1. Spirit Fanfics >
  2. Consequences >
  3. Capítulo 11

História Consequences - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um..♥️

Capítulo 12 - Capítulo 11




PV Autora

O barulho dos saltos no piso, a movimentação nos corredores, o cheiro de tinta das impressoras e até o falatório junto aos toques incessantes dos telefones, tudo fazia com que Bonnie se sentisse em casa. Com um suspiro de alívio, ela saiu do elevador, caminhando até sua sala. Finalmente os dias de descanso recomendados pelo médico chegaram ao fim. Bonnie estava ansiosa para voltar ao trabalho, aliás, ela havia sido promovida e nem ao menos teve tempo de se dedicar ao novo cargo. Ser editora chefe era algo que exigia tempo e eficiência, por isso, Bonnie decidiu manter a gravidez em oculto por enquanto. Quando conversou com Alaric sobre sua volta, não revelou o real motivo de seu afastamento, apenas lhe disse que havia sido um problema de saúde. Claro, ela tinha plena consciência de que essa mentira não duraria muito, mas bastaria por enquanto.

Ela observou as pessoas acenarem para ela enquanto caminhava para sua sala. Com muitos anos de tanta convivência, os funcionários acabavam se apegando uns aos outros, e isso incluía Bonnie. Ela parou diante de sua porta levando a mão até a maçaneta, quando braços fortes rodearam sua cintura e um peitoral firme se colava em suas costas.

- Estava se escondendo de mim, minha linda..? - A voz de Nathan ecoou em seus ouvidos, enquanto a respiração do mesmo esbarrava em seu pescoço. Seu corpo automaticamente se arrepiou, se rendendo a situação. Ah, os hormônios!

- É bom te ver também Nathan..- Exclamou Bonnie se afastando de seus braços e adentrando sua sala, sendo seguida pelo rapaz.

- Bom..? Não.. será prazeroso..- Declarou o mesmo, com um sorriso malicioso nos lábios enquanto fechava a porta atrás de si.

Bonnie havia conhecido Nathan na empresa. Ele fazia parte da equipe de marketing e sempre lhe enviará cantadas baratas. Até que uma saída entre funcionários, muita bebida e uma carência a fizeram ceder a seus encantos, aliás não havia sido nenhum sacrifício, ao julgar sua aparência. Nathan ostentava lindos olhos azuis cintilantes, que contrastavam com seus cabelos escuros em ondas perfeitas. Uma barba aparada modelava seu maxilar e seu corpo de 1,90 era bronzeado na medida certa para a perfeição. Depois daquela noite juntos, eles mantiveram um tipo de "amizade" com benefícios. Bonnie nunca reclamou, nem mesmo desperdiçava sua companhia. Até agora.

- Eu preciso trabalhar Nathan..- Exclamou ela. Ele fez uma careta enquanto se aproximava.

- E eu preciso matar a saudade da minha linda..- Declarou ele, envolvendo os braços em sua cintura novamente. Bonnie se afastou de seus braços, caminhando até sua cadeira.

- Fiquei fora por muito tempo.. eu realmente preciso me concentrar agora..- Disse ela ao se sentar.

- Tudo bem... eu entendo, lado editora chefe ativado...- Disse ele levantando os braços em sinal de rendição. - Mas hoje a noite não terá desculpas.. estarei te esperando no meu apartamento às 20:00 com a melhor comida tailandesa da cidade..- Declarou piscando para ela. Bonnie abriu a boca para protestar, mas Nathan já havia fechado a porta atrás de si. Ela balançou a cabeça sorrindo. Ele nunca mudava.




...




O resto do dia passou rápido para Bonnie. Haviam tantas coisas para serem feitas que ela mergulhou no trabalho por completo, se não fosse por Caroline aparecendo no seu escritório como um furacão a forçando a comer, nem almoçado ela teria. No final de seu expediente, Alaric entrou em sua sala, com um sorriso atencioso nos lábios.

- Como estão as coisas com o novo cargo..? - Perguntou ele, enfiando as mãos nos bolsos da calça social.

- Estão ótimas. Eu agradeço de verdade por essa oportunidade..- Exclamou com um sorriso.

- Fico feliz com isso..- Afirmou ele. - E como está sua saúde..? Tem certeza que já tem condições de voltar..? - Perguntou.

- Já estou novinha em folha... Não há com o que se preocupar..- Exclamou convicta.

Alaric lançou um olhar curioso, estreitando os olhos como avaliação. Mas por fim, assentiu com a cabeça.

- Tudo bem então. Qualquer coisa me comunique..- Exclamou com um sorriso, antes de deixar sua sala. Suspirando aliviada, Bonnie voltou a recolher suas coisas.

O tempo estava nublado e o clima especialmente frio na cidade. Talvez o jantar com Nathan fosse realmente uma boa idéia. Uma lareira, vinho e quem sabe uma noite mais quente. Parecia uma boa idéia para ela. Bonnie mandou uma mensagem confirmando seu encontro e pegou um táxi em direção ao apartamento de Enzo. Infelizmente ainda não poderia voltar para casa, por meios de segurança, segundo Enzo e Caroline. Mas Bonnie sabia que sua amiga fazia isso apenas para provoca-lá.

Já estava escurecendo quando Bonnie chegou na casa de Enzo. O silêncio e a luz baixa da sala era novidade. Bonnie caminhou até a sala de estar, franzindo o cenho ao ver o sofá estendido em seu modo cama, com algumas almofadas e um lençol que aparentava ser bem quente e macio estendido sobre o mesmo. A TV estava ligada em uma plataforma de séries e filmes e o cheiro de pipoca inundava suas narinas.

- Enzo..?! - Chamou desconfiada.

Foi possível ouvir alguns barulhos na cozinha, antes de Enzo aparecer com duas vasilhas de pipoca, uma latinha de cerveja e outra de refrigerante zero equilibrados em seus braços.

- Bem na hora..- Declarou ele com um sorriso. - Já programei nossa noite de hoje, vou até deixar você assistir aqueles filmes clichês que tanto gosta..- Afirmou, enquanto deixava as coisas sobre a mesinha de centro.

- Enzo.. Eu... isso...

- Eu espero você tomar um banho.. não tem problema..- Exclamou se ajeitando no sofá.

- Na verdade... eu meio que tenho um jantar hoje..- Declarou ela ajeitando a bolsa em seu ombro. Enzo piscou algumas vezes, estreitando os olhos.

- Um jantar..? Tipo de negócios..? - Perguntou arqueando as sobrancelhas.

- Tipo um jantar entre amigos..

- Então terá mais pessoas..?

- Não Enzo... eu irei jantar com um amigo.. na casa dele...- Falou Bonnie caminhando até a escada.

- Espera....- Disse ele, se levantando do sofá. - Você está indo em um encontro..? - Perguntou arqueando as sobrancelhas.

- Algum problema..? - Perguntou com ironia.

- Sim... quer dizer.. Não..- Exclamou bagunçado os cabelos. - Você é livre para fazer o que quiser... mas... agora tem meu filho aí com você..- Declarou indicando sua barriga.

- Isso não muda nada, Enzo..- Exclamou cruzando os braços.

- É claro que muda... você não pode mais sair com qualquer um.. não carregando meu filho..- Exclamou indignado.

- Eu vou fingir que não ouvi isso...- Disse Bonnie se virando para escada novamente.

- Desculpa...- Lamentou ele, a impedindo de subir novamente. - Você tem razão.. Não muda nada.. Eu só achei ... Deixa pra lá. Eu nem esperava que você fosse aceitar passar esse tempo comigo mesmo.. - Suspirou olhando para o sofá, bagunçando os cabelos novamente. - Só me avise se precisar de alguma coisa..- Declarou ao passar por ela e subir as escadas em passos longos.

- Enzo...- Tentou chamar, mas foi inútil. Ele já havia sumido de vista, só restou o barulho da porta de seu quarto batendo.

Respirando fundo, Bonnie deu uma última olhada para sala. Todas as coisas que Enzo havia preparado para os dois, do jeito que ela gosta. Aquilo aqueceu seu coração de uma forma boa. Balançando a cabeça para afastar os pensamentos, ela subiu as escadas em direção a seu quarto.



...



20 minutos. Esse era o tempo em que Bonnie estava parada em frente ao espelho, ainda enrolada em sua toalha. O vestido preto longo permanecia estendido sobre a cama. Nathan já havia lhe mandado algumas mensagens a sua procura, mas Bonnie as ignorou. Ela não havia perdido todo esse tempo apenas inspecionando sua barriga, não, sua mente traiçoeira fazia questão de relembrar o olhar triste que Enzo lhe deu antes de sumir. Seu desapontamento por saber de seu encontro. Até mesmo sua falta de jeito por ter planejado toda uma noite para os dois. Bonnie não poderia ignorar isso, poderia..?

Mas ela tinha o total direito de sair com alguém, aliás, seria o justo a se fazer se for considerar todas as vezes em que Enzo saiu com alguém, mesmo ela estando em sua casa, ou até mesmo a audácia de trazer Aurora. Então por quê ela não conseguia se desfazer desse sentimento de culpa..? Por quê a ideia de um jantar ao lado de um homem maravilhoso como Nathan já não parecia tão agradável quanto assistir a um filme clichê no sofá da sala acompanhada do pai de seu filho..?

- Você pode fazer isso Bonnie Bennett..- Bonnie afirmou a si mesma pelo espelho. - Argh.. Eu te odeio Enzo St. John! - Murmurou ela, pegando seu conjunto de moletom e arrancando a toalha do corpo. O jantar com Nathan poderia esperar.

Bonnie saiu do quarto, já confortável em seu moletom, espiando a porta de Enzo que ainda estava fechada, deixando ultrapassar o som pesado do que ela reconheceu como indie rock estourando nos alto falantes. Obtendo isso como um aviso de não perturbe, ela desceu as escadas de volta a sala. Tudo permanecia no mesmo lugar, um sinal que Ruth não estava de serviço naquele dia. Com algumas pipocas murchas e um refri não muito gelado, ela se enfiou debaixo das cobertas e colocou um filme qualquer. De todas as formas que Bonnie havia imaginado o fim dessa noite, essa com certeza não era uma opção. Quando ela havia perdido o controle de sua vida..? Bom, essa resposta estava crescendo em sua barriga.



...



Enzo deixou seu quarto algumas horas depois. Nada como uma boa música alta e algumas séries de exercícios para acalmar sua mente. Ele não poderia se permitir perder o controle tão facilmente.. outra crise não, não por ciúmes. Quanta baboseira, é claro que ele não estaria com ciúmes de Bonnie, era apenas cuidado com seu bebê. O pensamento de Bonnie com outro homem, compartilhando risadas, toques.. ou até mesmo uma cama, o tirava o juízo. Quem ele estava tentando enganar..? O bebê não ligaria para isso, ele nem ao menos tinha consciência. Essa era apenas sua mente dominadora e egoísta brincando consigo.

Não segurando sua curiosidade, Enzo espiou o quarto de Bonnie, já que sua porta aberta lhe permitia uma boa visão do espaço. Ela já deveria ter saído. Ele deveria ter aceito o convite de Damon para ir até o bar também, encher a cara e arrumar uma boa companhia para noite. Era simples. Mas não.. ele tinha que insistir em uma aproximação com a mãe de seu filho. Essa qual, provavelmente estaria nos braços de outro neste momento.

Bufando, Enzo desceu as escadas com passos pesados. Contrariando todas as suas expectativas, a TV da sala estava ligada em um filme qualquer e Bonnie resmungava coisas ilegíveis durante o sono. Um sorriso surgiu em seus lábios ao ver a imagem daquela pequena mulher enrolada sobre o sofá. A coberta estava jogada ao seus pés e seu pescoço estava em uma posição um tanto desconfortável. Ao se sentar ao seu lado, Enzo puxou o lençol para a cobrir, se arrependendo logo em seguida quando a mesma se remexeu. Bonnie se espreguiçou no sofá e se aconchegou ao seu corpo, como se ele fosse um grande travesseiro. Revirando os olhos ele catucou seu ombro.

- Você não deveria estar em um encontro..? - Enzo perguntou divertido.

- Cala a boca! - Exclamou Bonnie se ajeitando ainda mais sobre seu peito.

Um sorriso surgiu nos lábios de Enzo, enquanto o mesmo a envolvia em seus braços. Por mais que a noite não tenha saído como planejado, ou a situação fosse completamente desconcertante. Ele não se sentia bem assim havia um bom tempo. As coisas realmente pareciam.. certas!










Notas Finais


Desculpa pelo capítulo pequeno, prometo melhorar na próxima!

Espero que estejam gostando.. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...