1. Spirit Fanfics >
  2. Contos do Morguilho >
  3. Política Pirata

História Contos do Morguilho - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Pirata Pedrinho junto ao Morguilho executa a missão de bombardear a Sede da APD, em pedido da AI.

Capítulo 2 - Política Pirata


O Morguilho zarpava no horizonte onde ao fundo via-se uma fragata afundando no oceano, após uma batalha feroz contra o navio. O sorriso esboçado no rosto de Pedro contagiava a tripulação, que limpava com pressa os canhões, preparando-os para outro tiro. Pepe e Paco brincavam jogando uma bola de futebol um para o outro com cabeceios, finalmente, um grande forte na costa do continente surgiu na névoa do horizonte, era a sede da APD, sua missão era bombardeá-la, dando um fim alternativo na guerra política, e receberia uma grande quantia em dinheiro por aquilo. O forte, na verdade, uma Sede, estava no topo de um morro logo na costa, Pedro alertou seus homens, os irmãos Batchers pararam subitamente a bola, e pegaram suas armas, a tripulação parou de cantarolar músicas piratas e começou a içar as cordas presas no mastro principal, as metralhadoras giratórias já estavam posicionadas e ocupadas, os canhões estavam preparados e limpos, os demais homens recarregavam seus arcabuzes e rifles, por fim, Pedro largou o leme e gritou por âncora, seu pedido foi atendido e o Morguilho parou e se manteve boiando nas águas, cerca de 500 metros de distância de seu alvo. 

Um alarme soou, o forte percebeu a presença incômoda do navio não autorizado, uma bola de canhão foi disparada e caiu próxima ao Morguilho, aquilo indicava alerta, passou-se dois minutos e uma segunda bola de canhão foi ouvida, se houvesse uma terceira, o forte não hesitaria em atacar o intruso. Antes de se ouvir um terceiro estrondo, Pedro fez sinal para que os canhões atirassem com força total, as bolas voaram e derrubaram uma torre, outras partes da estrutura foram danificadas ou explodidas completamente, o alarme soou, Pedro voltou para o leme e a âncora foi puxada de volta, pediu vela total na tentativa de desviar de um tiro que certamente voaria contra eles, um morteiro foi disparado, o tiro derrubou uma vela do Morguilho e o restante dos disparos caíram na água, assustando um homem que escalava o mastro, fazendo este cair direto no mar aberto, a tripulação gritava em coro, assim como Pedro. 

A batalha finalmente se iniciara, em poucos minutos, lanchas com o símbolo da APD surgiram e navegaram em direção ao navio, por um momento, Pedro pensou que perderia a batalha, e imaginou seu Morguilho afundando no mar, e  todos seus homens sendo presos e jogados em uma cadeia para a eternidade, esses pensamentos foram interrompidos com o chamado de Pepe; "Capitão, precisa se aproximar do forte, eu e alguns homens podemos atacar diretamente! Só nos leve para perto!" Pedro afirmou com a cabeça, e gritou aos homens para dar-lhe meia vela, para manobrar com mais eficiência, isso enquanto desviava de dezenas de tiros de morteiros e balas de metralhadoras. Uma lancha bateu no casco do navio, três soldados com roupas de batalha subiram no navio e com apenas alguns tiros de suas armas de fogo, mataram quase dez membros da tripulação, Pepe virou-se para eles e arremessou sua faca com corda que prendeu-se no peito do soldado, puxou a corda com força e em segundos, o homem estava ao chão. Paco pegou um arpão encostado no canto do mastro e o usou como lança, batendo com a parte sem ponta no abdômen do soldado, este ajoelhou com a mão na barriga, Paco finalizou-o enfincando o arpão em sua nuca de maneira rápida, outro homem surgia correndo por trás, deu dois tiros mas nenhum acertou o jovem pirata, que fez uma cicatriz no rosto do homem embainhando o arpão no ar, Pepe agiu junto ao irmão e aproveitou a distração, correu por trás tirou-lhe a vida com uma faca. O outro soldado foi abatido por diversos tiros das pistolas dos marinheiros, embora o caos reinasse em todo lugar, os piratas apresentavam um largo sorriso em cada ação, era uma verdadeira aventura, o sangue fervia em suas veias. Pedro ordenou outro tiro do canhão, este explodiu mais ainda os cantos da Sede, o navio já estava próximo do forte, Paco agarrou nos braços do irmão que chutou um trinco no pé do mastro, e segurou na corda que os levou até o topo do navio, de onde se balançaram em cordas e jogaram-se no teto do forte, o Morguilhou zarpou para longe, os olhos de Pedro e Pepe se cruzaram ao longe, apresentavam certo medo no olhar. 

Dentro da Sede, os irmãos Batchers jogavam bombinhas em todos cantos, abatiam soldados com espadas e javalinas, os membros na Sede tinham que dividir seus olhares para o Morguilho e para os dois combatentes jovens. Pedro negou que atirassem qualquer outro tiro de canhão, mandou os homens apenas atirarem com seus rifles nos guardas vistos nas torres, e os demais protegerem o navio das lanchas. A batalha inteira durou mais duas horas, o forte se mostrava resistente, Pepe e Paco derrubaram mais de dez homens ao mar, subiram o mais alto que conseguiam na Sede, pulando sobre chamas e correndo entre estruturas danificadas, ao chegar o mais alto possível, pularam mais de vinte metros em direção ao mar, ao fundo, a Sede explodia pintando o céu com o laranja das explosões e o mar com o vermelho do sangue, e o preto da pólvora. O Morguilho se aproximou, os irmãos escalaram seu casco até subir no navio, a tripulação, agora muito menor gritava de alegria. Muito mais que a metade da tripulação foi morta, restavam apenas cinco homens, os irmãos, e Pedro. O navio zarpou para o horizonte, ainda atirando bolas de canhão contra lanchas e escunas do governo que perseguiam os piratas, Pedro sussurrava para Pepe; "Eles sabem quem somos, agora que devemos ter matado o velho Dutch, a AI nos dará a recompensa prometida em muito breve, esperemos alguns meses até o pó abaixar, e aguardemos que o governo seja alterado radicalmente, após isso, podemos voltar para a Ilha, afinal seremos amigos dos novos governantes. Não é?


Notas Finais


AVISOS:
• Atualmente, Contos do Morguilho não está em sua versão completa, e seus capítulos são avulsos, ainda não seguem uma ordem tão correta.
• Contos do Morguilho é uma série de um universo maior, DRMW (Do Re Mi World).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...