1. Spirit Fanfics >
  2. Contos eróticos >
  3. Os amigos do meu tio

História Contos eróticos - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Os amigos do meu tio


Oi pessoal para quem não me conhece me chamo Keyla sou branca, loira dos cabelos longos e baixinha. Hoje vou contar sobre a vez que um amigo do meu tio tivemos um lance escondido.


Era uma festa no interior que tem todos os anos e eu sempre costumava ir, ocorria sábado e domingo em uma represa, mas ficaríamos lá uns 15 dias por conta das férias. Eu havia ido com meu tio, ele não gosta que vou as festas sozinha então disse que como ele iria, eu tinha que ir com ele.



Na véspera dessa festa chegaram mas 3 amigos dele para irem com a gente, no dia resolvemos ir todo mundo em um carro, eu fui na frente, meu tio dirigindo e os 3 amigos atrás.


Chegando lá fui colocar o biquíni ele era preto, fio dental bem atoladinho deixando minha bunda ainda mais empinada e a parte de cima deixavam meus peitos ainda maiores.


Eu estava ficando com um menino da cidade então passei aquele tempo da festa todo com ele, meu tio e os amigos ficaram sempre de olho.


Na volta meu tio iria voltar dirigindo pois não havia bebido, eu dei o meu lugar da frente para um dos amigos que estava meio mal e fui atrás com os outros dois.


Eu tinha bebido pouco mas os amigos estavam bem animados e ficavam olhando com aquele olhar de bêbado bem malicioso, a estrada era escura e mal dava pra ver nada. A gente teve que parar pra ajudar um cara da cidade, e tivemos que “guinchar” o carro dele, então teríamos que ir devagar.


Eu fui voltar para o meu lugar, quando sentei o amigo do meu tio havia colocado a mão pra eu sentar em cima.


O acesso estava fácil pois eu estava apenas com a saída de banho por cima do biquíni. No início fiquei com medo pq meu tio é muito ciumento, mas aí ele começou a mexer a mão por cima do biquíni e eu esqueci tudo, comecei a rebolar na mão dele pra ficar ainda melhor.


Eu estava amando aquela sensação de perigo, ele colocou minha calcinha por lado, colocou o dedo na minha boca pra eu humedecer, eu dei uma chupada babada no dedo dele e ele começou a enfiar aquele dedo em mim. Não dava pra fazer muito barulho, o carro estava com som mas não era alto. Ele continuava enfiando um dedo e depois dois e eu estava amando aquela sensação.


Quando estávamos chegando na cidade tivemos que parar porque iria clarear o carro por conta das luzes. Eu ainda estava ofegante, mas nem havia gozado e eu precisava gozar. Fui tomar banho e ir para meu quarto me masturba pensando nele, os homens banharam e foram deitar. Já no dia seguinte fingi que nada aconteceu, fomos para a festa e eu estava ignorando toda encarada que ele me dava para meu tio não desconfiar.


Chegando lá fui ficar com o menino que eu ficava, mas tarde vi que o amigo do meu tio estava sozinho, já meio alterado e fui falar com ele.


Ele já foi dizendo que eu troquei ele pelo novinho, mas que ele ia me ter de todo jeito. Falei pra ele parar de bobeira e perguntei se ele tinha contado pra alguém e ele me respondeu que pro meu tio ninguém ia falar nada.


Achei estranho mais saí rápido de lá, na hora de ir embora fui no banco de trás no meio, meu tio no passageiro pois havia bebido e o outro amigo dele dirigindo.


Quando entramos na estrada de chão que era escura vi que ele estava tentando enfiar a mão pra eu sentar em cima de novo , olhei pro meu tio já estava capotado de tão bêbado.


Levantei meu bumbum e me empinei o suficiente pra ele enfiar o dedo em mim, dessa vez ele não estava tendo cuidado com o barulho e eu não queria que ninguém visse aquilo.


Peguei a mão e coloquei no pau duro dele era grande demais, comecei a masturbar ele e um dos amigos falou assim – vai aproveitar da novinha de novo e nem vai dividir.


Fiquei constrangida com a situação, olhei para o meu tio com medo dele ter escutado mas continuava dormindo. O amigo que estava dirigindo colocou uma mão para trás e disse que queria também.


Até o momento eu nunca havia tido experiência nem uma com mais de um homem então fiquei meio em choque.


O que já estava com a mão na minha pepequinha continuou a me masturba e foi subindo um fogo, continuei pegando naquele pau enorme dele.


Como eu não tinha feito isso não fazia ideia do que fazer com eles, o amigo que estava do meu outro lado pegou minha mão e colocou no pau dele então comecei a masturba os dois, em seguida veio me beijar o outro me virou para beijar ele também, o que estava dirigindo disse que também queria um beijinho e fui beijar ele também.


O motorista pediu pra eu tirar os peito para fora que ele queria ver pelo retrovisor, tirei e ele ficou com uma mão pegando. Os dois que estavam do meu lado enfiava o dedo em mim, enquanto eu masturbava os dois e trocávamos beijos bem quentes.


Isso tudo foi bem rápido, logo chegamos em casa, meu tio tomou banho e foi dormi. Os 3 chegaram em mim e falaram que queria mais, que precisavam de uma pepeca bem novinha pra chupar. Eu falei que não transaria com os três juntos porque nunca tinha feito isso, então eles disseram que iria um de cada vez e eu concordei. Tomei meu banho e fui para o quarto, logo o que estava dirigindo entrou eu disse que ele seria o primeiro a gozar em mim.


Ele começou a me beijar, foi lambendo descendo para os meus peitos e disse que me babaria inteirinha. Ele lambia meu pescoço, babava muito nos meus peitos, foi lambendo minha barriga, até chegar na minha pepeca, ele então começou a chupar e enfiar seus dedos, ele babava muito, me pediu para fazer 69 com ele então eu fiz. Fiquei em cima dele enquanto enfiava seu pau na minha boca, sentia ele me chupando também até eu gozar na boca dele. Então ele me colocou de 4 e começou a enfiar em mim devagar no início, depois com força enfiando tudo eu gemia de prazer, ele puxava meu cabelo eu me batia. Dizia que eu era a novinha mais puta que ele viu. Os outros começaram a bater na porta pra ele andar mais rápido pq ainda tinha mais gente. Ele e tão começou a enfiar com mais força, quando ia gozar tirou e colocou perto do meu cuzinho pra encher ele de porra e disse toma porra nesse cuzinho virgem.


O outro entrou e disse que não ia perde tempo com preliminares não, me deitou de costas e foi logo enfiando na minha xaninha. Ele parecia que não transava fazia tempo, enfiava com força, ficava lambendo e beijando minhas costas bem desesperado. Ficava repetindo que eu era a primeira novinha dele, me colocou para sentar e disse que eu tinha que obedecer, eu sentava enquanto ele mordiscava os bicos do meu peito. Me colocou deitada de novo e veio por cima, enquanto enfiava todo aquele pau ele colocou todo o peso em mim e me beijava bem afobado praticamente cuspindo na minha boca. Ele quando ia gozar enfiou tudo na minha boca e me mandou engolir tudo.


O terceiro entrou, era o que me masturbou no primeiro dia, eu estava louca pra chupar aquele pau enorme então já fui logo colocando na boca, comecei lambendo a cabecinha, babei ele todinho e comecei a chupar, não cabia todo na boca e o cara enfiavao máximo que podia e eu estava amando aquele pinto grande entrando e saindo da minha boca pequena. Eu fiquei de costas pra ele ter a visão da minha bunda empinada e comecei a sentar naquele pau, tentando enfiar todo em mim enquanto ele me batia. Ele me colocou de quatro, eu me empinei toda pra ele e então ele começou a enfiar em mim. Era uma dor misturada cim prazer, ele me batia e falava que queria deixar marca na minha bunda branquinha. Ele enfiava, eu pedia com mais força e ele obedecia. Ele enfiou tudo lá dentro e gozou, eu também gozei junto com ele.


Ele saiu do quarto e eu me senti a maior puta, amei aquela sensação de ter trepado com três. Só me arrependo por não ter sido com eles juntos.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...