1. Spirit Fanfics >
  2. Contos de Domum (Lores) >
  3. Floki - O Rei Fazendeiro

História Contos de Domum (Lores) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


As lores também serão postadas em forma de Jornal no meu perfil e depois lançadas aqui, para quem quiser acompanhar.

Capítulo 1 - Floki - O Rei Fazendeiro



“Estive, durante anos, procurando admiração e amor nas batalhas,até que os encontrei nas pessoas que sempre estiveram ao meu lado ”.



Antes de ser rei, Floki era apenas mais um órfão em uma terra de vikings, que conquistou aos poucos fama e talentos inquestionáveis. Desde pequeno, Floki tinha sido treinado pelo seu tio para se tornar um dos grandes guerreiros do clã Ursos Brancos – aqueles que adoravam o deus-rei do sul, Bjorn; e não demorou muito para o jovem, com seus 16 anos, demonstrar grande talento com o machado e escudo nas mãos. No entanto, esses grandes talentos como guerreiro e suas ambições de conquistas incomodavam muitos dos Brancos mais velhos – sobretudo os cinco lordes do clã – por invejarem suas capacidades, juventude e até número de seguidores.
Ainda na adolescência, Floki não tirava de sua cabeça uma história que ouvia quando criança. Um mito sobre como há muito tempo atrás, os humanos do continente gelado de Nifl eram uma só tribo e compartilhavam suas vidas junto com os gigantes – esses que os ensinaram a magia elemental do gelo e a fabricar armas usando metais da terra – essa tribo enorme, na verdade era um reino chamado de Niflheim. Contudo, alguns inimigos estranhos vieram do norte em navios com velas brancas e vermelhas que disparavam fogo e aço. Muitos vikings e gigantes morreram. Niflheim saiu vitoriosa da batalha contra os inimigos do norte, mas os clãs começaram a se dividir e lutar por terras devido a falta de recursos. Por conta disso, os gigantes migraram para o extremo sul, nas montanhas, formando o reino de Jotunheim, reino dos gigantes de gelo.
Ao completar 20 anos, Floki cumpriu o ritual de passagem dos vikings de Nifl – que era escalar a montanha Dente de Tigre, que dava acesso para Jotunheim, e descer com vida. Lá, ele recebeu as runas da maioridade que o protegia do frio brutal do sul, e ainda foi treinado pelos gigantes durante três meses com o fim de aprimorar ainda mais suas habilidades em combate, sendo reconhecido como prodígio por seus professores Jotuns (gigantes). Porém, Floki também se apaixonou por uma jovem giganta no tempo que passou em Jotunheim, cujo nome era Laufey, a menor entre os gigantes e mais bela do que qualquer mulher humana que aquele Viking já tinha visto.
Após os três meses de treino no reino dos gigantes, Floki retornou para o seu clã com honrarias de seus admiradores e desprezo por aqueles que almejavam sua morte durante o rito de passagem, invés disso, ele volta com mais atributos de combate, as runas da maioridade, sua aura amadurecida e com uma noiva giganta, certo de que era respeitado por todos de seu clã, até por aqueles que queriam sua morte.
Os lordes, durante mais nove anos, mandaram Floki para disputas de território onde ele estaria em desvantagem quase que completa, com poucos guerreiros para ajudá-lo e às vezes até mesmo sem armas. Ele não era ingênuo, sabia que os líderes o queriam morto em batalha, tudo para evitar uma possível revolta do resto do clã se seu grande herói fosse assassinado pela inveja de velhos homens que não possuíam mais seus dias de glória. Entretanto, ele gostava muito de lutar, de conquistar a admiração de todos do clã ao fazer invasões até mesmo com as mãos nuas, e com Laufey sempre ao seu lado para dar cobertura a vitória era certa. Essa carência de glória, dava ao jovem Floki uma razão para realizar essas missões suicidas.
Esses nove anos se passaram e Laufey deu à luz ao seu primeiro filho, Axel. Foi quando Floki mudou. Quis parar de lutar e viver em paz com a sua família e seu clã, porque apesar de ser um herói de guerra, ele sabia o valor de uma vida sem batalhas, o que lhe daria tempo para apreciar o que amava. Floki tinha a sua força e a lealdade de seu povo ao seu favor e estava na hora de usar isso para fazer algo significante, que seria tentar trazer ais estabilidade do que expansão para os Ursos Brancos.
Logo no dia posterior ao nascimento de seu filho, os líderes o mandaram conquistar um grande assentamento de um clã vizinho sem armas e sem guerreiros para o auxiliar. Foi nesse instante que ficou evidente para todos do clã as intenções dos lordes. Então Floki aproveitou a oportunidade, desafiou todos os cinco líderes para um combate até a morte pelo título de Rei com os melhores guerreiros do clã como testemunha. Sem ter como recusar o desafio na presença de todos, os lordes foram enfrentar seu destino ao pôr-do-sol na arena, Floki. Sem qualquer dificuldade, ele matou todos com suas próprias armas. Por fim, o clã Ursos Brancos já possuía território e membros demais para ser somente um clã. Naquele momento, com Floki como rei, ele batizou seu reino de Eiraheim, O Reino da Neve.
Por ser mais ao norte do continente de Nifl, as terras menos geladas de Eiraheim conseguiam ser as mais férteis do continente para plantio, se tornando um reino que não tinha somente os melhores guerreiros, mas também o mais abundante em agricultura, pescaria e gado. Por conta disso, Floki pôde fazer comércio com outros clãs, dando comida e animais em troca de dinheiro, armas e favores.
Com a construção de muros fortes de gelo e a tomada de quase todo o litoral norte, Floki tinha conseguido ser rei de um reino próspero e em relativa paz. Com uma família em casa, tinha entendido que pendurar seu machado foi a melhor coisa que já fizera. O Rei Fazendeiro, como alguns passaram a lhe chamar, teve junto com Laufey mais um filho, Conan e outro filho fora do casamento, chamado Ivar que era o mais novo – e para eles, Floki contava o mito de Niflheim, de como um continente inteiro era unido e uma só tribo… mal sabia o rei que aquele mito seria tão almejado por ele um dia.


Notas Finais


Não se esqueçam:

1- Comam todos os legumes
2- Leiam bastante
3- Ouçam muitas músicas
4- Tenham determinação

:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...