1. Spirit Fanfics >
  2. Consequências -Changki >
  3. Amar você teve consequências

História Consequências -Changki - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiro song/sad fic,então se estiver horrível relevem por favor 🥺

Nada que acontece aqui é real!¡

Boa leitura🌷

Capítulo 1 - Amar você teve consequências


Pela milésima vez naquela noite Minhyuk ligara para o melhor amigo,e pela milésima vez havia caído na caixa postal.

O garoto já ficava sem paciência e a preocupação só aumentava. Os garotos se conheciam a décadas e algo assim nunca havia acontecido.
O mais velho havia viajado para um lugar na qual o sinal era péssimo, por isso não pôde ter contato com os amigos,e quando chegou foi bombardeado por notícias, e dentre estás estava a que o Lim tivera terminado com o namorado,Yoo Kihyun.
Minhyuk sabia que Chang era perdidamente apaixonado pelo garoto,e aquilo o fez ficar extremamente preocupado com o mais novo.

Cansado de não ser atendido, Lee decidiu ir até a casa do amigo.
Não demorou a chegar lá, afinal não moravam tão longe assim um do outro.
Sabendo que provavelmente não seria atendido caso tocasse campainha,pegou a chave que estava em baixo do tapete -Sim, Changkyun conseguia ser impressionantemente imprevisível as vezes- e logo entrou na casa.
O local estava escuro,e o que o iluminava era a luz da lua que entrava por frestas na persiana antiga e empoeirada que se situava na única janela da pequena sala.

Lim morava em uma casa pequena e velha que havia alugado, normalmente passava mais tempo na casa do namorado, faculdade e trabalho do que na própria casa,por isso não se importava tanto assim em viver naquela espelunca.
O mesmo já fazia planos futuros de ter sua própria casa e uma família,tudo isso ao lado de Yoo, mas ao que parece seus planos haviam ido por água a baixo.

Quem via os dois pombinhos apaixonados pensava que os dois tinham uma relação perfeita,que tudo aquilo era um verdadeiro mar de rosas, mas apenas Lim sabia o quão aquele namorado era tóxico e fazia mal para si.
Os amigos não tinham noção do que acontecia com aqueles dois, ninguém tinha.

Minhyuk segiu até o quarto do mais baixo, as luzes também estavam apagadas.
Abriu a porta vagarosamente,logo se assustou com o que viu,o estado do amigo era simplesmente deplorável.
Ao ouvir o rangido da porta, Lim direcionou os olhos para o mais velho, porém não expressou reação.

Lenços usados, problemas com confiança

Copos na pia, eles não te consertaram

Travesseiros solitários na cama de um estranho

Pequenas vozes em minha cabeça

Segredos mantidos, pare o sangramento

Perdi um pouco de peso porque não estava comendo

Todas as almas que eu não consigo ouvir.


Lee não tardou a acender a luz,vendo que o menor estava muito pior do que parecia.
Pôde ver o quão magro e abatido o outro estava, inúmeros e profundos cortes nos braços,as grandes e fundas olheiras,as orbes negras e inexpressivas que o encaravam pareciam estar clamando por ajuda.
Quando deu o primeiro passo em direção ao mais baixo parou imediatamente ao sentir e ouvir um pedaço de vidro se quebrando, o olhar imediatamente foi ao chão, vendo um copo quebrado ali.
Percorreu o olhar por todo chão, vendo por fim fotos do antigo casal,vidros de remédios e algumas gotas de sangue.
O olhar voltou ao garoto encolhido sobre os lençóis brancos que estavam com sange por todo ele.

–Chang...

Foram as únicas coisas que Lee conseguiu dizer antes de correr até o amigo,  o envolver num abraço delicado e desabar em lágrimas.
Changkyun por sua vez apenas retribuiu o abraço,se permitindo chorar também no ombro do melhor amigo.
Depois de longos minutos de choro,e um Minhyuk pedindo perdão por não ter chegado antes e impedir o amigo de fazer tantas besteiras, finalmente o chororó havia acabado.

–Jooheon me contou o que aconteceu...sinto muito por vocês dois...

Não sabia ao certo o motivo do término,mas logo iria descobrir afinal,o melhor amigo o contava tudo,ou era o que achava.
O olhar inexpressivo logo voltou a face de Lim, os olhos se direcionados a algum ponto aleatório do quarto. Hesitou algumas vezes antes de finalmente soltar um simples "Ah", Min olhou para o mais novo, começando a acariciar cabelos bagunçados do mesmo.

–Quer me contar o que aconteceu?

Perguntou hesitante. Não queria parecer evasivo e nem nada,mas não podia negar que estava curioso,afinal sempre aparentaram ter uma relação tão perfeita e digna de um romance clichê daqueles que Chang o obrigará a todas as sextas-feiras. Mas,é como dizem,nem tudo que parece é o que realmente é.

–Kihyun era um filho da puta, controlador e que me fez ser extremamente dependente dele. Além de me trair e dizer que a culpa foi minha...

Disse em um fio de voz, mordendo fortemente o lábio inferior numa tentativa de não voltar a chorar.
Minhyuk não havia entendido bulhufas do que o mais novo tinha dito.
Apenas deixou o menor prosseguir.

–Não foi a primeira vez sabe.- Então o mais alto o olhou como se dissesse "E por que não terminou antes?"–Ele dizia que eu não era nada sem ele e que ninguém me amaria como ele.

Changkyun tinha respiração pesada e os olhos marejados.

–Eu me tornei dependente dele,e eu por anos continuei com esse namoro horrivelmente tóxico. Tivemos momentos tão bons...eu me lembro de todos eles.

Te amar foi juvenil, selvagem e livre

Te amar foi legal, quente e doce

Te amar foi luz do sol, foi estar sã e salva

Um lugar seguro para baixar minha guarda

Mas te amar teve consequências.


De repente a mão esticou pegando uma das fotos que estavam espalhadas na cama,uma Polaroid um pouco antiga na qual a estava escrito no verso "Primeiro Halloween Changki. Eu te amo meu gatinho." havia sido o ex quem escreveu aquilo,na foto Yoo estava vestido de pirata enquanto o Lim trajava orelhas de gato e uma calda,ambos pretos,e os dois se abraçavam e tinham grandes sorrisos no rosto.
A poucos meses Changki o shipp que os amigos criaram havia para os dois há tempos atrás, antes mesmo de ser real.

Depois de longos segundos analisando a foto, Kyun pegou outra foto, nesta, Chang estava distraído,os cabelos bagunçados e o blusão moletom do Yoo só deixavam mais aparente que estavam largados em casa aproveitando uma tarde -que se Chang não estivesse engado estava chovendo.- aquele dia fora inesquecível, não por terem feito algo grandioso,fora simplesmente uma tarde recheada de risadas e segredos que só os dois sabiam.

Hesitação, conversas constrangedoras

Convivendo com a expectativa baixa

Cada sinal que estive ignorando

Estou pagando.


Um pequeno sorriso se formou nos lábios maltratados de Chang, Lee por sua vez olhou a foto, abraçando novamente o amigo.
Desta vez quem pegou uma das fotos foi ele, Kyun se lembrava muito bem daquele dia.

Dia 14 de Setembro, aniversário de namoro dos dois.
Naquele dia eles estavam completando 4 anos de namoro,ou seja, ano passado.
Os dois estavam num restaurante onde eles amavam ir. Aquele dia tinha sido um dos dias mais felizes da vida de

Te amar foi juvenil, selvagem e livre

Te amar foi legal, quente e doce

Te amar foi luz do sol, foi estar sã e salva

Um lugar seguro para baixar minha guarda

Mas te amar teve consequências.


Pegou a última foto,antes de desabar em lágrimas.
Nesta,o mais velho vulgo Kihyun, estava tomando um sorvete e o rosto estava sujo de sorvete de menta -o sabor favorito do mesmo- e o garoto sorria bobo. O momento em questão foi maravilhoso,mas o resto da noite foi uma das piores na vida de Kyun.
O namorado,agora ex, havia surtado quando supostamente um outro homem mexeu com Lim e o mesmo gostou daquilo. Mesmo que aquilo fosse apenas sendo coisa da cabeça do garoto,os dois tiveram uma briga e Kihyun disse coisa horríveis para o mais novo, coisas como "-Sabe que ninguém vai te amar como eu!" "-Não pode me deixar, você não é nada sem mim!" e depois apenas ganhou um pedido de descupas e uma noite de foda.

Aquela foi só a primeira vez de muitas que viriam.
Foi a mesma coisa quando Changkyun descobriu que Kihyun o traía,a mesma coisa quando os dois brigavam por coisas banais ou sérias.
E todas as vezes que Chang ameaçava terminar ouvia as mesmas palavras "Você não é nada sem mim."
Por isso nunca terminaram,por puro medo e insegurança de Kyun.

Te amar foi idiota, obscuro e sem valor

Te amar ainda me machuca

Pois te amar foi luz do sol, mas então caiu uma tempestade

E perdi muito mais que meus sentidos

Porque te amar teve consequências


Lee abraçou fortemente o garoto, este que se permitiu chorar a vontade, chorou lembrando de todos os momentos bons e ruins e com o ex, chorou por se achar tão idiota a ponto de não conseguir romper o namoro tóxico antes de ser machucar tanto,e chorou por um dia ter gostado de alguém assim.

Lim Changkyun se achava um sujeito de sorte por ter um melhor amigo tão carinhoso quanto Lee Minhyuk e se achava também um sujeito de azar por namorar alguém tão horrível quanto Yoo Kihyun.


Notas Finais


Não revisado!¡

Eh isso neah, não odeiem o Kihyun 🙇🏻‍♀️
Até uma próxima
:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...