História Connected Dimensions - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Magia, Mistério, Originals, Revelaçoes, Romance
Visualizações 26
Palavras 1.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei genteeeeee!
Era pra postar mais cedo porém eu viajei e esqueci o pendrive com o capítulo em casa e só voltei hoje.
Enfim!
Boa leitura e desculpa os erros.
Bjs de cupcake.

Capa da Pandora/Lyla.
Música dela: Castle (Halsey)

Capítulo 20 - Capítulo XVI


Fanfic / Fanfiction Connected Dimensions - Capítulo 20 - Capítulo XVI

Capítulo Dezesseis

 

Um dia antes, em Gleefyl…

 

Ao contrário de muitas nações, as fadas ainda possuíam sim uma monarquia porém seu sistema de governo assemelhava-se ao que os ingleses utilizam atualmente, a monarquia parlamentar. Neste caso, os Mirren são a família real. Com o falecimento recente do rei, Henrique Mirren, seu filho mais velho, Holden Mirren, de vinte e quatro anos, assumiu o trono. Porém a família real não limita-se apenas a ele agora. Holden tem uma irmã mais nova, de dezesseis anos. Seu nome é Pandora Mirren e ela é totalmente o contrário do que foi criada para ser.

Pandora sempre mostrou que não adiantava tentar mudar algo que já era da natureza de alguém. Ela era o exemplo perfeito disso. Desde pequena, gostava de observar o treinamento dos guardas do palácio no qual era obrigada a viver. Nunca gostou de vestidos, festas reais, compromissos como a maioria das princesas eram ensinadas a ser. Odiava quando era obrigada a usar vestidos longos por muito tempo e se inconformava com não poder fazer várias coisas por conta do regulamento real.

Sua vida nesses últimos dezesseis anos foi limitada por milhares de regras. Não pode fazer isso, não pode fazer aquilo, deve sentar assim, deve comer daquela forma. Aquilo já a tinha cansado. Tinha quase certeza de que mais alguns anos vivendo daquele jeito e ela enlouqueceria de vez. Seu irmão de certa forma a entendia, já que também viveu cercado de regras porém ele não tinha o espírito de rebeldia tão grande quanto Pandora tinha.

A paciência de Pandora em lidar com tantas regras parecia diminuir cada ano que se passava. E pior: parecia que as pessoas começavam a esperar que agisse como uma das princesinhas perfeitas de histórias, que alguns humanos inutilmente apelidaram de contos de fadas, que eram contadas a todos quando começavam sua infância.

Sempre se deparava com algum comentário do tipo “Como uma princesa, você deve…” ou então “Uma princesa não deveria pensar nessas coisas. Deveria pensar em procurar um pretendente…”. Essa última, era uma das que mais lhe irritava. Só porque era uma princesa ela não podia pensar em duelos, jogos reais e a sua maior diversão: luta de esgrima.

Não havia nada que a fascinasse mais do que um bom duelo de esgrima. Gostava de assistir e duelar, e também era um dos poucos interesses em comum que tinha com seu irmão. Mesmo sendo muito diferentes um do outro, eles se davam bem e apoiavam um ao outro em qualquer decisão. Isso foi uma das coisas que Pandora ficou mais grata: quando falou para seu irmão como estava sentindo-se e ele a apoiou.

-Vossa majestade, sua irmã estava o procuran… - um dos empregados ia falando porém um grito cortou o silêncio do castelo.

-HOLDEN! - a voz de Pandora ecoou pelo lugar.

-Obrigada, Bryce, mas eu acho que eu encontrei ela. - Holden sorriu e seguiu para o quarto da irmã, que fora de onde o grito aparentava ter vindo.

-Posso entrar? - perguntou pondo a cabeça dentro do cômodo da irmã, que estava sentada ao lado da janela, observando a paisagem através desta.

Era uma garota de estatura mediana, cabelos castanhos e olhos verdes claros que Às vezes pareciam cinza. Ambos os irmãos era LightFairys, entretanto Holden era um pouco mais poderoso que ela por conta de ter mais treinamento que ela (por ser mais velho e também por não faltar os treinamentos para ficar vagueando pela floresta).

-Que história é essa que eu tenho que arrumar um pretendente? - Pandora se virou inconformada para ele.

O irmão viu que ela estava usando um vestido longo e com alguns babados, o que significava que a governanta dela havia tirado o dia para implicar com o humor da mais jovem. Esse pensamento o fez sorrir.

-Vou considerar isso como um sim. - ele falou e adentrou o quarto – Harper lhe disse isso? - a garota assentiu – Bom, eu acho que é porque tem aquela coisa antiga de quando a menina faz dezesseis anos já ter que procurar um pretendente. Mas pelo visto ela esqueceu de quem se trata. - os dois irmãos riram enquanto ele sentava em frente à mais nova.

-Com certeza. Tenho certeza que seria difícil encontrar alguém que me agradasse minimamente. - a Mirren mais jovem falou voltando seu olhar para a paisagem.

-Tenho dúvidas se alguém aguentaria e iria querer se casar com você. - o rei falou e ela fingiu ficar brava, dando logo em seguida um leve tapa no braço do mais velho.

-Aí, se tentar fazer isso de novo, de mando pras masmorras, pirralha. - ele decretou mas Pandora somente revirou os olhos e lhe deu a língua.

Foi então que Holden viu: a coroa de cristais que pertencia à sua irmã não estava guardada no cofre, como ela costumava deixar. Estava em cima da escrivaninha dela.

-Você está nervosa e tentando tomar uma decisão. - falou levantando-se e indo até a escrivaninha.

-Como sabe? - perguntou a princesa ainda com o olhar perdido na janela.

-Você está quieta, seu olhar está perdido e além do mais – ele retornou a sentar na frente dela – Isso estava ali em cima. - ele segurou a coroa. A jovem olhou para ele e perguntou:

-Eu não posso simplesmente estar olhando a minha coroa? - indagou se fazendo de desentendida.

-A coroa que você odeia usar e olhar te faz revirar os olhos? - rebateu o rei – É eu acho que não.

-Eu sei, parece que simplesmente eu não consigo viver mais desse jeito. Eu sinto como se eu estivesse presa, sabe? - confessou a morena – Como se eu quisesse viver mas esse monte de regras não deixasse.

-Eu sabia que esse dia chegaria. - suspirou o mais velho – Na verdade, demorou bastante até. Eu sempre me imaginei rei tomando decisões que teriam sua influência, mas eu sabia que isso provavelmente não aconteceria. Você sempre foi assim, contra qualquer regra que te impusessem. - ele riu.

-Está bravo? - Pandora perguntou receosa.

-Como se eu conseguisse ficar bravo com você. - Holden respondeu sorrindo, ato que foi devolvido pela irmã. O rei colocou delicadamente a tiara na cabeça da irmã, que fez uma careta após ele o fazer – Vou sentir falta de te irritar com isso, vossa alteza.

-Eu só vou passar dois anos fora, sendo que eu venho no verão, vossa majestade. - a garota devolveu.

-Eu já me acostumei com isso. - o moreno disse – Vai embora quando?

-Amanhã, quero pegar o trem que vai para o Internato WailLight. - respondeu ela indo para o closet de seu quarto – Peça depois para Renee vir aqui me ajudar comas coisas, por favor.

-Incrível como você se dá melhor com a camareira do que com a sua governanta. - o Mirren mais velho riu – Aliás, já tem um nome falso para usar?

-Lyla. Mas não pensei no sobrenome. - ela respondeu de dentro do closet. Provavelmente tirando aquele vestido que lhe incomodava.

-O que acha de Van Back? - indagou o homem.

-É uma boa. - Pandora reapareceu no quarto, dessa vez com sua habitual blusa preta, shorts jeans e sapatênis cinza – Lyla Van Back. Gostei. - ela cruzou os braços.

-Ótimo. Agora vamos jantar. - declarou o mais velho.

-Como queira, vossa majestade. - Pandora fez uma reverência mal feita e saiu correndo do próprio quarto.

-Ainda posso te mandar para as masmorras! - gritou Holden saindo do quarto da irmã.

-Duvido que o faria. - escutou-a responder.

 

Atualmente…

 

-Com licença. - Lyla bateu na porta de um compartimento do trem – Eu sou nova. Posso dividir o compartimento com vocês?

-Claro. - Lindsey respondeu sorrindo – Não é, gente?

-Sim. - Summer e Ashton concordaram e a morena sorriu, adentrando o local.

-Eu sou o Ashton. Essa é a Summer – o loiro apontou para a ruiva – e essa é a minha irmã gêmea, Lindsey. - ele apontou para a loira que a acolhera primeiro.

-Como você se chama? - Summer indagou para a garota que acabara de entrar e sentar ao seu lado.

-Lyla. Lyla Van Back.

 

Continua…


Notas Finais


O que acharam? Comentem sua opinião.
Leitores fantasmas, apareçam!
Bjs de cupcake.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...