História Consequence Of Bet - Capítulo 3


Escrita por: e armyrJK

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Tags Bts, Colegial, Exo, Got7, Jeon Jungkook, Jikook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Seventeen, Sope, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 98
Palavras 2.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas finais please♡

Capítulo 3 - Capítulo 3: Closer, Sweeter


Fanfic / Fanfiction Consequence Of Bet - Capítulo 3 - Capítulo 3: Closer, Sweeter

Você me deixa nervoso para falar

Então eu simplesmente não digo nada

Tenho vontade de liberar

E você continua me dizendo para segurar

Você me deixa nervoso para mover

Então eu não vou dar nada pra você

Você me faz girar em torno de ser quem você precisa que eu seja

The Neighbourhood — Nervous

{POV Hoseok}

Cada vez mais perto, eu e Yoongi estamos cada vez mais próximos e isso é bom. Estudamos bastante e ele aprende cada vez mais rápido, tirou A em muitas atividades e eu realmente me sinto um bom colega ou até mesmo amigo em ajudar ele de tal forma. Os estudos são intensos e praticamente todos os dias, tirando segunda e sexta.

• Três semana depois •

Escuto o despertador, o cancelo e levanto. Bocejo e esfrego meus olhos. Em plena cinco da manhã eu acordado para me arrumar, vida de estudante não é nada fácil. Coço meu quadril enquanto tentava puxar minha alma de volta para o corpo pois a mesma estava em um sono profundo na minha cama.

Olho para o calendário, sexta feira treze, que bom, maravilhoso. Posso ser sincero? não acredito em azar, sabe? não sei, não consigo acreditar que uma sexta que supostamente caiu na data treze irá me dar mais azar.

Arrumo a temperatura com a vassoura, me diga por que um chuveiro tão alto? Ok, talvez eu tenha acordado com mal humor. Ontem eu me senti bem triste, estava vendo um bom anime e o casal que estava indo super bem acabou terminando do nada, me pergunto "Como isso aconteceu?!", queria reclamar com a pessoa que escreveu a história do anime, céus, esse ser não tem esse direito!

Me seco e saio do banheiro. Visto minha roupa e arrumo meus fios em frente ao espelho. Ponho meus óculos e pego minha mochila. Me afasto do abraço, me reverencio para minha mãe e a vejo sorrir. Abro a porta de casa e ando para o ponto de ônibus.

[...]

Vejo o relógio na entrada do colégio e sorrio fraco ao ver que são seis e meia ainda, bom.. talvez eu tenha acordado bem antes do horário normal para chegar cedo pelo Yoongi, ele me falou sobre seus treinos em uma de nossas aulas. Ando até o ginásio e o vejo com uma camiseta larga com o grande número um frente e em baixo o seu nome completo. Observo seus braços pálidos e contornados pelos músculos, desço o olhar para seu traje de baixo e sorrio ao ver a bermuda também larga na tonalidade preta. Ando um pouco mais e fico atrás da arquibancada o vendo.

— Então hoje ele irá jogar basquete..

Digo só e mordo a ponta do meu dedo indicador.

— Yoonie? — Bryana fala e anda até o mesmo fazendo assim a partida parar. — Eu fiquei te esperando a semana toda, por que não me ligou? hum?

Me estico um pouco mais para ouvir a resposta do Min. Mordo meu lábio inferior e fico atento ao que ele irá falar.

— Sinto muito Bry, o que quer fazer hoje? — disse em um tom calmo.

Arrumo alguma forma de olhar para eles por uma brechinha entre os degraus de ferro da arquibancada. Juro que senti uma dorzinha no coração, acho que é fome, só pode.

— Posso dormir na sua casa, o que acha? — Bryana disse sem nem uma cerimônia, essa americana oxigenada!

— Não sei Bry, talvez, ok? depois conversamos, preciso voltar ao treino.

Me viro com um bico enorme nos lábios. Min me disse ser solteiro pelas conversar que tivemos. Céus, por que eu estou tão triste? tudo culpa do anime!

[...]

Olho para todas as informações no quadro negro e suspiro. Minha mente está sendo rodeada por Min Yoongi, ele irá deixar ela ir na casa dele? não é como se eu estivesse com ciúmes mas apenas namorados vão a casa um do outro para dormir...não é como se eu e o Yoongi fôssemos namorados, eu apenas o ajudo com os deveres porém... Aish, me entenda, ok?

— Jung? — escuto de relance meu nome e logo me desperto por um beliscão. Faço uma careta pela dor. Aigo Jimin!

— O que? — sussurro mas deixo aparente meu desgosto pelo maldito beliscão.

— A senhora Jisyn te chamou duas vezes, você levou falta. — diz em um tom baixinho olhando em direção a mesa da mais velha presente a sala.

— É o que!? — de imediato arregalo os olhos. Eu levei falta? ótimo! — Professora?

Levanto para tentar arrumar minha situação. Eu sou um aluno exemplar, nunca falto, mesmo quando passo mal eu insisto em vir a escola. Min Yoongi! saia já da minha mente.

[...]

Mordo um pedaço do meu sanduíche com uma carranca no rosto. Segurar vela poderia ser uma profissão, não é? eu amo meu melhor amigo mas eu odeio quando eu viro uma tocha humana. Jeon e Park não sabem o momento certo para flerta com beijinhos ao ar e cantadas melosas. Viro meu rosto ao ver Baek e Chany na mesma situação, ou até pior que Jimin e Jungkook, fito Namjoon com Jin e levanto. Ok universo, entendi! isso tudo é para eu arranjar alguém querido? já entendi, sim? agora chega. Ando até um outro canto com a cara vermelha pela vergonha alheia. Suspiro até achar um cantinho sem ser humano, nem namoricos, apenas me sento no chão e relaxo.

— Talvez agora eu poderei ler meu mangá em paz.

Sorrio e volto a comer. Bebo meu suco de laranja e arrumo meus óculos dando o máximo de atenção a minha preciosa leitura. Bebo mais do suco até que levo um susto, fazendo o suco jorrar por minha boca. Arregalo os olhos e vejo Yoongi rir alto. Levanto vendo minha roupa toda suja de suco e aperto meus punhos. Que dia, viu?

— Yoongi! olha o que você fez! — digo entre dentes e o vejo gargalhar alto chamando a atenção de muitos.

— A-Ai... — pôs a mão sobre a barriga rindo. — sua cara... Hope... foi a melhor.

Melhor vai ser minha mão na sua cara Yoongi!

Levo alguns segundos para me acalmar, meu coração parecia que iria fazer um rombo no neu peitoral. Solto ar um pouco mais calmo.

— Amanhã vai me buscar no mesmo horário? não vou poder demorar muito pois tenho ensaio hoje as seis horas. — digo fechando os olhos ainda com os batimentos cardíacos acelerados.

— Hum.. ensaio de quê? — perguntou entre risadas.

Abro meus olhos o fitando incrédulo. Min Yoongi precisa de um óculos também? em cada canto do colégio havia esse cartaz, desnecessário? sim, porém é a vida.

— Sério que não sabe? todos na escola sabem que eu danço pelo fato bem simples que a diretora espalhou cartazes de uma antiga audição que eu e o neto dela fizemos ano passado. Fomos aprovados em primeiro lugar.

— Ah, sério?! — seu entusiasmo saiu um tanto engraçado e fofo. — Desculpe Hobi, eu não sabia. Ei? posso ir ver você dançando? aí depois podemos sair para comer algo em algum lugar. — escuto sua voz ir descendo o tom a cada palavra.

— Pode ser. Mas eu acho que ira demorar.

— Eu espero o tempo que você quiser, Hobi. — fito o sorriso fofo do mesmo e sorrio largo.

— Seu sorriso é lindo, MinMin.

O vejo ruborizar e sorrio nasal. Olho para a minha roupa e faço uma breve careta. Já era, estou todo molhado de suco.

— Vem, vamos trocar essa roupa.

— Aonde? — pergunto em um tom desconfiado.

— Vem Hope-ah, confia em mim. — disse voltando a rir da minha pobre situação e entrelaçando nossos dedos.

[...]

Tiro minha blusa e olho para trás. Tiro o cinto e ponho sobre a maca da enfermaria, desço minha bermuda da escola e sinto meu coração na boca quando escuto a porta ser aberta. Seguro com força as cortinas com o rosto todo quente pela vergonha.

— Hope? voltei. Consegui roupas limpas.

— Ah, obrigado Yoongi.

Pego as roupas limpas e fecho os olhos podendo me acalmar, nesses momentos sou grato a todos por não ser um homem cardíaco, Yoongi não tem pena de ninguém, impossível.

— Quer ajuda? eu posso te ajudar a por a camisa...

Arregalo os olhos quase caindo ao por a bermuda. Engulo em seco pondo a mesma e logo ponho o cinto. Visto a blusa e tusso tentando manter o equilíbrio.

— Não! eu... eu estou vestido.

Abro a cortina e me sento sobre a maca, visto meus tênis e levanto.

— Obrigado pelas rou-

Paro de falar ao ver o mesmo com as roupas que estava mais cedo. Passo meu olhar sobre seus ombros e clavícula, recuo um passo e tusso.

— Cadê suas roupas da escola? sabe.. que pode pegar suspensão por está com o uniforme irregular, não é?— digo sentindo minhas mãos trêmulas, logo fito o chão.

— Minhas roupas? elas estão no seu corpo. Eu sou um pouco menor que você Hope-ah então minha bermuda ficou justa ao seu corpo, belo corpo, não?

Levo meu olhar ao do mesmo e coro ainda mais. Quem ele pensa que é para olhar meu corpo dessa forma?!

— Ya! temos aulas. Hoje saimos tarde da escola. — mudo totalmente de assunto, pego minhas roupas sujas de suco e ando na frente. Prendo uma risada e abro a porta saindo do local.

[...]

Copio e olho para o lado. Vejo Bryana sorrir para Min e volto meu olhar para o caderno, de dezenove matérias eu tenho dez aulas com Yoongi e com Bryana apenas — lê-se: graças a Deus. — uma cujo a mesma tenho com Yoongi, inglês. Reviro os olhos ao ver a troca de olhares de ambos.

— Yoongi fará dupla com Hoseok. — disse o professor ao escolher as duplas para o trabalho digitado.

Juro por tudo que é sagrado e acreditado na face da terra que não sei o que me deu, apenas levantei a mão e consegui a atenção da turma e do professor. Bom, eu não falo nas aulas, apenas presto atenção e consigo entender sem dificuldade.

— Queria... mudar. — digo fraco. — Acho melhor Yoongi fazer o trabalho com a Bryana professor. Eu posso fazer só.

— O que?! — sou cutucado por Yoongi. — Hope, não. Eu quero fazer isso com você.

— Faz com a Bryana, Yoongi.

Solto as palavras e ergo sutilmente minha sobrancelha esquerda. Desço a mão e volto a escrever em meu caderno.

[...]

Arrumo meu material e olho para o lado vendo Yoongi com uma cara de maus amigos. Eu fiquei com raiva, não sei qual era esse sentimento, nunca tinha sentido mas quando vejo ele falar com a Bryana me sinto estranho, talvez incomodado.

Saio da sala e ando para fora do colégio. Odeio os dias integrais, sempre saimos as sete da noite nas terças e sextas. Coço a nuca e suspiro, realmente me sinto cansado. Escuto uma buzina e me afasto dando passagem para o carro, o mesmo para o meu lado e vejo o vidro abaixar, estava pronto para entregar minhas coisas mas vejo Yoon dentro do automóvel.

— Vem, está tarde para você ir para casa. — observo seu sorriso e faço um breve bico.

— Nã-

— Hoseok, sinceramente estou cansado de como você me ignora, sério. Eu tenho algum defeito?

Nossa, não é pra tanto. Acabo entrando, ponho o cinto de segurança e cruzo os braços sentindo o sentimento estranho de novo. Ficamos o trajeto todo em silêncio, apenas observo a estrada, os hotéis enormes e lojas que ajudam a grande Seul ser tão linda vista da janela do meu quarto. Por um breve momento olho para Yoongi e observo seu rosto, ele é tão lindo, sua pele brilha, é inexplicável.

Sinto o carro parar e logo olho para o lado esquerdo da janela vendo minha casa. Olho para Min e o vejo retribuir o mesmo. Tiro meu sinto e abro a porta para sair mas logo sinto uma mão me segurar, fecho os olhos pensando o pior — talvez ele queira me dá umas broncas por lascar ele no trabalho de inglês, não é? — e sou puxado para dentro do carro novamente. Olho nos olhos de Min e por um segundo cogitei a hipótese de está apaixonado. Os olhos dele são incríveis, ele não cansa de ser tão bom não?

— Fala Yoongie.. — suspiro.

— Irei falar. — escuto a trava da porta ser ativada. Vejo Yoongi tirar a chave e logo o carro para de funcionar. Olho para ele e vejo a luz antes ligada ser desligada aos pouxoa deixando apenas a iluminação pública bater contra o carro.

— Então.. fala.

— O que foi Hope? semana passada você estava tão divertido e gentil comigo, eu fiz algo? — sua voz sai em um tom preocupado me fazendo assim suspirar de forma audível.

— Por que não pergunta para a Bryana? — solto novamente as palavras sem me precaver e cruzo os braços.

Eu não iria soltar isso, porém foi mais forte que eu, juro! eu iria dizer algo bem maduro e confiante mas apenas digo isso.

— Bryana? o que- Um segundo.. está com ciúmes Hoseok? — disse em ironia.

— O que? está louco? lógico que não. — acabo deixando escapar algumas risadas nervosas. Talvez um pouco de ciúmes, apenas talvez.

— Ah, é? — sinto ele se aproximar logo após soltar o cinto e me escoro na porta do carro.

— Humrum Yoongi. — afirmo olhando o mesmo se aproximar.

— Prefiro quando me chama de Minmin. — sinto uma de suas mãos sobre minha nuca e aperto minha mochila com todas as minhas forças. — Você está com ciúmes, eu sei Hope-ah.

— Como sabe disso?

— Eu sinto apenas por sua voz.

Fecho brevemente meus olhos ao receber o singelo carinho em minha nuca e ouvir a perdição em sussurro, Yoongi acabou de sussurrar tais palavras. Logo trato de tomar postura e quando iria empurra o mesmo arregalo os olhos.


Notas Finais


Gente, apatir de hoje os capítulos serão postados só nas quintas-feiras sem atraso.

-O que vocês acham que aconteceu?-

Beijos e até o próximo capítulo♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...