1. Spirit Fanfics >
  2. Contos de amor 3 >
  3. Paranóico

História Contos de amor 3 - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


****

Capítulo 19 - Paranóico


Fanfic / Fanfiction Contos de amor 3 - Capítulo 19 - Paranóico

A música que Hyuna gravou cantando com Psy tocava. A jovem estava sem saber o que fazer. Ela sabia que o seu marido odiava o Psy. Sofia foi em direção a mesa e sentou perto de Kang onde dava para encara o seu pai. Ele olhou para ela com um olhar frio. As crianças estavam dançando a música que tocava.

A mãe de Hyna se levantou da mesa e olhando para a reação do seu genro. Ele então falou ao berros sem se importa com quem estava na festa.

– Tirem já essa música agora! – Todos olharam para ele. Jane estava com o filho dele no braço perto de onde tocava a música e foi para trocar a música. In se levantou da cadeira e saiu em direção a sala de seu apartamento. Todos ficaram olhando para Hyuna. Sofia estava sorrindo ela sabia que tinha deixado seu pai chateado. O pai de Hyuna foi atrás do genro. Kang decidiu não ir falar com o amigo. Logo outra música foi colocada e cantava Cyndi Lauper. Senhora Park foi a onde estava Hyuna sentada. Hyuna tentou não demonstrar que estava desconcertada e continuou a tomar seu coquetel sem álcool.

– Hyuna, vem aqui! – disse a mãe dela tocando na filha. Lia se levantou da cadeira e caminhou até onde elas estavam.

– O que foi mamãe? – perguntou Hyuna.

– Hyuna, vai atrás do seu marido. Sabe que ele odeia aquele cara.

– O in é paranóico.

– Paranóico não, ele odeia ele por ser seu ex.

– Ex, agora ele não significa nada para mim.

– Vai falar com ele agora!

– Eu vou cuidar do seu empreendimento.

– Para de brincadeira, Huyna.

– Eu vou – respondeu ela encarando a mãe.

– Hyuna, não precisa ir se não quiser – falou Lia olhando para mãe.

– Menina, não se mete na vida da sua irmã.

– Mamãe, o In é muito ciumento. Não vi motivo para agir daquele jeito,

– Ele é o marido dela. Lia fique calada, a sua vida conjugal é uma tragédia para mim.

– Tragédia porque o Lee seon-woo é bombeiro e como Hyuna disse não tem empreendimento para lhe sustentar.

– Lia, mostre mais respeito por mim. Agora Hyuna vá falar com o seu marido. Eu gosto da Sofia, mas tem hora que essa menina faz cada bobagem. Essa foi uma. Ela fez para provocar o pai. Maldita hora, Hyuna que você foi se envolver com aquele cantorzinho vulgar.

– Ele não é cantorzinho. Eu gostei dele – respondeu Hyuna indo a procura do esposo.

 

Lia voltou para mesa a onde estava sentada e Chan falou:

– Que fofa! Estava preocupada com sua irmã.

– Lógico!

– A Sofia fez de propósito Lia. Eu a vi colocando a música do Psy.

– Eu sei disso Susu.

– A Sofia é muito malvada. Ela quer ferrar o pai dela.

– Pois é Suyu. Lia sua irmã fez um bom casamento em todos os sentidos, o pai da Sofia além de milionário é bonito e charmoso.

– A Sofia sempre gostou de afrontar o seu pai. Ainda bem que terminamos, ela é muito complicada.

– Ela é sim, Rain, mas eu não sou. Ouviu lindo – falou Suyu segurando a mão de Rain. Sofia se levantou da mesa e foi em direção a mesa onde Lia estava.

– Então, Snakes, vejo que gostam de comer restos.

– Está louca Sofia?

– Não Suyu. Eu estou vendo que vocês duas estão com o meu resto o Rain e o Netto. Foram coisas que eu peguei e descartei porque não quero mais.

– Sofia, você está com ciúmes? – perguntou Rain sorrindo e encarando a loira.

– Lógico que não. Rain você é passado para mim.

– A Sofia quer todos os machos para ela – falou Suyu a encarado.

– Suyu, fica na tua, eu ainda não estou falando com as cobras – falou Sofia sorrindo.

 

 

Mi-sook levantou-se da mesa para ir até o toalete e Kang ficou olhando. Ela passou pela piscina e kil estava tomando banho e disse:

– Mi-sook, vem tomar banho com a gente.

– É tia, vem a aguá está ótima.

– Eu não trouxe roupa para banho – Mi-sook disse isso e seguiu para onde ficava o toalete. Kang esperou um pouco e se levantou da mesa e seguiu para a piscina para o lado que Mi-sook foi. Sofia não viu pois estava de costas. Mi-sook tinha saído do banheiro e encontrou Kang perto do toalete. Ele então falou:

– Mi-sook espera! – Ela sorriu para ele e parou.

– O que deseja, Kang?

– Eu quero falar com você – respondeu ele sorrindo.

– Então, fala.

– Eu queria falar antes, mas como tinha muitas pessoas por perto decidi não falar – Mi-sook ficou imaginando o que seria. – Eu quero dizer que você está muito bonita. Você é linda e essa barriga combinou com você.

– Obrigada, Kang, você sempre gentil.

– Eu ainda não terminei. Me desculpe o que eu vou dizer, mas tenho que falar – ele sorriu para ela e ela estava olhando para ele. – Eu gostaria de ter namorado você antes do Jin. Ou quem sabe você tivesse aceitado ser minha namorada na época que terminou com ele, agora poderíamos está casados e essa menina seria nossa – Ele disse isso e tocou na mão dela. Mi-sook ficou sem saber o que dizer. Susu olhou para o lado e viu Kang e Mi-sook do outro lado da piscina e falou;

– Olha Sofia, Não é Kang segurando a mão da Mi-sook – Todos olharam para a direção para onde Susu falou e Sofia arregalou os olhos e foi em direção a eles. Mi-sook tentou puxar a mão, mas Kang não soltou.

– Kang, é melhor voltarmos para a mesa, olha, estão todos olhando e a Sofia está vindo para cá.

– Eu não me importo com ela.

– Kang, eu sou casada, então por favor solte a minha mão. – Kil se aproximou da borda da piscina para ver seu pai conversando com Mi-sook.

– Eu vou te soltar, mas me responde, porque não aceitou meu pedido de?

– Eu já te falei que você é presidente e não combinava namora uma enfermeira.

– Seria uma linda história de amor, Mi-sook – respondeu ele sorrindo. Sofia se aproximou falando alto.

– Pobre Jin, enquanto trabalha para sustentar essa vaca ela fica chifrando ele – Kang soltou a mão dela e Mi-sook respondeu com a voz trêmula.

– Eu não estou traindo o Jin.

– Não, e o que faz de mãos dada com ele?

– Sofia, não estávamos fazendo nada de mais – respondeu Kang.

– Eu vi Kang, eu vou contar para o seu marido, Mi-sook.

– Sofia, por favor não conta. Não aconteceu nada entre mim e Kang.

– Não conte Sofia, eu não quero que a Mi-sook brigue com o marido por minha causa.

– Até parece que isso te preocupa, Kang, mas eu não vou contar por causa do Jin. Ele está fazendo um show e isso ia desestabiliza o meu amigo.

– Obrigada, Sofia.

– Eu não fiz por você Mi-sook, eu fiz por Jin.

– Está bem – respondeu Mi-sook saindo e indo para mesa à onde estava sentada. Kang ia saindo e Sofia segurou a mão dele e falou:

– Kang, espera! Da parte dela pode não te rolado segundas intenções, mas de sua parte rolou todas.

– Sofia, pare de se envolver na minha vida.

– Kang, ela é casada e está grávida, você não respeita isso. Parece um psicopata.

– Sofia, já falou o que queria?

– Não.

– Mas para mim já deu – respondeu ele sacudindo a mão para ela soltar e voltando para mesa onde ele estava sentado. Sofia ficou com muita raiva. Kang voltou para mesa e Mi-sook não olhou para ele, a senhora Kang para acabar o clima que ficou falou:

– Vamos almoçar. Estão todos convidados para se servir.

– Sofia levou um fora do Kang, bem-feito para ela – falou Rain se levantando para ir se servir.

– Eu vou com você – falou Susu.

– Ei, Monty o teu pai quer mesmo pegar a mulher do Jin --- falou Suyu.

– Não é isso, eles são amigos – respondeu Monty se levantando da mesa.

– Não é o que eu vi.

– Suyu, esquece o meu sogro.

– Ela enche a boca pra falar meu sogro.

– Ele é sogro dela, Suyu – respondeu Lia se levantando. Chan segurou a mão dela.

– Está louco! Solta a minha mão, Chan.

– Lia, calma gata! Porque agente não sai juntos hoje à noite. A galera está combinando.

– Porque você não chama a sua mãe para sair. Chan, me esquece – falou ela sacudindo mão para se soltar. Todos os convidados foram se servir. In voltou com a esposa. Eles estavam bem. Depois que todos almoçaram foram cantar parabéns para senhora Kang. Os convidados tiraram fotos com ela. Mi-sook evitou Kang o máximo que pode, e decidiu ir embora assim que partiram o bolo. Kang foi se despedir da mãe dela e aproveitou para falar com ela e pedir desculpa. Ela falou que estava tudo bem e saiu em seguida com sua mãe e o sobrinho. Susu, Suyu e Netto combinaram de ir ao apartamento de Rain logo mais à noite. Chan ficou com inveja, pois queria ir com Lia, mas ela lhe deu um fora como sempre. Monty foi convidado para ir com Tina e eles aceitaram o convite.

 


Notas Finais


****


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...