História Contenção de danos - BTS - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Revelaçoes
Visualizações 16
Palavras 1.722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atualizei o capítulo, fiz o segundo nas pressas e saiu uma bosta, resolvi refazê-lo e aqui está

Boa leitura!

Capítulo 2 - Você me decepcionou, Jimin


— ouvi dizer que você matou o mark, o que ele te fez? — taehyung pergunta, segurando o saco de pancadas que Yoongi estava despejando sua raiva interior, Yoongi amava praticar boxer 

— matei, ele não sabe usar as boas oportunidades que a vida dá, e eu usei ontem para matá-lo. — Yoongi assume enquanto soca mais e mais o saco 

— use as oportunidades para algo inteligente, agora tem gente pior tentando matar todos nós, por culpa sua. BamBam e sua turma não brinca em serviço. — taehyung avisa, pegando o saco que Yoongi iria socar desviou, mas Yoongi fez menção de socar novamente 

— escuta aqui Yoongi... — taehyung faz menção de ir para cima do mesmo

mas namjoon que estava fazendo boxer avistou os dois 

 —  todos nós vamos fugir, mesmo sabendo que não temos nada lá fora, mesmo sabendo que podemos morrer por culpa de Yoongi. — namjoon avisa, colocando as mãos nos peitos dos dois que iriam iniciar uma briga ali mesmo 

— e o que você tem em mente? Nossas mentes estão fodidas aos poucos e você quer fazer algo que nem podemos conseguir ou continuar. — Yoongi pergunta, retirando as luvas de boxer e as jogando no chão 

— não temos nada, e você sabe. — Yoongi diz, desviando o olhar semicerrado para uma enfermeira que estava conversando com um dos guardas do lugar 

— talvez nós teremos em breve. — taehyung diz, se retirando e seguindo o olhar para a enfermeira enquanto ela passava por taehyung para falar com Namjoon 

— as dez horas, nós vamos sair pela ventilação da cozinha. — Virgínia avisa discretamente, e sai, mas antes ela entrega algo para namjoon 

— o que nós vamos fazer na cozinh... — Yoongi pergunta, com os olhos para o objeto que Virgínia entregou para namjoon 

—  fugir, chame os outros meninos, avise eles, e se arrumem, temos uma longa jornada hoje — namjoon interrompeu, avisando dando um leve soco em Yoongi que ainda estava sem entender nada 

— não tô com fé nisso, não temos nada lá fora, apenas lembranças que compartilhamos com ambos, mas é só isso. — Yoongi lembra namjoon, com os olhos marejados 

— confie em mim, confie em nós. — namjoon sussurra no ouvido de Yoongi, enquanto inicia um abraço

(...) 


— você viu aquilo? — jimin pergunta para jin, que estava ao seu lado fazendo abdominais 

— o que? — jin pergunta, se sentando no chão para recompor seu fôlego 

— namjoon passou algo para Yoongi enquanto se abraçavam. — jimin responde, dando um sorriso saliente, ele sabia que algo diferente iria 

— espero que não seja algo que nos faça sofrer de novo. — jin palpita enquanto volta a fazer abdominal — você deveria terminar de fazer a aula de muay thai — jin propõe, enquanto continua fazendo suas abdominais 

— agora eu vou fazer outra coisa. — jimin avisa, enquanto tira sua blusa do setor 8, andando em passos rápidos até a sala de enfermeiras 

— preciso fazer com alguma de vocês. — jimin diz, enquanto abre a porta e adentra a sala, com um sorriso sedutor e um olhar sexy 

— o que você quer? — uma das enfermeiras perguntou, docemente 

— preciso de você. — jimin diz, pegando na mão da mesma e a levando rapidamente para algum lugar calmo 

— eu precisava falar com mesmo com você. — a enfermeira avisa, entregando algo a jimin, fazendo o mesmo pegar o objeto

— o que você quer que eu faça com isso, Virgínia? — jimin pergunta, com um sorriso no rosto, ao pensar na breve resposta — quer que eu use essa corrente em você? 

— preciso que mate o doutor derick. — Virgínia avisa, enquanto olha os arredores, se certificando que não havia ninguém ouvindo a conversa 

— antes ou depois de vocês fugirem? — jimin pergunta, puxando a garota para perto de si, deixando suas respirações únicas — espero que me leve, do contrário, eu matarei você 

— namjoon quer que você vá com ele, não seja inoportuno. — Virgínia diz, tentando sair dos charmes de jimin, mas o mesmo pega em sua cintura, fazendo Virgínia se debater. 

— nunca mais tente fazer isso. — Virgínia diz,  jimin deixar a garota se soltar, ele sabia que era um caso perdido fazer o que ele queria naquele momento 

(...)


— temos um trabalho a fazer, e obviamente parece que iremos fazer isso juntos. — jimin diz, ao entrar na cela de Yoongi, com o objeto na mão que recebeu minutos atrás 

— o que ela te deu, é para fazer algo pior que eu? consegue fazer o trabalho sujo? — Yoongi pergunta, com um olhar presunçoso e um sorriso maldoso 

— quem sabe. — jimin responde se sentando do lado de jimin 

—  precisamos de tudo perfeito. — jimin diz, escondendo o seu objeto debaixo do travesseiro, o mesmo escutou barulhos de Chaves se aproximando, as chaves que ficam presas nas alças da calça do doutor 

— preciso de vocês dois na minha sala agora. — o doutor derick avisa e sai — preciso testar algo em vocês. 

— é agora, quando ele for colocar algo você, você se inclina pra frente, se debate na mesa e se solta, a Virgínia não irá nos amarrar provavelmente, nessa hora você já sabe o que fazer, agora vamos. — Yoongi sussurra, pegando os objetos e guardando em seu bolso, e entregando o de jimin 

(...) 


— temos dez minutos antes de sermos descobertos e procurados, então eu quero vocês todos juntos e prontos. — namjoon avisa, chegando nos meninos que estavam na mesa comendo algo

— estaremos prontos. — hoseok responde enquanto da uma colherada em sua comida 

— tudo corrido hoje, que inferno. — taehyung esbraveja, se levantando e jogando seu prato no lixo — não quero essa comida de merda. — taehyung grita, no pensamento de começar uma briga 

— vocês não sabem fazer uma comida de verdade não? Até quando vocês vão servir essa merda todo dia?— taehyung pergunta enquanto passa pelas fileiras das mesas, fazendo todos os outros jogarem seus pratos uns nos outros, iniciando uma briga 

— vamos. — taehyung sussurra olhando pros meninos,  enquanto sai 

— vamos, tá quase na hora. — jin avisa, saindo da mesa, enquanto todos os outros estão brigando 

— parem com isso. — os carcereiros chegaram, com armas de choque, usando-as no máximo de pessoas possíveis 

(...)

— vocês estão melhores das mentes? — o doutor derick pergunta, esperando a respostas dos dois para escrever em um caderno 

— estamos bem. — jimin responde enquanto pensa em como vai fazer algo tão anormal para o menino 

— preciso que você amarre eles. — derick avisa para a enfermeira, enquanto avalia os últimos exames dos meninos 


— tudo bem. — Virgínia apenas finge que os prende, deixando eles totalmente vulneráveis para fazer o que quiser

a sala do doutor não se escuta do lado de fora

— qual foi a última vez que eu apliquei adrenalina com algumas misturas em vocês? — o doutor pergunta para Jimin enquanto pega a seringa para aplicar no mesmo 

— nao sei, mas você pode me lembrar. — yoongi se levanta da maca, o mesmo empurra  derick em cima de Jimin, o mesmo se solta e pega a seringa das mãos do doutor 

— esperei muito por essa hora, doutor — Yoongi pondera, com o braço ao redor do pescoço do doutor, enquanto jimin distribui varios socos no estômago do doutor 

— me ajude. — derick implora, olhando com dificuldade para a enfermeira que estava fitando o médico caído no chão, cheio de sangue

— chega de ajuda, preciso que aplique essa droga em você. Ou a droga, ou a corrente — jimin pondera, enquanto anda e se senta no chão, na frente do médico 

— não vou fazer isso, isso vai me matar. — derick respondeu, fazendo menção de se levantar 

— opa, hoje não, não mais. — Yoongi diz, empurrando derick pelos ombros e fazendo ele cair novamente no chão

— você vai morrer de um jeito ou de outro. — Yoongi pega a seringa de jimin e aplica a droga no pescoço de derick 

— vamos embora, já deu. — Virgínia diz, tentando quebrar o silêncio que ficou depois que derick se debateu até morrer

— você me decepcionou, Jimin. — Yoongi pensa, enquanto foge anda vagamente pelos corredores até a cozinha

(...)

— quem vai primeiro? — Jungkook pergunta, fixando o olhar na ventilação do teto 

— Yoongi, ele é o mais pequeno. — taehyung responde, com um leve sorriso 

— mas meu pau é grande. — Yoongi diz, posicionando uma cadeira no meio da cozinha, ficando e pé na mesma — precisa da chave que você me deu. — Yoongi diz, olhando para a grade do teto e para namjoon 

— malditos parafusos de merda. Só nos atrasa. — Hoseok diz, dando varias voltas pela cozinha, enquanto olha Yoongi tirar os parafusos da grade 

— boa sorte para quem fica. — Yoongi pondera, jogando a chave de fenda para namjoon e dando um salto para dentro da ventilação 

— vamos, quanto mais rápido, melhor. — jimin, que estava observando a porta, avisa. — coloquem logo a enfermeira para ir na frente, mulheres são lentas. — jimin propõe, dando um sorriso de baixo para cima, observando o corpo de Virgínia 

— vá, não ligue para jimin, ele quer te comer e não admite. — jin diz, pegando a menina delicadamente até a cadeira e ajudando a menina a saltar para a ventilação 

***

— acho que eu tenho claustrofobia. — namjoon sussurra, parando de se rastejar pela ventilação, tentando se concentrar para não passar mais mal 

— vão mais rápido, precisamos tirar namjoon daqui. — Virgínia ordena, fazendo os meninos irem mais rápido, se rastejar por um lugar pequeno não é legal 

— aqui tá quente, muito quente. — namjoon sussurra, pensando na possibilidade de morrer dentro de uma ventilação

— chegamos. — Yoongi diz, saltando para fora, e percebendo o lugar que estava, um nunca visto

— aqui é lindo, diferente, mas é lindo. — Yoongi comenta, fechando os olhos e sentindo o ar passando pelos seus cabelos 

— galera, eu sei que aqui é lindo, e todas as coisas que no setor 8 Não tem, mas temos que levar namjoon para um lugar melhor, ele não está bem. — jimin avisa, fazendo Yoongi pigarrear e ir ajudar o amigo, que estava jogado no chão, ao sair da ventilação 

— conheço uma casa perto daqui, vamos. — Virgínia propõe, ajudando Namjoon a se levantar 

(...)

— esse lugar é...familiar, esse bairro é familiar. — jin diz, observando cada detalhe do lugar de fora pela janela da sala — a liberdade tem um ar, um ar diferente. — Hoseok diz, entrando na sala 

— todos estão no quarto, tentando ajudar Namjoon, ele realmente ficou mal com o lance da ventilação. — Hoseok sempre mantinha as mãos nos bolsos e um sorriso exuberante 

— vou buscar a morfina. — Seokjin diz, indo até um armário branco que havia na sala, Virgínia avisado que teria umas lá caso namjoon não parasse de passar mal 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que gostem, favoritem para não perder nada e me digam nos comentários o que acharam, não da pra fazer uma história sem saber o que vocês acham, amo vocês

O que será que irá acontecer daqui pra frente, já que os meninos só tem a Virgínia e não se lembram de muita coisa🤔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...