1. Spirit Fanfics >
  2. ;contos de uma humana, nos ecos do campo. >
  3. ;a única flor do jardim.

História ;contos de uma humana, nos ecos do campo. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


eu não vou postar muitos capitulos dessa eu acho pois to fopcando na do matteo bjs

Capítulo 1 - ;a única flor do jardim.


Fanfic / Fanfiction ;contos de uma humana, nos ecos do campo. - Capítulo 1 - ;a única flor do jardim.

‘’ eu era apenas mais uma flor do campo, e você me escolheu. ‘’

.

.

.

— Clementine, vem logo! — Chamou a menina, que segurava sua bolsa de couro e corria em direção da mulher na qual a chamou. Seu cabelo amarelo já dava alguns pulinhos pela correria da mesma.

— Já estou indo, amor, espera! — Após a fala, apressou o passo e chegou ao lado da mulher, que já a esperava com um sorriso.

— Dessa vez você se atrasou. — Ajeitou as mechas ruivas, se virando para o caminho florido.

— Perdão Margarida, os guardas estavam atentos hoje. Eu trouxe uma coisa para você. — Pegou um bolinho com recheio de morango da bolsa, entregando para a mulher, que pegou com os olhos brilhando.

— Eu te desculpo, mocinha. Sabe que adoro esses bolos, não é? — Deu um selinho na menor, que sorriu, toda desajeitada e com o cabelo agora vermelho.

— Sim, sobrou na hora que eu comi e resolvi te dar este. — Seguiu caminho com ela, andando entre as flores e a grama um tanto alta. Viu sua namorada dar uma mordida no bolinho, se deliciando com o sabor.

— É muito bom, inclusive. — Falou de boca cheia, recebendo um tapa fraco no braço.

— Modos, meu anjo. Não fala de boca cheia. — Advertiu a mulher, fazendo a engolir o pedaço de bolo e dar uma risada.

— Como quiser, amor. — E começou a mordiscar o bolo.

Chegaram aonde queriam, no campo de flores. Aonde queria chegar, aonde sempre ia com ela. O bem mais precioso da sua vida.

Correram para o campo e se jogaram nas flores.

— Ô Clem! — Se levantou e pegou um dente-de-leão, soprando as plumas no rosto da outra, que riu.

— Ei! — Se levantou também, e empurrou a maior na grama novamente, gargalhando com a diversão que estava sentindo. O cabelo amarelo tomou posse da sua cabeça; a felicidade a preenchia. Caiu por cima de Margarida entre as flores e por alguns segundos, pararam de rir, sorrindo.

— Eu amo seu cabelo. — Disse, dando um beijo na bochecha de Clem.

— Só o meu cabelo? — Brincou com um tom de superioridade.

— 'Tá, 'tá. Eu amo você, minha flor. — Deu um beijo apaixonado na mulher por cima dela, que retribuiu de forma carinhosa.

— Eu também te amo. —

— Promete nunca me deixar? —

— Eu prometo. —

 

 

'' Eu prometo. ''

Se perdeu no aroma de Margarida, sentindo a felicidade mais uma vez. Ela era a sua felicidade.

 

Seu mundo.

E sua esperança. 

 

 


Notas Finais


hv2bewfu8hgwboehjfnij tá ai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...