1. Spirit Fanfics >
  2. Contos de Fadas Moderno >
  3. A Realidade por trás do depois do Feliz para Sempre

História Contos de Fadas Moderno - Capítulo 6


Escrita por: rayannee__erika

Notas do Autor


Meus lindos não me matem e não desistam de mim ok? Tenham paciência! Eu sei que demorei, mas tenho um razão: final de período Na faculdade, várias provas, atendimentos a pacientes entre outras coisas. Vim aqui de incherida pra não deixar vocês sem nada. Enfim, espero que gostem. Vejo vocês logo... Pelo menos tentarei... Muaaah 😂😂😂😉

Capítulo 6 - A Realidade por trás do depois do Feliz para Sempre


Fanfic / Fanfiction Contos de Fadas Moderno - Capítulo 6 - A Realidade por trás do depois do Feliz para Sempre

Regina apressou-se para chegar em seu escritório, afinal estava 20 minutos atrasada. Seus calcanhares batendo furiosamente contra o chão. Ela jogou a bolsa na cadeira ajeitou o blazer antes de ir a sala de conferência. Ela ficou assustada quando um braço a alcançou e puxou para a sala privada de reuniões do conselho. 

Você conhece as regras Regina- sua voz era forte e severa, acalmando enquanto falava, quando ela era criança imaginou que ele era um rei- só porque está empresa se chama Blanchard&Mills não lhe dá privilégios especiais para chegar a hora que quiser no escritório. 

Leopold Blanchard era um homem bastante pequeno com cabelos grisalhos que estava calvo no topo. Ele era gentil com seus funcionários, indulgente com  seus horários. 

Eu sei Leo, desculpe. Eu poderia me explicar, mas de que adiantaria? - ela afirmou, sua pergunta obviamente retórica. 

O que sua mãe diria se ela estivesse aqui? - Regina admirou Leopold. Ele era seu mentor e confidente, bem como seu chefe, mas ele costumava usar sua mãe contra ela em momentos como esses. Embora o nome mills fosse nome da empresa, não significava que Regina  fosse parceiro dele. Esse título era mantido firmemente por sua mãe, Cora Mills. Cora era uma mulher fria e arrogante no local de trabalho. Nunca fazia contato com aqueles que ela acreditava está abaixo dela. No entanto era uma advogada incrível, seu vocabulário era eloquente, suas palavras muitas vezes manipuladora. Quando o pai de Regina, Henry, adoeceu, Cora foi concedida temporariamente para cuidar do seu marido. Depois de sua morte, ela começou a trabalhar em casa. No momento ela estava em sua casa de férias na Espanha. Quando ela voltaria, era um mistério mesmo para a sua própria filha. Cora era uma lenda e Leopold, assim como o resto de seus colegas, tornaram a missão de sua vida sempre lembrar  a Regina do lugar certo na empresa, escondida na sombra de sua mãe. Regina não respondeu sua pergunta, entendendo que também era retórico. Ela apenas assentiu, com a clara compreensão para ele. Ela gostava do trabalho dela mas sentia que Cora e Leopold ainda a tratavam como uma criança ou pior, uma estagiária. 

Você precisa de gelo? - ele perguntou, sua voz mudou para pai preocupado- pelo menos é claro por sua lesão que o seu atrasado não foi sem razão. O Sr. Booth está esperando por você na sala de conferência. Talvez ele seja mais compreensivo ao ver a contusão que eu. 

E com isso, ele se foi. Regina permaneceu congelada no lugar. Isso era exatamente o que ela queria evitar, mas não podia dizer que ela se arrependeu necessariamente dos acontecimentos da manhã dela. Ela sentou a tensão deixar seu corpo quando a imagem de um certo professor, sorrindo debaixo dela, veio a sua mente. 

*******************************

Isso é pra hoje. Na próxima semana, iremos avançar ligeiramente no programa. Espero que seja lido, totalmente, para uma conversa interativa entre colegas. E confie em mim, eu saberei quem completou a tarefa e quem enganou. Meu conselho para você, não seja esse cara- a classe riu, arrumando os pertences enquanto falava- vejo todos vocês na quarta-feira. 

Robin arrumou suas coisas e dirigiu-se para o escritório dele. Quando finalmente chegou no pequeno armário foi recebido com um sorriso agradável de sua colega, Belle French. Ela era uma jovem, recentemente contratada pela Universidade. Ela era sua aluna antes de ser sua colega de trabalho, então eles tinham uma boa história de amizade. 

Você parece bastante agradável essa manhã - disse ela. 

Eu gosto de acreditar que sou uma pessoa naturalmente agradável- ele brincou

Mais do que o habitual- ela respondeu- teve uma palestras particularmente perspicaz está manhã? 

Não foi bem isso- ele riu, reconhecendo sua pergunta como um brincadeira. 

Bem, você não está sorrindo como um estudante apaixonado sem uma boa razão. Então, compartilhe ou não, mas eu sei que é algo diferente sobre você- ela disse. Robin riu de seu comentário, trazendo a memória da linda morena que ele manteve perto de seus braços naquela manhã. O simples pensamento de seus olhos castanho chocolate, tão brilhante. O enigma Regina Mills estava jogando com suas emoções, um jogo em que ele também estava disposto a participar. 

Se você quer saber- ele começou- tenho um encontro esta noite com a mulher mais sensacional que já conheci. 

Eu sabia- exclamou Belle alegremente- essa mulher sensacional tem um nome? 

Regina- ele respondeu, o som do seu nome em seus lábios eram como música para seus ouvidos. 

*****************************

Regina, você está diferente- provocou Mallory. Elas sempre comeram juntas, mas hoje havia algo diferente no ar. Ela tinha suspeitado no momento que  ela entrou - ele parece divino. 

Oh, mal, você não faz ideia - a voz de Regina era profunda enquanto falava, seu tom sensual mostrando o quão sexy este homem era. 

A que horas é seu encontro com ele? - ela perguntou 

A palestra termina às sete. Eu achei que iria em casa alimentar os meninos antes de atravessar a cidade- disse Regina. 

Ligue para o Henry, diga para ele aquecer a lasanha e vá direto daqui. Tenho certeza que não há mal nenhum em assistir um aula. E imagine como ficará seu sex appeal enquanto você o vê palestrando- disse sua amiga. Realmente não era uma má ideia. Apenas na conversa da outra noite, ela sabia o quanto ele era apaixonado pelo que trabalho, seria no mínimo interessante. Ela pegou o telefone e e vou as mensagens para o filho dela, digitou rápido antes de que pudesse mudar de ideia. 

*********************************

Regina entrou no prédio do grande campus. Indo até a sala e aproximando-se de uma mulher sentada atrás de uma janela de vidro. 

Desculpe- me. Você poderia me dizer onde é a palestra da noite do Dr. Locksley? Eu devo ter esquecido onde ele me disse que poderia acha-ló - Regina sorriu. A mulher foi gentil ao lhe fornecer as instruções- muito obrigada- Regina sorriu novamente para a mulher, pegando o mapa e apressando-se antes que ela pudesse questionar. 

Depois de uma curta caminhada, ela chegou no prédio, adentrou a ele e parou na frente de um tabuleiro onde estavam listados as salas de aula e quais palestras iriam ocorrer na noite. Quando viu seu nome, ela não conseguiu conter o sorriso que se espalhava pelo rosto. 

( Sala 138. Dr Robin Locksley - a realidade por trás do Feliz para sempre e o depois) 

Regina seguiu para a sala designada, entrando silenciosamente, despercebida e ocupando um assento. Silenciou seu celular, e o deixou por perto, e ouviu atentamente enquanto reclamava a atenção da sala. 

Os Contos de Fadas de acordo com as história, eram realmente contos populares para assustar e ensinar as crianças uma lição valiosa. Então, porque agora vemos empresas como a Disney e a Dreamwork romantizando esses contos clássicos? - ele perguntou, as mãos ergueram-se e Robin apontou para uma jovem loira. 

Para inspirar através de uma mensagem positiva em vez  de assustar? - não foi uma resposta ruim, um pouco juvenil na opinião de Regina mas não tão errado. 

Não exatamente, mas um excelente ponto- ele respondeu antes de escolher outro aluno 

Agenda de marketing? - embora seja verdade, mas não o caminho que ele quer tomar, pensou ela para si mesma. 

Essas respostas são boas, intelectuais. Mas humor, por um momento, abram a mente para outra possibilidade - disse Robin. Ele fez uma pausa,permitindo que o silêncio se instalasse antes de continuar- essas contos  de Fadas Moderno não mostram o que acontece no final da história. O príncipe se casa com a pobre, que era serva com um rosto bonito e um coração puro e eles vivem felizes para sempre. O príncipe restaga a princesa de um sono mortal, através de uma maldição que se quebraria com o beijo do verdadeiro amor e eles também vivem felizes para sempre, andando sem parar com o por do sol- a classe riu- eles não mostram a frustração do príncipe com tendências compulsivas de Cinderela ou sua incapacidade para  confortar branca de neve com a visão de uma maçã. A realidade não apela audiência. Mas a esperança faz. 

Ele fez uma pausa e deixou suas palavras permanecerem por um momento. Regina estava interessada na direção que se dirigia a palestra. 

Essas grandes empresas produtoras de contos de Fadas satisfazem nosso desejo de acreditar que a esperança não é irreal. E a maneira mais bem sucedida de fornecer isso é através do romantismo e da ideia global do amor verdadeiro. Levante sua mão se você acredita que o verdadeiro amor existe- apenas um punhado levantou a mão- agora levante a mão se você espera que o verdadeiro amor exista- ele emendou e até mesmo levantou sua mão e observou que quase toda classe levantava a mão. 

O amor é o único caminho mais bem sucedido para produzir esperança. Porque isso? - ele escolheu uma garota da primeira fileira. 

Os seres humanos são pré condicionados para buscar conforto e satisfação dos outros- ele balançou a cabeça e aponto para a garota acima 

Necessidade biológica? - algumas risadas foram ouvidas e perceberam que  a garota queria dizer: as pessoas desejam sexo. 

Mais uma vez  está pensando muito logicamente. Como nos sentimos quando lemos um conto de fadas ou assistimos a um filme da Disney? - Robin ofereceu uma abordagem diferente do que a  sala parecia responder 

Feliz. Conteúdo. Iluminado. Conforto. Muito feliz. Alguém nessa sala já foi apaixonado ou pensou que estava? Levante as mãos- ele viu que algumas mãos subiram e em seguida disse- quando uma pessoa está apaixonada, eles se sentem semelhante à maneira como eles fazem quando testemunham o felizes para sempre do conto de fadas. E que por isso que essas histórias foram romantizadas. As pessoas não querem vender realidade. Querem vender esperança, paixão, estrelas cadentes, mas querem especialmente vender amor. Porque quando estamos apaixonados, é uma merda ótima. 

Toda sala rugiu com aplausos. Regina sentiu um no em seu peito, seu coração apertou e seus olhos encheram de lágrimas, coisa que ela não sentia a muito tempo. Ele foi sensacional. Sentiu esperança tal como ele falou. Sentia esperança de que ele pudesse ser aquele  que a faria sentir-se amada, e adorada e amada novamente. Em outras palavras ela queria que ele fosse a  razão pela qual ela se sentia tão excitada. 


Notas Finais


Como sempre, me digam o que acharam? Gosto da opinião de vocês. Volto assim que puder... Beijos e até a próxima atualização. 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...