História Contos Eróticos - SoonHoon - Capítulo 4


Escrita por: e Nana_Wonbin

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi"
Tags Jeongcheol, Soonhoon, Verkwan
Visualizações 114
Palavras 1.715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido, mais um capítulo gostoso pra vocês fofonildos

Boa leitura💙

Capítulo 4 - Meu sobrinho


Fanfic / Fanfiction Contos Eróticos - SoonHoon - Capítulo 4 - Meu sobrinho

Jihoon : 31 anos.

Soonyoung: 18 anos.

Mingyu : 29 anos.

Palavras cruas.

Incesto.

3ª pessoa


Soonyoung havia chegado na casa dos tios já faziam quatro horas, chegou por volta do jantar e conversaram um pouco, mas logo foram todos dormir alegando estarem cansado por causa da viagem e do trabalho.

O problema era que Soonyoung perdeu o sono por volta das meia noite e meia, agora já eram quase duas horas e ele estava acordado olhando para o teto. Resolveu ir assistir televisão já que a do seu quarto não funcionava mais, o garoto saiu do seu quarto de fininho e passou pelo banheiro, em seguida viu a porta do quarto dos tios entreaberta, não era uma abertura grande, no máximo passava o filhote de gato que Jihoon tinha.

Soonyoung resolveu ver se os tios ainda estavam dormindo, chegou perto da porta sem fazer barulho algum, segurou na maçaneta e aproximou o rosto na abertura.

- Mais... Mais Gyu...

Soonyoung tapou a boca rapidamente ao ver a cena que se passava naquela cama.

Jihoon estava deitado com Mingyu entre suas pernas o estocando rápido e com precisão.

Jihoon gemia enquanto puxava os cabelos da nuca do marido, Mingyu cobria praticamente o corpo todo de Jihoon com o seu.

Jihoon era pequeno demais para Mingyu, Soonyoung achava isso, mas agora vendo a forma que Jihoon gemia manhoso e baixou a cada estocada do marido teve certeza do que achava.

- Jihoon, mais baixo amor, Hoshi vai te escutar...

Mingyu disse estocando Jihoon com força. Hoshi ainda estava de olhos arregalados.

Nunca que se imaginou pegar os tios em um momento tão íntimo assim, ainda mais tendo uma certa atração por Jihoon e vê- lo daquele jeito só fez aumentar ainda mais a vontade de foder com seu tio.

- Me fode Mingyu! Eu não sou de papel!

Jihoon falou alto empurrando o marido na cama e subindo em cima do mesmo, Jihoon virou o rosto para levar o pau do marido à sua entrada novamente e viu Soonyoung o olhando fixamente com a mão na boca e um certo volume em seu short do pijama.

Jihoon sorriu de canto e virou sentando de costas para Mingyu, sentou com força no pau do mais alto e sentiu um tapa forte em sua bunda o fazendo gemer mais alto, os dois nem estavam mais se importando com o garoto que deveria estar dormindo no outro quarto no fim do corredor.

- Mete com força, amor... Me faz gemer que nem uma puta...Ah!

Jihoon disse gemendo alto olhando nos olhos de Soonyoung ainda sorrindo.

- Eu quero tanto seu pau me fodendo com força amor....

Jihoon disse ainda sorrindo, Soonyoung pensou que aquela frase sendo gemida de uma forma extremamente erótica, havia sido direcionada à sí.

- Eu vou... Ah! Isso... Mais forte... Ah!

Soonyoung levou a mão até o próprio membro apenas o apertando com força e fazendo movimentos circulares com o polegar na glande.

Jihoon mordeu o lábio com força sentindo Mingyu segurar sua cintura enquanto ficava sentado na cama, o pequeno levou a mão do marido até os lábios e fez questão de simular um sexo oral com três dedos do marido.

- Ah... Hoonie... Eu vou gozar.

Mingyu disse e mordeu o ombro do baixinho que estava quicando em seu pau com força.

- Goza dentro... Eu quero que me encha de porra amor.

O baixinho disse mais não era para o marido, era para o garoto que estava o espiando com a mão dentro só short se masturbando enquanto o olhava transando com o marido.

- Ah... Amor eu... Oh!

Jihoon não aguentou mais, o seu orgasmo chegou quando Mingyu apertou seu membro o estocando com força duas vezes.

- Vamos dormir amor... Quem sabe amanhã nosso dia não seja quente também.

Jihoon disse levantando ainda olhando para Soonyoung que estava mordendo o lábio ainda segurando o próprio membro.

(...)

Oito e dez da manhã e Soonyoung ainda estava deitado, completamente nú batendo uma para o seu tio que estava no corredor limpando o criado mudo que havia no local. Havia sonhado com Jihoon, o baixinho estava quicando com força em seu pau, mas era só um sonho, logo acordou no momento em que seu querido tio iria lhe pagar um boquete. Que ódio dos sonhos eróticos.

- Jihoon eu vou sair, emergencial no hospital, vou voltar mais tarde hoje.

Soonyoung sorriu ao ouvir o tio gritar do andar de baixo, escutou Jihoon gritar de volta um 'Tudo bem, te amo.'

Soonyoung parou os movimentos em seu pau e levantou indo até a janela do seu quarto, viu o carro de Mingyu sair da garagem um tanto rápido, sorriu maldoso e se olhou no espelho, os lábios vermelhos, o cabelo vermelho uma bagunça, o rostos suado e meio avermelhado, seu olhar foi direcionado para o membro duro e latejante clamando por atenção, mais especificamente pedindo para se enterrar na entrada do seu tio.

Soonyoung caminhou até a porta a abrindo minimamente e saiu do quarto vendo que o Jihoon não estava mais no corredor, viu a porta do quarto do casal aberta, sorriu mais ainda ao ouvir Jihoon cantar dentro do quarto.

Caminhou até o quarto que era todo bege e viu Jihoon usando um shorts curtos preto e sem camisa, as costas bonitas estavam com alguns chupões pequenos, isso deixou Soonyoung um pouco mais excitado.

- Yah! Soonyoung!

Jihoon gritou ao ter duas mãos em sua cintura o empurrando até a parede e baixando seu shorts em seguida, Soonyoung sorriu ao ver que o tio não usava roupa íntima.

- Olha só Jihoonie... Olha como meu pau ficou duro depois se eu ter sonhado com você quicando e gemendo igual puta pra mim.

Soonyoung disse levando a mão de Jihoon até seu membro, mas logo afastou a mão do mais velho e o prensou mais na parede logo penetrando o baixinho rápido e com força, ouviu um suspiro manhoso vindo do menor que deitou a cabeça em seu ombro.

Jihoon sorriu, era um homem de desejos e fetiches, Mingyu mal lhe pagava um boquete quanto mais meter com força em sua entrada.

- Ah... Soony-ah me fode.

Jihoon disse puxando os cabelos da nuca do garoto que estava o estocando sem dó alguma.

Soonyoung sorriu ao ouvir o gemido alto e um tanto afeminado de Jihoon.

- Isso tio Hoonie, geme pra mim.

Soonyoung disse beijando o pescoço do baixinho, Jihoon se sentiu mais excitado ao ouvir as palavras que Soonyoung havia dito sensualmente em seu ouvido.

Soonyoung olhou para o lado e viu a escrivaninha de Mingyu que estava servindo de apoio para o grande espelho que estava encostado.

- Vem comigo, gostoso.

Disse levando Jihoon para frente do espelho e voltou a estocar o baixinho com mais força e rapidez, Jihoon estava gemendo alto apertando os próprios mamilos enquanto Soonyoung beijava seu ombro.

Soonyoung segurou o queixo de Jihoon com força e virou para sí e o beijou, a outra mão foi até o membro esquecido de Jihoon que estava com a glande meio arroxeada por falta de atenção.

- Olha só Jihoon, o espelho do seu marido... Ah... Seria tão ruim se você o deixasse sujo com sua porra...

Jihoon gemeu mais alto e fecham os olhos.

- Nada disso, você vai ficar de olhos abertos, olhando casa expressão sua até você gozar.

Soonyoung segurava o queixo de Jihoon com força o fazendo olhar para o seu reflexo no espelho grande.

- Ah... Soony-ah! Mais...

Jihoon gemeu ao ter seu ponto doce acertado com força, Soonyoung agora estava empenhado em masturbar Jihoon e enfiar seu pau com força e ver o homem baixo com o rosto vermelho e completamente entregue a sí.

- Soonyoung... Eu vou... Oh!

Jihoon gozou sujando o espelho, chão e a mão de Soonyoung, o garoto sorriu e empurrou Jihoon e o fez se ajoelhar em frente ao seu membro.

- Chupa meu pau hyung.

Jihoon sorriu e jogou os cabelos para trás e empurrou Soonyoung até sua cama e ficou entre suas pernas, colocou o pau grosso e mediano na boca o chupando com vontade, Soonyoung gemia baixou agarrando os cabelos do mais velho ditando os movimentos.

Jihoon engasgou duas vezes ao ter a garganta surrada pelo membro de Soonyoung.

- Ah... Jihoonie... Eu vou gozar... Bebe tudo gostoso.

Soonyoung disse perto do orgasmo, estava quase mas teve o membro afastado da boca de Jihoon.

Olhou para baixo e viu o mais velho sorrir com o membro nas mãos, até mesmo bateu com o pau de Soonyoung em sua bochecha.

- Você vai gozar Soony, mas vai ser dentro de mim.

Jihoon disse masturbando Soonyoung rápido enquanto chupava a glande, percebeu que o garoto iria gozar em breve ao sentir ele tremer sobre seus toques.

Soonyoung foi empurrado na cama e viu Jihoon subir em cima de sí novamente sentando com força no pau de Soonyoung novamente.

- Oh! Meu Deus!

Soonyoung gemeu alto apertando a cintura de Jihoon o fazendo gemer manhoso.

Os dois estavam casados, as respirações desreguladas ainda na mesma posição.

- Você vai ficar aqui dois meses não é mesmo?

Jihoon perguntou vendo Soonyoung assentir ainda se olhos fechados.

- Eu vou amar esses dois meses.

Disse voltando a rebolar com o membro ainda em sua entrada fazendo Soonyoung arfar baixo.

- Você não está cansado...

Soonyoung disse tentando fazer Jihoon parar com os movimentos, movimentos que agora estavam ficando mais rápidos.

- Não é todo dia que a gente fode tão gostoso né meu bem. Nós vamos realizar nossos fetiches durante esses dois meses.

Jihoon sorriu e beijou Soonyoung vendo o garoto retribuir k beijo de forma eufórica.

(...)

Dez e meia da noite.

- Amor, cheguei!

Mingyu chegou em casa cansado e viu o marido e o sobrinho rindo um para o outro.

- Oi amor, eu vou esquentar sua comida já volto.

Jihoon disse levantando do sofá com uma certa dificuldade mas conseguiu disfarçar indo até a cozinha.

- Você e o Jihoon se divertiram?

Mingyu perguntou sentado ao lado de Soonyoung.

- Sim passamos o dia jogando, sabia que o tio Hoonie é ótimo em jogar buraco?

Jihoon percebeu que aquela frase havia sido em duplo sentido e rezou para que Mingyu não entendesse aquele comentário.

- Engraçado, ele não gosta de jogar cartas comigo.



Notas Finais


E foi isso anjos.

Nosso Mingyu é bobinho aqui.

Jihoon tem muito fogo no bumbum.

Soonyoung sendo mandão com Jihoon na hora de fazer nheco nheco.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...