História Consequences - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Corey Fogelmanis, Garota conhece o Mundo (Girl Meets World), Magcon, Sabrina Carpenter, Shawn Mendes, Sofia Carson
Personagens Cameron Dallas, Corey Fogelmanis, Jack and Jack, Matthew Espinosa, Nash Grier, Riley Matthews, Sabrina Carpenter, Shawn Mendes, Sofia Carson
Tags Drama, Garota Conhece O Mundo, Magcon, Romance, Sabrina Carpenter, Shawn Mendes, Shawnbrina, Vida
Visualizações 29
Palavras 1.910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada a quem me acompanha <3

Capítulo 4 - Chapter 3 - I will not fuck with you .... Yet.


Fanfic / Fanfiction Consequences - Capítulo 4 - Chapter 3 - I will not fuck with you .... Yet.

  Clarity Point Of View

 

  Mia sorri sinica e a minha vontade naquele momento era de pegar aquele cabelo dela e puxar tanto até não sobrar fio nenhum em sua cabeça. Aperto sem querer a mão de John, demonstrando nervosismo, assim como ele fizera também. 

 - Olá, gente. Não iam me convidar pra essa reuniãozinha ?

 - Mia ? A gente convidou o John, não precisava te chamar também já que você é a namorada dele. - Nash disse e levou um peteléco na cabeça de Nathalia, que havia se sentado ao lado dele no sofá. - Qual o seu problema ?

 - Você poderia não ser idiota numa situação séria ? - JJ diz, chegando com um copo de refri.

 - Desculpa, mas....Ah sim. Que merda! - ele disse, provavelmente caiu a ficha do que estava acontecendo ali.

 - Eu estou com Shawn.

 - Há quanto tempo se conhecem ? Shawn se mudou não tem nem três dias! - diz Cameron, indignado.

 - A gente se conheceu na minha viagem no começo do ano...

  Puxei John pelo braço e fomos para o quarto de hospedes, já que quarto do Nash fica trancado. Ele se sentou na cama, seu olhar estava triste.

 - Vou avisar o pessoal que vamos embora. - me virei e sua mão me puxa pelo braço .

 - Não vou embora, Clarity. Não darei esse gostinho a ela. Vamos ficar.

 - Ok. Vou buscar bebidas. 

  Desço as escadas e ouço a voz irritante de Mia, ainda contando a história de amor com o Shawn. Entro na cozinha e pego uma garrafa de vodka e um suco de laranja para misturar, junto com dois copos. Subo com cuidado e entro no quarto. 

 

  Eu e Johnatan estávamos bêbados, haviamos bebido a garrafa toda de vodka com suco. Nós dois riamos de tudo. 

 - Ela é uma vadia idiota. Não te merece. Nunca gostei de vocês dois juntos, sabia ? - digo o olhando nos olhos. Meu rosto estava vermelho, e deve ter ficado mais ainda quando comecei me aproximar do rosto dele.

 - Não gostava por quê ? - ele pergunta, aproximando o rosto dele do meu também.

 - Eu não podia tê-lo só pra mim. 

  E então nos beijamos. Começou com um beijo calmo e lento, nossas línguas pareciam se comunicar. Ele colocou as mãos em minha nuca, e eu no cabelo dele. Em um ato ágil, me sentei em seu colo e ele encostou as costas na madeira da cama. As garrafas estavam espalhadas no chão, ao nosso lado. Suas mãos desceram para minha cintura, me puxando para mais perto. Nunca imaginei que beijar ele seria tão maravilhoso. 

 - Isso não está certo. Eu me sinto horrivel. Você deve estar pensando que só estou te usando para esquecer ela...- ele cortou totalmente o beino.

 - Johnatan, eu não ligo. Eu gosto de você. - segurei o rosto dele. - E não me importaria de ser você o meu primeiro, sempre será você. Nada poderá mudar isso. 

  Ele sorriu e voltou a me beijar, mas desta vez mais ferozmente. John é a única pessoa com quem eu perderia minha virgindade, o unico que confio o bastante pra isso. Ele não sairá por ai contanto aos amigos que comeu uma virgem e depois dizer que só queria comer mesmo.

  Senti as mãos dele debaixo da minha blusa, começando a tira-la, e sua boca no meu pescoço, me fazendo arrepiar toda e soltar um leve gemido. Ao tirar toda a minha blusa, ele parou para observar meu sutiã de renda preto. 

 - Tenho que parar de tapar os olhos quando você se arruma. - ele disse e me senti corar as maçãs do rosto.

 - Você que é bobo. - dei um sorrisinho tímido e voltei a beija-lo. 

  Sinto suas mãos firmes em minha bunda e ele se levantar, então entrelaço minhas pernas em volta de sua cintura. Apesar de Johnatan não aparentar ser forte por causa de seu físico, ele era forte sim. E tomava todo o cuidado do mundo para não marcar minha pele pálida.

  Ele me coloca deitada na cama, ficando por cima. Beija meu pescoço e se afasta, tirando a blusa, revelando aquela barriga magra definida que ja vira tantas vezes, e sempre fico boca. Ele então voltou a ficar sobre mim, mas não deixava o peso do corpo em mim, apoiava-se nos braços. Beijou minha boca e foi descendo os beijos, até meus seios, cobertos ainda pelo sutiã, que com cuidado foi retirado. John ficou os observando por alguns segundos e aquilo me incomodava, ninguém nunca tinha me visto nua, e agora cá estou eu, nua e prestes a perder a virgindade com meu melhor amigo. 

 - Se quiser, a gente para.

 - Não. Tenh certeza do que quero, John. 

  Ele sorriu e me beijou. Logo sua boca estava beijando meus seios, sugando um com a boca enquanto no bico do outro passava a mão e apertava. Passava a língua no bico, me fazendo soltar leves gemidos.

  Mais uma vez ele se afasta, mas foi para tirar minha saia. Mordi o lábio, sentindo mais uma vez seus lábios tomarem os meus e sua mão, por cima da calcinha, fazia movimentos circulares. Devagar, ele desceus os beijos e ao chegar em minha parte íntima, me olhou como se pedisse permissão, então acendi com a cabeça e ele tirou a calcinha lentamente. Não queria ver a cara dele vendo minha vagina, é constrangedor.

  Ele pediu, delicadamente, para que eu abrisse as pernas. E foi o que eu fiz. Soltei um gemido ao sentir sua língua molhada passar por ela. Meu Deus! Que porra mais gostosa! Nunca tinha feito isso, mas posso dizer que Johnatan sabe usar a língua e, se ele continuasse usando apenas ela, logo eu estaria no ápice.

 

 

 - Merda.

 - Eu esqueci totalmente.

 - Não sujou tanto assim. - digo olhando a pequena mancha de sangue.

 - Tiramos o lençol e a capa, colocamos no fundo do cesto de roupas sujas para ninguem ver. - John diz analisando a situação. - Viramos o colchão.

 - Ok. 

  Tiramos o lençol e a capa do colchão e colocamos bem no fundo do cesto de roupa suja, bem por baixo das roupas que tinham ali. Viramos o colchão do lado contrário e colocamos lençol novo.

  Peguei o celular e vi que eram duas da manhã. Eu estava muito cansada, queria ir pra casa. 

 - Vamos pra casa ?

 - Tudo bem. 

  Descemos as escadas e vimos os meninos dormindo com garrafas nas mãos e a tv ligada. Passamos por eles e não vi Shawn, provavelmente foi pra casa e levou Mia junto. Agradeci mentalmente por isso.

 

  O caminho todo foi um silêncio, mesmo sendo o John ali, eu estava totalmente com vergonha. Meu melhor amigo tinha acabado de tirar minha virgindade. Ele viu minha vagina! E eu o vi totalmente nu e comprovei a teoria dos magrinhos. Ele foi totalmente gentil e carinhoso, tomou cuidado em cada movimento feito por ele. E eu me entreguei totalmente e confiei nele cegamente. 

 - Foi bom ? - perguntei sem me tocar. - Tipo...eu posso não ter sido a melhor que você já transou, mas não fui totalmente péssima...Eu acho.

 - Foi maravilhoso, Clarity. - ele disse ao dar seta para direita. Cara, são duas da manhã, pra que dar seta ? - Eu te amo e isso fez ficar maravilhoso. Não reparei que você arrepiou quando toquei-lhe na verilha e segurou o riso para não quebrar o clima, eu sei que tem cócegas. Não reparei nessas idiotices. Mas sabe a única coisa a qual eu reparei ? Que você é a garota mais perfeita que eu conheci.

 - Johnatan, você é um pedófilo. - digo, quebrando o clima. 

  Olhei para o lado, vendo as luzes dos postes se tornarem borrões conforme vamos nos distanciando. As palavras de John ecoavam pela minha cabeça, fazendo eu pensar que é por esse motivo, entre outros, que eu sou apaixonada por ele.

 

  Desci do carro depois de me despedir de John com um abraço e um beijo no rosto. Ele deu a partida e eu fui até a porta, procurando a chave na minha bolsa. Estava frio e tempo de chuva, queria logo minha cama.

 - Sabe, seria mais fácil se você ligar a lanterna do celular. - Olho em direção a voz. Era Shawn que estava encostado em seu carro, parado em frente ao portão da garagem. Nem o vi chegar.

 - Shawn, você é muito idiota. - digo me aproximando. Um trovão ecoou, me fazendo assustar.

 - Por que diz isso ? - cruza os braços, me olhando. Ele é lindo.

 - Você apareceu e acabou com o namoro do John.

 - Primeiro: não acabei com nada. Esse namoro já não estava bem um namoro. Ela já tinha traído ele várias vezes. Afinal, olha para ele: magrelo e estranho. Por que diabos uma 10/10 estaria com ele ? - aquelas palavras me deixaram irritada. Ele se aproxima de mim, cuspindo aquelas merdas. - Segundo: deveria me agradecer, agora o caminho está livre para você. Mesmo você sendo linda para ele.

 - O quê ? Você não fale assim de Johnatan. Você não o conhece, provavelmente só deve ter ouvido as asneiras que Mia disse sobre ele. - Ele deu um risinho. - E eu não vou agradecer porcaria nenhuma! Você fudeu com a vida dele.

 - Clarity, minha querida, eu não fudi nada - ele se aproximou do meu ouvido - ainda.

Sorriu sapeca e entrou para casa dele. Senti uma gosta d'agua cair sobre mim. Corri e fui para casa.

 

  Minha mãe tomava café da manhã, ao lado de um desconhecido. Ela chegou ontem da viagem, não se importou comigo e nem um mês depois que meu pai morreu, estava comendo com outro na mesma mesa que meu pai. Puta merda! Eles trocavam olhares e eu apenas observava tudo encostada na pia com uma xícara na mão. Ver aquilo estava me deixando enjoada.

  Fui para o meu quarto, coloquei um vestido jeans e um camisete verde por cima, calcei um all star branco e sai, falando para minha mãe que ia na biblioteca. Na segunda feira teríamos prova e eu faltei bastante nesses últimos dias.

 

  O dia estava lindo, parecia que hoje iria acontecer algo diferente. Eu me sinto diferente. Talvez esteja relacionado ao meu acontecimento com John. Será que ele contou algo para alguém ? Não, ele nao é assim.

  Entrei numa cafeteria, estava com fome e apenas uma xícara de chá gelado não ia resolver. Pedi alguns cookies e suco de laranja natural para viagem. Enquanto esperava meu pedido, vi Shawn entrar. Ele me viu e sorriu.

 - Está me seguindo, Mendes ?

 - Claro que não, florzinha. Tenho coisas melhores para fazer do que ficar seguindo você.

 - Tipo comer a Mia ? - eu ainda estava nervosa. - Shawn, você poderia pegar tanta menina, mas logo a Mia ?

 - Não comi ela ontem. Ela sentiu um mau estar e eu a levei para casa. Ah, como foi sua noite com John ? - perguntou vendo o cardápio.

 - O que ?

 - Qual é! Todo mundo já está sabendo que John ficou com você, Clarity.

 - Como você sabe ??

 - To brincando. Eu não disse pra ninguém. Não vou fuder com você, ainda.

  Novamente ele dizendo isso. Fuder comigo ? Em qual sentido ? Como ele sabia da minha noite ? Que droga, Mendes. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...