1. Spirit Fanfics >
  2. Contos eróticos inventandos por uma mente criativa >
  3. Um gostoso do Grindr (Gay, Motel, Grindr)

História Contos eróticos inventandos por uma mente criativa - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


mais um conto pra vocês, desculpa a demora a postar, vou tentar postar um conto todo sábado.
obrigado desde já por ler.
Bye bye. ( ◜‿◝ )

Capítulo 3 - Um gostoso do Grindr (Gay, Motel, Grindr)


Conto de: João Matheus, 25 anos, moreno, baixinho 1,84, uma bunda gostosinha, magro com uma cintura linda , 17cm versátil.

Participante: Jonas, um cara do Grinder , 29 anos, negão, 1,70 , corpo definido, 20cm grosso, ativo.

"Oi me chamo João Matheus, e recentemente baixei o Grinder... eu navegando pelo App achei um gatão, e que gato um negão maravilhoso, um pouco mais baixo que (o que não e muita novidade), então depois de um tempo conversando ele me chamou pra ir em um motel, eu como estava com um fogo aceitei né, então ele veio me buscar, e meu deus ele era mais lindo que nas fotos...

— Oi, Matheus né?? - Disse ele abaixando o vidro -  Sou o Jonas.

— Oi, sim sou o Matheus - respondi com um sorriso 

— Entra ai, to explodindo aqui olha - Disse ele apontando pro pau fora do calça pelo ziper

O pau dele tinha uma cabeçona morena, e o pau ficava todo espremido pelo espaço minusculo do ziper, sinto ate que o pau ficou marcado

Andamos por um tempinho ate chegarmos me uma curva que dava na entrada do motel, não era um 5 estrelas mas ate que era chique, muito limpinho e a hidro era maravilhosa. Dividimos a entrada, e colocamos o carro na garagem do quarto, fomos subindo eu na frente e ele, levando vários tapas no caminho para o quarto

Quando eu abri a porta ele me abraçou pelas costas e começou a tirar minhas roupas eu as dele, depois de ficarmos pelados entramos na banheira de hidro e começamos a nos pegar, ele pegou na minha bunda, comecei a sentir aqueles dedos grossos entrando pelo meu buraquinho, e começamos a nos beijar e eu fui pegar naquele pau lindo onde minha mão quase não fechava nele, comecei a bater uma pra ele e nossos gemidos ecoaram por todo banheiro, nem nos secamos já fomos direto pra cama mesmo molhados

Ele me jogou de quatro na cama e começou a chupar meu cuzinho, sentir aquela língua me penetrando era a coisa muito gostosa, partimos para um 69 apesar de ser difícil chupar aquela coisa grossa que mal na minha mão cabia imagina na minha boca, mas eu me e esforcei pra chupar direito chupando aquela cabeçona e ele chupando meu cuzinho, ficamos nisso por uns 20 minutos

Depois ele pegou na bolsa dele um tubo de KY e começou a untar meu cuzinho ele foi passando muito lubrificante e eu continuava a chupar e lamber aquele mastro delicioso que logo logo me arrombaria, fui ouvindo os gemidos dele no processo

 Depois de lubrificar bem meu cuzinho e o pau dele, fui sentando no pauzão dele, era a melhor forma, a penetração foi difícil fique tentando por uns 15 minutos ate que meu cuzinho começou a ceder e a cabeça dele foi entrando aos poucos e fui sentindo cada milímetro daquela tora me preencher, até sentir os pelos dele encostando na minha bunda, fique parado por um tempo ate me acostumar com a grossura e a dor foi passado

Depois de me acostumar meu cuzinho começou uma tentativa de mordiscar aquela tora mais a coisa era grande de mais pra isso, e ele percebeu, pegou nas minhas bandas da bunda e começou a subir e descer comigo naquele pau, fui sentindo cada parte daquele pau indo e vindo dentro do meu cuzinho, socando o limite do meu cuzinho que já não tinha mais sinal das minhas pregas, fui me acostumando e a coisa foi aumentando ate que eu mesmo comecei a subir e descer nele

Fiquei cavalgando por horar ate que ele me botou de quatro sem tirar aquele pau de dentro mim, sentir o negócio grosso girando dentro de mim foi incrível, ele tinha uma pegada incrível e meu cu foi ficando anestesiado e o atrito foi ficando cada vez melhor, e pelo jeito ele era difícil de gozar, ficamos fodendo por um longo tempo, mudamos de posições varias vezes.

Foi de quatro, frango assado, eu quiquei nele umas 3 vezes, ele me pegou de lado, deitado, foram tantas que eu já estava ficando sem fôlego pra continuar, minha bunda foi bem castigada também, levei tanto tapa e umas mordidas nas costas 

Depois de algumas horas as coisas foram ficando cada vez mais rápidas e meio brutais mas meu pobre cuzinho já estava bem anestesiado, ele foi metendo bem rápido e eu fui sentindo o pau dele ficando mais e mais grosso ate que ele soltou um urro de macho bem alto ecoando por todo quarto, fui sentindo aquele pau cuspindo tantos jatos de porra que eu fiquei lotado com aquele liquido super quente parecendo lava, fui sentido me preencher e comecei a gozar em uma punheta gozando muito

Ele estava bem em cima de mim, depois de gozar ele jogou seu peso em cima de mim e caímos cansados na cama, e o pau dele foi amolecendo dentro do meu cuzinho e mesmo assim era grande, tanto que continuou dentro de mim 

Ficamos conversando por um tempo e logo o pau dele foi ficando duro de novo e eu sentindo aquele monstrinho crescendo dentro do meu cuzinho, e mesmo destruido partimos pro segundo round

Ele gozou na minha boca dessa vez, não consegui sentar direito enquanto ele me levava de volta  pra meu apartamento e nem conseguirei por umas boas semanas, trocamos nossos numero mas ainda me sinto muito assado e arrombado depois daquele sexo que apesar de me deixar quase cadeirudo eu quero repetir um dia desses

 vou amar ser currado de novo, ele ainda disse que tem um irmão que e bi e também dotado quem sabe na próxima o irmão dele não participe."   


Notas Finais


Obrigado por ler meus contos.
Bye bye. ( ◜‿◝ )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...