História Connecting with Seventeen - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, Kim Mingyu, Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups"
Tags Hip-hop Team, Imagine, Seventeen, Seventeen Hip-hop Team, Universo Alternativo
Visualizações 90
Palavras 1.891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora, unicórnios ^-^
Eu volteeeei!

Capítulo 5 - ... Eu preciso aprender a controlar minha boca!


Fanfic / Fanfiction Connecting with Seventeen - Capítulo 5 - ... Eu preciso aprender a controlar minha boca!

🐼Connecting Wonwoo to... 3, 2, 1🐼

Abro os olhos sonolento, e fico moscando olhando para o teto.

Me viro de um lado para o outro pensativo e sonolento. 

Bocejo e olho para a janela. 

A luz da lua, estava mais azul do que de costume. Estava lindo.

Me sento na ponta da cama e observo o nada. Coço os olhos, me espreguiço e lavando. 

Saio do quarto, desço as escadas e vou para a cozinha. Pego um copo d'agua, bebo e observo a janela pensativo.

Escuto algo na sala, chamando minha atenção. Deixo o copo na pia e caminho silenciosamente até a mesma.

Os meninos - Mingyu e Vernon - estavam dormindo tranquilamente em seus colchões, jogados no chão.

Olho para os lados procurando a menina. Me viro, olho atrás do sofá, espio na cozinha e na escada, mas nada dela aparecer. 

Coço a cabeça, me perguntando onde ela poderia estar e volto a olhar para os meninos na sala.

A menina estava parada em pé, em cima do Vernon o olhando de um jeito psicopata. 

Sua calda balança a de um lado para o outro em movimentos sutis, como um gato se preparando para atacar a presa.

 Seus punhos estavam fechados com força, como se ela estivesse com raiva mas ainda sim vazia.

 Seu cabelo bagunçado cobria parte de seu rosto deixando sua expressão cada vez mais desesperadora.

Vejo uma lágrima escorrer pelo seu rosto, com suas mãos tremendo. 

Ela ergue o braço mostrando as garras como se fosse atacar. 

A textura da sua calda mudava descontroladamente, um instante estava fina, outra espessa. Descontrolada.

Hesito em correr lá como um louco e separá-la dos meninos o mais rápido possível, mas me sinto imóvel ao ver ela olhar para mim com uma cara de desespero. 

Senti medo, mas seu olhar era como se estivesse pedindo ajuda, socorro, oque me fez ficar preocupado.

Pelo oque essa menina passou? Porque ela parece tão perigosa, mas mesmo assim tão sensível?... E porque eu me importo?

A menina abaixa o braço, olha Vernon, se abaixa e engatinha pelos meninos. 

Ela esfrega a cabeça com delicadeza no braço de Vernon e ele levanta o braço. 

Ela se aconchega debaixo do braço de Vernon e se deita grudada ao seu lado como se fosse um gatinho.

Vernon, acho que sem notar, se vira para ela e a abraça como se fosse uma pelúcia.

Silenciosamente me deito no sofá olhando fixamente para a menina.

Afinal, não vou deixar mais essa maluca com eles sozinhos. Ela pode tentar machuca-los de novo.

Ai, ainda to me questionando o porquê ainda não chamamos a polícia... 

Já que os meninos são corações moles, vou ter que ficar de olho nela... Pela segurança deles.... 

Amanhã converso com o Seungcheol, ele precisa saber que a @ dele tava querendo machucar o Vernon... Mas porque justo o Vernon? Ele tratou ela com carinho, fazia sentido se ela tivesse vindo me machucar.

9 - Wonwoo, eu não vou machucar ninguém. - sussurra, me roubando de meus pensamento.

Wonwoo -.... É oque?! Você também lê pensamentos?! - sussurro inconformado.

 Ela dá uma risada baixinha... Até fofinha, parecia uma criancinha.

9 - sua cara entrega oque você tá pensando... Não sei se com os meninos é assim, mas eu consigo saber razoavelmente oque você tá pensando pela sua expressão e o jeito com que você olha com cara de bunda pro nada. 

Ela novamente da uma pequena risada.

Wonwoo - você não tá nem virada pra mim! Como pode ver meu rosto se está praticamente de costas pra mim!? - sussurro um pouco alto, inconformado.

9 -... Pabo. - ela ri. - olha pra TV... To vendo seu reflexo por ela. - diz rindo baixinho. 

Olho para a TV e ela balança a calda fazendo sinal de "Oi" para mim.

Wonwoo - se você machucar alguém dessa casa você morre. - digo sério.

 Vejo sua expressão mudar, pelo reflexo da TV.

9 - Wonwoo... - ela sussurra com carinha de choro, mas sem uma lágrima nos olhos. -... Eu não vou machucar ninguém dessa casa.

Wonwoo - não é oque pareceu a alguns minutos atrás! - sussurro irritado.

9 -... Oque aconteceu a alguns minutos atrás? - pergunta se virando delicadamente para mim, com uma expressão confusa.

Wonwoo - não seja cínica! Você quase atacou o Vernon agora pouco! - digo irritado. 

Ela sai dos braços de Vernon assustada. Se senta no chão afastada dos meninos parecendo confusa e assustada.

Wonwoo - não se faça de desentendida. - digo sério.

9 -... E-eu não... Eu não queria, Wonwoo.. - diz com cara de choro.

9 -... Lembrei... Não vai se repetir, Wonwoo. - diz cobrindo o rosto com as mãos, acho que começando a chorar. 

Aquilo não parecia fingimento. 

Wonwoo -... Menina, pare de chorar. - digo sério me sentado no sofá. 

9 - Wonwoo, os meus sentimentos são misturados, não é fácil assim! - sussurra mais alto entre o choro. 

Mingyu - que isso? - pergunta sonolento coçando os olhos. 

Mingyu - Nove?.. Porque você tá chorando? Wonwoo, oque você disse pra ela?! - pergunta engatinhando até ela preocupado. 

Wonwoo - oque?? Eu não... 

Vernon também acorda. 

Vernon - oque foi? Porque ela tá chorando? - pergunta com voz de sono. 

Mingyu - acho que o Wonwoo disse alguma coisa pra ela.. - diz se sentando ao lado dela. 

Vernon - Wonwoo, qual é o seu problema com a menina? - pergunta sério meio irritado. 

Ele engatinha até ela e se senta ao seu lado. 

9 - e-ele não fez nada, a idiota aqui sou eu. - diz tentando secar as lágrimas. 

Porque aquela cena toda não parecia mentira? Quero dizer, não é possível que algum ser humano seja tão emotivo assim... Ah é... Ela não é um ser humano normal.. Eu sou um idiota.

Mingyu - o que aconteceu, Nove? - pergunta preocupado, pondo algumas mechas do cabelo dela para trás. 

9 - e-eu acho q-que tentei m-machucar v-vocês enquanto d-dormiam.. 

Ela consegue controlar o choro e seca as lágrimas.

Suas lágrimas eram um pouco mais escuras do que o normal, ou impressão minha? 

Vernon - você não fez, então tá tudo bem. Eu lembro que você disse que fazia coisas estranhas e não lembrava. 

Agora faz sentido ela parecer desentendida. 

9 -... E-eu pensei que você fosse meu Appa querendo me levar de volta.. 

Wonwoo - seu pai abusava ou machucava você de alguma maneira? - pergunto seco, apoiando meu queixo na mão e o braço na perna. 

9 -... - ela me olha fixamente sem dizer uma única palavra. 

Mingyu -... Nove, você tá bem?.. - pergunta segurando sua mão. 

Vernon -.. Nove?... - ela continua estática com os lábios começando a tremer. 

9 -..... N-não.. V-vai doer, p-para por fa-vor.. - sussurra se tremendo toda, com um olhar perdido. 

 Ela estava parecendo em estado catatonico, estava presa nos pensamentos. 

Wonwoo - acho que isso é um sim..

Mingyu -... Gente, ela não ta respirando... Gente, ela não ta respirando! - grita desesperado. 

Seungcheol - Nove, olha pra mim! - grita descendo as escadas correndo. 

Ela pousa o olhar nele e volta a respirar. 

Ela se levanta meio atordoada e cambaleia para frente. 

Me levanto e a seguro. 

9 - e-e-eu preciso ir embora. - diz com a voz trémula. 

9 - W-Wonwoo, toma sua roupa. - diz ameaçando tirar a blusa. 

Os meninos cobrem os olhos e eu seguro a blusa a impedindo de tirar. 

Vernon - você não vai sair a essa hora assim não! Tá loka!? - diz se levantando revoltado. 

Mingyu - a essa hora só tem pessoas ruins e desenformadas na rua! Não aguento nem imaginar oque pode acontecer com você se você sair assim. - diz também se levantando. 

9 - E-eu não posso ficar. Eu não to bem, vou acabar arrumando muitos problemas para vocês... Meninos obrigada, mas... Eu amo vocês e não quero que nada de mal aconteça com vocês... Eu já me curei! Já posso me virar sozinha... 

Wonwoo - menina, você não sabe nem comer sozinha. Vai acabar morrendo.

 Wonwoo - Você não tem pra quem voltar nem pra onde ir. Então, ao menos que você não dê valor algum pela sua vida, nem mesmo um crédito a você por ter sofrido tanto e ainda estar aqui, você vai sair por aquela porta, ser estuprada por qualquer vagabundo que te encontrar primeiro e em sequência matá-lo e morrer de culpa... Porque pelo pouco que vi, você é muito emotiva e pelo jeito que a sua mente tá perturbada, creio que no final se mate. 

Lentamente seus olhos se enchem de lágrimas e logo ela volta a chorar desesperada. 

Ela se encolhe no chão abraçando as pernas e chora desesperadamente como uma criança. 

9 - Bwaa! E-ele tem razão! E-eu vou morrer! - grita manhosa entre o choro. 

Ponho a mão na nuca com cara de "putz... Fiz merda." 

Mingyu - Wonwoo, sai daqui. - diz se abaixa do ao lado dela, a abraçando. 

Vernon - Seungcheol! Olha o Wonwoo fazendo o bebê chorar! - diz irritado. 

Ele se abaixa ao lado da menina e abraça ela e o Mingyu. 

Seungcheol - Wonwoo... 

Ele cruza os braços e põe uma mão no queixo. 

Wonwoo - eu sei, eu sei... Eu sou um merda, mermão. - digo abaixando a cabeça. 

9 - WONWOO! E-EU VOU M-MORRER! - Seungcheol me da um olhar típico, sempre nós olha assim quando vai nos dar bronca mais tarde... Um olhar como se "espera só chegar em casa"... No caso, "espera só ela dormir".

Preciso me preparar pra correr porque to sentindo que ele vai me arrebentar na chinelada... Sim, ele arrebenta a gente na porrada de vez em quando. 

Seungcheol -... Wonwoo, vai logo. - diz rangendo os dentes, parecendo bem irritado. 

AH! puta que me pariu! Ele vai me obrigar a fazer ela parar de chorar! 

Seungcheol - Wonwoo. 

Vernon e Mingyu se levantam fazendo cara feia com os braços cruzados. 

Seungcheol - Wonwoo. 

Se ele falar meu nome três vezes, fudeu! Acho melhor fazer isso logo. 

Wonwoo -... Nove... Não chora, você não vai ser estuprada por ninguém, muito menos vai morrer... - digo no seu ouvido me abaixando ao seu lado. 

Ponho uma mecha do seu cabelo para trás da sua orelha um pouco pontuda, beleza. 

Ela para de chorar e fica soluçando. Me olha com os olhinhos marejados, pisca levemente, fazendo algumas lágrimas escorrerem e as seca me olhando com um olhar inocente e manhoso. 

Wonwoo -... Tá, tudo bem. Não precisa mais chorar.. - sussurro no seu ouvido, fazendo os meninos ficarem curiosos. 

Vernon me empurra com o pé, me fazendo abraçá-la sem muita opção. 

Olho para ele por trás do pequeno ombro dela com um olhar de "você me paga, desgracado" e ele ri fazendo careta. 

9 -... W-Wonwoo, oque é isso na sua calça? - pergunta inocente apontando para o meu membro. 

Mingyu - E-eh, já chega! - diz nervoso puxando ela de mim. 

Ela faz uma expressão confusa de ponto de interrogação. Vernon ri e Seungcheol me da um olhar AK47. 

Wonwoo - eu vou é voltar pra minha cama. - digo constrangido indo para a escada. 

Seungcheol - me espera lá, Wonwoo. Já vou. - diz cínico. 

Me sinto soar frio e subo mais rápido, correndo para o meu quarto. 

Me jogo na cama e a fundo minha cara e alma no travesseiro pedindo pra GDeus, Satansoo, Jinsus e Santa Sehuna me protegerem das armas letais do Seungcheol... Seu chinelo, e sua cinta.


Notas Finais


Moral da história:
E no fim, Wonwoo apanhou do Seungcheol Appa ^-^
To escrevendo outra história e ainda vou postar nela hoje.

https://spiritfanfics.com/historia/imagine-wonwoo-10882033


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...