História Consequences - Camren - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Laurmila
Visualizações 53
Palavras 1.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sorry a demora, mas cá sto.

Boa leitura, tomates 💜

Capítulo 7 - Louca psicopata


- Eu nem acredito que aceitei te ajudar - diz bufando e negando com a cabeça. Dinah está de mal humor. O por que? Ela é uma mulher muito chata. Isso mesmo. Muito chata. Eu não obriguei ela a me ajudar, foi ela que quis. Você está de prova, né? Eu só fiz aquele lance do rosto pidão, mas em nenhum momento eu coloquei uma faca no pescoço dela e disse "ou você me ajuda ou você morre". Meu Deus, por que eu faço uns exemplos tão nada a ver? Sei lá. No momento eu não tenho tempo nem cabeça para pensar nisso, preciso convencer Dinah de que o meu plano vai dar certo.


- Dinah, pensa direito, oque pode dar errado? - ops, argumento incorreto. Eu sei que tem muita coisa que pode dar errado nisso e Dinah adoraria falar todas essas probabilidades.


- Oque pode dar errado, Camila? Sério mesmo que você tá me perguntando isso? Olha só, a Lauren pode nos ver e vir tirar satisfações. Já imaginou a cara de deboche dela? Pois eu já. E infelizmente queridinha, meu ego é muito alto para esse tipo de situação. Pior ainda, e se for a Ariana que nos ver? Imagine o barraco que ela pode armar achando que você e Lauren estão saindo de novo, ou achar que você está perseguindo as duas, que no caso, é verdade, e querendo matá-las? Eu vou meter a mão na cara dela - diz praticamente em um fôlego só e termina com um risinho "maléfico". Digamos que eu não sou a única que não gosta de Ariana Grande - que de grande só tem aquele cabelo dela.

- Tá, eu sei. Mil coisas podem dar errado, mas nunca iremos saber se não tentarmos, não é mesmo? E outra, se você quiser desistir, beleza, eu faço tudo sozinha - dou de ombros. Dinah olha para cima e suspira pelo menos umas três vezes.

- Ai, eu odeio ser sua amiga - considero isso como um "sim, vamos continuar com isso" e sorrio.


- Ninguém nunca te obrigou a ser -  pisco com o olho esquerdo, ela nega e me dá um abraço.


Repensamos essa idéia de eu vigiar as duas - Lauren e Ariana - pessoalmente. Então eu já havia começado a desanimar por não saber outro jeito de vigia - las, porém Dinah se lembrou de seu primo. Ele sim é digno de ser chamado de anjo, pois caiu de céu e vai nos ajudar bastante nesse meu "plano". John é um segurança e tem acesso a todas as câmeras de monitoramento do estado. Sim, eu disse do estado. Digamos que ele é um segurança muito importante para o governo. Para a minha sorte, ele e Dinah são bem íntimos e amigos - digo isso por que não é porque você tem um primo que necessariamente vocês seram amigos. Eu por exemplo não sou amiga dos meus primos. Na verdade eu tenho uma, mas infelizmente perdemos contato dois anos atrás - longa história. Enfim, ele irá me ajudar no seguinte: vai me dar acesso as câmeras da rua do jardim - que se você não se lembra é onde Lauren mora agora - da gravadora onde Lauren trabalha, a rua da gravadora e todos os outros lugares que eu acho provável que ela passe.

 Eu sei, eu sei. Não precisa me dar um sermão sobre como isso é uma atitude psicopata. Mas na verdade, não é nem um pouco psicopata ou seja lá oque de ruim que você estaja me chamando. Eu só estou me assegurando de que Lauren realmente mudou. De que ela realmente precisa da minha ajuda. Porque se não, de que vale eu continuar tudo isso? Por isso vou vigiar ela por pelo menos duas semanas. Ver se ela voltou a beber e fumar - que era uma coisa que eu odiava que ela fizesse. 

Ela dizia que só o fazia por causa do estresse e por causa das brigas que ela vivia tendo com sua mãe. Sim, brigas com sua mãe, a doce Clara. Que antes nem era tão doce assim. Quando Lauren se descobriu, percebeu que não gostava apenas de meninos e sim de meninas também, ela foi conversar com sua mãe - foi eu quem insistiu e incentivou por que se não fosse eu, provavelmente ela teria encoberto isso até hoje. Clara não gostou nem um pouco, pois é, em pleno século XXI existem pessoas de mente fechada e homofobicas, e a partir daí surgiram brigas e mais brigas. Eu sentia que aquilo tudo era culpa minha, por muitos motivos: eu incentivei Lauren a contar para sua mãe. Lauren se apaixonou por mim e ai percebeu que sentia atração pelo sexo feminino também. Dentre outras coisas. 

Essa culpa passou com o tempo, já que quando eu e Lauren criamos coragem de sair da sombra e mostrar para todos o casal lindo que éramos, Clara mudou completamente. As brigas enfim tiveram fim. Ela me amou de primeira. Nos demos super bem. Eu me apaixonei por seu irmão pequeno, Chris. Virei muito amiga de Taylor, sua irmã mais velha. Desde então eu mal ficava na minha casa. Minha nova casa era a dos Jauregui's. 

Enfim, eu preciso saber se ela voltou com isso. Preciso saber se ela está comendo direito, pois aquela lá parece mais uma criança do que uma adulta de 24 anos sem mim. Sério, você tinha que ver. Quando eu tinha que viajar por causa do trabalho, ficava mais ou menos três dias fora de casa, quando eu voltava ela só estava comendo Sucrilhos com leite ou danone. Uma vergonha, né? Ela não sabia fazer nada. Apenas miojo, mas eu acho aquele negócio -  apesar de saboroso - muito tóxico, então nem tínhamos em casa. Eu preciso saber todas essas coisas. Por que não faria o menor sentido eu chegar lá na sua frente, dizer mil e uma coisas achando que assim iria estar ajudando-a. Imagine a cara de confusa dela - caso ela não estivesse precisando de nada e tudo que eu pensei fosse loucura mesmo - e a minha cara de desespero quando percebesse que Dinah tinha razão desde o começo. Eu prefiro me assegurar de tudo antes de sair por ai dizendo as coisas. Já não basta ter estragado minha vida amorosa, não vou estragar a de Lauren com minhas loucuras - mas lembresse, isso é só se eu estiver errada. Oque provavelmente não seja, pois algo me diz que estou certa.


Você não me acha uma louca psicopata, não é? Por que se me achar, por favor, saia daqui. Na minha vida eu preciso de menos pessoas como você. 


Notas Finais


Eaeeeee, como estamos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...