História Contanto que você me ame... - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Amor, Brigas, Romance
Visualizações 74
Palavras 799
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eaiiii, ta ai mais um capítulo, espero que gostem muito. ❤ desculpem os erros é que postei nas pressas. Boa leitura

Capítulo 8 - Alex X zedrik


- olá senhores, senhoritas... - ele falou e vi a outra mulher que estava na mesa quase babar olhando-o. Ele sorria. 

- finalmente Alex, você chegou - o ruivo acompanhado da mulher que so faltou babar na mesa falou - sente-se.

- obrigado jordan - ele respondeu sentando na cadeira vazia ao meu lado, eu havia escolhido um lugar distante de zedrik graças a Deus.

- então podemos continuar não é mesmo?  - jordan perguntou, todos assentiram, Alex nao tirava seu sorriso do rosto, eu apenas o olhava na visão periférica, ele era um homem muito bonito nao iria negar. Zedrik o olhava com raiva nos olhos enquanto o mesmo apenas o ignorava.Pedro falou algo que nao prestei atenção e Alex o respondeu.

- nao será necessário subornar nenhum dos seguranças do Gustavo para entrarmos lá Pedro, eu já tenho acesso a todos os computadores e aparelhos tecnológicos da mansão - todos continuavam prestando atenção nele - vou dar um jeito de colocar o meu nome e de zedrik - ele apontou para zedrik que revirou os olhos - no sistema, vamos entrar sem alarde como visitantes, jornalistas que marcaram uma entrevista com Gustavo, quando já estivermos la dentro e dermos a ordem vocês entram e a nossa festa começa.

- isso, muito bem Alex, boa ideia - Pedro falou enquanto catucava jordan que estava ao seu lado.

A conversa sobre esse assunto continuou, eu apenas observava tudo aquilo perplexa, nunca havia participado de uma reunião de criminosos antes né. Finalmente o assunto chegou ao fim.

- por hoje é só isso senhores, nossa próxima reunião será um dia antes da invasão - Pedro falou.

Eles iriam invadir a casa de um traficante, rouba-lo e mata-lo, ai ai meu Deus, onde fui me meter. Além de louco meu marido é bandido.

Todos se levantaram da mesa para se despedir de jordan e sua mulher que decidiram ir embora, eles logo saíram do restaurante, sentamos novamente, zedrik a minha frente emburrado, com certeza por conta que Alex estava sentado ao meu lado, zedrik as vezes tem uns ataques de ciúmes doentis.

- vamos beber um pouco? Precisamos relaxar agora - Pedro falou ascenando para o garçom que se aproximou de nossa mesa.

- pois não senhor - o garçom falou

- 1 wisk puro para mim e para minha senhora um suco de kiwi, e vocês??? - Pedro perguntou

- o mesmo que ele - Alex falou para o garçom e zedrik apenas balançou a cabeça negativamente.

- temos que ir - zedrik se levantou - ne meu amor? - ele completou, de verdade eu não queria ir, mas aiiiii de mim falar o que eu quero, apenas concordei, me levantei me despedindo de todos (Pedro e lilian); por último de Alex que estava atrás de mim. 

- até mais Alex - falei educadamente, foi a única coisa que consegui pensar no momento, o perfume de Alex adentrava minhas narinas me deixando um pouco atordoada, o melhor perfume que já senti na vida.

- até mais.... - ele falou esperando eu falar meu nome com sua mão estendida na minha frente, coloquei a minha ali sentindo seu toque quente, provavelmente minhas mãos estavam geladas.

- julie - falei para o mesmo que sorriu.

- bonito nome - ele falou e beijou minha mao, zedrik que antes falava com predro e lilian se virou vendo o mesmo beijar minha mão, o olhou com uma cara nada boa e veio até nois bufando se ódio, não haviam motivos para tudo aquilo, mas como já foi dito, zedrik é louco.

- nao lhe deu permissão para beijar a mão de minha esposa seu idiota. - zedrik falou e Alex apenas o olhou sério.

- a única pessoa que tem que dar permissão para toca-la aqui é sua esposa - Alex respondeu dando as costas a zedrik e sorriu de lado para mim, debochado.

- você quer brigar, é isso? - zedrik falou trincando os dentes e indo para o lado de Alex que se virou para ele fechando sua mão em punho.

- o que você quizer - Alex falou desferindo um soco no rosto de zedrik que caiu em cima da mesa, todos no restaurante olhavam para nós, zedrik tentava se levantar mas antes de acontecer Alex o pegou pela gola de sua camisa e deu mais 2 socos em seu rosto, que logo caiu no chão, é pelo visto Alex não vai com a cara de zedrik o tanto quanto zedrik nao gosta de Alex.

- seu idiota, vou te foder,  Você vai verrrrrr - zedrik gritou enquanto Alex apenas sorria passando a mão em seus cabelos e se virando para mim

- até mais - Alex falou me dando um beijo no meio da testa e saindo dali enquanto zedrik berrava como um bebê chorão nos braços de Pedro que o segurava.

Alex era um homem sedutor, eu havia gostado dele, gostado muito! 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...