangue com ele.

Sasuke Aceitará porque o ama.

Porque o ama.

Assim como ele ama Sasuke.

Então, antes mesmo de Sasuke dizer que aceita fazer o pacto de sangue com ele, Naruto já age como se o amado já tivesse aceitado.

E nesse momento, o loiro irá explicar para o seu namorado, como funcionará o pacto de sangue :.

Naruto-é assim, eu vou pegar o seu dedo, e eu vou fazer um cortezinho bem aqui - fala apontando para o dedo indicador da mão direita do moreno - ele ainda segura as duas mãos do amado entre as suas - e você vai fazer a mesma coisa no meu dedo, depois a gente junta um dedo no outro para misturar o sangue entende ? - diz, e pergunta em tom de voz firme, seguro, e apaixonado -

Sasuke-só isso ? - pergunta verdadeiramente interessado -.

Naruto-depois a gente chupa um o sangue do outro - responde em tom de voz apaixonado, e um pouco doentio - alias, desde que o loiro falou sobre o pacto de sangue com o seu namorado, o seu tom de voz beira o doentio, assim como as suas palavras, e essa ideia de pacto de sangue também são doentias -.

Sasuke-nossa, onde é que você aprendeu isso ? - pergunta verdadeiramente impressionado - mas nenhum pouco assustado -.

Naruto-eu li em uns romances, vi em uns filmes - explica em tom de voz serio, e firme - então vamos fazer o pacto ? -pergunta sem conseguir esconder a expectativa em seu tom de voz -.

Naruto não se importa de responder todas as perguntas que Sasuke tiver sobre o pacto de sangue.

Mas o loiro está ansioso - e muito ansioso - para ouvir Sasuke dizer "sim" a sua proposta.

Pois assim o moreno vai estar confirmando - com atitudes, e não apenas com palavras - que também o ama.

Sasuke nem quis parar para pensar, inconsequente, o moreno achou essa história de pacto de sangue muito linda, e muito romântica.

Então, o que o mais novo diz ao primo é :.

Sasuke-vamos ! -responde com um sorriso encantado nos lábios -.

Naruto sorri largamente ao ouvir a confirmação do amado.

E agora o loiro já quer "partir para a ação", pois Naruto tem a certeza de que depois do pacto feito, Sasuke, e ele serão "um só".

Assim como os sangues deles que irão se misturar, e não vai dar mais para saber qual é o sangue de quem.

Então, o loiro, ainda olhando dentro dos olhos do amado - como fez durante a conversa inteira - e ainda com as mãos dele entre as suas - o loiro não soltou nem por um segundo as mãos do amado, desde que ele as segurou - diz :

Naruto-começo eu, ou começa você ? - pergunta com um sorriso apaixonado nos lábios -.

Sasuke-começo eu ! - diz em tom de voz empolgado -.

Naruto-você não tem medo ? - pergunta ainda com o mesmo sorriso apaixonado em seus lábios -.

Sasuke-não ! - responde com firmeza, e com segurança - eu gostei dá história - diz sorrindo - vai corta - diz com convicção em sua voz -.

Naruto solta as mãos de Sasuke, tira um canivete do seu bolso, pega a mão direita de Sasuke, e faz - procurando ser cuidadoso - um pequeno corte na dedo indicador do moreno - Sasuke fecha os seus olhos -.

Naruto-agora corta o meu rápido - diz entregando o canivete para o amado, que abre os olhos, e o pega -.

Sasuke segura a mão direita de Naruto, e faz um pequeno corte em seu dedo indicador - Naaruto não fecha os seus olhos, ele fica olhando o seu namorado fazer o corte em seu dedo -.

Naruto-agora junta aqui - diz em tom de voz firme -.

Os dois juntam os seus dedos indicadores das suas mãos direitas - e obviamente os seus cortes -.

Após alguns segundos, eles separam os seus respectivos dedos.

Naruto coloca o seu dedo com o corte na boca do namorado - que faz a mesma coisa consigo -.

Assim um chupa o sangue do outro.

Após chuparem um o sangue do outro, Naruto volta a segurar as mãos de Sasuke entre as suas, e o loiro continua olhando dentro dos olhos do mais novo, que também continua olhando dentro dos olhos do loiro - o tempo inteiro os dois mantiveram os seus olhos um no outro, sem desviarem nem por um segundo -.

Naruto diz :.

Naruto-agora repete comigo - pede em tom de voz carinhoso - eu juro - diz começando o "juramento" em tom de voz apaixonado -.

Sasuke-eu juro - repete em tom de voz emocionado -.

Naruto-que eu vou amar você  a vida inteira - continua o "juramento" em tom de voz apaixonado -.

Sasuke-que eu vou amar você a vida inteira - repete ainda em tom de voz emocionado -.

Naruto-e que eu nunca vou te enganar - termina o "juramento" em tom de voz apaixonado -.

Sasuke-e que eu nunca vou te enganar - repete mais uma vez em tom de voz emocionado -.

Naruto-pronto - sorri largo - agora a gente vai se amar para sempre - diz com convicção, e com firmeza na voz -.

Sasuke-mas só por causa desse juramento ? - pergunta um pouco "incrédulo" -.

Naruto-mas não é um simples juramento - diz com convicção na voz - é um pacto !, Um pacto de sangue, coisa seria - diz com ainda mais convicção na voz, e em tom serio, e firme -.

Sasuke ri de forma um pouco irônica.

Sasuke-mas nem beijo tem - diz com um pouco irônia -.

Naruto-mas é claro que tem ! - diz em tom de voz serio, e firme, e vai aproximando o seu rosto do rosto do seu namorado -.

Sasuke também vai aproximando o seu rosto do rosto do seu primo.

Ambos os rostos se aproximam cada vez mais.

E os lábios dos dois apaixonados se tocam em um beijo carinhoso - sem mãos, e sem língua - apenas um sentindo  a textura dos lábios do outro.


Notas Finais


Gente, eu não tinha prestado muita atenção nesse pacto da Helena, e do Laerte na novela, só agora para escrever a fic foi que eu fui prestar atenção - que loucura !, as palavras do pacto eu usei todas da novela, assim como essa história de um cortar o dedo do outro, e depois chupar o sangue um do outro, foi muito louco esse pacto -.

Mas também, o que que eu quero reclamar, não é ?, Quem faz pacto de sangue normal não é .

Gente eu espero que vocês estejam gostando da história.

Eu espero que o capítulo tenha os agradado.

Se quiserem, deixem suas opiniões nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...