História Contador de Histórias - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias A Casa de Cera (House of Wax), A Múmia, A Regra do Jogo, A Usurpadora, Agents of S.H.I.E.L.D., Anjos da Noite (Underworld), Arrow, Babilônia, Batman, Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Blade: O Caçador de Vampiros, Capitão América, Criminal Minds, CSI: Crime Scene Investigation, Deadpool, Demolidor (Daredevil), Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, Grimm, Guardiões da Galáxia, Heroes, High School Musical, Homem-Aranha, Homem-Formiga, Lanterna Verde, Legends of Tomorrow, Malhação, O Agente da U.N.C.L.E., O Massacre da Serra Elétrica, Os Instrumentos Mortais, Os Vingadores (The Avengers), Saga Crepúsculo, Sense8, Shadowhunters, Spartacus, Star Trek (Jornada nas Estrelas), Star Wars, Supergirl, Supernatural, Tarzan, Teen Wolf, The Flash, The Originals, The Vampire Diaries, Thor, Transformers, Troia, X-Men
Personagens Aaron Hotchner, Alexander "Alec" Lightwood, Barry Allen (Flash), Brett Talbot, Bruce Wayne (Batman), Capitão Sean Renard, Castiel, Clint Barton, Dante Stewart, Dean Winchester, Derek Hale, Derek Morgan, Dick Grayson, Eddie Thawne, Hal Jordan (Lanterna Verde), Illya Kuryakin, Jace Herondale (Jace Wayland), James "Jimmy" Olsen, James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jay Garrick, Jeremy Gilbert, Jordan Parrish, Juliano Pereira, Leonard Snart (Capitão Frio), Magnus Bane, Malcolm Merlyn, Mason Lockwood, Matt Murdock (Daredevil), Napoleon Solo, Nathan Petrelli, Nicholas "Nick" Stokes, Nick Burkhardt, Nick Jones, Obi-Wan Kenobi, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Peter Parker (Homem-Aranha), Peter Petrelli, Peter Quill (Senhor das Estrelas), Pietro Maximoff (Mercúrio), Piotr "Peter" Rasputin (Colossus), Raymond "Ray" Palmer (Átomo), Sam Wilson (Falcão), Sam Winchester, Scott Lang, Scott McCall, Scott Summers (Ciclope), Stefan Salvatore, Steve Rogers, Theo Raeken, Thor, Tyler Lockwood, Wade Felton, Warrick Brown, Will Gorski, Wolfgang Bogdanow
Tags Adultos, Filmes, Gay, Homossexual, Homossexualidade, Novelas, Series, Sexo, Sexo Explícito
Visualizações 467
Palavras 2.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Crossover, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas, alguém por aqui ainda.
Esse aqui é o pedido de Paulo-Wolf-Br.
PWP

PEDIDOS OFF

Eu sei que estou bem devagar, mas infelizmente é o que a vida me permite hoje em dia.
Espero que gostem
Boa leitura

Capítulo 38 - Vice-Versa


Fanfic / Fanfiction Contador de Histórias - Capítulo 38 - Vice-Versa

Stiles Stilinski & Liam Dunbar

 

Teen Wolf

 

                                                                                                                                Vice-Versa

 

Stiles se inclinou sobre o motor e verificou as engrenagens na tampa do distribuidor novamente com um grunhido. – O que há de errado, afinal? Não quer funcionar por quê? – Ele estendeu a mão sob o distribuidor, correndo-a para as linhas de combustível. – Por que você está fazendo isso comigo? – Eles estavam pacificamente dirigindo por uma estrada secundária só quando o jipe, sem nenhuma razão que podia ver, tinha estalado e em seguida morreu. – Tente-la de novo! – Stiles gritou.

 

Liam suspirou e virou a chave na ignição, pela quinta vez, gemendo quando o carro não conseguiu virar. – Nada. – Stiles tinha parado e olhou em volta abismado por terem parado justamente numa estrada de terra. Ele deu de ombros e tirou sua camisa de manga juntamente com a regata branca que usava por baixo, a noite estava bem quente.  

 

Mesmo o Stiles já tinha se despojado de sua camisa para poder trabalhar mais confortavelmente sob o capô e então Liam deslizou no assento do motorista para que pudesse ver o melhor amigo de seu alfa na brecha entre carro e capota aberta. Ele sorriu de canto com a bela imagem focalizando no suor que escorria por cima da pele cheia de sardas. Em meio a esse riso ouviu o grito para tentar novamente.

 

Liam virou a chave e sorriu quando o motor rugiu para a vida uma vez mais. – Sim, deu certo, Stiles.

 

A seguir Liam saiu, deixando o motor ligado e caminhou ao redor da frente do carro quando Stiles deixou cair o capô cuidadosamente de volta no lugar. Eles já haviam flertado antes até mesmo com a provação de Scott que acabou entrando no meio e naquele dias fodeu os dois, mas desde então não tinham feito nada. Liam observou Stiles limpando as mãos e decidiu que era hora de fazer algumas coisas sem a presença de Scott, que era hora de fazer algo entre apenas eles.

 

– Voltando para a estrada nós poderemos encontrar um lugar para o almoço em uma hora, talvez duas. – Stiles sorriu e passou a mão carinhosamente sobre o capô.

 

– Ok! – Liam passou os braços ao redor da cintura de Stiles e empurrou-o contra a frente do jipe, pressionando em uma linha direta contra as costas do adolescente mais velho. – Eu não estou com tanta pressa assim. Acho que podemos nos divertir um pouco antes de prosseguirmos. – Disse ligeiramente.

 

Depois olhou em volta e continuou – Ninguém ao redor, apenas nós e aquelas vacas lá no pasto. – Liam riu cheio de malicia em seu rosto e deslizou a mão para o centro das costas de Stiles. Em seguida lhe puxou a camisa tirando-a e a sua própria veio a seguir antes de empurrar o outro para que estivesse debruçado sobre o capô do veículo mais uma vez.

 

Stiles riu de canto com a ousadia do jovem beta, mas apoiou-se no capô do jipe. Ele sentiu como o ronco do motor vibrava através de suas palmas das mãos e nas coxas pressionadas na frente. Provavelmente deveria ter lutado, porém isso parecia ser divertido além de que fazia tempos que não sentia um pau em sua bunda. Assim decidiu dar uma chance ao menino.

 

Liam se inclinou e afundou os dentes no pescoço de Stiles durante a execução de suas mãos indo para baixo em seu abdômen. Ele gemeu ao sentir os músculos definidos e encontrou a abertura da calça jeans e então assim abriu o botão e empurrou para baixo o zíper e logo começou espalmando o pênis por cima de sua boxer.

 

– Nossa! Você ta pegando fogo. – Liam disse bastante impressionado. – Nunca vi ninguém mais quente.

 

Audaciosamente Liam lambeu o pescoço de Stiles bem perto ao seu ouvido e usou a mão livre para empurrar as calças e boxer dele para baixo de seus quadris. Ele procurou no bolso de trás e tirou o pequeno envelope de lubrificante e arrancou apressadamente suas próprias calças de brim descendo-as em suas pernas. A seguir se inclinou para frente sobre o corpo a sua mercê e arrastou os dentes sobre a pele sensível atrás da orelha. Liam era jovem, mas tendo dois ativos como Brett e Scott, ele já havia aprendido bastante coisa.  

 

– Isso vai ter que ser rápido pela falta de tempo que temos. – Liam mordeu e fez estremecer o corpo de Stiles. – Huummm... – Em seguida esfregou seu pênis, agora livre, entre as nádegas da bunda de Stiles e gemeu para si mesmo.

 

– Vou ter que esperar muito. – Stiles perguntou com um sorriso cheio de necessidade que inundou sua face.

 

Liam afastou as compridas pernas distantes uma da outra e cobriu os dedos de uma mão com lubrificante então os deslizou entre as bochechas da bunda de Stiles. Ele queria estar dentro daquele buraco agora, mas precisou esperar e, sem provocar deslizou um dedo dentro dele até a junta, fazendo-o suspirar e arquear as costas.

 

Não teve como Stiles não gemer quando os dedos de Liam trabalharam dentro dele e usou os dentes para beliscar em seus ombros. Ele deslizou uma mão para baixo para alisar seu pênis rijo.

 

Com um largo sorriso nos lábios, Liam se inclinou para trás, trabalhando os dedos mais rápidos até que Stiles fosse nada mais do que uma bagunça choramingando sobre o capô do jipe. Depois então ele puxou os dedos para fora e deslizou-os sobre seu próprio pênis, sufocando uma respiração quando sentiu a pele sensibilizada e apertou-se contra o buraco liso. Ele passou as mãos em torno da saliência dos quadris e empurrou seu pau para dentro em um único movimento.

 

Stiles deu um leve grito com a pequena intrusão repentina dentro de seu corpo e desabou no capô, pressionando seu rosto no metal aquecido pelo motor roncando. Ele engasgou o ar e tentou ajustar, mas o jovem Beta não lhe deu tempo. Ele puxou de volta para fora e bateu para frente mais uma vez. Era tudo o que queria Stiles enquanto suas mãos arranharam sobre o carro à procura de firmeza.

 

Liam gemeu, resmungou, puxando quadris do adolescente mais velho com cada impulso. Ele podia sentir a vibração do motor através das coxas de Stiles e acrescentou um novo patamar para a sensação de estar dentro de um buraco, era muito alucinante. – Ungh! Ungh! Foda... Foda...

 

Liam podia sentir Stiles vir distante atrás dele enquanto o batia debruçado sobre suas costas. O mesmo levou uma das mãos ao redor de seu pênis, mas desta vez ele não veio. Em vez disso, apertou os dedos em suas bolas segurando-se para não gozar. Não foi fácil com Liam o fodendo veementemente, gritando em seu ouvido, ofegante e, gemendo através de seu orgasmo. Seus quadris perdendo seu ritmo e batendo em suas coxas mais devagar enquanto vinho dentro de seu corpo.

 

No instante seguinte, Liam tinha quase certeza de que perdeu a capacidade de ficar em pé e não discutiu quando Stiles rolou graciosamente tentando desacoplar. Ele sorriu satisfeito e deixou cair à cabeça sobre o ombro do adolescente mais velho. – Isso... Foi bom... Muito bom.

 

Stiles riu meio que sem fôlego. – Não terminamos ainda, Liam.

 

– Como? – Liam levantou a cabeça e, em seguida, sentiu Stiles balançar a ereção dura em sua coxa e ele olhou com surpresa. – Espere você não gozou? Eu pensei que você... Droga! Desculpe-me eu…

 

De repente, Stiles calá-lo com um sorriso e um beijo quente, percebendo que Liam pensou que tinha falhado com ele de alguma forma. – Não se preocupe com isso. Não foi você, eu quem não queria ainda, prefiro acabar de outra maneira. – Assim que terminou de falar, ele o virou até que menor estivesse recostado contra o capô. – Nós dois somos amantes de Scott, somos seus fundos. Nada mais natural que você me foda e eu a você. Isso é excitante.

 

A expressão chocada de Liam foi suavizada pela compreensão e concordância, seu rosto aquecido quando Stiles empurrou-o para o carro. – Sim, Tudo bem. – Sem tardança Stiles sorriu e empurrou por seus ombros. – Deite-se. – Liam foi com um gemido suave enquanto sentia o arrastar das unhas para baixo em suas costelas apreciando o tremor que atravessou o corpo dele.

 

Rapidamente, Liam levantou os quadris para que Stiles pudesse terminar o trabalho de tirar seus jeans. Ele ainda estava sentindo-se relaxado e satisfeito de seu orgasmo e, enquanto o mais velho se inclinou ao chão para encontrar o lubrificante que tinha caído, Liam engatou seus pés no pára-lama e abriu as pernas. Ele sorriu quando o outro veio de volta e parou, olhando com a boca aberta.

 

– Isso é demais... –

 

Com certeza, Stiles tinha que tomar posse de si mesmo uma segunda vez para não gozar apenas com aquela belíssima visão. Liam estava nu, espalhado e aberto com os joelhos para cima enquanto o motor continuava roncando debaixo dele. Se por alguma razão estava nervoso sobre estar na extremidade receptora desta vez, definitivamente não estava mostrando isso.

 

Stiles se inclinou sobre Liam e viu o olhar de concentração em seu rosto. Ele teria que encontrar uma maneira de distraí-lo e se curvou, colocando sua boca sobre a clavícula. Ele roçou os dentes no osso e lambeu descendo até seu mamilo, Stiles foi sugando com aspereza e ouvindo gemidos e mais gemidos.

 

Stiles recuou com um riso quase sem fôlego, satisfeito consigo mesmo. Ele respirou fundo, penteado para cima em seu próprio pênis e se inclinou sobre ele. – Liam, você é lindo... Agora eu entendo Brett, Scott e qualquer outro que o já tenha fodido. – Ele pegou seus pequenos lábios e puxou sua língua em sua boca, sugando até que o outro estava gemendo e, em seguida, empurrou para ele. O mais velho tinha a intenção de ser lento, suave, mas o instinto venceu e assim empurrou completamente para dentro. Ele batia seus quadris com força ao mesmo tempo em que Liam jogou a cabeça para trás com outro grito apoiando suas mãos na base do pára-brisa.

 

Liam, oh Liam... Você é demais...

 

– Você também... – Liam responde entre suspiros enquanto se ajustava para o pênis em sua bunda. Stiles não tinha o tamanho de Scott tão pouco à grossura de Bratt, mas se fazia notar.

 

Experientemente, Stiles se endireitou e colocou uma das pernas de Liam, jogando-o por cima do ombro, em seguida puxou os quadris para trás, saindo tão lentamente para fora do buraco e, em seguida, bateu de volta, forçando o corpo do outro uma polegada acima do capô. Ele usou os quadris de Liam para puxar-lo de volta e começou a foder forte e rápido.

 

– Oh... Stiles, droga!

 

Liam agarrou-se no pára-brisa e olhou para o seu corpo observando a forma como o membro rígido era empurrado dentro e fora de seu buraco. Ele estrangulou um pouco sobre um gemido, a cabeça caindo para trás novamente quando seu pênis endurecido passou mais de uma vez a sensação de ser tão completamente preenchido.

 

Stiles balançou a cabeça em admiração como o fluxo e as palavras estavam escorregando da boca do menor e ele tinha certeza de que o mesmo nem sequer percebe que ele estava dizendo tudo isso em voz alta. Ele sentiu o orgasmo rastejando de volta e gemeu mantendo o seu pau com força e velocidade.

 

– Isso, goze,goze para mim Liam... – Stiles disse quase num engasgo. Ele levantou-o rapidamente, torcendo seu pulso na cabeça e o mais novo entrou em múrmuros diante de seus olhos. Suas costas arqueadas novamente, os braços atirados para fora, com as pernas apertando em volta dos quadris que o batiam violentamente.

 

– Oooohhh! Isso é tão quente... Aaahhh! – Stiles já chegou perto de gritar como seu orgasmo, ele jogou a cabeça para trás, gritando para o céu bem acima de suas cabeças.

 

Não demorou muito para que Stiles voltasse a si e percebesse que estava ofegando por ar em cima do adolescente menor sobre capô do jipe ainda com o motor roncando embaixo deles, se não fosse o aquecimento do metal, seria algo bem parecido com uma massagem em seus corpos. Stiles sorriu e preguiçosamente rolou para o lado olhando para o céu estrelado.

 

Liam por sua vez, ainda gemia arfado ao seu lado. Ele não estava pronto para tentar um discurso mais uma vez porque o orgasmo tinha chegado bem perto de fazê-lo desmaiar com a força de sua intensidade. Ele estava ao lado de Stiles deixando o braço cair em seu peito com sua respiração pesada e ambos apreciando a lua da noite.

 

Stiles, de repente, sentou-se e gemeu, saindo cuidadosamente para fora do capô e se espreguiçou. Ele sorriu e caminhou devagar para o lado do motorista do jipe e Liam do carona. Eles se olharam partindo, voltando para Bacon Hills.

 

Continua...


Notas Finais


Gostaram, digam-me.
Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...