História Contos Eróticos II - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Ian Somerhalder, Joseph Morgan, Kim Kardashian, Nina Dobrev, Tom Cruise
Personagens Ian Somerhalder
Visualizações 89
Palavras 1.099
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem o sumisso, espero que gostem desse capítulo meus amores🔥💕

Capítulo 2 - Velho amigo


Fanfic / Fanfiction Contos Eróticos II - Capítulo 2 - Velho amigo

(Kylie Jenner)

Acordei por volta das onze horas e tomei um banho relaxante, hoje era domingo e graças a Deus iria ter um dia de descanso, longe das câmeras e dos holofotes. Decidi tomar um banho de piscina, então coloquei um biquíni preto e fui para área aberta da casa. Chegando lá, deitei sobre uma das cadeiras e fiquei aproveitando o sol razoável que fazia por essas horas.

Enquanto olhava minhas redes sociais no celular, recebi uma mensagem de um número desconhecido no whatsapp. Quem teria o meu número?

Mensagem on

- Olá princesa.

- Quem é?

- *Foto* Lembra de mim?

- Claro cris, quanto tempo, como você está?

- Estou bem, queria saber se posso ir te visitar?

- Claro que sim, estou em casa hoje.

- Chego aí em alguns minutos. 

- Certo.

Mensagem off

Bom, o Cris é um amigo meu do tempo da escola, já fazia um bom tempo que não nos falávamos. Hoje ele é modelo, não muito famoso, mas dono de uma beleza surreal. Um homem alto, ombros largos, abdômen definido, um corpo malhado, mas sem exageros. Meu primeiro beijo foi com ele, isso quando estávamos na oitava série, eu tinha 15 anos e ele 17. Foi algo bem engraçado, porque era o primeiro beijo dele também, porém, depois disso fingimos que nada havia acontecido e seguimos nossa amizade normalmente.

Em fim, se passaram alguns minutos e ouvi a campainha tocar, corri para o portão e fui receber meu bom e velho amigo.

- Oie Kylie, como você está?- Ele se pronunciou e disfarçou um olhar que percorreu todo meu corpo coberto apenas pelo pequeno biquíni.

- Estou bem e você? Venha, entre.- Após entrar, eu fechei o portão e segui para piscina com o Cris me acompanhando.

- Também estou bem, se eu soubesse que ficaríamos aqui eu teria trazido roupa de banho.- Ele sorriu e sentou do meu lado na beirada da piscina. 

- Bom, você pode tirar sua camisa, bermuda e ficar apenas de sunga.- Sorri simpática. 

- Isso não séria um problema para você?

- Claro que não, sinta-se em casa.

Ele então levantou-se e se despiu, ficando apenas com sua roupa íntima. Assim como ele fez, olhei discretamente para seu corpo e isso acabou fazendo com que um calor sem igual me invadisse.

- Então, vamos cair na água?- O convidei.

- Vamos.

Sem avisos ele puxou minha mão e caímos juntos dentro da água que mantinha uma temperatura razoável. Rimos da situação e ele então começou a olhar fixamente para minha boca, se aproximou vagarosamente e então me puxou para ele de uma só vez, seus olhos agora estavam de encontro aos meus, seus braços em volta da minha cintura, e foi aí que eu senti seus lábios macios tomarem os meus em um beijo calmo que logo foi ficando feroz.

Suas mãos hábeis agora percorriam meu corpo alisando cada curva do mesmo, senti-às apertar minhas nadegas e soltei um leve suspiro durante o beijo. Nos afastamos por falta ar e novamente nos entreolhamos.

- Isso não é certo, somos amigos.- Falei timidamente, mas dentro de mim eu queria ele naquele momento mais do que tudo.

- Isso não importa, você sabe que sempre te desejei.

E sem esperar que eu lhe desse alguma resposta, Cris me puxou novamente e celou nossos lábios em um beijo voraz e cheio de desejo, nossas línguas dançavam em sintonia enquanto uma de suas mãos me tocava por dentro da calcinha. Gemi manhosa quando um de seus dedos me penetrou e passou a se movimentar em movimentos circulares dentro da minha intimidade.

- Você está tão molhadinha amor.- Ele andou comigo dentro da piscina até que minhas costas fossem de encontro a parede da mesma. Segurou meu cabelo com uma das mãos e voltou a me beijar, ele já estava tão excitado que eu podia sentir seu membro rígido roçando contra meu corpo. Em um movimento rápido, Cris segurou pela minha cintura e me sentou na beirada da piscina, delicadamente tirou ambas as partes do meu biquíni e então analisou todo meu corpo.

- Como pode ser assim tão gostosa?! Caralho.- Ele abriu minhas pernas e passou seus dedos por minha bct, em questões de segundos eu pude sentir sua língua tocar na minha parte mais sensível e se  movimentar sensualmente, foi inevitável a virada de olhos e o gemido que saíram sem que eu pudesse controlar. Enquanto me chupava, dois dedos dele entravam e saiam rapidamente de mim, não demorou muito nesse ritmo e eu gozei em sua boca que sugou tudo e depois me olhou sorrindo.

- Deliciosa.

Cris saiu de dentro da água e me levou até uma das cadeiras, me colocou apoiada na mesma de forma que minha bunda ficasse totalmente empinada para ele. Ele depositou alguns tapas naquela região e então começou a passar a cabeça do seu membro pela minha bct e penetrava devagar só essa parte. Isso já estava ficando torturante, meu corpo pedia por ele dentro de mim.

- Me fode de uma vez Cris... Uhm... caramba.

- Pede de novo amor, o que você quer?- Disse isso e passou a realizar seus movimentos ainda mais devagar. 

- Quero seu pau dentro de mim, forte e fundo amorzinho.

Aquilo pareceu ter atiçado ele, pois ele entrou todo de uma vez em mim e começou a se mover muito rápido. Os gemidos saiam altos de minha boca, era possível ouvir o barulho dos nossos corpos se chocando enquanto eu era fodida por ele.

- Aaaahm, mais forte amor... Uuhm.- Pedi e ele assim fez, estava indo tão forte e fundo que eu não sabia o que fazer com tanto prazer.

- Isso, geme para mim minha vadia.- Ele depositou mais tapas na minha bunda e então saiu de dentro de mim. Sentou-se na cadeira e eu entendi o recado. Segurei o pau dele e sentei em cima deixando que ele me penetrasse bem devagar, após estar preenchida, comecei a rebolar e a quicar sobre ele. O Cris gemia rouco e me ajudava com os movimentos segurando o meu quadril. Depois de alguns minutos, senti espasmos por todo meu corpo e gozei novamente. Ele me segurou e guiou as investidas até jorrar toda sua porra dentro de mim.

Olhei para ele satisfeita e sorri, saí do seu colo e senti o líquido descer por minhas pernas, passei meu dedo e levei a boca sentindo os nossos gostos misturados.

- Preciso te visitar com mais frequência.- Foi o que ele falou antes da gente subir para meu quarto e repetir a dose durante o banho. 













Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores, não esqueçam de comentar o que vocês acharam. Beijoooooos❤

Prometo tentar fazer mais detalhado nas próximas vezes.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...