História Conquistando um coração gelado! (Semi-hiatus) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Taehyung
Visualizações 14
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Ele não iria desistir!


S/n saiu do banheiro sendo seguida por Eun Hee, que foram para a mesa onde estavam inicialmente, sentando-se ao lado de Taehyung, enquanto Eun Hee, sentou-se do outro lado.

O clima que se instaurou ali, não foi um dos melhores, então Jimin tentou mudar alguma coisa.

— O que estão achando da festa?

— Nada demais, deveria ter ficado em casa. — S/n disse seriamente.

Eun Hee se aproximou do ouvido do namorado, e cochichou ali:

— Vamos dançar para eles conversarem. – Jimin assentiu, indo com Eun Hee para a pista de dança.

— S/n. – Taehyung a chamou.

— Sim? - S/n respondeu levando seu olhar para o garoto.

— Me desculpe por ter te beijado assim do nada, mas é que eu estou sentindo algo por você, e senti muita vontade de te beijar. E quero pedir uma chance.

— Quê?

— Eu quero ter uma chance contigo, porque talvez podemos dar certo. O que acha?

— Não. A gente se conheceu a dois dias.

— Já escutou falar sobre amor a primeira vista?

— Isso não existe Taehyung.

— Claro que existe. Podemos ter nos conhecido a pouco tempo, mas eu sinto uma coisa quando estou perto de ti.

— Isso pode ser apenas uma atração, que com o tempo, acaba. E eu não quero tenta nada por agora.

— Olha, então dá uma chance para nos conhecermos melhor. Assim podemos ter certeza de que queremos algo ou não.

— Pois eu acho o contrário. Vai ser melhor se nos afastarmos, assim se tem alguma atração, ela terá um fim, e ninguém sai machucado.

— S/n...

— Eu já disse Taehyung. Quero ir embora.

— Espera mais um pouco. – S/n nada respondeu, apenas permaneceu em seu lugar.

Minutos depois Jimin e Eun Hee voltaram, e para melhorar o clima, começar a conversar sobre assuntos do interesse de todos.

Depois de uma hora e meia, os quatro voltaram para o prédio em que moravam.

S/n foi para seu quarto, e se jogou em sua cama. Não queria demonstrar, mas estava abatida. Flashbacks do passado rondavam em sua mente. Todas as vezes que foi magoada por garotos, seus pais que estavam sempre ausentes e dificilmente conversavam consigo. Era horrível.

S/n não aguentou, e lágrimas passaram a molhar o travesseiro em que apoiava a cabeça.

Aquele beijo mexeu muito consigo, a fez relembrar coisas de seu passado. Eun Hee lhe dizia que deveria esquecer o passado, e seguir em frente, mas era muito difícil. Estava tudo bem, até Taehyung aparecer e mexer com seu coração, como a muito tempo ninguém mexia. S/n só queria esquecer de tudo aquilo.

Chorou trancada naquele quarto, por muitos minutos, até que decidiu tomar um banho. Encheu a banheira de água e se despiu. Logo entrou na banheira, iniciando seu banho. S/n se sentia mal, se culpava pelas coisas ruins que aconteciam em sua vida. Era difícil evitar aqueles pensamentos.

Terminou seu banho, e vestiu um pijama de manga comprida e calça. Saiu de seu quarto e foi até o de Eun Hee, onde bateu na porta, e a abriu um pouco.

— Posso ficar aqui com você? — S/n perguntou a Eun Hee, que estava sentada em sua cama, mexendo no celular.

— Claro que pode, vem aqui. — S/n foi e se deitou no colo de Eun Hee. — Você estava chorando, não é mesmo?

— Quer contar?

— Taehyung apareceu, e está trazendo meu passado à tona.

— Você sabe o que eu penso sobre isso, não é?

— Sim, mas eu não sei se consigo.

— Você consegue sim, mas tem medo do que pode acontecer. S/n eu sei bem que você já se machucou muito, eu estava contigo, mas já passou, não dá mais para voltar. E sobre você querer se afastar do Taehyung, vai apenas piorar a situação. Você nem pensou nele. Ele deve estar triste por esse afastamento. Pensa no que, estou te dizendo.

— Prometo pensar. Posso dormir aqui.

— Pode sim.

No dia seguinte, S/n e Eun Hee estavam tomando café, quando Jimin e Taehyung chegaram ao apartamento das garotas.

— Vocês têm uma casa, certo? — S/n perguntou enquanto via os dois entrarem no apartamento. — Daqui a pouco vocês se mudam para cá.

— Gostamos de fazer companhia a vocês. — Taehyung disse com um sorriso.

— E quem disse que eu gosto da companhia de vocês? — S/n perguntou.

— Magoou. — Taehyung fingiu uma carinha triste, que S/n achou muito fofa, mas não iria admitir.

— Vocês querem comer algo? — Eun Hee perguntou.

— Pode ser. — Jimin disse. Logo os dois se sentaram, e acompanharam as duas no café da manhã.

— Queríamos fazer uma proposta a vocês. — Jimin falou chamando a atenção das duas.

— Qual? — S/n perguntou curiosa.

— Ir jogar boliche. Pensei que seria legal. — Respondeu Jimin.

— Gostei da ideia. — Eun Hee falou.

— Eu não vou. —

— A não S/n, você vai sim. — Eun Hee disse.

— Não estou com vontade de sair de casa.

— Vai ser divertido.

— Isso não é um argumento válido para me convencer a ir.

— Por favor.

— Eu já disse que não. Que insistência!

— Se você for, eu faço aquela torta de morango que tanto gosta.

E foi assim que S/n foi parar naquela pista de boliche. Sua vontade era de jogar aquelas bolas de boliche na cabeça de Jimin e Taehyung, por terem tido essa ideia.

— Eu jogo com Eun Hee, e você S/n, com o Taehyung.

— Até parece que eu vou fazer dupla com Taehyung.

— É só um jogo.

— Por que não posso jogar com a Eun Hee?

— Porque você é grudada nela, e é bom fazer algo diferente.

— Eu não sei jogar boliche.

— É fácil, você vai ver. — Taehyung disse.

— Eu não quero.

— Deixa de frescura e vamos jogar logo. — Jimin perdeu a paciência.

— Eu vou acertar essa bola de boliche em sua cabeça. — S/n ameaçou.

— Lembre-se da torta de morango. — Eun Hee disse.

— Está bem. — S/n decidiu tentar. — Mas já vou logo avisando que vai dar merda, e a culpa vai ser de vocês.

Taehyung ficou feliz. Tentaria conquistar S/n, mesmo que fosse difícil, e não iria desistir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...