História Contos Da Meia-Noite - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance, Suspense
Visualizações 3
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 1 - Prólogo.


 

Nunca achei que isso poderia acontecer comigo, eu via na televisão e em jornais isso mais quando é com outras pessoas e não com você e diferente; perder seus pais em um acidente e você ser a única a ficar viva era um milagre, uma segunda chance de viver assim que todos iriam pensar. Quando acordei estava em um quarto luxuoso o desespero e a dor me fizeram lembra na hora como tudo aconteceu, estávamos indo à praia quando um carro se descontrolou e se chocou com o nosso eu vi meus pais mortos: o corpo de minha mãe estava jogado na pista já que com o impacto ele foi arremessado, meu pai estava com a cabeça dentro do volante e eu estava com o a minha perna presa no banco amaçado e quando eu estava sem forças e minha mente querendo se entregar a escuridão eu escutei uma voz.

- Senhor! Saio tudo como planejado os dois estão mortos, a garota está viva iremos leva-la. Fala um voz e tudo se torna escuridão.

 Quando eu acordo novamente eu pude notar que eu estava em um quarto enorme e luxuoso, o quarto era bem decorado e tinha moves lindos, quando por fim minha vista já tinha se acostumado com a luz eu me despois a olhar para mim naquela cama enorme com lençóis de seda negros eu vi que estava com uma camisola branca de seda rendada no busto meu braço estava enfaixado e minha perna esquerda também. Me arrastei até a berrada da cama e coloquei meus pés no chão senti meu corpo se arrepiar com o chão de madeira gelado mais mesmo assim eu tentei levantar mais infelizmente eu caí no chão fazendo mais barulho do que eu queria, quando eu tentei me levantar a porta se abre e um homem entra ele era alto de forte ombros largos e de postura imponente me varrendo com seus olhos verde mel e logo dá um sorriso torto e me pega no colo me colocando na cama novamente. Não consigo parar de reparar seu rosto de traços finos e com a barba rala mis benfeita e seus cabelos castanhos jogados para trás de um modo desajeitado. Nunca tinha visto um homem tão bonito como ele mais quando via um era casado ou gay mais isso era até irônico pois mesmo que eu acha-se bonito não iria me relacionar eu tinha medo de ser machucada.

- Está gostando do que vê? Pergunta o homem me fazendo ficar envergonhada sua voz era roca e forte.

- Eu.. e ..Desculpe. Falei baixo com vergonha.

- Como está se sentindo? Pergunta o homem.

- Como se um pedaço de mim fosse arrancado! Quantas horas eu dormi. Falei olhando ele sentado na cama me olhando.

- Hum! Você dormiu por três dias devido à perda de sangue mais agora está melhor. Bom chega de falatório descanse pois a noite irá ser longa antes que me esqueça você pertence a mim agora eu sou seu dono, te darei um tempo até a noite para descansar pois quando eu voltar eu quero você. Fala o homem roucamente.

- Não pensando bem não estou com um bom humor para esperar mais. Fala o homem vindo de encontro a mim mais quando eu ia sair pelo outro lado ele pega minha perna machucada e puxa para ele.

- Não adianta gritar pois ninguém irá te ajudar, não adianta fugir pois eu irei te encontra eu marque sua pele com meu nome e agora eu vou marca dentro de você para que fique bem claro que você e minha. Fala o homem rasgando a minha camisola me deixando só de calcinha mais essa também foi rasgada me deixando nua diante dele.

 Eu estava com medo meu corpo todo tremia ele estava estado em cima de mim me olhando sorrindo e tirando sua roupa, eu tentava me livrar de suas mãos mais era impossível ele era mais forte que eu. Suas mãos apertava meu corpo brutalmente me fazendo grunir de dor logo sua boca foi de encontro ao meu pescoço e beijava e chupava tão forte que deixaria marcas, seus beijos foram descendo até meu seios que foram mordidos e apertados, era uma agonia a dor era maior mais ele sentia prazer em me ver chorar. Eu não estava acreditando que a minha primeira vez seria assim sendo estuprada por um homem que eu nem sequer sabia o nome.

- Por favor não! Por favor. Falei chorando sem forças meu corpo doía e minha cabeça também.

- Shiii! Você irá gostar do que vai sentir, quero que grite meu nome para todos escutarem quem e seu dono vai gritar Lúcios bem alto. Fala o homem me virando para ficar com o peito contra o colchão.

Sinto sua mão esfregar minha região intima que logo e violada por seus dedos me fazendo agarrar os lençóis em desespero, enquanto seus dedos se moviam dentro de mim me deixando um dor mais algo a mais também que eu não sabia explicar.  Sinto ele tirar os dedos de dentro de mim e depois sinto uma dor tão grande que parecia me rasgar por dentro meu grito foi tão alto que quando cai sem forças na cama ele me puxou pelo braço e continuou entrado e saindo tão forte de dentro de mim que me deixou sem voz, cada vez que ele se movia dentro de mim era um desespero ele se movia tão forte que doía depois de um tempo ele acelera mais e logo sinto algo quente dentro de mim ficamos assim por alguns minutos e depois ele sai de dentro de mim e eu cai na cama sem forças. Me encolho e olho ele entrando por uma porta mais fecho meus olhos rezando para que o sono venha mais rápido que ele.

- Senhor tenha piedade de mim! Me perdoe eu deveria ter morrido com meus pais. Falei e logo cai no sono profundo lembrando do quando eu era feliz.

 

Continua ........


Notas Finais


Obrigada por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...